Quantcast
Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
128 Respostas
9746 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Enorme_Guerreiro
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #120 em: 14 de Novembro de 2023, 16:31 »
Engraçado foi na flash, o Djalo que toda a gente sabe que fala português fluente, decidiu começar a falar em espanhol.
Já tinha feito o mesmo após o jogo com o Real Madrid em casa. Talvez seja para as pessoas se lembrarem que ele é espanhol, parece-me propositado. Se o objetivo é ser convocado para a seleção espanhola e tudo, percebo a decisão sinceramente... Porque deve estar farto de ouvir pessoas na televisão a referirem-se a ele como "o jogador nascido em Espanha", "jogador que também tem nacionalidade espanhola", entre outras, e quer mostrar de uma vez por todas que ele não é só "nascido em Espanha" ou que "também tem nacionalidade espanhola", mas que ele É espanhol!

Alguém já ouviu alguém a referir-se ao Abel Ruiz, ao Victor Gómez ou ao Marín como "jogador nascido em Espanha" ou "jogador com nacionalidade espanhola"? Eu nunca, dizem sempre "jogador espanhol", mas em relação ao Álvaro, há sempre a necessidade do apontamento, sabe-se lá porquê  ::)

O Álvaro nasceu em Espanha e lá viveu até emigrar para Portugal aos 18 anos. Porque é que o Abel, que nasceu e viveu em Espanha até aos 19 anos, é "jogador espanhol", mas o Álvaro é "jogador nascido em Espanha"? Parece-me que será esse o motivo, alguém lhe terá dito que se calhar era melhor começar a falar em espanhol, para as pessoas perceberem que ele é espanhol...
Os exemplos que deste não são comparáveis. São "apenas" espanhóis.
O Djaló tem dupla nacionalidade guineense (há bastante tempo suponho) e terá obtido nacionalidade portuguesa que é o que interessa para a nossa realidade.
É a mesma coisa com luso descendentes que mesmo que não tenham dupla nacionalidade é sempre referida a sua ascendência como por exemplo acontecia com a Nelly Furtado, nunca era canadiana.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Interessa pouco se tem nacionalidade portuguesa ou não. Quanto à comparação com os outros, faz sentido sim. Ele é um jogador com dupla (tripla?) nacionalidade, mas isso não o torna menos espanhol. A Nelly Furtado é luso-canadiana, e foir normalmente assim que se referiram a ela, tal como ao Pepe, Deco, Liedson, Otávio, etc., se referiram como luso-brasileiros. Mas ao Djaló não falam dele como sendo hispano-guineense ou coisa do género. Dizer que ele é "nascido em Espanha" ou que "tem nacionalidade espanhola" é sempre um menosprezo da sua "espanholidade". Parece que ele não é bem espanhol, só nasceu lá. E depois ouves a entrevista dele à Next e ele diz que se sente completamente espanhol, que nunca sequer foi à Guiné. Porque é que o facto dele ter dupla ou tripla nacionalidade parece mudar o facto dele ser espanhol? Ele é menos espanhol por também ser guineense? É isso que eu não percebo. Porque não dizem "o hispano-guineense" ou "o espanhol com ascendência guineense", onde fica claro que o seu país é Espanha e os países "extra" são os outros, em vez de darem a entender que ele é outra coisa qualquer, "apesar de ter nascido em Espanha"?

Já sei, "hoje em dia não se pode dizer nada" e "politicamente correto" e não sei que mais... A verdade é que faz diferença, e que este tipo de linguagem influencia. Tanto assim é, que ele até começou a falar espanhol, para lembrar as pessoas que ele é espanhol.
Não, não é normal e não é assim que se "referiram a eles".
Cada um refere-se a outra pessoa conforme o seu ponto de vista. Quem fora um português chamaria a Nelly Furtado de luso-qq coisa?
Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?
Falam assim do Djaló para puxar à brasa à sardinha portuguesa. Para todos menos para o Djaló é uma questão de pormenor.
É quase como quando o Lopetegui disse que não era espanhol, era basco. Os jornalistas portugueses dizerem o jogador nascido em espanha (para além de não estar factualmente errado) causa algum problema a ser convocado pela seleção? zero!

Já ele falar em espanhol, sobretudo no jogo com o real isso sim já ajuda, por aparecer na imprensa de lá, não na de cá.
Esta discussão é do sexo dos anjos.
Pronto, se queres acreditar nisso, estás no teu direito. Sim, muita gente fora de de Portugal se refere a outras pessoas assim, tal como muitas pessoas em Portugal se referem a outras também assim. Ou nunca ouviste chamar italo-brasileiro ao Jorginho? Hispano-brasileiro ao Diego Costa?

Falam assim do Djaló para puxar qual brasa a qual sardinha? Que eu saiba (posso estar enganado, mas nunca vi nenhuma informação sobre isso em lado nenhum), o Djaló não é português, é espanhol e guineense, por isso não há brasa nenhuma para puxar.

Criticaste as minhas comparações, mas achas que essa do Lopetegui tem alguma coisa a ver com o assunto...

"Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?"
É precisamente este o ponto... Se ninguém se refere ao Matheus ou ao Galeno como luso-brasileiros, e lhes chamam simplesmente "brasileiros", porque é que o Djaló não é simplesmente "espanhol"? Se queres continuar a acreditar que é só uma questão de ponto de vista, estás no teu direito. Eu só acho que estás a ser muito ingénuo.
Luso Equipa Principal
  • *****
  • 7258
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #121 em: 14 de Novembro de 2023, 16:56 »
Não querendo entrar na discussão mas o Djaló também é português segundo o empresário:
https://www.ojogo.pt/6132607322/alvaro-djalo-pode-jogar-por-espanha-guine-bissau-ou-portugal/

Podem agora discutir se o devem chamar de hispano-luso-guineense, etc.
Anuncios M
Anuncios M
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16336
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #122 em: 14 de Novembro de 2023, 19:52 »
Engraçado foi na flash, o Djalo que toda a gente sabe que fala português fluente, decidiu começar a falar em espanhol.
Já tinha feito o mesmo após o jogo com o Real Madrid em casa. Talvez seja para as pessoas se lembrarem que ele é espanhol, parece-me propositado. Se o objetivo é ser convocado para a seleção espanhola e tudo, percebo a decisão sinceramente... Porque deve estar farto de ouvir pessoas na televisão a referirem-se a ele como "o jogador nascido em Espanha", "jogador que também tem nacionalidade espanhola", entre outras, e quer mostrar de uma vez por todas que ele não é só "nascido em Espanha" ou que "também tem nacionalidade espanhola", mas que ele É espanhol!

Alguém já ouviu alguém a referir-se ao Abel Ruiz, ao Victor Gómez ou ao Marín como "jogador nascido em Espanha" ou "jogador com nacionalidade espanhola"? Eu nunca, dizem sempre "jogador espanhol", mas em relação ao Álvaro, há sempre a necessidade do apontamento, sabe-se lá porquê  ::)

O Álvaro nasceu em Espanha e lá viveu até emigrar para Portugal aos 18 anos. Porque é que o Abel, que nasceu e viveu em Espanha até aos 19 anos, é "jogador espanhol", mas o Álvaro é "jogador nascido em Espanha"? Parece-me que será esse o motivo, alguém lhe terá dito que se calhar era melhor começar a falar em espanhol, para as pessoas perceberem que ele é espanhol...
Os exemplos que deste não são comparáveis. São "apenas" espanhóis.
O Djaló tem dupla nacionalidade guineense (há bastante tempo suponho) e terá obtido nacionalidade portuguesa que é o que interessa para a nossa realidade.
É a mesma coisa com luso descendentes que mesmo que não tenham dupla nacionalidade é sempre referida a sua ascendência como por exemplo acontecia com a Nelly Furtado, nunca era canadiana.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Interessa pouco se tem nacionalidade portuguesa ou não. Quanto à comparação com os outros, faz sentido sim. Ele é um jogador com dupla (tripla?) nacionalidade, mas isso não o torna menos espanhol. A Nelly Furtado é luso-canadiana, e foir normalmente assim que se referiram a ela, tal como ao Pepe, Deco, Liedson, Otávio, etc., se referiram como luso-brasileiros. Mas ao Djaló não falam dele como sendo hispano-guineense ou coisa do género. Dizer que ele é "nascido em Espanha" ou que "tem nacionalidade espanhola" é sempre um menosprezo da sua "espanholidade". Parece que ele não é bem espanhol, só nasceu lá. E depois ouves a entrevista dele à Next e ele diz que se sente completamente espanhol, que nunca sequer foi à Guiné. Porque é que o facto dele ter dupla ou tripla nacionalidade parece mudar o facto dele ser espanhol? Ele é menos espanhol por também ser guineense? É isso que eu não percebo. Porque não dizem "o hispano-guineense" ou "o espanhol com ascendência guineense", onde fica claro que o seu país é Espanha e os países "extra" são os outros, em vez de darem a entender que ele é outra coisa qualquer, "apesar de ter nascido em Espanha"?

Já sei, "hoje em dia não se pode dizer nada" e "politicamente correto" e não sei que mais... A verdade é que faz diferença, e que este tipo de linguagem influencia. Tanto assim é, que ele até começou a falar espanhol, para lembrar as pessoas que ele é espanhol.
Não, não é normal e não é assim que se "referiram a eles".
Cada um refere-se a outra pessoa conforme o seu ponto de vista. Quem fora um português chamaria a Nelly Furtado de luso-qq coisa?
Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?
Falam assim do Djaló para puxar à brasa à sardinha portuguesa. Para todos menos para o Djaló é uma questão de pormenor.
É quase como quando o Lopetegui disse que não era espanhol, era basco. Os jornalistas portugueses dizerem o jogador nascido em espanha (para além de não estar factualmente errado) causa algum problema a ser convocado pela seleção? zero!

Já ele falar em espanhol, sobretudo no jogo com o real isso sim já ajuda, por aparecer na imprensa de lá, não na de cá.
Esta discussão é do sexo dos anjos.
Pronto, se queres acreditar nisso, estás no teu direito. Sim, muita gente fora de de Portugal se refere a outras pessoas assim, tal como muitas pessoas em Portugal se referem a outras também assim. Ou nunca ouviste chamar italo-brasileiro ao Jorginho? Hispano-brasileiro ao Diego Costa?

Falam assim do Djaló para puxar qual brasa a qual sardinha? Que eu saiba (posso estar enganado, mas nunca vi nenhuma informação sobre isso em lado nenhum), o Djaló não é português, é espanhol e guineense, por isso não há brasa nenhuma para puxar.

Criticaste as minhas comparações, mas achas que essa do Lopetegui tem alguma coisa a ver com o assunto...

"Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?"
É precisamente este o ponto... Se ninguém se refere ao Matheus ou ao Galeno como luso-brasileiros, e lhes chamam simplesmente "brasileiros", porque é que o Djaló não é simplesmente "espanhol"? Se queres continuar a acreditar que é só uma questão de ponto de vista, estás no teu direito. Eu só acho que estás a ser muito ingénuo.
O Djaló pode jogar por Portugal, segundo o empresário dele, portanto será português ou não.
Se não é questão ponto de vista entao é o quê?
Perseguição ao Djaló ou ao Braga?
Teorias da conspiração a esta hora?

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Enorme_Guerreiro
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #123 em: 15 de Novembro de 2023, 09:54 »
Engraçado foi na flash, o Djalo que toda a gente sabe que fala português fluente, decidiu começar a falar em espanhol.
Já tinha feito o mesmo após o jogo com o Real Madrid em casa. Talvez seja para as pessoas se lembrarem que ele é espanhol, parece-me propositado. Se o objetivo é ser convocado para a seleção espanhola e tudo, percebo a decisão sinceramente... Porque deve estar farto de ouvir pessoas na televisão a referirem-se a ele como "o jogador nascido em Espanha", "jogador que também tem nacionalidade espanhola", entre outras, e quer mostrar de uma vez por todas que ele não é só "nascido em Espanha" ou que "também tem nacionalidade espanhola", mas que ele É espanhol!

Alguém já ouviu alguém a referir-se ao Abel Ruiz, ao Victor Gómez ou ao Marín como "jogador nascido em Espanha" ou "jogador com nacionalidade espanhola"? Eu nunca, dizem sempre "jogador espanhol", mas em relação ao Álvaro, há sempre a necessidade do apontamento, sabe-se lá porquê  ::)

O Álvaro nasceu em Espanha e lá viveu até emigrar para Portugal aos 18 anos. Porque é que o Abel, que nasceu e viveu em Espanha até aos 19 anos, é "jogador espanhol", mas o Álvaro é "jogador nascido em Espanha"? Parece-me que será esse o motivo, alguém lhe terá dito que se calhar era melhor começar a falar em espanhol, para as pessoas perceberem que ele é espanhol...
Os exemplos que deste não são comparáveis. São "apenas" espanhóis.
O Djaló tem dupla nacionalidade guineense (há bastante tempo suponho) e terá obtido nacionalidade portuguesa que é o que interessa para a nossa realidade.
É a mesma coisa com luso descendentes que mesmo que não tenham dupla nacionalidade é sempre referida a sua ascendência como por exemplo acontecia com a Nelly Furtado, nunca era canadiana.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Interessa pouco se tem nacionalidade portuguesa ou não. Quanto à comparação com os outros, faz sentido sim. Ele é um jogador com dupla (tripla?) nacionalidade, mas isso não o torna menos espanhol. A Nelly Furtado é luso-canadiana, e foir normalmente assim que se referiram a ela, tal como ao Pepe, Deco, Liedson, Otávio, etc., se referiram como luso-brasileiros. Mas ao Djaló não falam dele como sendo hispano-guineense ou coisa do género. Dizer que ele é "nascido em Espanha" ou que "tem nacionalidade espanhola" é sempre um menosprezo da sua "espanholidade". Parece que ele não é bem espanhol, só nasceu lá. E depois ouves a entrevista dele à Next e ele diz que se sente completamente espanhol, que nunca sequer foi à Guiné. Porque é que o facto dele ter dupla ou tripla nacionalidade parece mudar o facto dele ser espanhol? Ele é menos espanhol por também ser guineense? É isso que eu não percebo. Porque não dizem "o hispano-guineense" ou "o espanhol com ascendência guineense", onde fica claro que o seu país é Espanha e os países "extra" são os outros, em vez de darem a entender que ele é outra coisa qualquer, "apesar de ter nascido em Espanha"?

Já sei, "hoje em dia não se pode dizer nada" e "politicamente correto" e não sei que mais... A verdade é que faz diferença, e que este tipo de linguagem influencia. Tanto assim é, que ele até começou a falar espanhol, para lembrar as pessoas que ele é espanhol.
Não, não é normal e não é assim que se "referiram a eles".
Cada um refere-se a outra pessoa conforme o seu ponto de vista. Quem fora um português chamaria a Nelly Furtado de luso-qq coisa?
Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?
Falam assim do Djaló para puxar à brasa à sardinha portuguesa. Para todos menos para o Djaló é uma questão de pormenor.
É quase como quando o Lopetegui disse que não era espanhol, era basco. Os jornalistas portugueses dizerem o jogador nascido em espanha (para além de não estar factualmente errado) causa algum problema a ser convocado pela seleção? zero!

Já ele falar em espanhol, sobretudo no jogo com o real isso sim já ajuda, por aparecer na imprensa de lá, não na de cá.
Esta discussão é do sexo dos anjos.
Pronto, se queres acreditar nisso, estás no teu direito. Sim, muita gente fora de de Portugal se refere a outras pessoas assim, tal como muitas pessoas em Portugal se referem a outras também assim. Ou nunca ouviste chamar italo-brasileiro ao Jorginho? Hispano-brasileiro ao Diego Costa?

Falam assim do Djaló para puxar qual brasa a qual sardinha? Que eu saiba (posso estar enganado, mas nunca vi nenhuma informação sobre isso em lado nenhum), o Djaló não é português, é espanhol e guineense, por isso não há brasa nenhuma para puxar.

Criticaste as minhas comparações, mas achas que essa do Lopetegui tem alguma coisa a ver com o assunto...

"Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?"
É precisamente este o ponto... Se ninguém se refere ao Matheus ou ao Galeno como luso-brasileiros, e lhes chamam simplesmente "brasileiros", porque é que o Djaló não é simplesmente "espanhol"? Se queres continuar a acreditar que é só uma questão de ponto de vista, estás no teu direito. Eu só acho que estás a ser muito ingénuo.
O Djaló pode jogar por Portugal, segundo o empresário dele, portanto será português ou não.
Se não é questão ponto de vista entao é o quê?
Perseguição ao Djaló ou ao Braga?
Teorias da conspiração a esta hora?

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Não é teoria da conspiração, nem perseguição ao Djaló, muito menos ao Braga. Se não percebeste onde queria chegar, deixa lá, não vale a pena, não quero discutir essas coisas aqui. O meu ponto principal e inicial é: o Djaló não começou a falar espanhol nas flash do nada, acho que ele tem um motivo, acho que é questão de "marketing" se quisermos, para relembrar que ele é espanhol.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16336
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #124 em: 15 de Novembro de 2023, 15:22 »
Engraçado foi na flash, o Djalo que toda a gente sabe que fala português fluente, decidiu começar a falar em espanhol.
Já tinha feito o mesmo após o jogo com o Real Madrid em casa. Talvez seja para as pessoas se lembrarem que ele é espanhol, parece-me propositado. Se o objetivo é ser convocado para a seleção espanhola e tudo, percebo a decisão sinceramente... Porque deve estar farto de ouvir pessoas na televisão a referirem-se a ele como "o jogador nascido em Espanha", "jogador que também tem nacionalidade espanhola", entre outras, e quer mostrar de uma vez por todas que ele não é só "nascido em Espanha" ou que "também tem nacionalidade espanhola", mas que ele É espanhol!

Alguém já ouviu alguém a referir-se ao Abel Ruiz, ao Victor Gómez ou ao Marín como "jogador nascido em Espanha" ou "jogador com nacionalidade espanhola"? Eu nunca, dizem sempre "jogador espanhol", mas em relação ao Álvaro, há sempre a necessidade do apontamento, sabe-se lá porquê  ::)

O Álvaro nasceu em Espanha e lá viveu até emigrar para Portugal aos 18 anos. Porque é que o Abel, que nasceu e viveu em Espanha até aos 19 anos, é "jogador espanhol", mas o Álvaro é "jogador nascido em Espanha"? Parece-me que será esse o motivo, alguém lhe terá dito que se calhar era melhor começar a falar em espanhol, para as pessoas perceberem que ele é espanhol...
Os exemplos que deste não são comparáveis. São "apenas" espanhóis.
O Djaló tem dupla nacionalidade guineense (há bastante tempo suponho) e terá obtido nacionalidade portuguesa que é o que interessa para a nossa realidade.
É a mesma coisa com luso descendentes que mesmo que não tenham dupla nacionalidade é sempre referida a sua ascendência como por exemplo acontecia com a Nelly Furtado, nunca era canadiana.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Interessa pouco se tem nacionalidade portuguesa ou não. Quanto à comparação com os outros, faz sentido sim. Ele é um jogador com dupla (tripla?) nacionalidade, mas isso não o torna menos espanhol. A Nelly Furtado é luso-canadiana, e foir normalmente assim que se referiram a ela, tal como ao Pepe, Deco, Liedson, Otávio, etc., se referiram como luso-brasileiros. Mas ao Djaló não falam dele como sendo hispano-guineense ou coisa do género. Dizer que ele é "nascido em Espanha" ou que "tem nacionalidade espanhola" é sempre um menosprezo da sua "espanholidade". Parece que ele não é bem espanhol, só nasceu lá. E depois ouves a entrevista dele à Next e ele diz que se sente completamente espanhol, que nunca sequer foi à Guiné. Porque é que o facto dele ter dupla ou tripla nacionalidade parece mudar o facto dele ser espanhol? Ele é menos espanhol por também ser guineense? É isso que eu não percebo. Porque não dizem "o hispano-guineense" ou "o espanhol com ascendência guineense", onde fica claro que o seu país é Espanha e os países "extra" são os outros, em vez de darem a entender que ele é outra coisa qualquer, "apesar de ter nascido em Espanha"?

Já sei, "hoje em dia não se pode dizer nada" e "politicamente correto" e não sei que mais... A verdade é que faz diferença, e que este tipo de linguagem influencia. Tanto assim é, que ele até começou a falar espanhol, para lembrar as pessoas que ele é espanhol.
Não, não é normal e não é assim que se "referiram a eles".
Cada um refere-se a outra pessoa conforme o seu ponto de vista. Quem fora um português chamaria a Nelly Furtado de luso-qq coisa?
Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?
Falam assim do Djaló para puxar à brasa à sardinha portuguesa. Para todos menos para o Djaló é uma questão de pormenor.
É quase como quando o Lopetegui disse que não era espanhol, era basco. Os jornalistas portugueses dizerem o jogador nascido em espanha (para além de não estar factualmente errado) causa algum problema a ser convocado pela seleção? zero!

Já ele falar em espanhol, sobretudo no jogo com o real isso sim já ajuda, por aparecer na imprensa de lá, não na de cá.
Esta discussão é do sexo dos anjos.
Pronto, se queres acreditar nisso, estás no teu direito. Sim, muita gente fora de de Portugal se refere a outras pessoas assim, tal como muitas pessoas em Portugal se referem a outras também assim. Ou nunca ouviste chamar italo-brasileiro ao Jorginho? Hispano-brasileiro ao Diego Costa?

Falam assim do Djaló para puxar qual brasa a qual sardinha? Que eu saiba (posso estar enganado, mas nunca vi nenhuma informação sobre isso em lado nenhum), o Djaló não é português, é espanhol e guineense, por isso não há brasa nenhuma para puxar.

Criticaste as minhas comparações, mas achas que essa do Lopetegui tem alguma coisa a ver com o assunto...

"Ou um jogador brasileiro com dupla nacionalidade alguém o chama de luso portugues se não for chamado à seleção?"
É precisamente este o ponto... Se ninguém se refere ao Matheus ou ao Galeno como luso-brasileiros, e lhes chamam simplesmente "brasileiros", porque é que o Djaló não é simplesmente "espanhol"? Se queres continuar a acreditar que é só uma questão de ponto de vista, estás no teu direito. Eu só acho que estás a ser muito ingénuo.
O Djaló pode jogar por Portugal, segundo o empresário dele, portanto será português ou não.
Se não é questão ponto de vista entao é o quê?
Perseguição ao Djaló ou ao Braga?
Teorias da conspiração a esta hora?

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk
Não é teoria da conspiração, nem perseguição ao Djaló, muito menos ao Braga. Se não percebeste onde queria chegar, deixa lá, não vale a pena, não quero discutir essas coisas aqui. O meu ponto principal e inicial é: o Djaló não começou a falar espanhol nas flash do nada, acho que ele tem um motivo, acho que é questão de "marketing" se quisermos, para relembrar que ele é espanhol.
Isso é óbvio, que faz isso para que em Espanha (CS espanhola) reparem nele e que seja lembrado.

Agora a tua insinuação logo no post inicial que só fazem isso ao Álvaro "sabe lá porquê "smile xpto é que não concordo com nenhuma teoria de conspiração, apenas explicação simples que dei.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16336
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #125 em: 15 de Novembro de 2023, 15:22 »
No tópico, bye bye Daniel Ramos.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2644
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #126 em: 15 de Novembro de 2023, 21:04 »
Concordo com esta análise. Neste caso fomos claramente beneficiados. O Bruma arriscou largo. Ainda bem que árbitro e VAR tiveram interpretação diferente.

« Última modificação: 15 de Novembro de 2023, 21:06 por Somos Braga! »
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
RuberAlbus
RuberAlbus Equipa Principal
  • *****
  • 3478
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #127 em: 17 de Novembro de 2023, 20:07 »
Concordo com esta análise. Neste caso fomos claramente beneficiados. O Bruma arriscou largo. Ainda bem que árbitro e VAR tiveram interpretação diferente.

A fazer lembrar uma entrada sofrida pelo Abel Ruiz na primeira jornada. Nessa altura,  tal como agora, não percebi a não utilização do VAR (ou a utilização incorreta , vá lá).
Anuncios M
Anuncios M
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2644
  Re: Arouca 0 - 1 SC Braga 12-11-2023 PÓS-JOGO
« Responder #128 em: 18 de Novembro de 2023, 19:36 »
Concordo com esta análise. Neste caso fomos claramente beneficiados. O Bruma arriscou largo. Ainda bem que árbitro e VAR tiveram interpretação diferente.

A fazer lembrar uma entrada sofrida pelo Abel Ruiz na primeira jornada. Nessa altura,  tal como agora, não percebi a não utilização do VAR (ou a utilização incorreta , vá lá).
Sim, é isso. Umas vezes para nós outras contra, mas, de difícil aceitação.

Não vi a jogada completa. A única razão que vejo para a não expulsão seria a existência de outra irregularidade anterior que anulasse a jogada ou algo do género.

Offtopic, fins de semana sem jogos de clubes são um tédio! Até o SB "morre".
« Última modificação: 18 de Novembro de 2023, 19:38 por Somos Braga! »
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
 

Anuncios M