You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Mensagens recentes
Páginas: 1 [2] 3 4 5 6 ... 10
11
Para efeitos de marketing, em vez de uns vouchers penso que surtia mais efeito não cobrar lugar anual na próxima época. Com a crise económica e social que se avizinha e com a incerteza que será a próxima época muita gente vai pensar duas vezes se continua a pagar quotas e/ou o lugar anual.
Vais ter jogos à porta fechada durante pelo menos parte da proxima época, pelo que duvido que venhas a vender lugares anuais, pelo menos enquanto não for certo publico.
12
Fdx! O armazém do Braga não tem tanta camisola.
Não queres divulgar a tua morada e a que horas não está ninguém em casa?
13
Esteve no Benfica mas foi dispensado porque era... muito pequeno

Em entrevista a A BOLA e A BOLA TV, o central David Carmo, de 20 anos, fez uma retrospectiva da carreira e falou sobre a passagem pelo Benfica, quando tinha 12 anos. 

Passou dois anos na formação do Benfica. Qual a razão para a dispensa?
Não estava a dar os resultados que eles queriam. Na altura em que me dispensaram disseram: ‘Tu és um jogador de futuro’. Eu tive um crescimento atrasado em comparação com os outros e não conseguia jogar no campeonato nacional de iniciados.Na altura fiquei muito triste. Foi o primeiro impacto negativo que tive na minha vida, mas assumi isso e, principalmente com a ajuda do meu pai, tentei transformar essa dispensa numa coisa boa. Levar esse ensinamento para a vida.

Saiu do Benfica porque era pequeno?
Sim. Na altura foi essa a razão que me deram. Hoje é um bocado estranho, pois tenho 1,96 metros... mas na altura era pequeno. Consegui ultrapassar esse momento e fiquei mais perto da minha família e estive dois anos em dois clubes de Aveiro que me ajudaram muito a crescer.

Mas como foram esses dois anos de Benfica?
Eu tinha 12/13 anos. Foi muito difícil para os meus pais deixarem-me sair de casa com essa idade. Eles iam de duas em duas semanas a Lisboa ver os jogos e dou-lhes muito valor, pois sei as dificuldades que passaram. A primeira vez que vi o meu pai chorar foi quando me deixou no Benfica. Foi difícil. Liguei várias vezes ao meu pai a chorar. O meu pai ia ter comigo, mas a mensagem que me passava era que eu tinha de viver aquelas dificuldades para crescer e ser uma pessoa melhor. Esses dois anos foram bons, vivia na academia e tinha um grupo de amigos muito bom. Passámos tempos muito bons e ganhei amigos para a vida. Eu era da equipa do Florentino, do Jota e do Gedson. Penso que o meu problema possa ter sido focar-me mais nisso e menos no futebol. Quando ingressei no SC Braga também ia ficar fora da família, mas já tinha essa aprendizagem de antes, o que facilitou muito o meu trajeto.

Já falou com alguns desses amigos que deixou no Benfica sobre essa dispensa pela altura?
No meu primeiro ano de SC Braga fomos jogar ao Benfica no campeonato nacional de juvenis e nunca mais me vou esquecer da reação deles quando me viram, pois já tinha crescido muito.

O facto de o pai ter sido jogador de basquetebol ajudou a passar por todas essas situações?
O meu pai nunca pôs em causa eu jogar bem ou mal, o que sempre fez é o que ainda faz. Quer saber se eu me sinto bem e feliz. E está sempre a dizer para não me aleijar. Ainda hoje ele me diz isso, mesmo eu estando a jogar na Liga. Ele foi um pai novo e sempre andou comigo para todo o lado. As nossas viagens de carro eram passadas a falar do desporto e das dificuldades e de como as ultrapassar. Foi muito duro, mas isso preparou-me melhor para os desafios da vida. O meu pai é o meu herói.

Como foi sair do Benfica e ir para o Anadia?
Fui porque adorava o grupo e conhecia o treinador, Pedro Alegre de Aveiro. Mas só estive lá seis meses, pois tinha muitos custos. Ia de comboio para os treinos. Regressei ao Beira-Mar e fiquei mais perto de casa. Na época seguinte fui para a Sanjoanense, o treinador Ricardo Pinheiro conseguiu reunir os melhores jogadores da zona e fizemos uma época incrível.
Não perdemos num jogo nessa época. Eles prometeram-me transporte
para os treinos.

Como surgiu a proposta do SC Braga?
Lembra-se de eu lhe ter dito que o Benfica quando me dispensou disse que eu seria um jogador de futuro? Pois. Na altura em que surge o Braga o Benfica também me tinha ligado. Lembro-me perfeitamente… Estava em casa e o meu pai estava ao telemóvel a falar com o responsável do Benfica e disse-me diretamente que queriam que eu fosse para lá. Eu já sabia do interesse do Braga, mas não tinha nada acordado, e senti que não queria ir para o Benfica. E assumi que preferia ir para o Braga. Na altura os meus colegas acharam a minha decisão muito estranha e até estúpida. Mas eu deixei-me levar pelo que estava a pensar e valeu muito a pena a decisão. Receberam-me muito bem na residência do clube. Vivíamos lá 30 ou 40 jogadores e, ainda mais do que no Benfica, ganhei amigos para a vida toda.

Com que sonhos chegou a Braga?
Só há dois anos é que comecei a meter na cabeça… Eu sempre vivi o momento e não pensava muito no futuro. Para ser sincero eu nem acreditava muito nas minhas capacidades. Quando me estreei na Seleção Nacional é que percebi que realmente as coisas podiam acontecer.

Foi ser Campeão da Europa de sub-19 que o fez olhar para o futebol de outra forma?
Sim, sim, claro. Na verdade eu só comecei a jogar no campeonato nacional em juvenis. Ser Campeão da Europa fez-me perceber o que realmente é o futebol e o que poderia conseguir atingir. O bom que é ter conquistas... percebi isso. 

em:https://www.abola.pt/Clubes/2020-05-24/sc-braga-esteve-no-benfica-mas-foi-dispensado-porque-era-muito-pequeno/845956/471
14
«Já joguei com os três grandes e ganhei!»

David Carmo, central de 20 anos, é uma das apostas bracarenses e tudo parece caminhar para ser a próxima coqueluche dos guerreiros. Os desempenhos prometiam; até que tudo parou. Em conversa aberta, David Carmo fala do bem que se sente em Braga, dos tempos no Benfica e também dos clubes que já lhe piscam o olho...

O plantel do SC Braga está em confinamento num hotel da cidade, enquanto prepara o regresso do campeonato. Como está a ser esse regresso aos treinos de forma diferente e esse estágio prolongado?
Temos na cabeça que podemos ficar assim até ao final do campeonato, mas sinto que é uma obrigação nossa. É para o nosso bem e o clube está a tomar essa decisão para a nossa segurança e para termos todos os jogadores disponíveis para os jogos. Sinto que o SC Braga fez um bom trabalho e temos liberdade dentro do possível, pois estamos aqui fechados durante muito tempo e há colegas que têm família e são pais e é preciso gerir. Mas penso que isso também pode ser bom para a equipa, pois dá para nos conhecermos melhor e isso vai ajudar o grupo. Eu já desde o ano passado que trabalhava com o plantel principal, mas era diferente. Agora sinto muito mais que faço parte da equipa. Tenho dois ou três jogadores com os quais me dou muito bem e os outros não conheço muito bem, pois a nossa rotina é treinar e ir embora. Este confinamento vai servir para eu conhecer melhor os meus colegas e eles me conhecerem. Sinto que vai ser benéfico para todos.

Como é que é treinar neste tempo de mudança com todos os condicionalismos?
Em primeiro lugar começámos com os treinos individuais com os jogadores divididos por grupos, nos vários campos da academia. Depois passámos para os treinos mais táticos, para metermos as ideias na cabeça e estarmos muito melhor quando chegarmos aos jogos.

Treina com medo?
Não. Eu confio muito nas pessoas do clube e no trabalho que elas fazem. Quando não estávamos todos juntos no hotel, assim que chegávamos para os treinos, desinfetávamo-nos e mediamos a temperatura. Eu tenho confiança total e a única coisa que penso é em voltar a jogar futebol e não penso muito na epidemia.

Em princípio a Liga recomeça dia 4 de junho. Que expectativas tem para esse tão ansiado regresso?
Ficámos todos felizes com o regresso. Quando estava em casa já estava cheio de saudades. Tinha saudades da equipa. Do balneário… Do ambiente do estádio, que agora não vamos ter. Do bichinho antes do jogo começar. Agora, a cada dia que passa, estamos mais ansiosos. Sinto que vamos estar muito bem preparados para o primeiro jogo após a paragem.

Como será jogar sem o apoio dos adeptos?
Vai ser muito diferente, mas temos de ver a parte positiva: também será mais fácil para nós, jogadores, comunicarmos. Penso muito como será quando alguém marcar um golo. O festejo não será certamente o mesmo… Mas, jogar futebol, de qualquer maneira, é o que nos faz feliz!

Sente-se confortável com o protocolo estabelecido e com as novas normas para o regresso?
Sinto que as pessoas que implementam as regras pensam em nós e no nosso bem. Não é uma coisas que eu controle e sinto que tentaram arranjar a melhor maneira possível de resolver este problema. Na verdade, estou mais preocupado no meu trabalho e muito feliz por conseguir voltar a jogar. Tivemos de nos adaptar à situação em que estamos. Era injusto para algumas equipas o campeonato acabar com 10 jornadas por realizar.

em: https://www.abola.pt/Clubes/2020-05-24/sc-braga-ja-joguei-com-os-tres-grandes-e-ganhei/845955/471
15
Bom dia malta,
Hoje lembrei-me de partilhar algo que me enche de orgulho e por isso reactivo este tópico que tinha completamente caído no esquecimento, no qual já não postava nada a quase 2 anos.
A minha colecção cresceu a um ritmo alucinante neste últimos 2 anos, tendo neste momento mais de 600 camisolas do Enorme SC BRAGA em minha posse! Verídico!

Venho por este meio agradecer aos elementos deste fórum que me ajudaram a encontrar algumas pérolas raras, a ajuda deles foi fundamental.

No entanto, ainda me faltam algumas camisolas que não consigo arranjar para completar a minha colecção de todas as camisolas de jogo da equipa principal do SC BRAGA usadas em cada uma das competições que realizou desde a época 1960 ( Campeonato. Taça Portugal, Taça FPF.,Taça da Liga, Finais e Competições europeias nos anos em que esta se qualificou).

Quem me conseguir encontrar/ajudar a obter um dos  tesourinhos que ainda me falta será muito bem recompensado, garanto-vos e agradecia que entrasse em contacto comigo por MP ou através do mail: camisolasdobraga@gmail.com


Hoje foi dia de sol para cerca de metade da minha colecção, como faço habitualmente pelo menos duas vezes por mês para estas se conservarem melhor e atravessar o tempo sem se estragar (Infelizmente, muita gente deixa anos na gaveta camisolas antigas sem nunca as tirarem e estas acabam-se por se deteriorar gravemente), estando as restantes em repouso na minha sala Museu de casa.

Aqui ficam fotos

image hosting sites












Fica a lista das camisolas que me faltam. Pagam um balurdio por elas a quem me ajudar a encontra-las:
As camisolas que me faltam:

1- Camisola Puma vermelha época 85/86 com patrocínio Cerâmica Valadares ( Atenção apenas me falta a Puma com patrocinio Ceâmica Valadares pois as outras Pumas já tenho e a da mesma época da marca Mundo do Desporto também a tenho)

2- Camisola Puma Branca com patrocínio Cerâmica Valadares (época 85/86)

3- Camisola Vermelha marca Marsil com patrocínio Agro 87 (época 86/87)

4- Camisola Branca marca Erbacher com patrocinio Urbanização Braga Jovem (época 93/94)

5- Algumas camisolas anos 60 e 70, sobretudo alternativas Brancas (Deve-me faltar pela minhas contas e fotos da época, 6 exemplares


Nos próximos dias, irei enviar fotos das novas camisolas e medalhas de finais mais significantes que entraram na minha colecção para as poderem ver.

Obrigado mais uma vez a quem me puder ajudar.
Cumprimentos.
16
1 - Futebol / Clube / SAD / Re: Futebol português em debate
« Última mensagem por Lipeste em 24 de Maio de 2020, 11:59 »
Surpreendente é também pedir a demissão de todos os clubes membros da direcção da LPFP e depois aparecer com disponibilidade para ocupar a vaga do único clube que a abandonou (por acaso foi o Benfica). AS quer a queda de Proença ou quer um lugar à mesa? Está disponível para ser correia de transmissão de quem saiu e/ou de outros? Exigiu a saída dos clubes da direcção por os considerar incompetentes no exercício das suas funções e para que outros, competentes, as venham a desempenhar? Sendo ele o cabeça de cartaz? Não consigo compreender estas últimas posições de AS, por mais que tente não consigo.
17
Para efeitos de marketing, em vez de uns vouchers penso que surtia mais efeito não cobrar lugar anual na próxima época. Com a crise económica e social que se avizinha e com a incerteza que será a próxima época muita gente vai pensar duas vezes se continua a pagar quotas e/ou o lugar anual.
18
1 - Futebol / Clube / SAD / Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Última mensagem por Lipeste em 24 de Maio de 2020, 09:52 »
Finalmente temos o Xerife.
19
1 - Futebol / Clube / SAD / Re: Mercado de Verão 2020/2021
« Última mensagem por 100%SCB em 23 de Maio de 2020, 20:36 »
Deve ter qualidade e é uma boa oportunidade de negócio, mas será que é assim tão melhor que o Singh?
E para quê mais um extremo destro? Há Horta, Galeno e Singh (mais o Abel Ruiz). Todos estes rendem mais na esquerda. Para o lado direito, "de raíz" há apenas Xadas.

Horta poderá sair,Wilson e Trincão já estão de saída.
Isto deixa-nos só com Galeno. Xadas não é extremo e já provou que não serve.
Abel Ruiz é ponta de lança e não extremo.
Sendo que o Galeno pode jogar a extremo direito (e até foi aí que rendeu mais).
Luther Singh pode ser aposta,mas é muito irregular,tanto pode ser num jogo o melhor em campo como no seguinte pode ser o pior.
O Xadas este ano não teve oportunidades para mostrar nada.
O Galeno rende bem mais na esquerda (e num 3-4-3 então...)
O Abel até agora só jogou na ala
O Singh pode ser irregular mas este também certamente não é consistente...
Se n vem ninguém, é pk não vem.
Se vem, não vale a pena apesar de nem ter chegado.

Se fosse mesmo bom, não vinha para o Braga. Temos de contratar estes mais irregulares e tentar afinar los.
Simplesmente faz mais falta um ala canhoto que um destro. Não percebo qual a dificuldade em compreender o que disse...

Abel fez 3 joga ,só 1 a titular,jogou a ala,mas não quer dizer que seja ala,quer só dizer que o Paulinho não dá hipóteses a ninguém 😅
Má o próprio Abel Ruiz já disse que é um puro ponta de lança.
Disse que também podia jogar nas alas. Logo Galeno e Horta são suficientes para a esquerda... se sair o Horta, sim, é necessário alguém.

PS- O Draxler é 2/3 anos mais velho que este
20
Contactei ontem o Braga pelo mail socios@scbraga.pt a propósito da renumeração e responderam hoje a dizer que a renumeração vai ser adiada alguns meses e que preferem a entrega da informação numa das lojas quando abrirem a partir de 1 de Junho.
Páginas: 1 [2] 3 4 5 6 ... 10
Anuncios M
Anuncios M