Quantcast
Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
7093 Respostas
268012 Visualizações
RuberAlbus e 17 Visitantes estão a ver este tópico.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #60 em: 02 de Abril de 2020, 07:47 »
Paulinho: «Vou fazer de tudo para chegar à Seleção»

Paulinho está decidido em convencer Fernando Santos a dar-lhe um lugar na Seleção Nacional. Numa sessão de respostas às questões dos adeptos do Sp. Braga, onde também esteve Tiago Sá, o avançado arsenalista disse que tudo fará para concretizar esse objetivo.

"Se mereço ou não sou eu que tenho de responder. A mim compete-me dar o máximo e trabalhar todos os dias, que é o que tenho vindo a fazer. A decisão é do selecionador. Mas vou fazer tudo para chegar lá", disse Paulinho, colhendo logo o apoio de Tiago Sá: "Eu acho que ele merece."

Seria uma consequência do trabalho que tem sido desenvolvido por Paulinho, que diz viver a sua melhor temporada. "Sim, está a ser a minha melhor época, a nível de resultados coletivos e a nível individual. Os números têm falado por si. Esperemos que dê para acabar a época o mais cedo possível, em segurança obviamente, para fazer mais e melhor."

E neste trajeto de 2019/20 há um ponto que deixou marca pela negativa, a eliminação europeia frente ao Rangers, nos 16 avos-de-final da Liga Europa. "Quanto ao jogo de Glasgow, não me lembro de tantos minutos de jogo de alto nível, com tanta personalidade, e nos últimos 30 minutos aconteceu aquilo. Em Braga ficou o sentimento de frustração e injustiça. Achamos que podíamos ter feito mais e merecíamos mais", comentou Paulinho.

Confrontado sobre o eventual cenário de ser capitão de equipa, o camisola 20 demarcou-se. "Não é uma coisa em que eu pense, até porque estamos bem entregues. O Wilson Eduardo é um excelente capitão, é a voz do grupo e tem personalidade para tal. Estamos bem entregues", resumiu, já depois de ter sido questionado sobre se preferia marcar o golo da final da Taça da Liga ou um 'hat-trick ao V. Guimarães: "Tem de ser o golo na Taça da Liga, porque um troféu é um troféu... Mas escolho os dois."

Paulinho definiu a descida de divisão ao serviço do Gil Vicente como o momento mais difícil da sua carreira - "foi o ano em que cresci menos futebolisticamente, mas cresci como homem", disse - e elogiou o trabalho que tem sido feito pelo presidente do Sp. Braga, António Salvador.

"Acho que está aos olhos de toda a gente. Tem-se notado imenso o crescimento do clube, a academia vai crescer ainda mais. É um trabalho que tem reconhecimento geral", sublinhou.

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/paulinho-vou-fazer-de-tudo-para-chegar-a-selecao?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #61 em: 02 de Abril de 2020, 07:49 »
Tiago Sá: «Defendi três penáltis em dois minutos»

Tiago Sá, guarda-redes de 25 anos e produto da formação do Sp. Braga, recuou ao seu passado para dar conta de que nem sempre quis ser o dono das luvas.

"Eu queria ser avançado. Quando entrei para a formação do Sp. Braga, era avançado na altura. Só que não tínhamos guarda-redes, então íamos à vez à baliza e trocávamos quando alguém sofria golos. Eu era o que mais tempo aguentava sem sofrer golos. Um dia comprei luvas, o equipamento e disse ao meu treinador que queria ir sempre à baliza", contou Tiago Sá, que esteve com Paulinho na rubrica 'Duas de Letra', a responder às questões dos adeptos bracarenses.

E foi nesse trajeto de formação nos arsenalistas que Tiago Sá viveu um momento que nunca mais esqueceu: defendeu três penáltis em dois minutos. "Foi num jogo de iniciados. Nós jogámos contra o Barroselas, acho eu. Surgiu um penálti para eles, o jogador bateu e eu defendi. O árbitro mandou repetir porque uma pessoa da nossa equipa tinha entrado na área antes do tempo. Então o mesmo jogador foi cobrar o penálti, para o mesmo lado e eu voltei a defender... Só que o árbitro voltou a mandar repetir, pois o mesmo jogador da nossa equipa tinha entrado em campo antes do tempo e viu cartão amarelo. À terceira, já veio outro jogador marcar o penálti. Ele atirou para o outro lado e eu voltei a defender e deu canto. Aí o árbitro já não mandou repetir", contou.

Três defesas marcantes no seu processo de crescimento, mas há uma outra que Tiago Sá considera a melhor defesa da carreira. "Acho que a melhor defesa e a mais difícil foi a um remate do Brahimi no ano passado, no Dragão, no final da primeira parte. O Brahimi ia isolado na área e rematou para a minha direita. Tecnicamente é difícil fazer aquilo, o jogador estar tão perto de ti e aguentares até ao momento certo. Foi a melhor defesa", disse, tendo assumido que o seu ídolo de infância é Casillas.

Mas também houve momentos menos bons no seu percurso ao serviço do Sp. Braga. "Felizmente não tive lesões graves, que me obrigassem a estar mais de um mês parado. Se calhar a transição da equipa B para a A, em que às vezes nem era convocado, foi o momento mais difícil. Depois voltei a jogar à B e na projeção que fiz antes da época começar pensava que não iria voltar à B. Perder a final do Europeu sub-19 em 2014 e a final da Taça da Liga para o Moreirense foram outros momentos negativos", apontou.

Alternativa

Tiago Sá ainda só foi utilizado em quatro jogos oficiais esta temporada, todos no passado mês de dezembro. "Não é fácil, mas faz parte do futebol, tal como os jogadores de campo. Eles não sendo opção podem entrar durante o jogo, mas um guarda-redes nem tanto. Pode passar meses seguidos sem ser opção. Mas aí também se vê a qualidade de um guarda-redes, principalmente a sua força mental, que é um ponto importante num guarda-redes. É mostrar que estás pronto todos os dias, é o que eu faço. Eu trabalho tanto ou mais do que nas fases em que sou opção, para o treinador perceber que posso ser opção e, quando ela surgir, eu poder mostrar que estou bem", explicou.

Tiago Sá tem a concorrência direta e Matheus (o habitual titular) e Eduardo, de 37 anos. "Quando o Eduardo estava cá, antes de sair em 2010, eu estava nos iniciados do Sp. Braga e lembro-me de o Edu ir lá em ações de escolinhas de guarda-redes e eu andar atrás dele para o cumprimentar. Agora treino com ele, é meu colega de equipa. Não sei se podia ser meu pai, era capaz de poder... 13 ou 14 anos de diferença... Mas é bom. Ele já tem muito mais experiência do que eu, passou por muitos campeonatos, muitos treinadores. São muitas experiências que nos ajudam a evoluir. Ele ensina-nos e no fim dos treinos falamos sobre os exercícios. É bom aprender com esta experiência", assinalou.

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/tiago-sa-defendi-tres-penaltis-em-dois-minutos?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais
Anuncios M
Anuncios M
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #62 em: 02 de Abril de 2020, 07:51 »
«Estás a queimar-me e no próximo jogo vou levar amarelo à custa disso»

A rubrica 'Duas de Letra', promovida pelo Sp. Braga através dos seus canais oficiais, juntou o guarda-redes Tiago Sá e o avançado Paulinho para responderem às questões colocadas pelos adeptos. Aqui damos conta aqui dos momentos mais bem humorados, sendo que na verdade os protagonistas também responderam ao que outros colegas de equipa revelaram em anteriores edições desta rubrica...

Mas começamos por uma revelação de Tiago Sá a propósito do comportamento de Paulinho em campo, quando questionado sobre os defeitos com avançado. "O Paulinho é ranhoso. O Sequeira há dias chamou-me chorão, mas o Paulinho é muito ranhoso nos treinos! A discutir com os treinos... Depois tem uma coisa, que é o pior. Canso-me de ver o Paulinho a reclamar com os árbitros nos jogos. O Paulinho vem da frente a correr para reclamar com o assitente ou qualquer árbitro", atirou, com sorrisos à mistura. E Paulinho defendeu-se como pôde: "Estás a queimar-me e no próximo jogo vou levar amarelo por culpa disso!"

Tiago Sá admite ser vaidoso, como sugeriram alguns dos colegas, diz que Paulinho "faz bullying" sobre Palhinha e que o avançado nem sempre leva a melhor nos treinos. "Ele marca-me alguns golos porque um ponta-de-lança tem de os marcar, mas também lhe ganho às vezes no um para um. E até nos picamos", explicou o guardião, que também apontou o dedo a Palhinha. "Fora do campo, o Palhinha às vezes fica com a cabeça no ar e ninguém sabe o que está a fazer… Uma pessoa chama por ele e parece que ele não está lá", gracejou.

Palhinha tão cedo não vai poder defender-se, pois já teve tempo de antena no 'Duas de Letra'... Ele que também foi visado por Paulinho, relativamente aos túneis nos treinos. "O Palhinha. Depois ele nega! O Palhinha é o que fica mais doido, mas depois é mentiroso-compulsivo nessa situação e diz que não levou", atirou.

Paulinho e Tiago Sá concordaram em eleger Esgaio como o jogador mais enérgico da equipa e o que maior rendimento apresenta em treino e em jogo. "Às vezes até mete impressão, pela quantidade de vezes que o vês a correr para a frente e logo a seguir para trás. Os quilómetros que ele faz... É o mais enérgico", defendeu Tiago Sá.

Paulinho explicou que é conhecido pelo diminutivo do seu nome porque era pequeno quando era criança. "O professor Neca já disse que agora sou o Paulão", atirou.

Ser ou não ser chorão

Sequeira tinha acusado, há alguns dias, Tiago Sá e Rui Fonte de serem "uns chorões". Ora, o guarda-redes estava à espera da oportunidade para defender-se. "O Sequeira disse que somos os mais chorões, mas não que somos os campeões em título da sueca. O Sequeira joga com o Horta, o Esgaio anda lá perdido e não tem grande parceiro. Eles acham que só temos bons jogos porque choramos. Somos chorões, admito, mas esqueceram-se de dizer que somos os campeões em título. Eu e o Rui Fonte. O resto não interessa", atirou.

em:
https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/estas-a-queimar-me-e-no-proximo-jogo-vou-levar-amarelo-a-custa-disso?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #63 em: 02 de Abril de 2020, 15:44 »

Paulinho espera retomar a Liga e aumentar a contagem pessoal

Antes da interrupção competitiva Paulinho já somava 18 golos na temporada, um número que o avançado do SC Braga quer dilatar quando for retomada a normalidade no futebol nacional.
«Até ao momento está a ser a minha melhor época a nível de resultados individuais e coletivos. Esperemos que dê para terminar a temporada em segurança e o mais cedo possível, de modo a fazer mais e melhor», disse o atacante em conversa online com os adeptos arsenalistas, hoje à tarde.

O jogador disse ainda que vai «continuar a trabalhar» com o objetivo de chegar à Seleção Nacional. «Essa decisão é o selecionador que toma, mas no que depender de mim vou fazer tudo e dar o máximo para conseguir chegar lá», respondeu, acrescentando ainda que prefere «jogar com mais gente na frente» do que como ponta-de-lança único da equipa.
«Jogar com mais alguém causa dúvida no defesa sobre quem deve marcar», explica o goleador dos bracarenses.

em: https://abola.pt/Clubes/2020-04-01/sc-braga-paulinho-espera-retomar-a-liga-e-aumentar-a-contagem-pessoal/837314/471
Anuncios V
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #64 em: 02 de Abril de 2020, 15:46 »
Paixão de Paulinho por Ronaldinho e as quatro referências da actualidade

Lewandowski, Luis Suárez, Cavani e Aguero são os jogadores da atualidade com quem mais se identifica, mas o grande ídolo de Paulinho foi outro. «Ronaldinho. Era completamente apaixonado por ele», disse o ponta-de-lança na conversa online que esta tarde manteve com os adeptos do SC Braga.

O jogador arsenalista contou ainda um pouco da sua faceta fora dos relvados. «Sou bom rapaz, um bocadinho chato, porque quero sempre ganhar. A minha maior qualidade? O meu pé esquerdo. Comida preferida? Já foi bife com ovos estrelados e batatas fritas, agora é salmão grelhado com batata doce», contou o goleador, batizado no futebol como Paulinho «porque era muito pequeno» em criança, embora neste momento tenha bom porte atlético.

O atacante disse ainda que aprecia os campeonatos de Espanha, Inglaterra e também Alemanha e teve dúvidas em escolher o melhor golo da carreira.

«Talvez um com o Portimonense fora, ou com o Moreirense em casa. Também tive um cabeceamento no meu primeiro jogo contra o Vitória de Guimarães», revela, ele que já marcou um golo… com o GPS, com a bola a bater no equipamento e a entrar.
«Sim, foi no Dragão. Gosto tanto de marcar de cabeça como com o pé, mas com o GPS também serve», brincou.

em: https://abola.pt/Clubes/2020-04-01/sc-braga-paixao-de-paulinho-por-ronaldinho-e-as-quatro-referencias-da-atualidade/837324/471
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #65 em: 02 de Abril de 2020, 15:48 »
Tiago Sá, um avançado na baliza

Começou no ataque e acabou por fazer carreira na baliza. Tiago Sá é apontado como um exemplo no balneário, onde transmite a mística do clube do seu coração, no qual entrou ainda criança. «É um sentimento especial ter chegado ao plantel principal do SC Braga. Era o meu sonho de pequeno. Estou feliz e realizado», diz o guarda-redes de 25 anos, que nunca vestiu outra camisola.

Fã de Casillas e de Buffon, Tiago Sá elege como melhor defesa da carreira a oposição que fez a Brahimi na época passada, no Dragão. Recordou ainda os primeiros pontapés na bola, quando era avançado e jogava com umas «chuteiras laranjas iguais às do Ronaldo Fenómeno».

O salto para as balizas permitiu-lhe o primeiro contacto com Eduardo, agora companheiro. «Nos iniciados andava atrás dele quando nos visitava nos treinos de guarda-redes. Agora é meu colega. É muito experiente, fala muito, ensina e ajuda-me a evoluir. Ainda é um guarda-redes excecional, tal como o Matheus. É o trio de guarda-redes mais forte que conheci no SC Braga», elogia, o que não o inibe na luta pela baliza... «Todos os dias tento mostrar que estou pronto.»
 
em: https://abola.pt/Clubes/2020-04-02/sc-braga-tiago-sa-um-avancado-na-baliza/837358/471

Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #66 em: 06 de Abril de 2020, 11:28 »
Matheus promove leilão para ajudar famílias portuguesas carenciadas

Valor angariado será distribuído por quem mais precisa e também decorre uma campanha de recolha de alimentos



Matheus, guarda-redes do Sp. Braga que há poucas semanas passou a ser cidadão português, lançou uma iniciativa solidária, designada como "Leilão Solidário - Famílias de Portugal". A iniciativa, que começa já hoje, domingo, visa leiloar objetos de desporto e doar a totalidade do valor angariado às famílias carenciadas de Portugal.

"O "Leilão Solidário - Famílias de Portugal" é uma acção desenvolvida por Matheus Lima Magalhães e tem como objectivo leiloar objectos desportivos entre os indivíduos que participem de acordo com os requisitos estipulados no presente regulamento, bem como efectuar o donativo do total do valor angariado no leilão às famílias carenciadas de Portugal, sinalizadas em conjunto com a Assembleia de Deus Ebenezer de Braga. O leilão destina-se a todos os indivíduos (pessoas singulares), maiores de idade, residentes em Portugal Continental e Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores e no Brasil.

O leilão decorrerá a partir do dia 5 de abril", lê-se numa nota divulgada na página do Facebook de Matheus, guarda-redes de 28 anos. Paralelamente, o jogador também promoveu uma recolha de alimentos e bens essenciais, igualmente destinadas às famílias carenciadas, numa fase particular marcada pela pandemia do coronavírus. "Sabem o que o vírus causou na nação e noutras nações. Estou a começar uma campanha de recolha de alimentos, ou aquilo com que puder contribuir, para ajudar famíliar com necessidades, que passam por uma aperto financeiro. Muitas famílias com elementos que foram embora dos trabalhos, outros com cortes salariais... O pouco que você der talvez venha a ser muito para a família que for ajudada", disse o guarda-redes arsenalista, na sua página do Facebook.

Por André Gonçalves

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/matheus-promove-leilao-para-ajudar-familias-portuguesas-carenciadas?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #67 em: 06 de Abril de 2020, 15:30 »
Matheus já iniciou entrega de bens a famílias carenciadas

Guarda-redes do Sp. Braga já colocou mãos à obra em prol da sua campanha de solidariedade

Matheus iniciou esta nova semana colocando mãos à obra - devidamente equipado com luvas e uma máscara - em prol da sua campanha de solidariedade anunciada durante o fim-de-semana. Após a recolha de uma boa quantidade de bens essenciais (desde comida a produtos de higiene), o guarda-redes do Sp. Braga já iniciou a distribuição por famílias carenciadas.

"Começaram as entregas das cestas com os bens essenciais. Obrigado a cada um de vocês que estão a ajudar-nos a ajudar estas famílias", escreveu Matheus na sua página do Facebook, deixando ainda um apelo: "Ajude-me a ajudar."

Relacionado:

Matheus promove leilão para ajudar famílias portuguesas carenciadas

Recorde-se que, além da campanha de recolha e entrega de alimentos e outros produtos essenciais, o guarda-redes do Sp. Braga também está a promover um leilão de artigos desportivos, entre eles camisolas de competição, cujo valor será doado na totalidade a famílias carenciadas.

Por André Gonçalves

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/matheus-ja-iniciou-entrega-de-bens-a-familias-carenciadas?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais
Anuncios M
Anuncios M
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #68 em: 06 de Abril de 2020, 15:35 »
PÁGINAS DA VIDA DE JOÃO NOVAIS

João Novais abriu o livro da sua vida ao scbraga.pt. Desde uma infância com histórias caricatas às memórias no futebol com o seu pai, as páginas que revelou deixam-nos com uma nostalgia inexplicável. Reconhecido pelos seus livres diretos indefensáveis, o camisola 17 da Legião é um talento do futebol nacional, um daqueles que brilha no relvado do Municipal de Braga, aquele estádio de que já temos tantas, mas tantas saudades…

O livro da vida de João Novais 1

Paixão pelo futebol: “Sempre adorei futebol, devido à carreira que o meu pai teve fui um bocado influenciado nesse sentido. Sempre acompanhei a carreira dele e o gosto pelo futebol surgiu naturalmente desde muito cedo. Fui desenvolvendo este gosto ao longo do tempo, agora é a minha profissão e não deixa de ser o meu maior prazer”.

Vidro partido do vizinho: “Dentro de casa jogava com bolas que não davam para partir objetos, lembro-me que até tinha uma bola de algodão. Fora de casa parti alguns vidros das casas dos meus vizinhos. Lembro-me que quando tinha 8 anos parti um vidro de um vizinho e fugi para casa. Não disse nada aos meus pais, desliguei a campainha de minha casa, mas algumas horas depois o vizinho já estava a fazer queixa ao meu pai. Fui apanhado (risos)”.

O livro da vida de João Novais 2

O pior castigo: “Quando na escola não tinha um bom comportamento tinha alguns castigos. Lembro-me que nas aulas de educação física a minha turma era rebelde e num período os rapazes tiveram todos negativa. Quando isso aconteceu, os meus pais proibiram-me de ir aos treinos durante dois meses. Jogava no SC Coimbrões, nunca mais me esqueci disso”.

A troca das bonecas da irmã pela bola de futebol: “Jogava muitas vezes futebol com a minha irmã dentro de casa. Muitas vezes jogava com ela nos corredores e colocava-a em frente à porta a fazer de guarda-redes. Ela mal andava, mas já a sentava no chão a ‘levar’ com as bolas de algodão. Confesso que algumas vezes arrumava as bonecas dela para termos espaço para jogar à bola (risos).

O livro da vida de João Novais 3

Os atrasos às aulas: “Chegava muitas vezes atrasado às aulas para jogar futebol. Chegávamos sempre às aulas a pingar por estarmos a jogar futebol e chegámos mesmo a ser repreendidos pelos professores por causa disso. Chegávamos à sala de aula todos suados, éramos 10 ou 12 rapazes assim, não era fácil estar ali dentro uma hora e meia todos fechados (risos)”.

Um seguidor atento da carreira do pai: “Estive sempre presente nos jogos mais importantes da carreira do meu pai. Fui um fiel seguidor dele durante grande parte da sua carreira. Lembro-me de dois momentos que adorei: a subida do Leixões SC quando estava na 2ª divisão B (atual Campeonato de Portugal) para a II Liga e da transição do meu pai de jogador para treinador. Ele deixou de jogar e assumiu logo a equipa técnica do Leixões SC. Recordo-me de uma época quando ele estava no SC Campomaiorense que dava gosto ir aos jogos, pela cultura da cidade de Campo Maior, pelas pessoas que são muito humildes e muito simpáticas. Tive uma semana nas férias da páscoa em Campo Maior com o meu pai e fiquei maravilhado com o grupo que eles tinham na equipa, as famílias eram amigas umas das outras, era tudo muito genuíno”.

O livro da vida de João Novais 4

Pais como os melhores conselheiros na sua carreira: “Os meus pais são os meus maiores conselheiros e os meus maiores críticos. Foi muito bom eles alertarem-me para tudo. Quando tive de optar entre a vida escolar e o futebol profissional foi muito difícil, lembro-me de fazer os pré-requisitos para a Faculdade de Desporto. Eles estiveram sempre do meu lado em todos os momentos e em todas as minhas decisões”.

O festejo do golo contra o pai: “Foi um momento especial. Fiz três golos no Estádio do Bessa contra o meu pai pelo Leixões SC, ele era treinador do Boavista FC. Ficou 4-4, marquei o quarto golo do Leixões SC no último minuto e, na emoção do momento, tirei a camisola e festejei como se tivesse ganho o campeonato. Ele na altura ficou chateado e disse: ‘tiras a camisola a festejar um golo contra mim!?’. Eu respondi-lhe que apesar de sermos pai e filho, estamos a defender as nossas cores e que temos de ser profissionais. Pronto, confesso que se calhar festejei de mais, mas depois ficou tudo bem entre nós os dois (risos)”.

O livro da vida de João Novais 6

Quem bate melhor livres na família: “Ele ainda tem mais golos do que eu de livre neste momento, mas espero alcançá-lo. Já lhe perguntaram quem bate melhor, ele responde que bate mais em jeito e eu mais em força. Ele era um exímio batedor de bolas paradas e eu tento seguir as pisadas dele. Espero ainda evoluir mais nesse aspeto”.

Do SC Coimbrões ao FC Porto: “Foi fantástico receber aquela notícia. Quando recebi o convite do FC Porto, senti que o sonho que tinha desde pequeno estava a tornar-se possível. Foi algo que me marcou muito, desenvolvi-me muito no FC Porto como jogador e como pessoa. Estudava com os meus colegas de equipa numa escola, isso fez-me crescer muito a nível pessoal”.

O livro da vida de João Novais 7

O primeiro jogo nos seniores do Leixões: “Quando estava no meu último ano de júnior, fiz o último jogo do campeonato da equipa sénior no Restelo, foi a minha estreia. Apesar de termos perdido 1-0, foi dos momentos mais marcantes da minha carreira. Os meus colegas incentivaram-me muito. Lembro-me que o Paulinho e o Pedro Santos, que jogaram no SC Braga, deram-me muitas palavras de motivação para que tudo corresse bem”.

O primeiro contrato e o gosto de ‘mimar’ a sua família: “O meu primeiro contrato era de 60 euros por mês. Eu poupava muito dinheiro, os meus pais aconselharam-me a isso. Na altura do Natal, com esse dinheiro dava prendas aos meus pais e à minha família, adoro oferecer presentes a quem mais gosto”.

O livro da vida de João Novais 8

SC Braga é o maior desafio da carreira até ao momento: “É o maior desafio que tive na carreira. É o patamar mais alto onde cheguei na minha vida desportiva. O SC Braga é um clube grande em Portugal e isso traz muita responsabilidade. O SC Braga já tem grandes objetivos em todas as competições em que participa, isso dá gosto a qualquer jogador”.

Os colegas que detestam perder e os mais divertidos do SC Braga: “O Tiago Sá, o Wilson e o Rui Fonte detestam perder, se perdem uma ‘peladinha’ vão à loucura. Divertidos temos muitos, o Ricardo Horta, o Raúl Silva, o Sequeira, temos um núcleo grande de divertidos, temos um grande grupo”.

O livro da vida de João Novais 9

Nome do pai como alcunha: “Os meus colegas chamam-me Abílio. Eu tive colegas de equipa que jogaram com o meu pai, o Nuno Silva e o Pedras, por exemplo. Havia uma ligação óbvia ao meu pai quando comecei a jogar e isso surgiu naturalmente. O Ricardo Horta e o Sequeira continuam a tratar-me pelo nome do meu pai. Eu levo na brincadeira, não me importo com isso”.

As quatro referências: “Sempre tive um fascínio por quatro jogadores: Beckham, Pirlo, Ronaldinho e Fabregas”.

O livro da vida de João Novais 10

Os atletas mais talentosos com quem jogou: “O Fábio Martins a nível técnico é acima da média, é um dos jogadores mais tecnicistas do nosso campeonato. Depois também joguei com o Pelé, que atua agora no Reading, que também me surpreendia bastante a todos níveis, foi um jogador com quem adorei jogar”.

Melhor golo da carreira: “O melhor golo da carreira foi ao serviço do Leixões SC contra a UD Oliveirense. A bola ficou no ar, dominei de peito e sem deixar cair atirei ao ângulo. Foi parecido com o golo do James Rodriguez que foi considerado o melhor golo do Mundial. Lembro-me que o Chiquinho, que agora joga no SL Benfica, pôs as mãos na cabeça quando fiz aquele golo.”

 



Treinadores que marcaram a sua carreira: “O Horácio Gonçalves e o Pedro Martins marcaram-me muito pelas oportunidades que me deram. O Horácio lançou-me na equipa principal ainda com idade de júnior e o Pedro Martins deu-me a oportunidade de dar o salto para a I Liga. Foram dois treinadores que vão ficar para sempre marcados na minha vida”.

Jogo com maior sabor amargo: “O empate com o FC Zorya em casa para a Liga Europa, custou-me muito. Nós não merecíamos aquele resultado pelo que fizemos na eliminatória. Foi muito duro não ter passado à fase de grupos da Liga Europa na última época”.

O livro da vida de João Novais 11

O pior momento: “Lembro-me que fui chamado à Seleção de Sub-20 para um torneio internacional, podia estrear-me por essa Seleção e, no dia em que me ia concentrar em Lisboa às 22 horas, tive a primeira jornada da II Liga com o Marítimo B. Lesionei-me nesse jogo, fiz um estiramento no joelho que me obrigou a ficar de fora dessa convocatória. Foi o pior momento da minha carreira”.

Melhor momento da carreira: “O melhor foi a conquista da Taça da Liga pelo SC Braga, é um momento inesquecível”.

O livro da vida de João Novais 12

O que mudou com o nascimento da filha: “Mudou tudo. A responsabilidade, o teu dia a dia, a tua liberdade, muda tudo. A partir do momento que tens uma filha tudo muda, a prioridade passa a ser ela”.

Um estágio pleno de emoções: “Foram dias maravilhosos. Eu fiz anos no estágio, no dia seguinte a minha filha nasce, fui a correr para o Porto vê-la nascer, quando regresso jogo com o Portimonense e faço o golo da vitória. Foram dias muito emotivos que nunca mais me vou esquecer”.

O livro da vida de João Novais 13

A tarefa de casa que menos gosta: “Não gosto de aspirar e de limpar o chão. O resto das tarefas acho que cumpro bem e até tenho essa iniciativa de ajudar”.

Os pratos preferidos: “Gosto muito de picanha e do arroz de marisco da minha mãe, só do da minha mãe”.

Local de férias predileto: “Adoro passar férias no Algarve. Gosto muito de estar perto da praia. Os clubes onde joguei na formação são relativamente perto do mar. Os meus avós eram pescadores e ganhei sempre muita afeição pela praia e pelo mar”.

O livro da vida de João Novais 14

As metas traçadas para o futuro: “Espero conquistar títulos e ajudar o SC Braga neste momento. Gostava de chegar à Seleção Nacional, é o sonho de qualquer atleta. Tenho a ambição de deixar a minha marca no futebol”.

Desejos para a sua carreira: “Gostava de deixar a minha marca como um jogador que ganhou muitos títulos, que deu sempre o máximo por onde passou e claro que tenho o sonho de ser reconhecido a nível internacional. Adorava que se lembrassem de mim como um grande jogador que teve uma grande carreira”.

em: www.scbraga.pt
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #69 em: 08 de Abril de 2020, 08:42 »
Plantel de férias num ´verão´ antecipado e... incerto

As inúmeras incertezas em que vivemos por culpa da pandemia de Covid-19 tornaram a situação dos clubes profissionais, e não só, insustentável. Sem certezas quanto a um real regresso da competição e, a acontecer, em que datas sucederá, a SAD do SC Braga desistiu de uma eventual posição coletiva dos restantes participantes na Liga e avançou com as suas próprias medidas: corte temporário de metade dos salários de abril, maio e junho, com todo o plantel a avançar oficialmente para férias antecipadas, pelo menos até ao próximo dia 24.

A decisão, sublinhe-se, foi tomada após chegada a acordo com os futebolistas, ficando a garantia de que os restantes 50 por cento dos ordenados daqueles três meses serão repostos a 5 de setembro, isto caso haja regresso à competição com a conclusão da atual época, pois, caso contrário, os jogadores receberão apenas mais 25%.

Refira-se que, apesar da data estipulada ser 5 de setembro, todos os jogadores em final de contrato ou que já tenham vínculo assinado com outra entidade a partir de 1 de julho, como é o caso de Trincão com o Barcelona, serão ressarcidos do corte em vigor a partir de ontem.

Assim, ficam de imediato suspensos os planos de treinos individual que diariamente eram cumpridos por todos os elementos.
 
em: https://www.abola.pt/Clubes/2020-04-08/sc-braga-plantel-de-ferias-num-verao-antecipado-e-incerto/838505/471
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #70 em: 08 de Abril de 2020, 08:45 »
Plantel do Braga entra de férias

Jogadores do Braga vão ficar de férias até 24 de abril.


A perspetiva de um regresso do campeonato não está para breve, pelo que o plantel do Braga entrou oficialmente de férias, pelo menos até ao próximo dia 24 de abril.

Apesar disso, os jogadores estão obrigados a manter o cumprimento das regras de isolamento social e, apesar de deixar de haver a rotina diária do treino, todos vão continuar a receber um plano de trabalho com o objetivo de manterem a forma.

O clube entende ainda que os jogadores terão tempo mais do que suficiente para voltarem a estar fisicamente aptos assim que for anunciada uma data para o regresso à competição.

em: https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/braga/noticias/plantel-do-braga-entra-de-ferias-12043708.html
Anuncios G
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #71 em: 08 de Abril de 2020, 19:49 »
DUAS DE LETRA COM ABEL RUIZ E TORMENA

Ambos vivem a primeira temporada em Braga. Ambos já se sentem totalmente parte da família.

Espanha e Brasil tocaram-se em mais um divertido Duas de Letra, com Abel Ruiz e Tormena a mostrarem um pouco mais de si à Legião.


Tormena – Como é para um jogador passar de quase dispensado a titular?

“É claro que foi muito bom. Trabalhamos todos os dias em busca de oportunidades. A verdade é que estive perto de ser emprestado, mas no futebol as coisas mudam muito rápido. Consegui agarrar a posição e ajudar o SC Braga da forma que queria”.


Abel Ruiz – Como está a ser a tua adaptação ao nosso clube e à nossa cidade?

“Estou muito feliz por estar aqui, numa grande cidade e num grande clube. A adaptação foi muito boa e os meus companheiros receberam-me muito bem. Estou muito feliz nesta cidade tão bonita”.


Tormena – Alguma vez pensaste em jogar a trinco?

“Nunca pensei, mas já aconteceu. No ano passado, no Portimonense SC, acabei por jogar nessa posição num jogo. O importante é ajudar a equipa. Jogarei onde for preciso”.


Abel Ruiz – Quem são as tuas inspirações e ídolos?

“O David Villa sempre foi um ídolo para mim. Tenho uma boa relação com ele e sempre me segui por aquilo que faz. Deu-me bons conselhos sobre futebol e sobre a vida. Ajudou-me muito. Gosto muito do Lewandoski também. Voltando ao Barcelona, pude aprender muito Luis Suárez”.


Tormena – Achas que agora será difícil o teu regresso à titularidade?

“Há que trabalhar. Temos jogadores de grande qualidade em todas as posições. O objetivo de todos, de quem joga e de quem não joga, é ajudar a equipa”.


Abel Ruiz – Tens pouco tempo no Braga ainda, mas já criaste alguma amizade forte dentro do clube?

“Como já disse, adaptei-me muito bem a esta nova realidade. Fui muito bem recebido. Mais do que dizer um nome, diria toda a equipa. Mas é claro que num plantel formam-se sempre alguns grupos que se dão melhor. Vivi com o Trincão e o David Carmo no início da quarentena e talvez por isso tenha uma melhor relação com eles”.


Tormena – Como é ouvir os gritos de Matheus dentro de campo?

“Ajuda muito. O Matheus orienta bastante, ele que vê o jogo de trás. Algumas vezes dá vontade de mandar para aquele lugar… Mas ajuda muito. É uma peça fundamental”.


Abel Ruiz – Nesta quarentena quem é que cozinha em casa?

“Não estou a cozinhar muito. A verdade é que o clube tem um mecanismo com o qual nos fornece as refeições e, por isso, não tenho cozinhado muito. Quando está aqui a minha mãe acaba por ser ela a cozinhar, quase sempre algo diferente”.
 

Tormena – Gostas de jogar no sistema de 3 centrais?

“Gosto mais deste sistema de três centrais. Sinto-me melhor e a equipa joga melhor, na minha opinião. Acima de tudo quero é jogar, independentemente do sistema”.


Abel Ruiz – Do que é que mais gostas no SC Braga?

“Gosto muito da cidade, nomeadamente do Bom Jesus e do Sameiro. Relativamente ao clube, gosto muito da proximidade que existe entre toda a gente. Todos são amigos e acessíveis. Desde o fisioterapeuta a um funcionário de outro departamento qualquer. É uma família”.


Tormena – Já tiveste algum episódio engraçado com o teu nome?

“Acontece muitas vezes. Quem não conhece acaba por ter dificuldades. Tormenta, torneira, já me chamaram muita coisa (risos)”.


Abel Ruiz – Como é passar do Messi para o Paulinho?

“Para mim o Messi é o melhor do mundo e poder conviver com ele durante muito tempo foi um orgulho. Aprendi muito com ele. Paulinho é um grande jogador e uma grande pessoa. Tenho aprendido muito com ele, que é um avançado goleador e muito completo. Estou feliz por poder jogar ao seu lado”.


Tormena – Qual é o jogador mais sério do balneário? E o mais engraçado?

“O mais engraçado é o Raul Silva, que alegra muito o balneário. O mais sério é difícil… Talvez o Matheus seja o mais reservado”.


Abel Ruiz – Qual foi a sensação de marcar ao Rangers na tua estreia?

“Foi uma sensação inesquecível. Vou recordá-lo para sempre. Primeiro jogo, primeira titularidade… Foi incrível. Celebrei como se fosse o melhor golo da história. Como já disse, estou muito feliz por estar aqui e espero vir a ser importante neste clube quando as coisas voltarem à normalidade”.


Tormena – É verdade que te adaptas bem a lateral também?

“Sim. Na época passada joguei a lateral quase todos os jogos. Como disse, jogo onde precisarem de mim. O importante é ajudar”.


Abel Ruiz – É difícil aprender Português?

“Não muito. Estou a aprender rapidamente. Mais do que falar é perceber. Acima de tudo tenho procurado perceber o que diz o treinador e toda a linguagem futebolística. Estou a aprender rápido, através de aplicações e do dia a dia”.


Abel Ruiz – Qual é a posição em que gostas mais de jogar?

“Sempre joguei a avançado centro. Pouco a pouco acabei por descair mais para as alas, mais até para a esquerda. Também gosto de jogar como avançado de apoio. mas onde me sinto melhor é no centro do ataque. No sistema que jogamos, sinto-me cómodo em qualquer uma delas no ataque”.


Tormena – Quem foi o avançado mais difícil de defrontar?

“Já encontrei alguns muito bons, mas há dois que me chamaram muito à atenção. O Jackson Martinez, que apesar das limitações continua a mostrar o porquê de ter sido o grande avançado que foi. O outro é o Dyego Sousa. Muito forte, segura bem a bola e potente no jogo aéreo”.


Abel Ruiz – Qual foi o golo mais importante da tua carreira?

“Não diria um, mas vários. Os golos que fiz pela Espanha no Mundial Sub-17 foram muito importantes. Era um mundial, que só os melhores jogam. Tive a sorte de estar presente. Infelizmente perdemos com a Inglaterra na final. O golo contra o Rangers FC foi especial por ser na minha estreia na Europa”.


Tormena – Qual foi o momento mais difícil da tua carreira?

“Penso que foi esta temporada. Nunca tinha tido nenhuma lesão e esta temporada já tive duas. Foi difícil, mas o importante é voltar da melhor forma. Tudo faz parte do percurso”.


Abel Ruiz – Na próxima época será que marcas mais golos do que o Paulinho?

“Procuro marcar o máximo de golos possível. Vou tentar ajudar a equipa da melhor maneira possível, com golos, assistências e passes. O Paulinho está a fazer muitos golos, vai ser difícil. Mas vou tentar marcar o máximo possível”.

 
Tormena – O que te levou a ser futebolista?

“Sempre tive esta paixão desde criança. Sempre tive ídolos como Ronaldo, Ronaldinho… Queria ser igual a eles. Ajudaram-me a ir em busca deste sonho”.


Abel Ruiz – Quem joga melhor FIFA: tu ou o Ricardo Horta?

“Ainda não joguei contra ele… Mas quero. Vi-o jogar contra o Santa Clara… Na semana seguinte ganhei ao Boavista FC. É um duelo interessante. Sei que joga muito e bem. Temos que nos encontrar”.


Tormena – Qual é a palavra mais difícil em Português de Portugal?

“O mais difícil é quando falam muito rápido. Não encontro uma palavra”.


Abel Ruiz – Qual era a figura pública que gostavas de conhecer?

“Não consigo dizer uma. Talvez gostasse de conhecer um jogador da NBA. Nunca tive essa oportunidade. Talvez Lebron James, Luka Doncic. Seria especial”.


Tormena – Como foi ganhar o primeiro título da tua carreira aqui no Braga?

“Foi um grande feito. Era um sonho. Fazê-lo aqui foi muito especial. Agora sabemos que ainda temos muito para conquistar”.


Abel Ruiz – Qual é o lugar mais bonito de Braga?

“O lugar que mais gosto é o estádio. É muito bonito. É mágico. Também gosto muito do Bom Jesus e do Sameiro”.


Tormena – Com quem te dás melhor no plantel?

“Dou-me muito bem com todos, mas talvez seja o Galeno. Já nos conhecíamos e é uma pessoa com quem interajo muito”.


Abel Ruiz – Como tem sido viver esta quarentena com companheiros de equipa?

“Como já disse, estive aqui com Trincão e David Carmo. Fizemos muitas coisas juntos, numa casa grande e com jardim. Jogamos futebol, basquetebol e cuidamos da nossa forma física”.


Tormena – Na escola, qual era a tua disciplina preferida?

“Educação física, sem dúvida. Não havia nenhuma que não gostasse, mas esta era a preferida”.


Abel Ruiz – O que é que te atraiu no SC Braga?

“Atraiu-me o interesse que tiveram por mim. Quando souberam que queria deixar o FC Barcelona, porque não estava a jogar muito. O presidente foi a Barcelona, conversámos e gostei muito do projeto. Gostei da cidade e de tudo o que envolve o clube”.


Tormena – Não passas um dia sem fazer o quê?

“Sem jogar videojogos. Está a ser o maior passatempo. Distrair a cabeça… Fora isso é treinar e manter a forma e a cabeça boa”.


Abel Ruiz – Quais as diferenças culturais entre Espanha e Portugal?

“A comida é um pouco diferente. Mas sempre me habituei a comer de tudo. Quem me vem visitar, nomeadamente a minha família, acaba por notar diferença nos sabores e na textura. Outra diferença é nas áreas verdes, onde Portugal tem mais do que Espanha. Tudo o resto acaba por ser parecido”.


Tormena – Normalmente, quem é o primeiro a chegar e o último a sair do balneário?

“O último a sair é o Abel, sem dúvida. Os primeiros são sempre o Matheus, Trincão… O Abel também chega cedo”.


Abel Ruiz – Já tens alguma comida portuguesa favorita?

“Gosto muito do bacalhau à brás. Provei e gostei muito. Em Espanha não existe”.


Tormena – Quem era o teu ídolo de infância?

“Apesar de não ser da minha posição, achava-o fenomenal. O Ronaldo. Teve uma carreira brilhante”.


Abel Ruiz – Quem é a tua inspiração no Braga?

“Mais do que inspirações tenho objetivos. Quero crescer neste clube, sou muito jovem. Como jogador e como homem. Quero desfrutar deste nível alto e deste país. É um sonho estar aqui e quero dar o máximo de mim por este clube”.


Tormena – Top 3 de melhores centrais do mundo?

“Sergio Ramos, Thiago Silva e o Marquinhos”.


Abel Ruiz – Qual é o estilo de música que mais ouves?

“Ouço de tudo e não tenho um estilo propriamente dito. As canções pop espanholas são as que ouço mais. Acabo por ouvir reggaeton. Mas a definir um estilo é o pop espanhol”.


Tormena – Como é que te sentes por ser o melhor defesa do Braga?

“Toda a equipa tem muita qualidade. Temos um dos melhores plantéis em Portugal. Todos os centrais são muito bons e diferentes. Jogue quem jogar, toda a gente demonstra qualidade”.


Abel Ruiz – Qual é o emoji que mais usas?

“Agora que estou longe da minha namorada acabo por usar mais o coração. Já que o carinho não pode ser demonstrado pelo tato, procuro fazê-lo através do telemóvel, enviando o máximo de corações possível (risos). Gosto de os mandar a todas as pessoas de quem gosto, porque o amor é muito importante na vida”.


Tormena – Achas que eras um bom guarda-redes?

“No rachão já mostrei o meu valor. Só não sou melhor que os guarda-redes, mas se precisarem já sabem que podem contar comigo”.


Abel Ruiz – Achas que o nosso Trincão vai ter sucesso no Barcelona?

“Acredito que as coisas lhe vão correr bem. Do que pude trabalhar com ele deu para perceber que é um jogador incrível, com uma qualidade impressionante. Acho que vai ser alguém importante em Barcelona. Espero que desfrute da cidade e do clube”.


Tormena – Define o Abel em 3 palavras.

“Pelo pouco tempo que tem de Braga e pela forma rápida como se adaptou… Três palavras seriam companheiro, trabalhador e determinado. Sabe onde quer chegar”.


Abel Ruiz – Quem gostarias de trazer do Barça B para o Braga?

“Riqui Puig. Joguei muito tempo com ele e é um jogador que talvez lhe fizesse bem sair do FC Barcelona. É muito bom jogador. Poderia desfrutar dos seus passes e assistências, bem como do seu companheirismo”.


Tormena – Achas que o Braga mudou a tua mentalidade?

“Acaba por mudar. O SC Braga é um dos maiores clubes do país. Chegas e vês a grandeza da equipa e dos adeptos. Um clube que luta por coisas grandes. Isso muda a tua mentalidade e torna-te mais competitivo”.


Abel Ruiz – Define o Tormena em 3 palavras.

“Agressivo, como um defesa central deve ser. Elegância, pela forma como sai a jogar. Amável. É uma pessoa feliz”

em: www.scbraga.pt
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #72 em: 08 de Abril de 2020, 22:19 »
Abel Ruiz rendido: «O lugar mais bonito em Braga é o Estádio»


Avançado relata adaptação à cidade e ao Sp. Braga e destaca crescimento do clube


Abel Ruiz chegou de Barcelona no último mercado de inverno e garante estar a adaptar-se bem ao clube e à cidade. O avançado espanhol, de 20 anos, destacou a "proximidade" entre os vários elementos do clube e não tem dúvidas sobre o seu local predileto da cidade. "O lugar mais bonito de Braga é o Estádio. Não estou a brincar, é muito bonito e elegante. Mas gosto também do Bom Jesus e do Sameiro", disse, numa sessão de resposta aos adeptos via Facebook, a já conhecida rubrica 'Duas de Letra', onde também participou Tormena.

"O clube está a crescer muito rápido, pois o clube quer ser o melhor de Portugal e ser um clube importante na Europa. Com esforço e trabalho de toda a gente, estou certo que coseguirão", referiu. "Infelizmente, este ano já fomos eliminados da Liga Europa, mas por certo na próxima época poderemos chegar mais longe", frisou.

Nas primeiras semanas da quarentena, Abel Ruiz recebeu na sua casa David Carmo e Trincão, mas agora o cenário mudou. "Eles já voltaram à casa dos pais", revelou, tendo ainda lançado o desafio de jogar um FIFA na consola com Ricardo Horta. "Vi que ele ganhou um jogo, eu também ganhei outro. Seria interessante jogarmos um contra o outro", atirou.

Ao longo dos últimos anos, Abel Ruiz teve em David Villa uma fonte de inspiração. "Tenho uma boa relação com ele, deu-me muitos conselhos sobre futebol e coisas pessoais também, ajudou-me muito", disse, tendo ainda focado Lewandowski e Luis Suarez.

Por André Gonçalves

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/abel-ruiz-rendido-o-lugar-mais-bonito-em-braga-e-o-estadio?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:51 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #73 em: 08 de Abril de 2020, 22:21 »
Abel Ruiz elogia Paulinho: «É um goleador e trabalha muito para a equipa»


Espanhol chegou a conviver e a treinar com Messi em Barcelona mas elogia a referência ofensiva do Sp. Braga


Abel Ruiz chegou de Barcelona, onde lidou bem de perto com alguns craques do futebol mundial, como Messi. Em Braga, a referência ofensiva é Paulinho. "O Leo é o melhor jogador do Mundo e poder conviver com ele durante este ano passado e aprender com ele foi um orgulho. Tive sorte de estar perto de Messi, Suarez, Piqué, Jordi Alba... O Paulinho é um grande jogador e uma grande pessoa, também aprendo com ele. É um goleador e faz muito trabalho para a equipa, sabe fazer tudo e estou muito contente de estar ao lado de um grande avançado", disse, durante a conversa com os adeptos arsenalistas no Facebook.

Abel Ruiz já se estreou a marcar pelos arsenalistas, nomeadamente contra o Rangers. "Foi algo inesquecível. Marcar um golo no primeiro jogo e logo como titular é incrível. E celebrei-o como se fosse o melhor golo da história do futebol. Fiquei muito contente por ter começado bem no clube e espero poder continuar assim a crescer e ser importante no clube", disse.

O jogador sempre esteve habituado a jogar no eixo do ataque, ainda que ao longo dos últimos anos também tenha atuado numa ala ou como segundo avançado. "Sempre joguei como ponta-de-lança e me considerei como tal, pois desde pequeno joguei aí. Mas com o tempo os treinadores optaram por me colocar na ala esquerda, também à direita e também joguei como segundo avançado. Sinto-me melhor como avançado-centro, mas também gosto e sinto-me cómodo jogando na ala", esclareceu.

O espanhol elogiou ainda Trincão, reafirmando o que já tinha dito em anteriores declarações, que o jovem extremo do Sp. Braga tem condições de ter sucesso no Barcelona, para onde irá na próxima temporada.

Por André Gonçalves

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/abel-ruiz-elogia-paulinho-e-um-goleador-e-trabalha-muito-para-a-equipa?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:51 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #74 em: 08 de Abril de 2020, 22:24 »
Tormena já foi chamado de Tormenta e até de Torneira


Central contou momento insólito em relação ao seu nome e falou dos gritos de Matheus em campo


Na rubrica 'Duas de Letra', onde Tormena esteve acompanhado de Abel Ruiz, o defesa-central brasileiro revelou um pormenor curioso relativo ao seu nome e da forma errada como já foi proferido. "Isso acontece muito, até hoje. As pessoas no início têm dificuldade de perceber, já vi um jogo na televisão com o comentador a dizer Tormenta e até Torneira", atirou.

O jogador foi ainda questionado sobre os gritos de Matheus e, no meio da resposta mais séria, apareceu uma expressão curiosa. "Ele ajuda muito! O Matheus orienta muito em campo. Tem hora que fala e ajuda, mas tem hora que dá vontade de mandá-lo para aquele lugar... Nós com a cabeça a mil… Mas ele ajuda muito! É um guarda-redes excelente e uma peça fundamental, auxilia toda a gente a dar o melhor", garantiu o central.

Já Abel Ruiz disse estar a adaptar-se bem à realidade portuguesa e a focar-se em perceber bem o português. Mas esta sessão no Facebook teve outro momento caricato, quando Abel não percebeu o significado da palavra 'chatinho' e Tormena também teve dificuldade em explicar-lhe... Isto antes do brasileiro dizer que "o mais chatinho do balneário é o Esgaio".

Abel Ruiz admitiu ainda que gostaria de conhecer duas figuras da NBA: o campeoníssimo LeBron James, atualmente ao serviços dos Los Angeles Lakers, e o esloveno Luka Doncic, dos Dallas Mavericks.

Por André Gonçalves

em: https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sp--braga/detalhe/tormena-ja-foi-chamado-de-tormenta-e-ate-de-torneira?ref=Sp.%20Braga_DestaquesPrincipais

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:50 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #75 em: 08 de Abril de 2020, 22:27 »
″Confundem muito o meu nome com Torneira. Já ouvi isso na televisão″

Vítor Tormena, defesa do Braga, na fórum Duas de Letra, do emblema minhoto

De dispensado a titular: "Estiva perto de ser emprestado pelo Braga, mas as coisas mudam rapidamente no futebol e eu consegui agarrar o lugar. Ajudei o Braga da forma que eu pretendia e isso deixou-me muito feliz".

Adapta-se a trinco: "Na época passada, pelo Portimonense, joguei uma vez como trinco. O importante é ajudar a equipa a alcançar os objetivos. Tenho é que dar o máximo, seja qual for a posição".

Como lateral direito: "Não tenho preferência. O que interessa é ajudar a equipa".

Gritos do Matheus: "Ajudam muito. Orienta os companheiros porque vê o jogo de trás. Por vezes, dá vontade de mandá-lo para aquele lugar... É um guarda-redes excelente. Faz com que todos deem o seu melhor".

Sistema: "Gosto mais com três centrais. A equipa já está habituada. Fica mais segura atrás e acaba por ter melhores desempenhos no ataque".

O nome: "Confundem muito o meu nome com Tormenta, Torneira. Já ouvi isso de alguns comentadores na televisão".

em:  https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/braga/noticias/confundem-muito-o-meu-nome-com-tormenta-torneira-ja-ouvi-isso-na-televisao-12049468.html

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:50 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #76 em: 08 de Abril de 2020, 22:28 »
″Avançado mais difícil? O Jackson, mesmo com algumas limitações...″


O defesa do Braga, Vítor Tormena, participou no fórum Duas de Letra, do emblema minhoto

O avançado mais difícil de travar: "Já apanhei muitos. O que me chamou mais atenção foi o Jackson Martínez, mesmo com algumas limitações. É um jogador muito bom. Também é difícil segurar o Dyego Sousa. Segura muito bem a bola e é forte de cabeça".

Época azarada: "Tive duas lesões, nunca tinha passado por uma situação dessas. De início, nem sabia como lidar com isso".

Futebolista porquê? "Por causa da paixão que tenho pelo desporto. Os meus ídolos em criança eram futebolistas, como o Ronaldinho e o Ronaldo. Via-os na TV. O Ronaldo era fenomenal. Aspirava a ser igual. Ajudaram a procurar o meu sonho".

Conquista da Taça da Liga: "Foi um sonho. Todos sonhamos com títulos e eu realizei esse sonho em Braga".

Centrais preferidos: "Aprecio muito o Sergio Ramos, o Thiago Silva e o Marquinhos. São todos muito completos".

Qualidade dos defesas do Braga: "O plantel é fenomenal e a prova disso é que estamos a fazer uma campanha brilhante. Todos os centrais são muito bons. Todos conseguiram demonstrar o seu valor nesta temporada".

em: https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/braga/noticias/avancado-mais-dificil-o-jackson-mesmo-com-algumas-limitacoes-12049512.html

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:49 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #77 em: 08 de Abril de 2020, 22:33 »
SC Braga avança para cativação de metade dos salários

De modo a minimizar os danos causados pela pandemia Covid-19, o SC Braga já encontrou uma solução para as finanças do clube. Segundo a imprensa nacional, o emblema minhoto vai proceder a uma reestruturação salarial de todo o plantel sénior e que estará dependente do desfecho que será dado pela Liga ao campeonato.


Assim sendo, a direção de António Salvador chegou a acordo com os jogadores do plantel da equipa principal para que, nos próximos três meses - abril, maio e junho -  os jogadores recebam apenas 50 por cento do seu salário.

O acordo prevê que a outra metade dos três salários seja paga integralmente a 5 de setembro, isto se a o campeonato terminar como estava inicialmente previsto. Caso contrário, os jogadores recebem apenas 25 por cento dos restantes 50 que vão ficar em cativo.

Para já, e uma vez que o regresso das provas não está previsto para as próximas semanas, o plantel bracarense entrou oficialmente de férias até ao próximo dia 24.

em: https://www.zerozero.pt/news.php?id=282119

« Última modificação: 09 de Abril de 2020, 08:49 por Lipeste »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #78 em: 09 de Abril de 2020, 12:08 »
Jogadores profissionais podem treinar-se
Por Gabriela Melo

Os jogadores profissionais de futebol e modalidades já podem voltar a treinar-se nos seus clubes, no âmbito do novo decreto do estado de emergência, que equipara o alto rendimento a uma atividade profissional, como confirmou ainda o presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Vítor Pataco, ao jornal A BOLA.

O Decreto n.º 2-B/2020, que regulamenta a prorrogação do estado de emergência decretado pelo Presidente da República, estabelece na alínea três do artigo quinto que «para os efeitos do presente decreto, a atividade dos atletas de alto rendimento e seus treinadores, bem como acompanhantes desportivos do desporto adaptado, é equiparada a atividade profissional». O «desempenho de atividades profissionais ou equiparadas» é uma das exceções ao «dever geral de recolhimento domiciliário» regulado no mesmo artigo. O principal universo é o futebol, mas algumas modalidades dos seus clubes principais também contam com jogadores profissionais, igualmente abrangidos.

Vítor Pataco também confirmou a possibilidade de reabertura das instalações desportivas dos clubes aos seus profissionais, embora recordando os procedimentos rigorosos exigidos pelo combate à pandemia: «Relativamente aos clubes com praticantes profissionais poderem retomar a sua atividade, só poderão fazê-lo em contexto de treino e, do meu ponto de vista, deverão avaliar o risco/benefício para os atletas e criar as condições necessárias para minimizar os riscos de saúde dos praticantes e equipas técnicas».
 

em:
https://www.abola.pt/nnh/2020-04-09/desporto-jogadores-profissionais-podem-treinar-senos-seus-clubes/838685
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 16085
  Re: Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
« Responder #79 em: 09 de Abril de 2020, 12:15 »
«Aprendi muito com Luis Suárez»

Abel Ruiz, de 20 anos, trocou o gigante Barcelona pelo SC Braga. O avançado esteve à disposição dos adeptos, respondeu com boa disposição e, sobretudo, com grande dose de confiança para uma etapa na carreira que considera ser decisiva. Pouco ficou por responder... 

Como está a decorrer a adaptação, não só ao clube como também à cidade de Braga?
Muito bem. Grande cidade, grande clube. Fui bem acolhido e estou muito feliz pelo pouco que tive oportunidade de ver e desfrutar.

Quem são as suas grandes inspirações?
Dos meus ídolos falo sempre em David Villa que já se retirou, mas tenho boa relação. Deu-me muitos conselhos e ajudou. Gosto de Lewandowski; do Barcelona, o Luis Suárez, aprendi muito no tempo em que trabalhei com ele.   

Como é passar do Messi para o Paulinho?
A ver... [risos]. Obviamente que Messi, para mim, é o melhor do mundo, e poder conviver com ele este ano foi um orgulho. Podemos sempre aprender. Paulinho é grandíssimo jogador também, estou a aprender com ele, é um avançado goleador, trabalha muito para a equipa, é completo e faz muitos golos. Estou feliz por poder estar ao lado dele. 

Vai marcar mais que o Paulinho em 2020/2021?
Tento sempre marcar o mais possível. Mas não vou discutir com ele. Tentarei ajudar como puder, com golos, assistências, com tudo.

Qual foi a sensação de marcar ao Rangers, na Liga Europa, na estreia na condição de titular?
É algo que nunca vou esquecer. Na primeira titularidade poder marcar na Europa... Se virem o festejo, foi como se tivesse sido o melhor golo da história do futebol [risos]. Espero continuar a crescer neste clube.

Acredita que Trincão terá sucesso no Barcelona?
Vai ser muito bom, não duvido. O tempo que trabalhei com ele... incrível!

em: https://www.abola.pt/Clubes/2020-04-09/sc-braga-aprendi-muito-com-luis-suarez/838689/471
 

Anuncios M
Anuncios M