You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
cardoso
  Artigo DM: Estalos e estaladas
« em: 22 de Junho de 2006, 13:18 »
Nesta fase da época futebolística é inevitável fugir do tema que nos cerca por todos os lados: o Mundial de futebol. À nossa volta, é tudo uma grande pasmaceira: está tudo de férias e os jornais não têm notícias que escapem a esta febre que vem da Alemanha. Não há transferências de nomeada, não há escândalos, e nem os santos populares trazem alguma coisa de novo: a mesma poeirada do costume, os mesmos magotes a subir e descer a avenida, valha-nos o fogo de artifício que, como diria o meu caríssimo amigo Eça de Queiroz, vai ser de estalo! De estalo, meus caros amigos!
De estalo também, continua a ser o futebol do Figo. Qual velho, qual carapuça! O moço parece rejuvenescido. Há uns dias entretive-me a ver na televisão um documentário sobre o Mundial de 1966. A memória que tenho desses tempos é fruto apenas do que li e vi em imagens da televisão. Vi o portento que era o Eusébio. Que grande jogador! Mas o mais incrível é que vi (salvo erro meu por ignorância e abusiva extrapolação) semelhanças notáveis entre Figo e Eusébio. Aquela raça, aquele poder de arranque, aquela inteligência no toque de bola levaram-me a ver o Figo como uma espécie de Eusébio modernizado. Podem dizer que está acabado, mas para mim o Figo é ainda um ídolo.
De estalo também é a inteligência de mister Scolari. Critiquei e critico determinadas opções suas: Meira ou R. Costa em vez de Nunes, Paulo Santos só convocado por ausência de B. Vale, a convocação de Postiga, a ausência de Quaresma, etc. Mas ele é que é o seleccionador e eu um simples escriba nas horas vagas. Na verdade, ele é um bom teimoso. Teima em jogadores quase proscritos por outros, como Maniche e Costinha e transfigura-os. Por outro lado, para desespero de muitos críticos, a selecção continua a não dar espectáculo mas… a ganhar. Nove pontos em nove possíveis. A verdade é que a equipa ainda não mostrou tudo o que vale. Mas isso não é um factor negativo; pelo contrário, demonstra que há margem de progresso; há motivos para pensar que temos trunfos na manga que poderão ser decisivos nos próximos jogos. Repare-se, por exemplo, que nos três jogos disputados poupámos sempre jogadores.

De estalo ainda são os nossos deputados. Desta vez (pasme-se) não deixaram de ir à Assembleia para ficar a ver a bola. Anteontem viram o jogo com o México no local de trabalho! Sádica e maldosa decisão, obrigar os nossos pobres representantes a ir para o trabalho, como qualquer mortal e depois passar a tarde a ver futebol. Isto não se faz nem a um funcionário público! Nem sequer a um reles professor!
O que não é nada de estalo (quando muito de estalada) é a nossa triste televisão. A maioria dos jogos passam em canal de ricos e os que nos é dado ver num canal do povo são acompanhados por comentadores que… enfim, são muito bons amigos das estações de rádio, uma vez que o adepto atento depressa se apercebe que o melhor é tirar o som ao televisor e ligar a rádio. Perante isto, mais vale ver os jogos da selecção de mil nove o oitenta e tais na RTP Memória, um canal de vanguarda! Depois há aquela inteligentíssima estratégia de ocupar horas e horas com enviados especiais envolvidos em reportagens de rua na Alemanha e em Portugal, a entrevistar adeptos embrulhados em bandeiras, com a cara pintada à Sioux, hurrando e ululando à volta do pobre repórter… que pobreza franciscana, meu Deus! Não há imaginação para mais ou é mesmo disto que o meu povo gosta, como diria o Perestrelo? Na minha modesta opinião mais valia mandar para as ruas o saudoso Estebes, com um garrafão de vinho às costas. E o pior é que pelo menos nos dias em que joga Portugal, todos os canais alinham nisto. Se não fosse o canal 2 e a RTP Memória…
Reis
Reis Equipa Reservas
  • ****
  • 857
  • 1 REGIÃO, 1 IDENTIDADE. BRAGA
  Re: Artigo DM: Estalos e estaladas
« Responder #1 em: 22 de Junho de 2006, 13:31 »
...os jornais não têm notícias que escapem a esta febre que vem da Alemanha. Não há transferências de nomeada...


Porque não precisam delas para encher os jornais... caso contrário...

Vi o portento que era o Eusébio. Que grande jogador! Mas o mais incrível é que vi (salvo erro meu por ignorância e abusiva extrapolação) semelhanças notáveis entre Figo e Eusébio.


Pois! Só que nos tempos que correm, temos de dar mais valor ao Figo, porque jogar contra um futebol moderno (5 defesas e se passas....) do que jogar com "5 violinos" lá na frente...


Por outro lado, para desespero de muitos críticos, LINDO!!!!! E acho que o mesmo se passará este ano com o Braga...a selecção continua a não dar espectáculo mas… a ganhar. Nove pontos em nove possíveis.


Depois há aquela inteligentíssima estratégia de ocupar horas e horas com enviados especiais envolvidos em reportagens de rua na Alemanha e em Portugal, a entrevistar adeptos embrulhados em bandeiras, com a cara pintada à Sioux, hurrando e ululando à volta do pobre repórter… que pobreza franciscana, meu Deus!

Tens toda a razão... Se já era fraca, então preencher tempo com "brancas"...é do 5.º mundo...

...mais valia mandar para as ruas o saudoso Estebes, com um garrafão de vinho às costas.

Existem duvidas?!?!?!?

Se não fosse o canal 2 e a RTP Memória…

O Hollywood também é fixe... hehehehehe
Vás para onde fores, veste a tua camisola para mostrares identidade gverreira.
Vlad
Vlad Equipa Principal
  • *****
  • 2821
  Re: Artigo DM: Estalos e estaladas
« Responder #2 em: 22 de Junho de 2006, 16:59 »

De estalo também é a inteligência de mister Scolari. Critiquei e critico determinadas opções suas: Meira ou R. Costa em vez de Nunes, Paulo Santos só convocado por ausência de B. Vale, a convocação de Postiga, a ausência de Quaresma, etc. Mas ele é que é o seleccionador e eu um simples escriba nas horas vagas. Na verdade, ele é um bom teimoso. Teima em jogadores quase proscritos por outros, como Maniche e Costinha e transfigura-os. Por outro lado, para desespero de muitos críticos, a selecção continua a não dar espectáculo mas… a ganhar. Nove pontos em nove possíveis. A verdade é que a equipa ainda não mostrou tudo o que vale. Mas isso não é um factor negativo; pelo contrário, demonstra que há margem de progresso; há motivos para pensar que temos trunfos na manga que poderão ser decisivos nos próximos jogos. Repare-se, por exemplo, que nos três jogos disputados poupámos sempre jogadores.


Também fui ( e sou) crítico do Scolari em relação à convocatória, pelas mesmas razões que o Cardoso já referiu. É de facto uma pena ver o Meira em acção e saber que o Nunes está no sofá. O mesmo digo em relação ao Quaresma/Boa Morte. Mas... à frente. Agora são estes, e também é um facto que o Scolari tem sido um líder forte neste mundial e tem gerido bem a equipa e a utilização dos jogadores.

Força Portugal!
BRAGA... um dia ainda te vou ver a campeão!

Nota:desprezo os chamados "grandes"