Quantcast
Primeira Liga - Nossos adversários
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Primeira Liga - Nossos adversários
6286 Respostas
691463 Visualizações
0 Membros e 3 Visitantes estão a ver este tópico.
Luso Equipa Principal
  • *****
  • 6837
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6220 em: 14 de Novembro de 2023, 18:44 »
Pelo menos aqui do que me lembro por alto foi. A mentalidade dos jogadores pelo menos parecia outra.
Kilo Equipa Principal
  • *****
  • 3851
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6221 em: 15 de Novembro de 2023, 15:57 »
 Aqui foi 100%

 Vitória no Dragão.
 Vitóra contra o Sporting na meia final da taça da liga.
 Vitória contra o Porto na final da taça da liga.
 Vitória em casa contra o Sporting.
 Vitória na Luz.
 
 Em 13 jogos que fez como treinador do Braga, obteve 5 vitórias contra os eucaliptos, aproveitamento de 100%.

 
Anuncios M
Anuncios M
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2531
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6222 em: 15 de Novembro de 2023, 18:58 »


Aqui foi 100%

 Vitória no Dragão.
 Vitóra contra o Sporting na meia final da taça da liga.
 Vitória contra o Porto na final da taça da liga.
 Vitória em casa contra o Sporting.
 Vitória na Luz.
 
 Em 13 jogos que fez como treinador do Braga, obteve 5 vitórias contra os eucaliptos, aproveitamento de 100%.

São fases! Agora, com um clube superior e muito mais dinheiro vê-se à rasca para ganhar a porto e benfica.



Enviado do meu SM-A515F através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 16023
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6223 em: 16 de Novembro de 2023, 22:06 »
Rio Ave: Investimento de Marinakis na SAD será superior a 10 milhões de euros

Por Eduardo Pedrosa Marques

Atual dono do Olympiakos (Grécia) e do Nottingham Forest (Inglaterra) quer adquirir capital social dos vila-condenses desde que os sócios aprovem a alteração do modelo societário; liquidez imediata, reforço do plantel e melhoria das infraestruturas são os três eixos do projeto; Assembleia Geral marcada para o próximo domingo

O Rio Ave pode estar em vias de receber a tão desejada entrada de capital externo.

Evangelos Mariakis, atual proprietário do Olympiakos (Grécia) e do Nottingham Forest (Inglaterra) está bastante interessado em investir no emblema vila-condense e, sabe A BOLA, o processo tem vindo a desenvolver-se com alguma rapidez nos últimos tempos.

Em causa, apurou o nosso jornal, está um investimento que será largamente superior a 10 milhões de euros, sendo que, caso o negócio vá para a frente, a entrada de capital será feita de forma direta e indireta.

Três eixos de investimento

Expliquemos: parte do montante será injetado de imediato para fazer face às necessidades prementes de liquidez de tesouraria; outra parte será destinada ao reforço do plantel; e, por fim, mas não menos importante, haverá também uma verba que vai ser aplicada na melhoria das infraestruturas do emblema rioavista.

O Rio Ave atravessa um período difícil no que diz respeito à vertente financeira e, por essa razão, é tido como absolutamente necessário que seja injetado capital (o quanto antes...) para que o clube volte a estabilizar.

Além disso - e até porque os vila-condenses estiveram impedidos de inscrever jogadores nas duas últimas janelas de mercado -, será também necessário reforçar o plantel às ordens de Luís Freire para que o grupo fique ainda mais homogéneo e para que o(s) jogador(es) que possa(m) ser contratado(s) acrescente(m) mais-valia.

E também na ótica estrutural há a ideia de melhorar o que já existe, nomeadamente algumas obras no Estádio dos Arcos e até o aumento da academia já existente. 

O momento atual é de apreensão e, por essa mesma razão, Alexandrina Cruz, atual presidente do Rio Ave, afirmou, em declarações à Agência Lusa, que esta é uma solução fundamental para a sobrevivência dos rioavistas.

«Não existe um plano B, na medida em que para o Rio Ave ter viabilidade financeira, para continuar a ter a ambição desportiva, precisa de maior liquidez financeira, que só obterá com o estabelecimento de uma parceria forte com um investidor, através da constituição de uma SAD. A situação financeira atual força a uma decisão rápida e imediata e espero que todos os sócios compreendam, para que o Rio Ave possa continuar a posicionar-se no topo do futebol português». Sem querer, nessa mesma declaração, avançar com o nome do investidor, Alexandrina Cruz foi, no entanto, bastante clara sobre a necessidade premente de haver entrada de capital externo: «A exigência que todos temos nos resultados desportivos do clube não se coaduna com aquilo que são as receitas anuais. Se já antes esse equilíbrio era difícil, a descida de divisão e a privação de vender ativos lançou-nos numa espiral negativa, de onde só conseguiremos sair com parceiros fortes numa futura SAD. Surgiu uma oportunidade concreta que considero ser única, tanto em termos financeiros como desportivos. Por respeito aos sócios, guardo para esta Assembleia Geral todas as informações relativas à possível criação da SAD e ao investidor.»

Ora, tudo isto só será possível caso... haja dinheiro. E é nesse cenário que entra(rá) Evangelos Marinakis. Mas, para isso, há ainda um passo que tem de ser dado: os sócios aprovarem a mudança do modelo societário. O Rio Ave é, atualmente, gerido por uma Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ), mas a entrada de novos acionistas só será possível caso haja uma mudança para Sociedade Anónima Desportiva (SAD). 

Esse será um dos assuntos que estará em análise na Assembleia Geral agendada para as 9 horas do próximo domingo e que vai realizar-se no Teatro Municipal de Vila do Conde. Da ordem de trabalhos da reunião magna constam os pontos relativos à discussão e deliberação sobre a alteração do modelo societário, bem como a deliberação sobre a transmissão do capital social da SAD e ainda a atribuição do mandato à Direção do clube para adotar todos os atos necessários à execução das deliberações que possam ser aprovadas pelos sócios nos pontos anteriores.

Quem é Evangelos Marinakis?

O momento do Rio Ave e todas as transformações que possam seguir-se num futuro próximo 'impõem' (sobretudo aos sócios e simpatizantes dos rioavistas) uma viagem pelo percurso do potencial investidor.

Evangelos Marinakis, grego, de 56 anos, é formado em Administração de Empresas Internacionais e tem o Mestrado em Relações Internacionais. É proprietário de várias empresas, tais como a Alter Ego Media (que tem participação e licenças dos principais jornais gregos e também de uma televisão), ou a Capital Maritimo & Trading Corp. (que conta com cerca de 100 embarcações e que está avaliada em mais de 9 biliões de euros). Além disso, tem também negócios de grande monta no ramo imobiliário e é membro do Conselho de Atenas. 

No capítulo desportivo, e além de já ter sido por duas vezes presidente da Super Liga Grega e vice-presidente da Federação de Futebol da Grécia, Evangelos Marinakis é o rosto do sucesso de dois clubes: Olympiakos e Nottingham Forest.

No seu país natal, tomou conta dos destinos do Olympiakos na época 2010/2011. Potenciou o clube para patamares de excelência e, daí para cá, o registo do emblema do Pireu tem sido impressionante: 10 campeonatos (sete de forma consecutiva), quatro Taças da Grécia, nove participações na Liga dos Campeões (sete delas na fase de grupos) e 11 participações na Liga Europa.

Mais recentemente, a partir de 2017, Evangelos Marinakis assumiu também a gestão do Nottingham Forest. O histórico inglês (duas vezes campeão europeu, uma vez campeão nacional e duas vezes vencedor da Taça de Inglaterra) regressou à ribalta sob a liderança do empresário grego que, numa fase inicial, realizou um investimento de cerca de 50 milhões de euros no emblema britânico.

Com essa injeção de capital e com a reestruturação que levou a cabo por terras de Sua Majestade, Marinakis devolveu o Nottingham Forest aos grandes palcos da Premier League, onde está pelo segundo ano consecutivo. Na época passada, o clube chegou às meias-finais da Taça da Liga (algo que já não acontecia há mais de 30 anos, mais concretamente desde a época 1991/1992), sendo que, na temporada anterior, em 2021/2022, já o Nottingham Forest tinha alcançado os quartos de final da Taça de Inglaterra.

Contas feitas, Evangelos Marinakis tem deixado a sua marca em todo os projetos que abraça. Sendo que, acrescente-se, tanto no caso do Olympiakos como no do Nottingham Forest, o empresário grego fez sempre questão de deixar intocáveis os valores identitários dos referidos clubes. Algo que, sabe A BOLA, no Rio Ave não será diferente. Caso os sócios dos vila-condenses aprovem a mudança de SDUQ para SAD e, por consequência, o negócio da entrada de Marinakis na sociedade rioavista seja concluído, então o Rio Ave manterá sempre a sua identidade. Sendo que a tendência, como deseja o empresário grego e, logicamente, toda a atual estrutura presidida por Alexandrina Cruz, é para que o Rio Ave seja dotado de todas as condições para poder catapultar-se para patamares (ainda) mais elevados.

Enviado do meu SM-A346B através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 7748
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6224 em: 16 de Novembro de 2023, 23:46 »
Personalidade difícil do indivíduo à parte parece me um bom parceiro para o Rio Ave, pelo menos é alguém com trabalho feito ao longo de vários anos tanto no Olympiakos como no Nottingham. Não parece ser mais um pára-quedista à lá Gerrard Lopez, que seja bom para o eles e para o futebol português.
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 2895
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6225 em: 17 de Novembro de 2023, 09:25 »
Será que é desta que deixam de jogar naquela vergonha de estádio?
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 4252
  • Sempre presentes!!!
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6226 em: 17 de Novembro de 2023, 15:36 »
Pelo menos aqui do que me lembro por alto foi. A mentalidade dos jogadores pelo menos parecia outra.
Era a mentalidade, era... Vejamos:
- Ganha ao Tondela em casa com reviravolta aos 79 e 91min;
- Ganha no Dragão com um golo de ombro/costas do parolo de Galegos, num jogo em que o Porto falha 2 penaltys;
- Ganha na meia-final ao Sporting, no nosso estádio, com um golo aos 90min depois de estar a jogar meia hora contra 10;
- Ganha a final da taça da liga com um golo dum ressalto aos 95min;
- Empata 2-2 em casa com o Gil depois de ter estado a ganhar 2-0, porque decide jogar a segunda parte toda só com um médio, depois da expulsão do Bruno Viana;
- Foi eliminado pelo Rangers, depois de 70min excelentes no Ibrox, com uma segunda mão em casa onde foi completamente comido pelo Gerrard;
- Ganha na Madeira com um golo aos 98min.

Dos 13 jogos que fez, sofreu golos em 9, num total de 13 golos sofridos (média de 1 por jogo). Nos 13 jogos, tem 10 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. Das 10 vitórias, 4 foram conseguidas nos descontos, e outras 3 no último quarto de hora.

Mas claro, naquela altura era atitude dos jogadores e mérito do treinador, agora é estrelinha do Artur Jorge e mérito dos jogadores... Eu não lhe quero tirar mérito, acho que é um bom treinador, mas fazem dele o que ele não é, frequentemente! Ele só é tão adorado em Braga porque não ficou aqui tempo suficiente para criar esses anticorpos, que todos os treinadores acabam por criar por cá, infelizmente. É essa a minha opinião... E, mesmo assim, ainda foi a tempo de levar com críticas pela estupidez de jogar a segunda parte toda contra o Gil Vicente só com o Palhinha no meio-campo, e pelo baile que levou do Gerrard na segunda mão em casa, numa eliminatória muito mal perdida pelo Braga. Também me lembro de ser criticado aqui por não abdicar do sistema (e as probabilidades que tu fosse um deles é altíssima), mesmo quando jogou meia hora contra 10 com o Sporting e manteve o trio de centrais. Só que claro, como as coisas foram correndo bem e os resultados aparecendo, ele era unânime, porque não passou tempo suficiente para se dizer que a jogar assim não íamos ter sorte sempre. A verdade é que no ano seguinte ele continuou a jogar assim e foi campeão. Mas lá está, não era sustentável jogar sempre assim, não era sustentável ficar sempre à espera que a vitória caísse do céu como lhe caiu em nossa casa...

E isto tudo para um treinador que, em 4 épocas, já vai em 180M€ gastos em reforços e nunca ficou à frente do Artur Jorge no campeonato... Em 2 tentativas, já...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Luso Equipa Principal
  • *****
  • 6837
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6227 em: 17 de Novembro de 2023, 16:20 »
O que foi falado foram os jogos contra os grandes mais nada.
Anuncios M
Anuncios M
Anuncios G
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 2895
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6231 em: 19 de Novembro de 2023, 20:33 »
Pode ser o início de algo verdadeiramente consequente no futebol português. O Marinakis não é brincadeira, e parece que vai entrar com tudo.

Pena ter escolhido o Rio Ave, há uma série de clubes mais interessantes. Fala-se que teve interesse no Paços de Ferreira mas não se concretizou.
Luís Duarte
Luís Duarte Equipa Principal
  • *****
  • 3828
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6232 em: 19 de Novembro de 2023, 21:57 »
Fala-se que teve interesse no Paços de Ferreira mas não se concretizou.
Porque se mantiveram firmes nos 49%.
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 2895
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6235 em: 20 de Novembro de 2023, 20:35 »
Sou o único a achar estranho o quão pouco se está a falar nisto do Rio Ave?

Se não for um esquema de lavagem de dinheiro (e acredito que não seja) é coisa pra poder meter o Rio Ave no top 5 a curto prazo.
johnscb Juniores
  • ***
  • 273
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6236 em: 20 de Novembro de 2023, 21:10 »
Segundo o transfermarkt, o Arouca, Gil e Estoril  têm o seu plantel avaliado em 21M de euros, Famalicão, Boavista e Vítoria na casa dos 30's, o que me leva a crer que a injeção desses valores indicados não tenham o impacto para tornar o Rio Ave muito superior a estes clubes mencionados.
A ver vamos.

Enviado do meu M2101K7BNY através do Tapatalk
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5761
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6237 em: 21 de Novembro de 2023, 01:36 »
Sou o único a achar estranho o quão pouco se está a falar nisto do Rio Ave?

Se não for um esquema de lavagem de dinheiro (e acredito que não seja) é coisa pra poder meter o Rio Ave no top 5 a curto prazo.

O que não é difícil, o 5º lugar tem sido de equipas pouco mais que banais.
Diria que o principal, para além de algum dinheiro e investimento, é estabilidade.
O Rio Ave tem tido um caminho estranho, provavelmente relacionado com o ex presidente (isto sou eu a especular). Estava bem, com estabilidade, algumas boas épocas e de repente, mesmo sem contratar, aparece com dividas, deitaram a bancada abaixo para depois não fazer nada. Tudo um pouco estranho.
Neste caso não parece lavagem de dinheiro no clube, (isto no sentido de meter e fugir passados meia dúzia de meses) sendo de alguém que tem outros investimentos no futebol. Mas é muito dinheiro para tão pouco retorno à 1ªvista.
É esperar para ver.
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 7748
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6238 em: 21 de Novembro de 2023, 02:00 »
Como já tinha dito parece me uma excelente medida por parte do clube principalmente atendendo à situação financeira do mesmo. Marinakis não brinca aos futebóis e tem elevado a fasquia por onde se mete, está primeira injeção de 20M (que já vão servir em parte o mercado de janeiro depois de quase 2 anos sem contratar) parece me só um início de algo que vai ser certamente proveitoso para o clube e para o futebol português. Claro que ficam totalmente nas mãos do Grego mas isso é o preço a pagar da situação em que estavam no entanto é um clube que estádio à parte (e acredito que agora será reabilitado em breve) tem uma academia jeitosa e que também podem fazer crescer, acho que da parte do Grego também houve uma boa visão da coisa.

Resumindo, a Alexandrina nao é uma novata nestas coisas e este negócio com Marinakis permite também a reaproximacao de players importantes, desde logo Jorge Mendes como a própria confessou já. Miguel Ribeiro saiu mas com o aparecimento da Alexandrina no papel principal podemos assistir rapidamente a uma nova era nos Arcos e com um Rio Ave claramente mais forte se correr tudo pela normalidade.
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 2895
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #6239 em: 21 de Novembro de 2023, 09:21 »
Segundo o transfermarkt, o Arouca, Gil e Estoril  têm o seu plantel avaliado em 21M de euros, Famalicão, Boavista e Vítoria na casa dos 30's, o que me leva a crer que a injeção desses valores indicados não tenham o impacto para tornar o Rio Ave muito superior a estes clubes mencionados.
A ver vamos.

Enviado do meu M2101K7BNY através do Tapatalk
Isso do valor de mercado tem muito que se lhe diga.
O Boavista se fizesse uma época onde fica em 5º lugar e ganhasse uma taça provavelmente duplicava o valor de mercado do plantel e os jogadores seriam os mesmos.
 

Anuncios M
Anuncios M