You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios
cadê a venda da praxe?
21 Respostas
4013 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
HugoSáPinto
HugoSáPinto Equipa Principal
  • *****
  • 1871
  Re: cadê a venda da praxe?
« Responder #20 em: 01 de Julho de 2007, 23:51 »
Onde está a venda da praxe e habitual em cada época por AS?
"Deixa ver se tá no meu bolso...[aguardando]...não, no meu bolso não está..."

Para já o Rodriguez vale uns 5 milhões... isto para mim...no meu FM ele tá no Estugarda, mas tinha passado pelo S04, vendio por 4 milhões...




Eu, por acaso, no PES 6, não gosto muito dele...  :-\

No PES, o Braga não presta muito, mas pelos graficos somos os 4º melhores, quanto ao vandinho melhor que o andrade nao acredito...

LOL!
Estou a ver que, por aqui, há muitos viciados no PES6 :D
Costumo organizar torneios offline. Há algum interessado?

P.S.: Adicionem-me ao MSN - hugosapinto@hotmail.com
Olho Vivo Equipa Principal
  • *****
  • 9431
  Re: cadê a venda da praxe?
« Responder #21 em: 02 de Julho de 2007, 15:56 »
Esta epoca já fizemos:
600 mil Cesinha
200-400 mil Tiago
Por isso e o braga tiver um défice de 200 mil euros por mês de tesouraria precisamos de mais -\+1,4 mils para termos a época resultado positivo.
Ou seja Dani Malo -500 mil  Davide - 1mil  ;D
 
E depois não me importava nada de vender Madrid  5 mils ( 3,5M para o Braga) para investirmos num café sede no centro e em relvados e balneários para a formação.   Mesmo assim ainda chega para apresentarmos resultado positivo nas contas da SAD.



Talvez tenhamos já garantido cerca de 1 milhão de euros (Cesinha+Tiago).
É manifestamente pouco. Todos elogiam a gestão de António Salvador. Mas esta deve ser analisada sob duas vertentes: a financeira propriamente dita e a económica:
1. Quanto ao aspecto financeiro, tem sido um sucesso. Graças às transferências a SAd tem registado excedentes que lhe têm permitido abater (embora pouco) o passivo.
2. Do ponto de vista económico, não me parece que a gestão de Salvador seja um sucesso. Fiquei abismado com os números que vi no Anuário "As Finanças do Futebol Profissional" relativo à época 2005/2006. A SAD apresentou um prejuízo corrente (actividade "normal" e encargos com juros) de mais de 3 milhões de euros (!!!!) - com as receitas estagnadas e os custos a subirem de forma substancial (sendo que provavelmente grande parte deste agravamento se tenha ficado a dever a um plantel de maior qualidade mas mais caro).

Ao nível das receitas operacionais, Boavista, V. Guimarães, Académica e Marítimo apresentam números melhores que os nossos, com o Nacional a apresentar valores muito próximos (os boavisteiros e os vitorianos com valores acima dos 9 milhões de euros ao passo que a nossa SAD não chegou aos 6 milhões). Isto coloca a nu o calcanhar de aquiles da gestão de Salvador: a incapacidade de fazer crescer as receitas relacionadas com a dimensão do clube. Não se nota nas contas qualquer impacto positivo do sucesso desportivo que não seja a maior capacidade de fazer boas mais-valias com as transferências de atletas do clube. E isto coloca o nosso crescimento(?) em bases pouco sustentáveis: um período conjunturalmente mau ao nível do mercado de transferências, uma eventual alteração das regras de transferências do futebol, a quebra de relação privilegiada entre SAD e um qualquer empresário de sucesso pode colocar em risco o modelo de gestão da SAD.

Acredito que os números da passada temporada (2006/2007) possam apresentar algum progresso ao nível das receitas operacionais (fruto fundamentalmente de uma boa participação na UEFA), mas não acredito que as contas correntes apresentem um melhor saldo. Pelo contrário, admito até que se tenham agravado, fruto de um plantel certamente mais caro que o anterior... Ora, mais de 3 milhões de euros de prejuízo corrente significa mais de 50 mil contos de "prejuízo" por mês. A nossa dependência das receitas de transferências é neste momento grave...

Desta forma, quando muitos dão vivas por Madrid ainda cá estar, por exemplo, eu fico preocupado. Ficaria bem mais descansado se o visse sair por uma boa maquia - embora não acredite que alguém nos dê mais do que 3 milhões por 70% do passe. A verdade é que não podemos dar um passo maior que a perna. Se no plano desportivo, temos sido sem discussão a quarta "potência" a nível nacional, no plano económico essa posição está bem longe de ser nítida. Quando sonhámos em chegar perto dos grandes temos que ter isto bem presente. E recordar por exemplo que o Benfica pagou por Cardozo mais de 9,5 milhões de euros (80% do passe!) mais de 50% acima das nossas receitas correntes na temporada 2005/2006!!!!


NOTA: quanto ao Diego, só um tolo é que acredita nos 3 milhões de euros por 50% do passe! Se ficámos com 1,5 MEUR + 50% do passe não foi nada mau...
« Última modificação: 02 de Julho de 2007, 16:02 por Pedro Ribeiro »