Quantcast
UEFA Europa Conference League
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
UEFA Europa Conference League
28 Respostas
2734 Visualizações
0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2473
  • Sempre presentes!!!
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #20 em: 04 de Dezembro de 2020, 17:39 »
Também eu espero que o Braga cá não caia tão cedo...de preferência nunca mas infelizmente parece-me que esse nunca será muito pouco provável pois para aqui nunca cairmos teremos que ficar sempre no top 3, ou vencer a TP, ou na pior das hipóteses ficar no quarto lugar e esperar que quem ganhe a TP fique no top 3.

Se os prêmios na LE já são uma miséria (em comparação com a LC) os desta terceira liga europeia deverão dar para pouco mais que as despesas.

Interessante seria os prêmios monetários da LE passarem para esta competição e os da LE duplicaram (mesmo assim ainda ficavam a milhões da LC mas sempre atenuação um bocadinho o fosso).
O objetivo também é tornar a liga Europa mais atrativa por isso acredito que subam os prêmios. A juntar a isso, há menos equipas a participar logo o total dos prêmios é a dividir por menos

Há menos equipas a participar na Liga Europa, mas há mais a participar nas competições europeias, o que pressupõe uma redução dos prémios nas outras duas para premiar nesta.
Eu sei bem o que fazia: reduzia drasticamente os prémios na Champions, subia os da Liga Europa e dava algo palpável na Conference League. Mas sei bem que dificilmente será isto, porque o caminho parece ser o de perpetuar os ricos no poleiro, como se faz aqui em Portugal. Podiam aprender com as ligas de desportos americanos (NBA, NFL, MLB,...), que são sempre super competitivas e em que os ciclos de vitória se renovam com muito mais rapidez. Pessoalmente, e sendo um bocado off-topic, acho irónico que o expoente máximo do capitalismo (EUA) sejam a casa dos modelos desportivos mais socialistas que há.
Não acho que funcione assim
Os prêmios das competições europeias vêm dos patrocinadores e direitos televisivos que são vendidos, acredito eu que em separado para cada competição

Os prêmios da liga Europa têm vindo a aumentar porque esta ficou mais atrativa nos últimos anos e certamente surgiram novos patrocinadores e os direitos foram renegociados.
Tal como na liga dos campeões e por isso é que agora há jogos às 6 em vez de ser tudo á mesma hora.

Com esta nova liga europeia os jogos da liga Europa são mais apeteciveis quer para os patrocinadores quer para as TVs e uma televisão como por exemplo a SportTV que  tem 5 canais para dar jogos em vez de escolher 5 entre 12 escolhe 5 entre 6 ou 8 o que para eles não lhes faz diferença e como (em teoria claro) os jogos vão ser mais interessantes até teriam de pagar mais pelos direitos pois irão ter mais espectadores interessados.

Quanto á conference League terá de arranjar patrocinadores próprios e vender os seus direitos televisivos para ter dinheiro para os prêmios.

O que pode deitar abaixo a minha teoria é que já não há horários disponíveis para se jogar.
Terça e quarta-feira é dia de Champions e agora com jogos às 6 ainda fica mais difícil por jogos nesses dias e quinta-feira às 6 e às 8 é dia de liga Europa.
Não havendo mais horários para jogar fica difícil pedir às TVs dinheiro para transmitir a conference League quando há jogos de liga Europa ou Champions á mesma hora

Os prémios vêm da UEFA... A UEFA ganha esses valores com os patrocinadores, é certo, e ganha mais com a Champions do que com a Liga Europa, também é verdade. Mas isso não quer dizer que não possa distribuir esse valor como quiser... A Heineken é patrocinadora da Champions, mas não vai dizer "atenção que este dinheiro só pode ser dado a equipas da Champions", não faz sentido nenhum. É o mesmo que dizer que o que a Betano paga para estar na nossa camisola só pode ser gasto em camisolas... A Betano aluga um espaço publicitário ao Braga, e o Braga faz o que quiser com o dinheiro que recebe por esse aluguer. O mesmo acontece com a UEFA: os patrocinadores pagam para aparecer, e a UEFA faz o que quiser ao dinheiro.

Como já foi dito, a Conference League vai-se jogar no mesmo horário da Liga Europa. E isso que dizes da Conference League não ter espaço nas TVs não faz sentido. Ontem, a SportTv transmitiu 8 jogos da Liga Europa, 4 canais com 2 jogos seguidos cada. Alguém acha que um Arsenal - Rapid Vienna é competição para um jogo do Rio Ave ou do Vitória na Conference League? Um Roma - Young Boys teria muita gente a ver ontem? Um Zorya - Leicester? Um Milan - Celtic? Um Rangers - Standard? Um LASK - Tottenham? A SportTv daria prioridade aos jogos de equipas nacionais, como seria feito em todos os outros países...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
joaoPC Juniores
  • ***
  • 440
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #21 em: 04 de Dezembro de 2020, 18:21 »


Também eu espero que o Braga cá não caia tão cedo...de preferência nunca mas infelizmente parece-me que esse nunca será muito pouco provável pois para aqui nunca cairmos teremos que ficar sempre no top 3, ou vencer a TP, ou na pior das hipóteses ficar no quarto lugar e esperar que quem ganhe a TP fique no top 3.

Se os prêmios na LE já são uma miséria (em comparação com a LC) os desta terceira liga europeia deverão dar para pouco mais que as despesas.

Interessante seria os prêmios monetários da LE passarem para esta competição e os da LE duplicaram (mesmo assim ainda ficavam a milhões da LC mas sempre atenuação um bocadinho o fosso).
O objetivo também é tornar a liga Europa mais atrativa por isso acredito que subam os prêmios. A juntar a isso, há menos equipas a participar logo o total dos prêmios é a dividir por menos

Há menos equipas a participar na Liga Europa, mas há mais a participar nas competições europeias, o que pressupõe uma redução dos prémios nas outras duas para premiar nesta.
Eu sei bem o que fazia: reduzia drasticamente os prémios na Champions, subia os da Liga Europa e dava algo palpável na Conference League. Mas sei bem que dificilmente será isto, porque o caminho parece ser o de perpetuar os ricos no poleiro, como se faz aqui em Portugal. Podiam aprender com as ligas de desportos americanos (NBA, NFL, MLB,...), que são sempre super competitivas e em que os ciclos de vitória se renovam com muito mais rapidez. Pessoalmente, e sendo um bocado off-topic, acho irónico que o expoente máximo do capitalismo (EUA) sejam a casa dos modelos desportivos mais socialistas que há.
Não acho que funcione assim
Os prêmios das competições europeias vêm dos patrocinadores e direitos televisivos que são vendidos, acredito eu que em separado para cada competição

Os prêmios da liga Europa têm vindo a aumentar porque esta ficou mais atrativa nos últimos anos e certamente surgiram novos patrocinadores e os direitos foram renegociados.
Tal como na liga dos campeões e por isso é que agora há jogos às 6 em vez de ser tudo á mesma hora.

Com esta nova liga europeia os jogos da liga Europa são mais apeteciveis quer para os patrocinadores quer para as TVs e uma televisão como por exemplo a SportTV que  tem 5 canais para dar jogos em vez de escolher 5 entre 12 escolhe 5 entre 6 ou 8 o que para eles não lhes faz diferença e como (em teoria claro) os jogos vão ser mais interessantes até teriam de pagar mais pelos direitos pois irão ter mais espectadores interessados.

Quanto á conference League terá de arranjar patrocinadores próprios e vender os seus direitos televisivos para ter dinheiro para os prêmios.

O que pode deitar abaixo a minha teoria é que já não há horários disponíveis para se jogar.
Terça e quarta-feira é dia de Champions e agora com jogos às 6 ainda fica mais difícil por jogos nesses dias e quinta-feira às 6 e às 8 é dia de liga Europa.
Não havendo mais horários para jogar fica difícil pedir às TVs dinheiro para transmitir a conference League quando há jogos de liga Europa ou Champions á mesma hora

Os prémios vêm da UEFA... A UEFA ganha esses valores com os patrocinadores, é certo, e ganha mais com a Champions do que com a Liga Europa, também é verdade. Mas isso não quer dizer que não possa distribuir esse valor como quiser... A Heineken é patrocinadora da Champions, mas não vai dizer "atenção que este dinheiro só pode ser dado a equipas da Champions", não faz sentido nenhum. É o mesmo que dizer que o que a Betano paga para estar na nossa camisola só pode ser gasto em camisolas... A Betano aluga um espaço publicitário ao Braga, e o Braga faz o que quiser com o dinheiro que recebe por esse aluguer. O mesmo acontece com a UEFA: os patrocinadores pagam para aparecer, e a UEFA faz o que quiser ao dinheiro.

Como já foi dito, a Conference League vai-se jogar no mesmo horário da Liga Europa. E isso que dizes da Conference League não ter espaço nas TVs não faz sentido. Ontem, a SportTv transmitiu 8 jogos da Liga Europa, 4 canais com 2 jogos seguidos cada. Alguém acha que um Arsenal - Rapid Vienna é competição para um jogo do Rio Ave ou do Vitória na Conference League? Um Roma - Young Boys teria muita gente a ver ontem? Um Zorya - Leicester? Um Milan - Celtic? Um Rangers - Standard? Um LASK - Tottenham? A SportTv daria prioridade aos jogos de equipas nacionais, como seria feito em todos os outros países...

Pode pegar no dinheiro e distribuir como quiser mas não acho que faça sentido. As equipas que invistam para lá chegar como fez o Leipzig, o Leicester, Tottenham, etc. Aqui em Portugal é que somos um país de terceiro mundo e não é com investimento e critério que se consegue atingir certos objetivos

A liga inglesa tem os seus patrocinadores e fez os seus contratos e metade dos clubes da 2a liga investem para tentar chegar aos milhões que são lá distribuídos. Faz sentido diminuir esses prêmios e distribuir pelas restantes divisões?

Quanto a não terem horários de transmissão, acho que não percebeste o que queria dizer.
Estava a dizer que ia ser muito difícil á UEFA conseguir vender os direitos da liga Europa e da conference League em separado pois os jogos provavelmente iam ser á mesma hora (entretanto foi confirmado por alguém neste fórum que ia mesmo ser assim) e isso implicava que os prêmios da liga Europa e da conference League tivessem de ser partilhados

Os jogos que usaste como exemplo que a SportTV passou ontem é precisamente o que eu acho que vai mudar no novo formato. Vai haver jogos muito mais interessantes na fase de grupos e principalmente na fase a eliminar o que aumenta o interesse de todos (espectadores, TVs e patrocinadores)
Anuncios M
Anuncios M
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2473
  • Sempre presentes!!!
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #22 em: 04 de Dezembro de 2020, 18:56 »


Também eu espero que o Braga cá não caia tão cedo...de preferência nunca mas infelizmente parece-me que esse nunca será muito pouco provável pois para aqui nunca cairmos teremos que ficar sempre no top 3, ou vencer a TP, ou na pior das hipóteses ficar no quarto lugar e esperar que quem ganhe a TP fique no top 3.

Se os prêmios na LE já são uma miséria (em comparação com a LC) os desta terceira liga europeia deverão dar para pouco mais que as despesas.

Interessante seria os prêmios monetários da LE passarem para esta competição e os da LE duplicaram (mesmo assim ainda ficavam a milhões da LC mas sempre atenuação um bocadinho o fosso).
O objetivo também é tornar a liga Europa mais atrativa por isso acredito que subam os prêmios. A juntar a isso, há menos equipas a participar logo o total dos prêmios é a dividir por menos

Há menos equipas a participar na Liga Europa, mas há mais a participar nas competições europeias, o que pressupõe uma redução dos prémios nas outras duas para premiar nesta.
Eu sei bem o que fazia: reduzia drasticamente os prémios na Champions, subia os da Liga Europa e dava algo palpável na Conference League. Mas sei bem que dificilmente será isto, porque o caminho parece ser o de perpetuar os ricos no poleiro, como se faz aqui em Portugal. Podiam aprender com as ligas de desportos americanos (NBA, NFL, MLB,...), que são sempre super competitivas e em que os ciclos de vitória se renovam com muito mais rapidez. Pessoalmente, e sendo um bocado off-topic, acho irónico que o expoente máximo do capitalismo (EUA) sejam a casa dos modelos desportivos mais socialistas que há.
Não acho que funcione assim
Os prêmios das competições europeias vêm dos patrocinadores e direitos televisivos que são vendidos, acredito eu que em separado para cada competição

Os prêmios da liga Europa têm vindo a aumentar porque esta ficou mais atrativa nos últimos anos e certamente surgiram novos patrocinadores e os direitos foram renegociados.
Tal como na liga dos campeões e por isso é que agora há jogos às 6 em vez de ser tudo á mesma hora.

Com esta nova liga europeia os jogos da liga Europa são mais apeteciveis quer para os patrocinadores quer para as TVs e uma televisão como por exemplo a SportTV que  tem 5 canais para dar jogos em vez de escolher 5 entre 12 escolhe 5 entre 6 ou 8 o que para eles não lhes faz diferença e como (em teoria claro) os jogos vão ser mais interessantes até teriam de pagar mais pelos direitos pois irão ter mais espectadores interessados.

Quanto á conference League terá de arranjar patrocinadores próprios e vender os seus direitos televisivos para ter dinheiro para os prêmios.

O que pode deitar abaixo a minha teoria é que já não há horários disponíveis para se jogar.
Terça e quarta-feira é dia de Champions e agora com jogos às 6 ainda fica mais difícil por jogos nesses dias e quinta-feira às 6 e às 8 é dia de liga Europa.
Não havendo mais horários para jogar fica difícil pedir às TVs dinheiro para transmitir a conference League quando há jogos de liga Europa ou Champions á mesma hora

Os prémios vêm da UEFA... A UEFA ganha esses valores com os patrocinadores, é certo, e ganha mais com a Champions do que com a Liga Europa, também é verdade. Mas isso não quer dizer que não possa distribuir esse valor como quiser... A Heineken é patrocinadora da Champions, mas não vai dizer "atenção que este dinheiro só pode ser dado a equipas da Champions", não faz sentido nenhum. É o mesmo que dizer que o que a Betano paga para estar na nossa camisola só pode ser gasto em camisolas... A Betano aluga um espaço publicitário ao Braga, e o Braga faz o que quiser com o dinheiro que recebe por esse aluguer. O mesmo acontece com a UEFA: os patrocinadores pagam para aparecer, e a UEFA faz o que quiser ao dinheiro.

Como já foi dito, a Conference League vai-se jogar no mesmo horário da Liga Europa. E isso que dizes da Conference League não ter espaço nas TVs não faz sentido. Ontem, a SportTv transmitiu 8 jogos da Liga Europa, 4 canais com 2 jogos seguidos cada. Alguém acha que um Arsenal - Rapid Vienna é competição para um jogo do Rio Ave ou do Vitória na Conference League? Um Roma - Young Boys teria muita gente a ver ontem? Um Zorya - Leicester? Um Milan - Celtic? Um Rangers - Standard? Um LASK - Tottenham? A SportTv daria prioridade aos jogos de equipas nacionais, como seria feito em todos os outros países...

Pode pegar no dinheiro e distribuir como quiser mas não acho que faça sentido. As equipas que invistam para lá chegar como fez o Leipzig, o Leicester, Tottenham, etc. Aqui em Portugal é que somos um país de terceiro mundo e não é com investimento e critério que se consegue atingir certos objetivos

A liga inglesa tem os seus patrocinadores e fez os seus contratos e metade dos clubes da 2a liga investem para tentar chegar aos milhões que são lá distribuídos. Faz sentido diminuir esses prêmios e distribuir pelas restantes divisões?

Quanto a não terem horários de transmissão, acho que não percebeste o que queria dizer.
Estava a dizer que ia ser muito difícil á UEFA conseguir vender os direitos da liga Europa e da conference League em separado pois os jogos provavelmente iam ser á mesma hora (entretanto foi confirmado por alguém neste fórum que ia mesmo ser assim) e isso implicava que os prêmios da liga Europa e da conference League tivessem de ser partilhados

Os jogos que usaste como exemplo que a SportTV passou ontem é precisamente o que eu acho que vai mudar no novo formato. Vai haver jogos muito mais interessantes na fase de grupos e principalmente na fase a eliminar o que aumenta o interesse de todos (espectadores, TVs e patrocinadores)

As equipas podem investir o que quiserem para lá chegarem, que continuam a entrar só 32 equipas e as outras a cair para a Liga Europa... O Leicester tem menos participações na Champions do que o Braga, é por isso que estamos melhores que eles? O Leipzig foi um clube criado por uma super marca com um grupo de clubes, dá para comparar?
Como é que é suposto uma equipa como o Braga investir para chegar lá se os adversários no campeonato recebem o dobro do nosso orçamento só em prémios da Champions? É que nós até podemos ganhar a Liga Europa que ganharíamos menos dinheiro do que o Porto já ganhou esta época na Champions... Usar clubes ingleses como exemplo é errado, porque os pressupostos não são os mesmos. E quem fala de Portugal, fala da Holanda, da Bélgica, da Rússia, da República Checa, da Polónia, da Áustria, da Suíça, etc.. Basta uma equipa de um destes países conseguir um bicampeonato e ser a única a entrar na fase de grupos da Champions, que já abre um fosse enorme para a restante concorrência. Não se pode simplesmente dizer: olhem, invistam... Como se fosse assim tão simples igualar investimentos do calibre dos prémios da Champions. Eu concordo que as equipas da Champions ganhem mais, obviamente. Só acho é que a diferença deveria ser menor, para proporcionar maior equilíbrio e jogos mais competitivos... O Porto já vai com 60M€, o Braga vai com 5,32M€... É mais de 10x superior o prémio, sendo que as equipas até têm o mesmo número de vitórias e empates, ambas entraram direto na fase de grupos e ambas já estão apuradas para a fase seguinte. Era difícil pedir melhor para comparar: é exatamente o mesmo rendimento, e olha a diferença que faz esta diferença de contexto. É óbvio que é uma competição mais difícil, mas é 10x mais difícil ganhar ao Olympiacos do que ganhar ao AEK? É 10x mais difícil empatar com o City do que empatar com o Leicester? Não me parece que seja, de todo... Porque não podia ser 45M€ para o Porto e 20M€ para o Braga? Continuavam a ser muito diferentes, mas não criavam este fosso enorme entre as equipas. É só isso que eu defendo...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
joaoPC Juniores
  • ***
  • 440
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #23 em: 04 de Dezembro de 2020, 19:10 »


Também eu espero que o Braga cá não caia tão cedo...de preferência nunca mas infelizmente parece-me que esse nunca será muito pouco provável pois para aqui nunca cairmos teremos que ficar sempre no top 3, ou vencer a TP, ou na pior das hipóteses ficar no quarto lugar e esperar que quem ganhe a TP fique no top 3.

Se os prêmios na LE já são uma miséria (em comparação com a LC) os desta terceira liga europeia deverão dar para pouco mais que as despesas.

Interessante seria os prêmios monetários da LE passarem para esta competição e os da LE duplicaram (mesmo assim ainda ficavam a milhões da LC mas sempre atenuação um bocadinho o fosso).
O objetivo também é tornar a liga Europa mais atrativa por isso acredito que subam os prêmios. A juntar a isso, há menos equipas a participar logo o total dos prêmios é a dividir por menos

Há menos equipas a participar na Liga Europa, mas há mais a participar nas competições europeias, o que pressupõe uma redução dos prémios nas outras duas para premiar nesta.
Eu sei bem o que fazia: reduzia drasticamente os prémios na Champions, subia os da Liga Europa e dava algo palpável na Conference League. Mas sei bem que dificilmente será isto, porque o caminho parece ser o de perpetuar os ricos no poleiro, como se faz aqui em Portugal. Podiam aprender com as ligas de desportos americanos (NBA, NFL, MLB,...), que são sempre super competitivas e em que os ciclos de vitória se renovam com muito mais rapidez. Pessoalmente, e sendo um bocado off-topic, acho irónico que o expoente máximo do capitalismo (EUA) sejam a casa dos modelos desportivos mais socialistas que há.
Não acho que funcione assim
Os prêmios das competições europeias vêm dos patrocinadores e direitos televisivos que são vendidos, acredito eu que em separado para cada competição

Os prêmios da liga Europa têm vindo a aumentar porque esta ficou mais atrativa nos últimos anos e certamente surgiram novos patrocinadores e os direitos foram renegociados.
Tal como na liga dos campeões e por isso é que agora há jogos às 6 em vez de ser tudo á mesma hora.

Com esta nova liga europeia os jogos da liga Europa são mais apeteciveis quer para os patrocinadores quer para as TVs e uma televisão como por exemplo a SportTV que  tem 5 canais para dar jogos em vez de escolher 5 entre 12 escolhe 5 entre 6 ou 8 o que para eles não lhes faz diferença e como (em teoria claro) os jogos vão ser mais interessantes até teriam de pagar mais pelos direitos pois irão ter mais espectadores interessados.

Quanto á conference League terá de arranjar patrocinadores próprios e vender os seus direitos televisivos para ter dinheiro para os prêmios.

O que pode deitar abaixo a minha teoria é que já não há horários disponíveis para se jogar.
Terça e quarta-feira é dia de Champions e agora com jogos às 6 ainda fica mais difícil por jogos nesses dias e quinta-feira às 6 e às 8 é dia de liga Europa.
Não havendo mais horários para jogar fica difícil pedir às TVs dinheiro para transmitir a conference League quando há jogos de liga Europa ou Champions á mesma hora

Os prémios vêm da UEFA... A UEFA ganha esses valores com os patrocinadores, é certo, e ganha mais com a Champions do que com a Liga Europa, também é verdade. Mas isso não quer dizer que não possa distribuir esse valor como quiser... A Heineken é patrocinadora da Champions, mas não vai dizer "atenção que este dinheiro só pode ser dado a equipas da Champions", não faz sentido nenhum. É o mesmo que dizer que o que a Betano paga para estar na nossa camisola só pode ser gasto em camisolas... A Betano aluga um espaço publicitário ao Braga, e o Braga faz o que quiser com o dinheiro que recebe por esse aluguer. O mesmo acontece com a UEFA: os patrocinadores pagam para aparecer, e a UEFA faz o que quiser ao dinheiro.

Como já foi dito, a Conference League vai-se jogar no mesmo horário da Liga Europa. E isso que dizes da Conference League não ter espaço nas TVs não faz sentido. Ontem, a SportTv transmitiu 8 jogos da Liga Europa, 4 canais com 2 jogos seguidos cada. Alguém acha que um Arsenal - Rapid Vienna é competição para um jogo do Rio Ave ou do Vitória na Conference League? Um Roma - Young Boys teria muita gente a ver ontem? Um Zorya - Leicester? Um Milan - Celtic? Um Rangers - Standard? Um LASK - Tottenham? A SportTv daria prioridade aos jogos de equipas nacionais, como seria feito em todos os outros países...

Pode pegar no dinheiro e distribuir como quiser mas não acho que faça sentido. As equipas que invistam para lá chegar como fez o Leipzig, o Leicester, Tottenham, etc. Aqui em Portugal é que somos um país de terceiro mundo e não é com investimento e critério que se consegue atingir certos objetivos

A liga inglesa tem os seus patrocinadores e fez os seus contratos e metade dos clubes da 2a liga investem para tentar chegar aos milhões que são lá distribuídos. Faz sentido diminuir esses prêmios e distribuir pelas restantes divisões?

Quanto a não terem horários de transmissão, acho que não percebeste o que queria dizer.
Estava a dizer que ia ser muito difícil á UEFA conseguir vender os direitos da liga Europa e da conference League em separado pois os jogos provavelmente iam ser á mesma hora (entretanto foi confirmado por alguém neste fórum que ia mesmo ser assim) e isso implicava que os prêmios da liga Europa e da conference League tivessem de ser partilhados

Os jogos que usaste como exemplo que a SportTV passou ontem é precisamente o que eu acho que vai mudar no novo formato. Vai haver jogos muito mais interessantes na fase de grupos e principalmente na fase a eliminar o que aumenta o interesse de todos (espectadores, TVs e patrocinadores)

As equipas podem investir o que quiserem para lá chegarem, que continuam a entrar só 32 equipas e as outras a cair para a Liga Europa... O Leicester tem menos participações na Champions do que o Braga, é por isso que estamos melhores que eles? O Leipzig foi um clube criado por uma super marca com um grupo de clubes, dá para comparar?
Como é que é suposto uma equipa como o Braga investir para chegar lá se os adversários no campeonato recebem o dobro do nosso orçamento só em prémios da Champions? É que nós até podemos ganhar a Liga Europa que ganharíamos menos dinheiro do que o Porto já ganhou esta época na Champions... Usar clubes ingleses como exemplo é errado, porque os pressupostos não são os mesmos. E quem fala de Portugal, fala da Holanda, da Bélgica, da Rússia, da República Checa, da Polónia, da Áustria, da Suíça, etc.. Basta uma equipa de um destes países conseguir um bicampeonato e ser a única a entrar na fase de grupos da Champions, que já abre um fosse enorme para a restante concorrência. Não se pode simplesmente dizer: olhem, invistam... Como se fosse assim tão simples igualar investimentos do calibre dos prémios da Champions. Eu concordo que as equipas da Champions ganhem mais, obviamente. Só acho é que a diferença deveria ser menor, para proporcionar maior equilíbrio e jogos mais competitivos... O Porto já vai com 60M€, o Braga vai com 5,32M€... É mais de 10x superior o prémio, sendo que as equipas até têm o mesmo número de vitórias e empates, ambas entraram direto na fase de grupos e ambas já estão apuradas para a fase seguinte. Era difícil pedir melhor para comparar: é exatamente o mesmo rendimento, e olha a diferença que faz esta diferença de contexto. É óbvio que é uma competição mais difícil, mas é 10x mais difícil ganhar ao Olympiacos do que ganhar ao AEK? É 10x mais difícil empatar com o City do que empatar com o Leicester? Não me parece que seja, de todo... Porque não podia ser 45M€ para o Porto e 20M€ para o Braga? Continuavam a ser muito diferentes, mas não criavam este fosso enorme entre as equipas. É só isso que eu defendo...
Concordo em parte contigo principalmente porque nos últimos 5 anos aumentaram os prêmios da Champions de uma forma exponencial ridícula, e até chegaram a por uma cláusula que recebes mais consoante o teu ranking. Isto é que é absurdo! O porto por exemplo recebe 20 e tal milhoes extra pela participação (provavelmente foi criado para demover os principais clubes de criar a tal super liga europeia)

Eu entrei nesta discussão para defender que a nova competição ia ter de arranjar novos rendimentos não sendo necessário diminuir aos prêmios da liga Europa que na minha opinião até deviam aumentar
Anuncios V
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13588
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #24 em: 04 de Dezembro de 2020, 19:34 »
Enorme_Guerreiro

Porque é que a Superliga não avança? Várias razões, mas que se traduz entre recompensa e risco. A Superliga Europeia trará mais dinheiro mas mais risco, desde logo o sair a mal. Não sei se o valor do vencedor será mil milhões. Certamente está muito inflacionado para pressionar a UEFA, embora não haja dúvidas que será mais alto. E sim a FIFA está a querer apanhar o bolo dos grandes clubes, basta ver tudo que se tem passado à volta do novo mundial de clubes e as trocas de acusações entre UEFA e FIFA. Entretanto serenou porque a FIFA fez uma volta atrás. Tens ali imenso dinheiro, é normal querer meter a mão.

Mas falando da Superliga Europeia, da saída dos clubes e do valor da competição que fica.
A Superliga Europeia vai ser uma realidade (não que goste da solução mas é para onde s caminha inevitávelmente). É a evolução natural da coisa. A UEFA mais não faz do que atrasar a evolução nesse sentido. Fala-se quem 2024 a Liga dos Campeões seja uma versão cada vez mais próxima da Superliga (fala-se agora em 10 jogos na fase de grupos e classificação conjunta).

Se olharmos a Portugal, e passou-se grosso modo nos outros países, tinhas os campeonatos regionais, que é onde se começam a criar as primeiras rivalidades e quando o futebol começa a ganhar relevo. O de lisboa começa 1906, Porto 1913. A primeira Taça (Campeonato de Portugal) surge em 1922.
Nesta fase, os campeonatos regionais são o grosso da época, e a competição nacional ocupa pouco espaço. Podemos dizer que seria o equivalente quando tínhamos a Taça dos Campeões Europeus.

Mesmo quando criam a Primeira Liga, esta era após os campeonatos regionais. Pode-se dizer que era a fase Liga dos Campeões.
Até que não demorou muito à Primeira Liga tomar maior notoriedade e importância que os regionais, e cada vez se queria ver mais jogos entre "os grandes" e menos entre as equipas lá da terra. E criou-se a primeira divisão (e a 2ª também, mais tarde a 3ª), saíram os clubes do Regional e os campeonatos então renomeados distritais passaram a ter uma relevância quase nula. São importantes para quem lá estão, mas para o resto? Notoriedade? Dinheiro?

É o que acontece quando os clubes que movimentam as pessoas, e por isso o dinheiro, abandonam uma competição. Como aconteceu várias vezes no desporto automóvel, seja no antigo campeonato de resistência (2º campeonato logo após F1), Mundial GT1, WTCC ou o DTM. Abandonam as principais marcas e o que fica não tem valor comercial suficiente.
Seria o mesmo que teres um campeonato sem os 3 grandes. o SC Braga não poderia cobrar o mesmo em bilheteira, publicidade e tv, mesmo que se mantivessem 80% clubes.

Quanto a distribuição de prémios na champions, tens à volta de 20-30 milhões para as equipas que ficam pela fase de grupos e 110/120 para o vencedor (valores que dependem também do ranking, e do market pool, factor que faz com que o vencedor não seja sempre o que recebe mais, e às vezes tens uma equipa na fase de grupos que leva apenas 9 ou 10 milhões), o que não parece tão mau assim.
A Liga Europa..eu sinceramente vejo o Braga e vejo os jogos dos quartos para a frente, se não tiver mais nada que fazer. A diferença de interesse para quem não tem lá o seu clube é gritante. É como ver jogos da 2ª liga. Só para apaixonados mesmo.

Por isso acho sinceramente que a UEFA está a fazer o melhor que consegue para agradar a todos.
Gostaria de ver menos clubes dos 4 primeiros, e mais variedade, mas na realidade são os clubes dos 4 primeiros (e um ou outro outsider, nomeadamente o Shakhtar que parece a melhor equipa extra top4 e PSG) que tornam a competição interessante, e nunca tivemos a competição com nível tão elevado. E por muito que se diga que é a UEFA que provoca o top4, basta olhar para as contas dos clubes e essas ligas são fortes porque estão bem organizadas, em economias fortes, que atraiem dinheiro para gerar mais dinheiro.

O dinheiro da UEFA até cria maior distorção nos países mais abaixo (por exemplo o Dínamo Zagreb vai à CL, ganha o prémio, fica mais forte, volta a ficar em primeiro).

Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 13878
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #25 em: 10 de Dezembro de 2020, 13:28 »
UEFA Conference League: uma janela de oportunidade para os clubes portugueses

Na Opinião desta semana, o foco está em cima da nova competição de clubes da UEFA. A Conference League entra em vigor já na próxima época e veio trazer mudanças para os vários campeonatos europeus, mas o que significa para Portugal?

A UEFA Conference League foi confirmada pelo organismo que rege o futebol europeu para a próxima época e são muitas as novidades que poderá trazer para Portugal e não só. Primeiro que tudo, há que salientar que, tendo em conta o sexto lugar que Portugal ocupa no ranking da UEFA, o primeiro e segundo classificado vão manter os seus lugares diretos na fase de grupos da Champions League, enquanto que o terceiro irá prosseguir para a terceira pré-eliminatória e posterior playoff de apuramento à prova milionária. As mudanças são relativas ao quarto, quinto e sexto classificado. O quarto lugar na Liga NOS passa a garantir um lugar na fase de grupos da Conference League (quando dantes era na Liga Europa), enquanto que o quinto assegura um lugar na terceira pré-eliminatória e posterior playoff da nova prova europeia e o sexto dá garantia de uma vaga na segunda pré-eliminatória.

Ora e a Liga Europa? A única vaga de Portugal para a segunda divisão europeia está guardada para o vencedor da Taça de Portugal. Caso o vencedor da prova seja uma das equipas que termine no pódio do campeonato, será o quarto classificado que terá o seu lugar na mesma. Fica então por avaliar se estas mudanças a nível das competições europeias beneficiam ou não os clubes portugueses.

A nível de Champions, está tudo na mesma, até aí tudo bem. Agora, a Liga Europa vai ficar encurtada com a criação da Conference League, passando a incluir 32 equipas tal como a Champions, o que vai necessariamente implicar que a competição e o grau de dificuldade vão aumentar. Com apenas uma equipa portuguesa por edição na prova (isto assumindo que o terceiro classificado consegue o apuramento para a fase de grupos da Champions), seja qual for o clube que acabe por lá calhar, as probabilidades de passagem à próxima fase vão ser mais decrescidas, no entanto, isso poderá ser bom para que, à medida que a exigência suba também o rendimento desportivo seja mais elevado do que até agora. Outro ponto que é de salientar é o facto de os terceiros classificados de cada grupo da Liga Europa serem despromovidos automaticamente para uma eliminatória contra os segundos classificados de cada grupo da Conference, o que em caso de vitória, dá acesso aos oitavos de final da terceira divisão europeia. Mais uma boa notícia, portanto, para um cenário onde a fase de grupos da Liga Europa corra mal ao clube luso, que ao contrário dos anos anteriores, poderá manter-se nas competições europeias mesmo não acabando nos dois primeiros lugares do seu respetivo grupo na Liga Europa.

Chegando agora onde interessa, qual é o verdadeiro motivo para sorrir com a criação desta Conference? A resposta é, nada mais nada menos, o facto de que vários clubes passarão a ter a oportunidade de ganhar a tão necessária “estaleca” para as competições europeias, uma vez que irão enfrentar emblemas que, apesar de serem na sua maioria de uma qualidade inferior à que encontrariam na Liga Europa, continuam a ter suas mais-valias e serão bons adversários para testar a profundidade dos plantéis, averiguar a habituação de jogadores que não estão acostumados a jogar num cenário que não seja em solo nacional e para uma subida de qualidade dentro destes nossos clubes, que terão de ter em conta a participação na nova prova europeia dentro da sua planificação de pré- época. Sem esquecer o mais importante, com a criação desta Conference, Portugal e o seu ranking agradecem porque se há coisa que os clubes portugueses (inclusive os que não pertencem aos ditos três grandes, que já nos mostraram vezes sem conta que se conseguem agigantar e deixar Portugal orgulhoso na Europa) já demonstraram, é que existe muito potencial dentro da nossa “pequena” Liga NOS para se mostrar na Europa.

b](*)[/b] Se a Conference League já tivesse entrado em vigor esta época e tendo em conta que foi o FC Porto que venceu a edição da Taça de Portugal da temporada passada, o SC Braga (caso passasse a pré- eliminatória e o playoff) acompanharia o FC Porto e o Benfica na Champions, enquanto que o Sporting teria um lugar garantido na Conference e o Rio Ave e o Famalicão teriam que passar as pré-eliminatórias para fazer companhia aos leões na prova.  É certo que o clube de Alvalade deixou a desejar ao ser eliminado precocemente da possibilidade de estar na Liga Europa deste ano pelo LASK Linz, mas com uma pré-época já pensada com a participação na Conference, alguém duvida de que os pupilos de Amorim teriam qualidade para ir longe na prova, contribuindo com valiosos pontos no ranking para o nosso país e, claro, com recompensas monetárias para os seus cofres? O Famalicão seria uma incógnita nas competições europeias devido ao seu historial inexistente na Europa e no facto de apenas ter um ano de competição no principal escalão português, mas se o Arouca conseguiu surpreender uma turma como a do Olympiacos em 2015, o que é o que impediria os famalicenses de fazer o mesmo nas pré-eliminatórias e numa eventual fase de grupos? O próprio Rio Ave, ainda nesta época, superou o Besiktas e esteve a uma “unha negra” de eliminar o gigante europeu AC Milan das competições europeias em plena Vila do Conde, é tão difícil acreditar numa eventual passagem da turma de Mário Silva para a fase a eliminar na prova?

Sonhar não paga imposto, é verdade, mas se as equipas portugueses já nos ensinaram algo, é que tem mais do que qualidade suficiente para se impôr na Europa e, com esta adição da Conference League, essa possibilidade ganha ainda mais força. As circunstâncias são fundamentais, os sorteios também, mas nada impede que as equipas que normalmente apenas conseguem sonhar com uma participação, mesmo que breve, na Liga Europa possam começar a ganhar mais estatuto europeu, mais argumentos financeiros e, acima de tudo, uma (ainda) maior qualidade dentro das suas fileiras. Em suma, a criação da UEFA Conference League aparenta ser uma excelente notícia para os clubes do nosso país e isto numa altura onde começa-se a sonhar, aos poucos, com uma eventual ultrapassagem lusa à França no ranking da UEFA. Veremos o que esta “conferência” irá trazer…

em:    https://oambidestro.pt/2020/12/10/uefa-conference-league-uma-janela-de-oportunidade-para-os-clubes-portugueses/
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2020, 16:27 por Lipeste »
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13588
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #26 em: 10 de Dezembro de 2020, 13:59 »


   https://oambidestro.pt/2020/12/10/uefa-conference-league-uma-janela-de-oportunidade-para-os-clubes-portugueses/
Repete não uma mas duas vezes o erro do 4⁰ ir à conference league em qualquer cenário (e não há clubes na fase de grupos desta competição).

O 4⁰ pode herdar o lugar de vencedor da taça e assim ir à Fase de grupos da LE.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 13878
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #27 em: 10 de Dezembro de 2020, 16:37 »


   https://oambidestro.pt/2020/12/10/uefa-conference-league-uma-janela-de-oportunidade-para-os-clubes-portugueses/
Repete não uma mas duas vezes o erro do 4⁰ ir à conference league em qualquer cenário (e não há clubes na fase de grupos desta competição).

O 4⁰ pode herdar o lugar de vencedor da taça e assim ir à Fase de grupos da LE.
Até tem mais alguns erros (*)

Tal como o sexto classificado da Liga  não tem automaticamente acesso as pré eliminatórias da CL (o sexto classificado da Liga não tem acesso à CL se o vencedor da TP for uma equipa de um escalão inferior ou um clube da I Liga classificado abaixo do sexto lugar).

Não podemos ter dois clubes na LE se o terceiro classificado da Liga cair no play off da Champions?
Anuncios M
Anuncios M
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13588
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #28 em: 10 de Dezembro de 2020, 18:21 »


   https://oambidestro.pt/2020/12/10/uefa-conference-league-uma-janela-de-oportunidade-para-os-clubes-portugueses/
Repete não uma mas duas vezes o erro do 4⁰ ir à conference league em qualquer cenário (e não há clubes na fase de grupos desta competição).

O 4⁰ pode herdar o lugar de vencedor da taça e assim ir à Fase de grupos da LE.
Até tem mais alguns erros (*)

Tal como o sexto classificado da Liga  não tem automaticamente acesso as pré eliminatórias da CL (o sexto classificado da Liga não tem acesso à CL se o vencedor da TP for uma equipa de um escalão inferior ou um clube da I Liga classificado abaixo do sexto lugar).

Não podemos ter dois clubes na LE se o terceiro classificado da Liga cair no play off da Champions?
Sim teremos.
Seja eliminado na Q3 ou no PO, vai parar à Fase de Grupos da LE (https://kassiesa.net/uefa/files/2021-24-uefa-club-competitions-scheme.png)

Da maneira que está o texto parece que é os 6 primeiros mais a Taça, quando são os 5 mais o vencedor da Taça.
Quem não sente não é filho de boa gente.
 

Anuncios M
Anuncios M