You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Mercado de Inverno 2019/2020
1076 Respostas
75334 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 3346
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #360 em: 15 de Janeiro de 2020, 13:07 »
Vejo pessoal a querer comparar os valores de Rafa com Horta daqui a pouco vamos falar dos 13,5M do Pizzi ou dos 20M do Neto+Jordão. O mercado de transferências tal como o futebol em si é o momento e as alturas dessas transacções são totalmente diferentes dos dias de hoje, onde é que se viu um clube tuga a vender a 120M e a comprar 3 gajos a 20M cada? Onde é que já se viu um clube da eslováquia recusar 6M por um dos seus jogadores? Onde já se tinha visto o Braga dar 3,5M por um só jogador?

Tudo isto para dizer que só vendia R.Horta no verão e nunca por menos de 15M, além de toda a influência que os números demonstram na equipa não se esqueçam que ainda é jovem e internacional por Portugal. Ou agora tudo que é dos outros vale ouro e o que é nosso vale tudo centimentos? Só espero é que o clube tenha a independência financeira como demonstra para exigir os valores que são justos, não estamos em saldos. 
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 12886
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #361 em: 15 de Janeiro de 2020, 13:20 »
Qual foi a maior venda do Braga? E era inferior ao R. Horta? Estava o Braga menos cotado do que está agora?
E por quanto saiu o nosso goleador que teria propostas chorudas?

Eu por mim vendia ao 3o ou 4o gajo da caixa de comentários do Visão de Mercado (página que só tem valor quando dá jeito) que oferece 60 milhões, ou então ao gajo anterior que oferece 30 milhões mais 3 jogadores.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Lógica da batata... O Ronaldo em 2009 custou 94M€ ao Real aos 24 anos, o Hazard esta época custou 100M€ aos 28 anos. O Hazard é melhor que o Ronaldo?
Quando o Rafa saiu, tinha acabado de ser feita a segunda transferência superior a 100M€ (Pogba para o United). Desde então, foram feitas mais 8, uma delas superior a 200M€ (e que revolucionou o mercado). Negar a inflação constante do mercado, é negar uma evidência.
O Dyego Sousa marcou 20 golos numa época inteira, é PL e tinha 29 anos. O Horta tem 14 golos a meio da época, não sendo PL e tendo apenas 25 anos. Não é comparável...
Além de tudo isso, estamos a meio da época, pelo que o preço sobe...

Quanto ao Visão de Mercado, para mim é o melhor site de notícias desportivas de longe, e com a melhor secção de comentários. Nunca os pus em causa, por isso estou à vontade...
A lógica da inflação serve para todos menos para o Dyego, que até ninguém queria.
Temos os grandes (de cada país) a fazer transferências mais avultadas até porque uma parte substancial não são em dinheiro real.

Se falarmos em Euromendes, bem podemos vender por 20, 30 ou 40 porque o dinheiro real para abate de passivo vai ser exactamente igual. Teremos um jogador qualquer a vir em moeda de troca.
Agora se forem euros reais, que possam ser usados fora do mendespólio, não me parece.

Aliás o plantel é fraco e cheio de cepos, mas depois na hora de venda diz que se podem fazer milhões com jogadores que se diz não terem lugar no Vizela.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Anuncios M
Anuncios M
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 7884
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #362 em: 15 de Janeiro de 2020, 14:16 »
Completamente de acordo com todos aqueles que argumentam com o facto inegável do actual mercado de transferências estar altamente inflacionado, boom directamente relacionado com os recentes multimilionários contratos televisivos e patrocínios que passaram a vigorar nas principais ligas europeias, para atribuirem ao Ricardo Horta um valor na ordem dos €20M.

O Trincão, no actual mercado de transferências hiper inflacionado, pode até já valer os €30M da sua cláusula, mas fazendo por cá mais duas temporadas e crescendo tal como a sua enorme margem de progressão faz antever poderá até ser transferido por mais que os atuais €30M da cláusula se a mesma for entretanto revista em alta...valor que, em minha opinião, poderá até ser pulveizado se, como já acima referi, a cláusula for revista em alta e ao mesmo tempo consiga ter boas prestações nas competições europeias, principalmente na LC se na próxima época lá conseguirmos  entrar e na seguinte ele nela jogar.

Este interessantíssimo artigo, entre outras coisas, espelha bem o porquê do mercado de transferências e massa salarial terem inflacionado tanto nas últimas épocas (nas duas últimas mais ainda): https://maisfutebol.iol.pt/estudo/analise/portugal-e-o-pior-a-distribuir-as-receitas-televisivas-palavra-da-uefa

Os valores que constam no seguinte quadro, juntamente com os das restantes quatro Ligas mais importantes do mundo, ditam as regras da inflação no actual mercado de transferências (valores que julgo até já estarem desactualizado): 


Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 1457
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #363 em: 15 de Janeiro de 2020, 14:34 »
Em Agosto li n vezes neste fórum que o nosso atual plantel tinha apenas 1 jogador de nível para o Braga que todos desejamos: André Horta. O resto eram maioritariamente cepos. Depois havia 2 ou 3 medianos e 2 miúdos que nada tinham provado ainda.

Passados 4 meses, o Ricardo já vale 20 milhões. Grande Sá Pinto! Fez de um pau de vassoura um grande jogador.

Acho apenas piada como o pessoal passa do 8 para o 80 em tão pouco tempo.



Enviado do meu VTR-L09 através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Anuncios V
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 1457
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #364 em: 15 de Janeiro de 2020, 14:47 »
Em relação ao trincão...

É mais fácil a um clube como o Braga vender um miúdo de 19 ou 20 anos por 30 milhões do que um jogador já feito, com 24 ou 25 anos. Aos 19 anos o clube comprador não paga o que o jogador vale mas sim o que acha que vai valer dentro de 2 ou 3 anos. Anda toda a gente a pensar que vai comprar o novo Ronaldo.

Pode parecer paradoxal, mas, um jogador como trincão pode valer hoje mais do que vai valer daqui a 2 ou 3 anos. Da mesma forma que Xadas vale hoje menos do que valia à 2 anos.

O melhor jogador do campeonato vai ser vendido por metade do valor do Félix. O Benfica se vender o Rafa ou o Pizzi dificilmente faz mais de 40 milhões por cada um. Qualquer um destes 3 (Rafa, Pizzi ou Bruno Fernandes) já fez muito mais que o Félix. A diferença está na idade e no potencial de evolução.

O relógio não pára!!

Enviado do meu VTR-L09 através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2334
  • Sempre presentes!!!
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #365 em: 15 de Janeiro de 2020, 14:50 »
Qual foi a maior venda do Braga? E era inferior ao R. Horta? Estava o Braga menos cotado do que está agora?
E por quanto saiu o nosso goleador que teria propostas chorudas?

Eu por mim vendia ao 3o ou 4o gajo da caixa de comentários do Visão de Mercado (página que só tem valor quando dá jeito) que oferece 60 milhões, ou então ao gajo anterior que oferece 30 milhões mais 3 jogadores.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Lógica da batata... O Ronaldo em 2009 custou 94M€ ao Real aos 24 anos, o Hazard esta época custou 100M€ aos 28 anos. O Hazard é melhor que o Ronaldo?
Quando o Rafa saiu, tinha acabado de ser feita a segunda transferência superior a 100M€ (Pogba para o United). Desde então, foram feitas mais 8, uma delas superior a 200M€ (e que revolucionou o mercado). Negar a inflação constante do mercado, é negar uma evidência.
O Dyego Sousa marcou 20 golos numa época inteira, é PL e tinha 29 anos. O Horta tem 14 golos a meio da época, não sendo PL e tendo apenas 25 anos. Não é comparável...
Além de tudo isso, estamos a meio da época, pelo que o preço sobe...

Quanto ao Visão de Mercado, para mim é o melhor site de notícias desportivas de longe, e com a melhor secção de comentários. Nunca os pus em causa, por isso estou à vontade...
A lógica da inflação serve para todos menos para o Dyego, que até ninguém queria.
Temos os grandes (de cada país) a fazer transferências mais avultadas até porque uma parte substancial não são em dinheiro real.

Se falarmos em Euromendes, bem podemos vender por 20, 30 ou 40 porque o dinheiro real para abate de passivo vai ser exactamente igual. Teremos um jogador qualquer a vir em moeda de troca.
Agora se forem euros reais, que possam ser usados fora do mendespólio, não me parece.

Aliás o plantel é fraco e cheio de cepos, mas depois na hora de venda diz que se podem fazer milhões com jogadores que se diz não terem lugar no Vizela.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Não discordo de nada do que disseste...
A venda do Dyego foi ridícula e ainda carece de explicação decente. Mas isso não implica que tenhamos de fazer maus negócios para sempre...

Quanto aos Euromendes, de acordo, transparência precisa-se. No entanto, sendo o Newcastle, não me parece que seja o caso. Se fosse o Wolverhampton, a Lazio, o Mónaco, o Valência, o Nottingham, etc., já desconfiava.

Eu nunca me referi aos nossos jogadores dessa maneira que falas, por isso estou à vontade para defender que não se venda abaixo dos 20M€. Eu nem estou a dizer que ele vale os 20M€, só estou a dizer que, neste momento, não o vendia abaixo disso.

Mas falando em comparações, e segundo os dados do transfermarkt, vendemos o Pizzi em 2011 por 13,5M€ ao Atlético de Madrid. Um jogador de 22 anos, que tinha feito 2 jogos pela equipa principal do Braga. Tinha mostrado mais do que o Horta? 8 anos e meio depois vamos vender um jogador com números muito melhores e provas dadas a um nível bastante superior por menos dinheiro? Se queres comparar com o Rafa, também podes comparar com o Pizzi...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2334
  • Sempre presentes!!!
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #366 em: 15 de Janeiro de 2020, 15:05 »
Em Agosto li n vezes neste fórum que o nosso atual plantel tinha apenas 1 jogador de nível para o Braga que todos desejamos: André Horta. O resto eram maioritariamente cepos. Depois havia 2 ou 3 medianos e 2 miúdos que nada tinham provado ainda.

Passados 4 meses, o Ricardo já vale 20 milhões. Grande Sá Pinto! Fez de um pau de vassoura um grande jogador.

Acho apenas piada como o pessoal passa do 8 para o 80 em tão pouco tempo.



Enviado do meu VTR-L09 através do Tapatalk

E já foste ver se foram as mesmas pessoas que disseram as duas coisas? Ou se, como é o meu caso, no início diziam que tínhamos um bom plantel a precisar de um ou outro ajuste? É que os arautos da desgraça que falas são aqui bem conhecidos.

Uma comparação que pode entrar para a discussão é o caso do Sporar. Segundo a CS, o Sporting vai comprá-lo por 7M€. Para terem uma noção, segundo o transfermarkt, a maior venda de sempre do Slovan foi um médio ofensivo vendido por 1,65M€ há 2 anos. Ou seja, este vai sair por mais do quádruplo do dinheiro... Tem 25 anos tal como o Horta, mas é PL. Se compararmos as prestações nas competições europeias desta época, o Sporar marcou 8 golos em 14 jogos, o Horta marcou 6 em 9 jogos. Quanto à cotação do campeonato português quando comparada com o campeonato eslovaco, acho que não preciso de dizer nada...

Por tudo isto, a juntar ao que por aqui já se foi dizendo, 12M€ não me parece de todo que seja uma proposta irrecusável...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 963
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #367 em: 15 de Janeiro de 2020, 15:54 »
Tanto Ricardo Horta como Trincão não aparecem em qualquer dos RCs das últimas quatro épocas.

Aconteceu o mesmo com o Rafa e com o Willy Boly, entre outros. Seria interessante conhecer estes esquemas...

Uma coisa curiosa é que no relatório e Contas de 2017/18, página 19 aparece uma inscrita uma receita proveniente do empréstimo de Gil Dias ao Mónaco, no valor de 242.570 €, aos quais retiram 150.000€ com encargos com esse empréstimo, sobrando para o Braga o valor de 92.570, ou seja, o "intermediário" é que leva a fatia de leão (150 mil), ficando supostamente o clube com apenas 92570 do empréstimo. Não deixa de ser curioso aparecer no RC de 2017/18 estes valores, referentes a um jogador que há muito lhe "perdemos o rasto", pois há muitos anos que não aparecia em nenhum RC. Mais um caso intrincado...

No caso do Rafa, após ter desaparecido do RC no ano antes de ser vendido, veio aparecer no RC de 2016/17

e como toda a gente sabe, foi um excelente negócio (aparentemente...)

Foi vendido ao Benfica por 16.000.000€. Sabem quanto deste dinheiro terá entrado nos cofres do Braga?

O RC 2016/17, na sua página 63 diz que o Braga era detentor de 90% do passe (14.499.000€), mas também diz que houve 11.666.667€ de encargos com a transferência, tendo sobrado para o Braga 2.733.333€

Ninguém se questiona que de uma venda de 16 milhões, dos quais o Braga teria direito a 14 milhões e meio, apenas terão entrado nos cofres do Braga 2 milhões e setecentos mil euros?

Olá, sr. Ligeiro. Já que sabe consultar o documento, poderá ler o seguinte, se quiser:

Citar
Relativamente ao atleta Rafael Alexandre Fernandes Ferreira Silva, a Administração da Sociedade entende esclarecer os termos da sua contratação e alienação.
Assim, em 1 de julho de 2013, a Braga SAD em parceria com a Sociedade Gestifute – Gestão de Carreiras de Profissionais Desportivos, SA acordou com o CD Feirense a transferência dos direitos desportivos do jogador e de 90% dos seus direitos económicos mediante o pagamento da quantia de 385.000 euros acrescida de 110.000 euros de objetivos que foram cumpridos (valor suportado na proporção 50/50 pela Braga SAD e Gestifute). Esta parceria na aquisição do atleta ao CD Feirense, que disputava a segunda liga de futebol profissional, teve por base a partilha de risco num investimento considerado elevado para um jogador vindo de um escalão inferior.
Nessa altura, no âmbito da negociação do contrato de trabalho desportivo do jogador, a Braga SAD reconheceu à Sociedade Onsoccer International - Gestão de Carreiras Desportivas SA, como contrapartida por serviços que esta lhe prestou, 10% dos direitos económicos do jogador.
Do exposto resulta que, na altura da contratação, a Braga SAD ficou titular dos direitos desportivos do jogador, sendo que os direitos económicos foram repartidos de acordo com as seguintes percentagens: 40% para a Braga SAD, 40% para a Gestifute, 10% para a Onsoccer e 10% permaneceram no CD Feirense.
Decorrida uma época desportiva em que a Braga SAD não atingiu os objetivos a que se propôs, não foi possível obter o retorno desejado com a alienação de ativos. Paralelamente assiste-se a um período conturbado do sistema financeiro português que afetou fortemente uma das instituições financeiras parceiras da Braga SAD, o Banco Espírito Santo, o que provocou constrangimentos financeiros significativos à Sociedade.
Assim, no sentido de ultrapassar esta fase difícil, a Administração foi forçada a procurar investidores no mercado. Na sequência dos contactos estabelecidos, em 30 de junho de 2014 (um ano após a contratação do atleta), surgiu a oportunidade de alienação dos 40% dos direitos económicos detidos pela Braga SAD à Browsefish Limited pelo montante de 7.150.000 euros.
Refira-se que a esta data o jogador não era titular da equipa principal da Braga SAD, portanto ainda sem provas dadas, pelo que aquele montante de transação só se tornou possível devido à confiança depositada na gestão desportiva da Sociedade no sentido da valorização futura do atleta. Fruto desta alienação a Braga SAD ficou titular apenas dos direitos desportivos do jogador.
Na época desportiva 2015/16 o jogador sofreu uma valorização de mercado como consequência das exibições efetuadas, o que originou várias aproximações tendo em vista a sua transferência.
De forma a maximizar o rendimento com a alienação, no inicio de 2016 a Braga SAD contactou a Browsefish e a Gestifute no sentido de adquirir 80% dos direitos económicos do jogador. O negócio foi concretizado pela quantia global de 12.000.000 euros, 8.000.000 euros para a Browswfish, valor que incorpora juros remuneratórios exigidos por este fundo de investimento e 4.000.000 euros para a Gestifute.
Assim, os direitos económicos do atleta passaram a estar divididos entre a Braga SAD (80%), o CD Feirense (10%) e a Onsoccer (10%).
Em 31 de agosto de 2016, a Braga SAD e a SL Benfica, SAD chegaram a acordo para a transferência do jogador. No âmbito desse acordo a SL Benfica, SAD assumiu a obrigação de desonerar a Braga SAD em relação à Onsoccer (negociando com esta, diretamente, em relação aos 10% dos direitos económicos do jogador por si detidos), a obrigação de pagamento da contribuição de solidariedade inerente à transferência, e ao pagamento à Braga SAD da quantia de 16.000.000 euros, da qual 90% (14.400.000 euros) revertem a favor da Braga SAD e 10% (1.600.000 euros) revertem a favor do CD Feirense.
Podemos concluir que a Braga SAD obteve um lucro (valor de venda após dedução dos custos suportados no âmbito dos acordos celebrados com as entidades acima referidas) com a transferência do jogador de 9.302.500€, sendo que antes da operação de reaquisição de 80% dos direitos económicos do jogador tal lucro se cifrava apenas em 6.902.500€. Ou seja, face aos 40% dos direitos económicos do jogador detidos inicialmente pela Braga SAD, foi obtida uma mais valia adicional (sem considerar o efeito das amortizações) de 2.400.000 euros com a aquisição de 80% dos direitos económicos.

Cada um acredita nas "histórias" que quiser.
O que se sabe é que a qualidade do Rafa nunca enganou e quando o Braga o contratou, teve o Sporting à perna a querer desviá-lo para Alvalade

Essa história da parceria com a Gestifute só surgiu mais tarde. Quando o Braga o contratou ao Feirense, nunca se falou em qualquer parceria, que não fazia qualquer sentido, numa contratação de 385 mil € mais 110 mil por objetivos. E ao contrário do que pretendem fazer passar, não era um investimento de elevado risco, pois o Rafa já tinha dado mostras do seu elevado potencial, daí o Sporting o querer...

Já agora, o empréstimo do Gil Dias ao Mónaco e as verbas inscritas no RC de 2016/17 também devem ter uma explicação...
Primeiro diz-se que não há explicação oficial, depois afinal diz-se que não acredita, só porque não. Pelo meio inventa-se um valor de 2 milhões e 700 mil. Assim é a impunidade da internet e do levantamento de suspeitas sem provas e consequências.

A proposito do "negócio" Rafa (e outros), e das intervenções de Mendes, Browsefish Limited e Dimitri Rybolovlev, deixo o link abaixo, que não será novidade para muitos, e que explica boa parte das tramoias e o resto podemos nós imaginar.

Se o Rui Pinto pudesse falar...

https://www.record.pt/futebol/football-leaks/detalhe/novos-revelacoes-denunciam-ligacao-entre-jorge-mendes-e-dono-do-monaco
COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
Anuncios M
Anuncios M
abesbilico
abesbilico Equipa Principal
  • *****
  • 1081
  • ORGULHO BRACARENSE ANTI-LAMPIÃO SEMPRE
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #368 em: 15 de Janeiro de 2020, 17:55 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...
COM O BRAGA PARA SEMPRE NO MEU CORAÇÃO, MESMO QUE NUNCA SEJA CAMPEÃO!
VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 963
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #369 em: 15 de Janeiro de 2020, 17:59 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?
COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 12886
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #370 em: 15 de Janeiro de 2020, 18:06 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...
Só o facto de ter "a intervenção" já nos leva uma fatia interessante.
Certo apenas é o Málaga receber 20%.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Anuncios G
abesbilico
abesbilico Equipa Principal
  • *****
  • 1081
  • ORGULHO BRACARENSE ANTI-LAMPIÃO SEMPRE
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #371 em: 15 de Janeiro de 2020, 18:08 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?

Temos que questionar o Salvador sobre isto... em local próprio.
COM O BRAGA PARA SEMPRE NO MEU CORAÇÃO, MESMO QUE NUNCA SEJA CAMPEÃO!
BigFootBraga
BigFootBraga Iniciados
  • *
  • 76
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #372 em: 15 de Janeiro de 2020, 18:20 »
Isso já foi aqui explicado. Se não aparece, é porque o valor contabilístico do jogador é igual a zero, não entra nos ativos da SAD. Isso quer dizer que o jogador chegou a custo zero. O Trincão, por ser da formação, também vale zero para a SAD.

"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 7884
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #373 em: 15 de Janeiro de 2020, 18:48 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?

Temos que questionar o Salvador sobre isto... em local próprio.
Ao celebrar novo contrato (renovou em Setembro de 2019) o Málaga continua a manter os tais 20%?
« Última modificação: 15 de Janeiro de 2020, 18:53 por Lipeste »
GverreirodoMinho
GverreirodoMinho Equipa Principal
  • *****
  • 1193
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #374 em: 15 de Janeiro de 2020, 18:50 »
Agora percebo porque é que houve apenas moderada indignação, e não total revolta, quando o Dyego foi vendido apenas por 5M. Alguns de vocês parecem achar que o valor pelo qual ele foi vendido é justo, e que, por causa disso, os outros ativos do clube devem ser comparaveis ao valor pelo qual vendemos o Dyego.

Aliás, atrevo-me a dizer que qual pessoa que esteja a justificar a ideia de que se devia aceitar vender o Horta por 11M por causa de termos vendido o Dyego por 5M, não tem o direito de criticar a venda do Dyego, porque usando-a como justificação do valor do Horta, está a assumir que os valores do Dyego foram justos.

Meus amigos, o Dyego, de acordo com este mercado, devia ter saído por no mínimo 20M! Daí a transferência dele ter sido tão vergonhosa!!

E se o Dyego, ponta-de-lança com 29 anos, ao fim de uma época com 23 golos e 11 assistências, devia ter saído por 20M, por quanto deviamos vender um extremo de 25 anos que a meio da época já leva 13 golos e 6 assistências?

Se a venda do Dyego por 5M é indesculpável, pior é usar os valores dessa transferência para avaliar os ativos atuais do plantel. No mínimo, inflacionar os preços dos ativos atuais para compensar a vergonha que foi a venda do Dyego.

Em relação à venda em si, o Horta é bom jogador, mas parece-me estar a fazer uma época acima do seu potencial, e, ou agora ou no fim da época, seria prudente vendê-lo (antes de baixar de forma). Na forma atual, uma proposta de 15M é de ponderar, sendo que os tais 20M seriam o ideal.
Não vejo com maus olhos a sua transferência, primeiro porque joga numa posição recheada de soluções (embora na forma atual Ricardo Horta seja claramente o melhor jogador), e segundo porque não me parece que se vá conseguir fazer mais dinheiro com ele em nenhuma outra época que não esta. O momento para rentabilizar é agora, enquanto o jogador está na sua melhor fase, e enquanto o clube comprador pode ver, devido à idade, margem de progressão no jogador.
Sócio 3269.
100%SCB Equipa Principal
  • *****
  • 6014
  • Quando o erro for só erro o SC Braga será campeão!
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #375 em: 15 de Janeiro de 2020, 19:02 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?

Temos que questionar o Salvador sobre isto... em local próprio.
Ao celebrar novo contrato (renovou em Setembro de 2019) o Málaga continua a manter os tais 20%?
Claro... senão era so renovar o contrato e ficar com 100% do passe de todos...
FORÇA BRAGA
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 7884
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #376 em: 15 de Janeiro de 2020, 19:14 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?

Temos que questionar o Salvador sobre isto... em local próprio.
Ao celebrar novo contrato (renovou em Setembro de 2019) o Málaga continua a manter os tais 20%?
Claro... senão era so renovar o contrato e ficar com 100% do passe de todos...
Ok...

Um acerto entre o clube e o jogador de forma a deixar o contrato terminar e então fazer um novo como jogador livre mas hoje é impossível o compromisso com "aperto de mão".
guilhermecardeiras
guilhermecardeiras Iniciados
  • *
  • 17
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #377 em: 15 de Janeiro de 2020, 19:44 »
Vi agora uma notícia, que o Agbo está na Corunha para assinar pelo Deportivo.
Guilherme Cardeiras, Sócio: 3810
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 1457
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #378 em: 15 de Janeiro de 2020, 19:55 »


Agora percebo porque é que houve apenas moderada indignação, e não total revolta, quando o Dyego foi vendido apenas por 5M. Alguns de vocês parecem achar que o valor pelo qual ele foi vendido é justo, e que, por causa disso, os outros ativos do clube devem ser comparaveis ao valor pelo qual vendemos o Dyego.

Aliás, atrevo-me a dizer que qual pessoa que esteja a justificar a ideia de que se devia aceitar vender o Horta por 11M por causa de termos vendido o Dyego por 5M, não tem o direito de criticar a venda do Dyego, porque usando-a como justificação do valor do Horta, está a assumir que os valores do Dyego foram justos.

Meus amigos, o Dyego, de acordo com este mercado, devia ter saído por no mínimo 20M! Daí a transferência dele ter sido tão vergonhosa!!

E se o Dyego, ponta-de-lança com 29 anos, ao fim de uma época com 23 golos e 11 assistências, devia ter saído por 20M, por quanto deviamos vender um extremo de 25 anos que a meio da época já leva 13 golos e 6 assistências?

Se a venda do Dyego por 5M é indesculpável, pior é usar os valores dessa transferência para avaliar os ativos atuais do plantel. No mínimo, inflacionar os preços dos ativos atuais para compensar a vergonha que foi a venda do Dyego.

Em relação à venda em si, o Horta é bom jogador, mas parece-me estar a fazer uma época acima do seu potencial, e, ou agora ou no fim da época, seria prudente vendê-lo (antes de baixar de forma). Na forma atual, uma proposta de 15M é de ponderar, sendo que os tais 20M seriam o ideal.
Não vejo com maus olhos a sua transferência, primeiro porque joga numa posição recheada de soluções (embora na forma atual Ricardo Horta seja claramente o melhor jogador), e segundo porque não me parece que se vá conseguir fazer mais dinheiro com ele em nenhuma outra época que não esta. O momento para rentabilizar é agora, enquanto o jogador está na sua melhor fase, e enquanto o clube comprador pode ver, devido à idade, margem de progressão no jogador.

OK, o Horta está a fazer a melhor época de sempre, acima do seu potencial e  dificilmente vai valer mais no futuro do que vale hoje. Estamos de acordo.

Então, se a melhor proposta que tivermos for de 11 milhões, qual a solução? Guardar para vender quando só valer 5?

Enviado do meu VTR-L09 através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
100%SCB Equipa Principal
  • *****
  • 6014
  • Quando o erro for só erro o SC Braga será campeão!
  Re: Mercado de Inverno 2019/2020
« Responder #379 em: 15 de Janeiro de 2020, 19:56 »
"Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência."

Ou seja, temos 80% (supostamente ) do passe do Ricardo Horta...

E surge então novamente a questão: Porque nunca aparece nos activos da SAD (plantel) ?

Temos que questionar o Salvador sobre isto... em local próprio.
Ao celebrar novo contrato (renovou em Setembro de 2019) o Málaga continua a manter os tais 20%?
Claro... senão era so renovar o contrato e ficar com 100% do passe de todos...
Ok...

Um acerto entre o clube e o jogador de forma a deixar o contrato terminar e então fazer um novo como jogador livre mas hoje é impossível o compromisso com "aperto de mão".
Isso sim, mas não é viavel. Ate porque provavelmente já ninguém iria querer vendrer-nos um jogador com passe partilhado
FORÇA BRAGA
 

Anuncios M
Anuncios M