You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
288 Respostas
18669 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
bruce Equipa Principal
  • *****
  • 1586
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #280 em: 02 de Julho de 2020, 15:30 »

Pouco mais de 24 horas depois ser conhecida a sua saída do comando técnico do Sp. Braga, Custódio recorreu às redes sociais para deixar uma mensagem.

"Mesmo quando nós, ao fazermos algo que a nossa consciência assim o impõe, faz parecer que estamos a perder algo, no FINAL, nada perdemos. Pois nessa ocasião, GANHAMOS para nós e para os outros, o respeito pela nossa integridade!!!", escreveu o agora ex-treinador do Sp. Braga na sua conta de Instagram.
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 3122
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #281 em: 02 de Julho de 2020, 16:06 »

Pouco mais de 24 horas depois ser conhecida a sua saída do comando técnico do Sp. Braga, Custódio recorreu às redes sociais para deixar uma mensagem.

"Mesmo quando nós, ao fazermos algo que a nossa consciência assim o impõe, faz parecer que estamos a perder algo, no FINAL, nada perdemos. Pois nessa ocasião, GANHAMOS para nós e para os outros, o respeito pela nossa integridade!!!", escreveu o agora ex-treinador do Sp. Braga na sua conta de Instagram.
Esta mensagem de enigmática (como a apelida o record) não tem nada.
Fica bem explicito que o Custódio saiu por sua iniciativa para seu bem e, acima de tudo, para bem do clube.

Mas mesmo depois desta mensagem ainda há palhacitos de outros clubes que insistem na ideia de que foi despedido. É como se diz, uma mentira dita mil vezes não passa a verdade, no entanto em Portugal a coisa até pega.
Anuncios M
Anuncios M
Sif
Sif Equipa Principal
  • *****
  • 2140
  • avatar: fred-h.deviantart.com
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #282 em: 02 de Julho de 2020, 16:14 »
Espero que o Custódio saiba que o que aconteceu em nada belisca a admiração e respeito que os adeptos tem por ele. E volto a repetir, espero que continue no clube.
Pé Ligeiro
Pé Ligeiro Equipa Principal
  • *****
  • 13402
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #283 em: 02 de Julho de 2020, 16:48 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.
BRAGA SEMPRE MAIS!
Anuncios V
andromeda123 Juniores
  • ***
  • 423
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #284 em: 02 de Julho de 2020, 16:56 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.



Isso só resolvia se o salvador contratasse alguém para director desportivo alguém tipo Vitor Oliveira ou Carlos Carvalhal sendo que este ultimo para mim era a melhor aposta. Alguém que perceba de futebol a sério e que realmente faça essa ponte entre presidente e treinador.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 12890
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #285 em: 02 de Julho de 2020, 17:25 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.
Houve apostas que pareciam boas e deram *****. Peseiro 1a vez, vinha para jogar à grande. Jesualdo na 2a, conhecia o clube e foi ele o 1⁰ da era salvador. Carvalhal não correu bem tb.

E da lista de treinadores, os que saiem para ganhar mais: Jesualdo para o Boavista (? Terá dito que o Braga não dava mais que o 4⁰), Jesus, Domingos (podia ter sido segurado), Leo Jardim, Paulo Fonseca, o Abel (se não é queimado talvez saísse, talvez não), o Rúben Amorim.
« Última modificação: 02 de Julho de 2020, 17:29 por rpo.castro »
Quem não sente não é filho de boa gente.
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3118
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #286 em: 02 de Julho de 2020, 18:03 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.
Houve apostas que pareciam boas e deram *****. Peseiro 1a vez, vinha para jogar à grande. Jesualdo na 2a, conhecia o clube e foi ele o 1⁰ da era salvador. Carvalhal não correu bem tb.

E da lista de treinadores, os que saiem para ganhar mais: Jesualdo para o Boavista (? Terá dito que o Braga não dava mais que o 4⁰), Jesus, Domingos (podia ter sido segurado), Leo Jardim, Paulo Fonseca, o Abel (se não é queimado talvez saísse, talvez não), o Rúben Amorim.

O Braga está num patamar que das 2 uma: O treinador consegue bons resultados, sai para um clube maior. O treinador faz maus resultados, é despedido. Não há meio termo, porque o nosso meio termo não existe: se ficarmos em 4º ou 5º o povo reclama, já não chega e o treinador vai embora (veja-se o Conceição e até mesmo o Abel...), se ficamos em 3º ou ganhamos uma taça o treinador sai para um grande ou para o estrangeiro para ganhar muito mais dinheiro. Reparem que o Abel foi sondado para sair no fim da 1ª época por exemplo, acabou por ficar mais uma época mas depois veio o PAOK a acenar com 2M. É raro conseguirmos segurar quem faz bons trabalhos porque vem um dos 3 grandes ou um clube de fora e o leva. Infelizmente, acaba por ser normal um treinador nosso durar só 1 época devido a isto. Reparem no Amorim. Tinha tudo para fazer um excelente final de época aqui e na próxima época sermos claramente candidatos aos 3 primeiros lugares, em vez de querer ficar e crescer saiu à primeira oportunidade. Tal como PF, tal como JJ, tal como Domingos, tal como Jardim (este de forma rocambolesca, foi despedido mas já tinha contrato apalavrado com o Olympiakos).

Um clube do meio da tabela se ficar no meio da tabela mantém o treinador. Se fizer melhor depende se há um Braga para o ir buscar. Os 2 grandes por vezes conseguem manter um treinador se não houver clubes estrangeiros para o vir buscar, mas estão numa posição que se não são campeões normalmente despedem o treinador. nós se ficarmos em 4º ou 5º já temos os adeptos a quererem despedir o treinador, se fizermos melhor lá vai ele por uns milhões por iniciativa própria.

Agora, claro que nessas 22 mudanças houve erros de casting, mas isso faz parte do cargo, nem o Pinto da Costa acerta em todos os treinadores que contrata. A maior parte dos treinadores tinha feito bons resultados antes em equipas do meio da tabela, não foram tiros no escuro como se pode alegar com o Amorim e o Custódio. É aí que conseguimos ir buscar treinadores...
« Última modificação: 02 de Julho de 2020, 18:13 por NightHawk »
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 3377
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #287 em: 02 de Julho de 2020, 18:16 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.
Houve apostas que pareciam boas e deram *****. Peseiro 1a vez, vinha para jogar à grande. Jesualdo na 2a, conhecia o clube e foi ele o 1⁰ da era salvador. Carvalhal não correu bem tb.

E da lista de treinadores, os que saiem para ganhar mais: Jesualdo para o Boavista (? Terá dito que o Braga não dava mais que o 4⁰), Jesus, Domingos (podia ter sido segurado), Leo Jardim, Paulo Fonseca, o Abel (se não é queimado talvez saísse, talvez não), o Rúben Amorim.

 O Abel não saía, posso assegurar. Estava mesmo convencido que ia conseguir algo fora de série cá em Braga. Gosta do clube, da cidade, dos adeptos e sabe que conseguir algo aqui tem um impacto muito maior do que em qualquer outro sítio. Foi muito mal tratado e, como qualquer pessoa, sentiu-se e aceitou a solução que lhe foi apresentada.
  :-\
Anuncios M
Anuncios M
Fernandão Juvenis
  • **
  • 183
  Re: CUSTÓDIO - TREINADOR DO SC BRAGA
« Responder #288 em: 02 de Julho de 2020, 18:27 »
O que sucedeu ultimamente é fundamentalmente da responsabilidade de António Salvador. "Queimou" um (futuro) treinador desnecessariamente, numa aposta de alto risco, sem qualquer teste no futebol sénior. Amorim já tinha sido uma aposta de risco mas, apesar de tudo, já tinha estado ao comando de equipas seniores - inclusive na equipa B do Braga. Salvador, como um jogador inveterado, após ganhar o jackpot com Amorim, aposta tudo contra todas as probabilidades. Desta vez perdeu (perdemos!) - e falta saber o quanto.
O Custódio também não deveria ter aceitado o convite mas percebo a sedução de poder comandar uma equipa como a nossa. Julgo que ainda não estaria preparado. É pena porque poderia ter continuado a crescer no clube. Assim, duvido que isso aconteça (e que ele o queira).
A minha preocupação é que parece que tudo isto é um jogo. Amorim aconteceu por acaso, é o que posso concluir. Duvido que tenha havido verdadeira avaliação prévia das suas qualidades. É tudo impulso, instinto. e, provavelmente, assim sendo, isto vai continuar a acontecer de vez em quando...


Concordo!
Nestes 18 anos que o Salvador leva como presidente do Braga, este foi sempre o calcanhar de Aquiles. Foi claramente a parte que pior foi gerida. Na era Salvador, o Braga mudou 22 vezes de treinador (se contar com Castro Santos e considerando Jesualdo e Peseiro duas vezes cada), sendo que alguns deles revelaram-se boas apostas, mas, associado a algumas boas apostas (Jesualdo I, Jesus, Leonardo Jardim, Domingos, Paulo Fonseca, Abel e Ruben Amorim), teve uma série de apostas de alto risco, tipo lotaria, o que para um clube que pretende lutar pelos primeiros lugares, não deveria acontecer. Resumindo, houve 20 treinadores diferentes, mais dois repetenes nos 18 anos. Com mudanças de treinador a este ritmo, não há equipa que resista, mas pior do que isso, não há projeto que resista, ou melhor, nem sequer há condições para haver qualquer projeto. Como disse, houve apostas que se revelaram boas, mas houve muitas que se revelaram más. Quem joga no euro milhões, às vezes ganha alguma coisa, mas são muito mais as vezes que não ganha (perde), do que as vezes que ganha.
O que ainda tem disfarçado estas apostas,  muitas delas "cegas", tem sido a qualidade dos planteis que temos tido.
Seria bom que alguém dentro da estrutura do clube, fizesse ver ao Salvador, que a aposta no treinador tem que ser muito bem ponderada, evitando ao máximo apostar naqueles que ainda nada provaram. Alguns deles até pode ser que venham a dar bons treinadores, mas o Braga não pode ser um banco de ensaios, pois sempre que corre mal, as consequências são muito pesadas.
Houve apostas que pareciam boas e deram *****. Peseiro 1a vez, vinha para jogar à grande. Jesualdo na 2a, conhecia o clube e foi ele o 1⁰ da era salvador. Carvalhal não correu bem tb.

E da lista de treinadores, os que saiem para ganhar mais: Jesualdo para o Boavista (? Terá dito que o Braga não dava mais que o 4⁰), Jesus, Domingos (podia ter sido segurado), Leo Jardim, Paulo Fonseca, o Abel (se não é queimado talvez saísse, talvez não), o Rúben Amorim.

O Braga está num patamar que das 2 uma: O treinador consegue bons resultados, sai para um clube maior. O treinador faz maus resultados, é despedido. Não há meio termo, porque o nosso meio termo não existe: se ficarmos em 4º ou 5º o povo reclama, já não chega e o treinador vai embora (veja-se o Conceição e até mesmo o Abel...), se ficamos em 3º ou ganhamos uma taça o treinador sai para um grande ou para o estrangeiro para ganhar muito mais dinheiro. Reparem que o Abel foi sondado para sair no fim da 1ª época por exemplo, acabou por ficar mais uma época mas depois veio o PAOK a acenar com 2M. É raro conseguirmos segurar quem faz bons trabalhos porque vem um dos 3 grandes ou um clube de fora e o leva. Infelizmente, acaba por ser normal um treinador nosso durar só 1 época devido a isto. Reparem no Amorim. Tinha tudo para fazer um excelente final de época aqui e na próxima época sermos claramente candidatos aos 3 primeiros lugares, em vez de querer ficar e crescer saiu à primeira oportunidade. Tal como PF, tal como JJ, tal como Jardim (este de forma rocambolesca, foi despedido mas já tinha contrato apalavrado com o Olympiakos).

Um clube do meio da tabela se ficar no meio da tabela mantém o treinador. Se fizer melhor depende se há um Braga para o ir buscar. Os 2 grandes por vezes conseguem manter um treinador se não houver clubes estrangeiros para o vir buscar, mas estão numa posição que se não são campeões normalmente despedem o treinador. nós se ficarmos em 4º ou 5º já temos os adeptos a quererem despedir o treinador, se fizermos melhor lá vai ele por uns milhões por iniciativa própria.

Agora, claro que nessas 22 mudanças houve erros de casting, mas isso faz parte do cargo, nem o Pinto da Costa acerta em todos os treinadores que contrata. A maior parte dos treinadores tinha feito bons resultados antes em equipas do meio da tabela, não foram tiros no escuro como se pode alegar com o Amorim e o Custódio. É aí que conseguimos ir buscar treinadores...

Concordo. O Braga está naquele patamar intermédio, em que se um treinador faz um brilharete (ainda que seja só em 2 meses, como o Rúben Amorim) é logo pescado por uma baleia; se se limitar ao rendimento mínimo que é o apuramento europeu a alguma distância dos Grandes, não chega nem para a Direção nem para os adeptos, e o treinador é corrido.

Nem sempre isto é culpa do Salvador, portanto. Mas em casos como Abel e Domingos Paciência, teve responsabilidade direta na não continuidade de um projeto de mais longa duração, o que mostra que o temperamento do Presidente também tem sido um factor decisivo para esta instabilidade na posição de comando técnico.

A minha opinião em relação ao Custódio é que estava “verde” para um cargo de tanta pressão, mas também teve demasiado azar (no primeiro jogo depois da retoma, perdemos num penalti inexistente; no jogo que era suposto ser o do nosso “ponto de viragem”, em Famalicão, dominámos o jogo excepto na finalização ou no último passe, e aí perdemos o 3.º lugar; e em Vila do Conde, houve decisões inacreditáveis como a não expulsão do Aderlan). Eu, por respeito ao Artur Jorge, que foi meu colega no secundário, não vou comentar outros possíveis treinadores até ao fim da época. Quero que ele ganhe os 5 jogos convincentemente, e torne difícil a decisão do Salvador para a próxima época (se é que não está já tomada). Independentemente de quem seja o treinador em 2020/21, espero que se mantenha a estrutura técnica com Micael Sequeira, Vital, etc.
 

Anuncios M
Anuncios M