Quantcast
Primeira Liga - Nossos adversários
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Primeira Liga - Nossos adversários
2721 Respostas
218995 Visualizações
0 Membros e 4 Visitantes estão a ver este tópico.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13996
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #140 em: 22 de Março de 2020, 13:24 »
Completamente de acordo com o forista PAF.
Não faz sentido nenhum continuar dessa forma (sem adeptos). Só por conveniência do que já aqui foi falado (caso dos mouros em 2º e lagartos em 4º).
Como disse o Castro, Mais de 50% da época concluída, ficava como está, Mais nada!

Conveniência dos mouros é a época acabar que dessa maneira o Braga não fica em 3º como provavelmente iria ficar.

É impossível um campeonato acabar sem que as equipas estejam todas em pé de igualdade, ou jogam todas contra todas ou então o campeonato é invalidado. Isto é o que consta nos regulamentos de qualquer campeonato, é preciso ou ser-se muito estúpido ou muito fanático para achar que com 70% do campeonato se pode dar o mesmo por concluído e manter as respectivas classificações.
Cita lá os regulamentos, já que toda gente refere que esta situação não está prevista, excepto tu que a vês

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Cito com certeza.

"Regulamento das competições organizadas pela Liga Portugal"

Artigo 16º Competições por pontos

Ponto nº1
" As competições por pontos terão obrigatoriamente duas voltas simétricas e os participantes encontrar-se-ão todos entre si, uma vez na condição de visitados e outra na condição de visitantes, nos respectivos estádios, não sendo autorizada a inversão de jogos."

Eu sou um homem com valores não altero os mesmo consoante me dá jeito ou não, para isso era adepto de outros clubes.
Isso não diz nada do que afirmaste acima.
Não refere nada no caso da competição ser interrompida.

Por isso se discute europa fora o que fazer: porque não está previsto em lado nenhum que a competição seja interrompida de forma definitiva.

Por isso é preciso encontrar uma solução e votar em assembleia.

Mas vá lá que na Europa toda há 1 pessoa que sabe.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Ah? Na Europa o que se discute não é os campeonatos ficam com a classificação actual mas sim como se vai proceder para o ano tanto nas competições europeias como no caso das subidas e descidas. Discute-se ainda maneiras alternativas de se acabarem campeonatos (play-offs ou liguilhas por exemplo) mas tal solução tem de ser aceite por todos os clubes presentes na liga.

Se não acabar o campeonato não haverá classificação final, isto parece-me óbvio.
Exactamente ninguém sabe o que vai acontecer, mas se a Liga não acabar o Braga não fica em 3º. Da mesma maneira que se a 2ª mão do jogo com o Rangers não tivesse acontecido ninguém iria sugerir que o Braga tivesse sido eliminado. Há 2ªs mãos por disputar...
Ai não? Não se fala em terminar as ligas e declarar por exemplo o Liverpool campeão.
Se calhar é sonho.
Tenta se acabar esta época mas dificilmente  se conseguirá.
Para já só uma pessoa diz que esta época não existiu-tu.
A epoca provavelmente terminou e o Braga ficará em 3o ou irá à europa em 3o, casa seja possível retomar as competições europeias. No caso de não se continuar, tudo o que não seja considerar a classificação actual é um aborto.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
bstrider
bstrider Equipa Principal
  • *****
  • 1739
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #141 em: 22 de Março de 2020, 13:28 »
Completamente de acordo com o forista PAF.
Não faz sentido nenhum continuar dessa forma (sem adeptos). Só por conveniência do que já aqui foi falado (caso dos mouros em 2º e lagartos em 4º).
Como disse o Castro, Mais de 50% da época concluída, ficava como está, Mais nada!

Conveniência dos mouros é a época acabar que dessa maneira o Braga não fica em 3º como provavelmente iria ficar.

É impossível um campeonato acabar sem que as equipas estejam todas em pé de igualdade, ou jogam todas contra todas ou então o campeonato é invalidado. Isto é o que consta nos regulamentos de qualquer campeonato, é preciso ou ser-se muito estúpido ou muito fanático para achar que com 70% do campeonato se pode dar o mesmo por concluído e manter as respectivas classificações.
Cita lá os regulamentos, já que toda gente refere que esta situação não está prevista, excepto tu que a vês

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Cito com certeza.

"Regulamento das competições organizadas pela Liga Portugal"

Artigo 16º Competições por pontos

Ponto nº1
" As competições por pontos terão obrigatoriamente duas voltas simétricas e os participantes encontrar-se-ão todos entre si, uma vez na condição de visitados e outra na condição de visitantes, nos respectivos estádios, não sendo autorizada a inversão de jogos."

Eu sou um homem com valores não altero os mesmo consoante me dá jeito ou não, para isso era adepto de outros clubes.
Isso não diz nada do que afirmaste acima.
Não refere nada no caso da competição ser interrompida.

Por isso se discute europa fora o que fazer: porque não está previsto em lado nenhum que a competição seja interrompida de forma definitiva.

Por isso é preciso encontrar uma solução e votar em assembleia.

Mas vá lá que na Europa toda há 1 pessoa que sabe.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Ah? Na Europa o que se discute não é os campeonatos ficam com a classificação actual mas sim como se vai proceder para o ano tanto nas competições europeias como no caso das subidas e descidas. Discute-se ainda maneiras alternativas de se acabarem campeonatos (play-offs ou liguilhas por exemplo) mas tal solução tem de ser aceite por todos os clubes presentes na liga.

Se não acabar o campeonato não haverá classificação final, isto parece-me óbvio.
Exactamente ninguém sabe o que vai acontecer, mas se a Liga não acabar o Braga não fica em 3º. Da mesma maneira que se a 2ª mão do jogo com o Rangers não tivesse acontecido ninguém iria sugerir que o Braga tivesse sido eliminado. Há 2ªs mãos por disputar...
Ah então não é correto que o Braga vá direto à fase de grupos da liga Europa com base no terceiro lugar atual, certo? Mas é correto que o Braga vá acabar numa pré eliminatória com base na classificação da época passada ou com base no ranking de equipas europeias?

Essa questão hipotética do jogo com o Rangers é ilusória porque nesse caso não daria acesso a qualquer competição na época seguinte, ou seja, mesmo que chegássemos aos oitavos não garantiamos o acesso à CL por exemplo, ao contrário das posições de acesso a competições europeias e às subidas e descidas nas ligas.

Eu não acho correto que o Braga fique em terceiro (nem é isso que importa), mas acho correto que o Braga garanta o acesso direto à fase de grupos da liga Europa... É diferente!
Anuncios M
Anuncios M
repost
repost Equipa Principal
  • *****
  • 2333
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #142 em: 22 de Março de 2020, 14:20 »
Completamente de acordo com o forista PAF.
Não faz sentido nenhum continuar dessa forma (sem adeptos). Só por conveniência do que já aqui foi falado (caso dos mouros em 2º e lagartos em 4º).
Como disse o Castro, Mais de 50% da época concluída, ficava como está, Mais nada!

Conveniência dos mouros é a época acabar que dessa maneira o Braga não fica em 3º como provavelmente iria ficar.

É impossível um campeonato acabar sem que as equipas estejam todas em pé de igualdade, ou jogam todas contra todas ou então o campeonato é invalidado. Isto é o que consta nos regulamentos de qualquer campeonato, é preciso ou ser-se muito estúpido ou muito fanático para achar que com 70% do campeonato se pode dar o mesmo por concluído e manter as respectivas classificações.
Cita lá os regulamentos, já que toda gente refere que esta situação não está prevista, excepto tu que a vês

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Cito com certeza.

"Regulamento das competições organizadas pela Liga Portugal"

Artigo 16º Competições por pontos

Ponto nº1
" As competições por pontos terão obrigatoriamente duas voltas simétricas e os participantes encontrar-se-ão todos entre si, uma vez na condição de visitados e outra na condição de visitantes, nos respectivos estádios, não sendo autorizada a inversão de jogos."

Eu sou um homem com valores não altero os mesmo consoante me dá jeito ou não, para isso era adepto de outros clubes.
Isso não diz nada do que afirmaste acima.
Não refere nada no caso da competição ser interrompida.

Por isso se discute europa fora o que fazer: porque não está previsto em lado nenhum que a competição seja interrompida de forma definitiva.

Por isso é preciso encontrar uma solução e votar em assembleia.

Mas vá lá que na Europa toda há 1 pessoa que sabe.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Ah? Na Europa o que se discute não é os campeonatos ficam com a classificação actual mas sim como se vai proceder para o ano tanto nas competições europeias como no caso das subidas e descidas. Discute-se ainda maneiras alternativas de se acabarem campeonatos (play-offs ou liguilhas por exemplo) mas tal solução tem de ser aceite por todos os clubes presentes na liga.

Se não acabar o campeonato não haverá classificação final, isto parece-me óbvio.
Exactamente ninguém sabe o que vai acontecer, mas se a Liga não acabar o Braga não fica em 3º. Da mesma maneira que se a 2ª mão do jogo com o Rangers não tivesse acontecido ninguém iria sugerir que o Braga tivesse sido eliminado. Há 2ªs mãos por disputar...
Ah então não é correto que o Braga vá direto à fase de grupos da liga Europa com base no terceiro lugar atual, certo? Mas é correto que o Braga vá acabar numa pré eliminatória com base na classificação da época passada ou com base no ranking de equipas europeias?

Essa questão hipotética do jogo com o Rangers é ilusória porque nesse caso não daria acesso a qualquer competição na época seguinte, ou seja, mesmo que chegássemos aos oitavos não garantiamos o acesso à CL por exemplo, ao contrário das posições de acesso a competições europeias e às subidas e descidas nas ligas.

Eu não acho correto que o Braga fique em terceiro (nem é isso que importa), mas acho correto que o Braga garanta o acesso direto à fase de grupos da liga Europa... É diferente!

Discordo totalmente, se fosse ao contrário e o Braga estivesse em 4º com um jogo por disputar em casa com o Sporting diriam o mesmo?

Eu sei que não diria, e não posso deixar de defender o que acho correcto só por beneficiar o meu clube...
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4809
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #143 em: 22 de Março de 2020, 20:48 »
Mas afinal o que é que é correto para ti?
A Liga não vai acabar, é quase certo.
Quem vai à champions? Quem vai à liga europa? etc etc.
Se a liga não acabar o Braga não fica em 3º? Então fica em que lugar? Ou se quiseres para a UEFA vão usar o quê? inventar?
Existe alguma forma mais justa que usar a classificação da liga atual? Já te mostrei atrás que até a UEFA aceita isso sem problemas.

O quê que o Braga ter um jogo com o Sporting ou não tem a ver com o caso? Isso implica para alguma coisa?
Anuncios V
repost
repost Equipa Principal
  • *****
  • 2333
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #144 em: 23 de Março de 2020, 01:30 »
Mas afinal o que é que é correto para ti?
A Liga não vai acabar, é quase certo.
Quem vai à champions? Quem vai à liga europa? etc etc.
Se a liga não acabar o Braga não fica em 3º? Então fica em que lugar? Ou se quiseres para a UEFA vão usar o quê? inventar?
Existe alguma forma mais justa que usar a classificação da liga atual? Já te mostrei atrás que até a UEFA aceita isso sem problemas.

O quê que o Braga ter um jogo com o Sporting ou não tem a ver com o caso? Isso implica para alguma coisa?

O correcto é se a Liga não acabar não existe classificação final, é como se nunca tivesse começado. Outro exemplo, se um jogo acabasse aos 70 minutos consideravas o vencedor a equipa que tivesse a ganhar? Não faz muito sentido...

Claro que existe formas mais justas na minha opinião. Por mim seria por ranking da Europa, os clubes que mais pontos acumularam para Portugal nos últimos anos seguem para a Liga dos Campeões / Liga Europa consoante a classificação no ranking da UEFA.

Falaram aqui do Liverpool e do PSG penso eu, mas esses são casos à parte em que provavelmente o campeão vai ser declarado por unanimidade das restantes equipas. Não me parece que nenhum clube da Premier League rejeite a ideia do Liverpool ser campeão. No entanto o caso para as provas europeias já será diferente.
Neste caso o Man. United está a 3 pontos do Chelsea para o 4º lugar, mas na realidade o United já realizou os 4 jogos contra as equipas teoricamente mais fortes (Liverpool e City) enquanto o Chelsea ainda tem de jogar contra o City uma vez e contra o Liver outra. Parece-vos justo que o Manchester acabe em 4º mesmo já tendo cumprido a parte teoricamente mais difícil do campeonato?

Cão Vadio
Cão Vadio Equipa Reservas
  • ****
  • 932
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #145 em: 23 de Março de 2020, 10:10 »
Eu deixaria este assunto do acesso ás competições Europeias, para quem sabe (UEFA).
Quanto á classificação da nossa "DESLIGA", tb deixaria para quem sabe...manipular! (conselho da liga).
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #146 em: 23 de Março de 2020, 10:25 »
Julgo que a decisão, por pressão das Federações e Ligas internas que não querendo desagradar a gregos e agradar a troianos, irá ser tomada  pela UEFA para a globalidade das Ligas...se assim for, tendo em consideração a proposta, dos mais variados quadrantes europeus, que as mais variadas "personalidades do mundo do futebol" tem colocado a circular, será o Ranking de clubes da  UEFA a ditar a regra...cada país verá preenchidas as vagas a que tem direito para cada cada uma das  competições de acordo com o Ranking...mesmo assim, para o nosso caso, fica a dúvida, sem o desfecho da TP quem entrará directamente na FG da LE? Talvez sejam os lagartos pois são o terceiro clube mais pontuado do nosso Ranking.

A minha posição continua a ser a de sempre, não há campeão e os lugares europeus são preenchidos de acordo com a classificação aquando da suspensão (Porto, Benfica, Braga, Sporting e Rio Ave).
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4809
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #147 em: 23 de Março de 2020, 11:20 »
Mas afinal o que é que é correto para ti?
A Liga não vai acabar, é quase certo.
Quem vai à champions? Quem vai à liga europa? etc etc.
Se a liga não acabar o Braga não fica em 3º? Então fica em que lugar? Ou se quiseres para a UEFA vão usar o quê? inventar?
Existe alguma forma mais justa que usar a classificação da liga atual? Já te mostrei atrás que até a UEFA aceita isso sem problemas.

O quê que o Braga ter um jogo com o Sporting ou não tem a ver com o caso? Isso implica para alguma coisa?

O correcto é se a Liga não acabar não existe classificação final, é como se nunca tivesse começado. Outro exemplo, se um jogo acabasse aos 70 minutos consideravas o vencedor a equipa que tivesse a ganhar? Não faz muito sentido...

Claro que existe formas mais justas na minha opinião. Por mim seria por ranking da Europa, os clubes que mais pontos acumularam para Portugal nos últimos anos seguem para a Liga dos Campeões / Liga Europa consoante a classificação no ranking da UEFA.

Falaram aqui do Liverpool e do PSG penso eu, mas esses são casos à parte em que provavelmente o campeão vai ser declarado por unanimidade das restantes equipas. Não me parece que nenhum clube da Premier League rejeite a ideia do Liverpool ser campeão. No entanto o caso para as provas europeias já será diferente.
Neste caso o Man. United está a 3 pontos do Chelsea para o 4º lugar, mas na realidade o United já realizou os 4 jogos contra as equipas teoricamente mais fortes (Liverpool e City) enquanto o Chelsea ainda tem de jogar contra o City uma vez e contra o Liver outra. Parece-vos justo que o Manchester acabe em 4º mesmo já tendo cumprido a parte teoricamente mais difícil do campeonato?
Ou seja não é justo usar 70% do jogado na liga, mas é justo usar o ranking de clubes? Achas que uma coisa não faz sentido e a outra faz?
A decisão de usar 70% da liga é apenas a mais justo e a menos má, tudo o resto a mim parece delírios. Usar o ranking de clubes, mas pela alma de quem? Não sei se até existe, mas uma equipa este ano está em 15 e vai à liga dos campeões só porque nos outros 4 anos fez pontos e por exemplo uma Lázio que está a fazer a melhor liga dos últimos 20 anos nem às competições europeias vai? Acho que há pessoal com uma visão de justiça muito distorcida.
Que justiça tem o Slb ir diretamente à champions depois de ter perdido 7 pontos de avanço para o Porto?
Acima dizias que os grandes queriam lixar o Braga, e na realidade acabas por defender isso. Que justiça tem o Sporting ir diretamente à fase de grupos depois de o Braga fazer esta recuperação fantástica?
Um jogo que acaba aos 70minutos não acaba não há dúvidas disso. Se fizer falta para uma classificação e não houver hipótese de o acabar o quê que fazes? Não me digas que dás 0 pontos a ambas as equipas porque isso não é justiça nenhuma. E se uma equipa está a ganhar 3-0? Continuas a dar zero pontos a essa equipa? E se essa equipa com esses zero pontos desce e com os 3 pontos não desce?
Mais e se faltasse apenas 1 jornada da liga e fosse impossivel de jogar não estando anda definido (um terramoto, uma tragédia qualquer, etc) também não ia existir a liga?
Aqui trata-se apenas de dar justiça a algo que aconteceu, fazer que não existiu nada durante 8 meses seria apenas anedótico e seria fazer de nós palhaços.
Mais o que se faz às equipas que lutaram para subir na 2ªliga? Também não aconteceu? Mesmo que tenham 10 pontos de avanço e a subida quase garantida?
Que justiça é esta?
O PSG tem 12 pontos de avanço quando faltam jogar 33 pontos, que lógica tem ser campeão seguindo o teu raciocínio? E o melhor é que pelo que defendes até podia ser campeão e nem ir à liga dos campeões. (por acaso não é o caso porque têm ido nos últimos anos, mas podia acontecer)
Mas pode acontecer com a Lázio tem 17 pontos de avanço dos lugares da liga europa, que lógica da batata tem nem sequer ir à champions e o Liverpool ser declarado campeão porque tem muitos pontos de avanço? Ou ver o Monaco na champions e o Marselha fora. E certamente acontecerá com várias outras equipas que tinham as competições europeias garantidas e acabarão por ficar de fora.

A Liga existiu e foram jogadas 28 jornadas, isto tem que ser o ponto de partida para qualquer decisão que se queira minimamente justa. Para mim não há outra forma de ver as coisas.
Anuncios M
Anuncios M
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #148 em: 23 de Março de 2020, 19:00 »
UEFA adia jogos/finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa por tempo indeterminado.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #149 em: 23 de Março de 2020, 20:06 »
Finais das competições de clubes da UEFA adiadas | Por dentro da UEFA

016 - UEFA reorganiza jogos devido a crise de saúde em curso na Europa

Como resultado da crise gerada pela COVID-19 na Europa, a UEFA tomou hoje formalmente a decisão de adiar as seguintes partidas, originalmente agendadas para Maio de 2020:

 Final da UEFA Women’s Champions  League

 Final da UEFA Europa League

 Final da UEFA Champions League

Nenhuma decisão ainda foi tomada no que toca a novas datas. O grupo de trabalho criado na semana passada como resultado da teleconferência entre as partes interessadas do futebol europeu, presidido pelo Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, irá averiguar as opções disponíveis. O grupo já iniciou a sua análise ao calendário e o anúncio será conhecido atempadamente.

em: https://pt.uefa.com/insideuefa/news/newsid=2641115.html
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #150 em: 23 de Março de 2020, 22:30 »
Fifa prevê menos jogos, mas de nível superior

Para Gianni Infantino, a crise do coronavírus é uma grande oportunidade de antecipar a reforma do futebol para quando o pesadelo terminar. O presidente da Fifa prevê um futuro com menos encontros, mas de maior qualidade.

O suíço Gianni Infantino, presidente da FIFA, garantiu que o futebol só será retomado quando a emergência do coronavírus terminar e considerou que essa crise global pode representar uma oportunidade de "reformar" o esporte "dando um passo atrás", para que haja menos jogos, mas de nível superior.

"Precisamos estudar o impacto global dessa crise. Agora é difícil, não sabemos quando voltaremos à normalidade. Mas vamos olhar as oportunidades. Talvez possamos reformar o futebol mundial dando um passo atrás. Com formatos diferentes. Menos torneios, mas mais interessantes", disse Infantino em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport'.

"Talvez menos equipes, mas mais equilíbrio. Menos jogos para proteger a saúde dos jogadores, mas competições mais parelhas. Não é ficção. Você tem que calcular o dano, veremos como", acrescentou.

O presidente da FIFA, que completa 50 anos nesta segunda-feira, enfatizou a importância de privilegiar a saúde nesses tempos de emergência global devido à disseminação do coronavírus.

"A saúde vem primeiro, depois todo o resto. Para os dirigentes, é bom esperar o melhor e estar preparado para o pior. Sem entrar em pânico, temos de ser claros. Voltaremos a jogar sem colocar a saúde de ninguém em risco. As várias federações e ligas estão preparadas para seguir as recomendações dos governos e da Organização Mundial de Saúde (OMS)", afirmou.

Uma emergência que alterou o desenvolvimento normal das ligas e causou o adiamento da Eurocopa e da Copa América de junho deste ano para 2021.

"Mostramos um espírito de cooperação e solidariedade com a Europa e a América do Sul. Agora temos que pensar no calendário das equipes nacionais e nas decisões sobre regulamentos do status dos jogadores e das transferências. Temos que pensar em proteger contratos. São necessárias medidas duras, mas não há outra opção. Todos nós teremos que fazer sacrifícios", declarou Infantino.

Infantino também se referiu às novidades do Mundial de Clubes, que passará a ter 24 equipes. O presidente da Fifa considerou que é uma maneira eficaz de aumentar o nível do futebol mundial.

"Em breve vamos decidir se a primeira edição será em 2021, 2022 ou 2023. Mas temos de ver que os Mundiais de Clubes e as Copas do Mundo são a maior fonte de receita para a maioria das Federações. Sem eles, em cerca de 100 países, não haveria ligas, formação, futebol feminino... Adiar este Mundial vai custar milhões à FIFA e às Associações. Mas temos meios para lutar contra estas perdas", concluiu

em: https://pt.besoccer.com/noticia/fifa-preve-menos-jogos-mas-de-nivel-superior-812165
Anuncios G
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #151 em: 23 de Março de 2020, 22:33 »
Clubes estudam redução global de salários de jogadores

Várias equipes devem apresentar nesta segunda-feira à Associação de Clubes Europeus (ECA) a possibilidade de globalizar a redução de salários para jogadores de futebol com o objetivo de amenizar as perdas econômicas causadas pela paralisação das competições.

O Barcelona lançou a primeira pedra na Espanha, anunciando a necessidade de tomar certas medidas para equilibrar a economia, já que não haverá o dinheiro proveniente dos direitos televisivos. E não é a única equipe que defende uma redução de salários.

'AS' diz que vários clubes irão propor essa medida na reunião do ECA nesta segunda-feira. Será uma das principais questões a serem levantadas, pois acreditam que ações devem ser tomadas de forma unificada diante da crise do coronavírus.

O jornal espanhol afirma que essa idéia será tratada como um "plano de contingência", pois afeta praticamente todos os clubes da Europa. Outros grandes times já cogitaram atitudes semelhantes nos últimos dias.

A situação no futebol italiano é ainda pior. Os clubes já perderam quase 800 milhões de euros, prejuízo que ainda vai aumentar. No país do calcio, a imprensa afirma que a Inter de Milão inclusive já entrou em contato com Real Madrid e Barcelona para discutir esse assunto.

Damiano Tommasi, presidente da Associação Italiana de Futebolistas, acredita que os jogadores "são os primeiros interessados" em manter o sistema. Tommasi pede calma, pois acredita que terão que tomar suas decisões de forma individual.

em: https://pt.besoccer.com/noticia/clubes-estudam-reducao-global-de-salarios-de-jogadores-812129
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #152 em: 23 de Março de 2020, 22:36 »
A bolha da bola vai rebentar, tal como rebentou na imobiliária e na banca, é inevitável.
AMartins
AMartins Equipa Principal
  • *****
  • 2991
  Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #153 em: 24 de Março de 2020, 02:20 »
Não sei como se processaram os contratos ao detalhe...mas é possível que aqueles que por cá adiantaram as receitas da sporttv, parece que se safaram melhor...é que os bolsos vão ficar limpinhos.
« Última modificação: 24 de Março de 2020, 02:23 por AMartins »
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13996
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #154 em: 24 de Março de 2020, 11:04 »
Fifa prevê menos jogos, mas de nível superior

Para Gianni Infantino, a crise do coronavírus é uma grande oportunidade de antecipar a reforma do futebol para quando o pesadelo terminar. O presidente da Fifa prevê um futuro com menos encontros, mas de maior qualidade.

O suíço Gianni Infantino, presidente da FIFA, garantiu que o futebol só será retomado quando a emergência do coronavírus terminar e considerou que essa crise global pode representar uma oportunidade de "reformar" o esporte "dando um passo atrás", para que haja menos jogos, mas de nível superior.

"Precisamos estudar o impacto global dessa crise. Agora é difícil, não sabemos quando voltaremos à normalidade. Mas vamos olhar as oportunidades. Talvez possamos reformar o futebol mundial dando um passo atrás. Com formatos diferentes. Menos torneios, mas mais interessantes", disse Infantino em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport'.

"Talvez menos equipes, mas mais equilíbrio. Menos jogos para proteger a saúde dos jogadores, mas competições mais parelhas. Não é ficção. Você tem que calcular o dano, veremos como", acrescentou.

O presidente da FIFA, que completa 50 anos nesta segunda-feira, enfatizou a importância de privilegiar a saúde nesses tempos de emergência global devido à disseminação do coronavírus.

"A saúde vem primeiro, depois todo o resto. Para os dirigentes, é bom esperar o melhor e estar preparado para o pior. Sem entrar em pânico, temos de ser claros. Voltaremos a jogar sem colocar a saúde de ninguém em risco. As várias federações e ligas estão preparadas para seguir as recomendações dos governos e da Organização Mundial de Saúde (OMS)", afirmou.

Uma emergência que alterou o desenvolvimento normal das ligas e causou o adiamento da Eurocopa e da Copa América de junho deste ano para 2021.

"Mostramos um espírito de cooperação e solidariedade com a Europa e a América do Sul. Agora temos que pensar no calendário das equipes nacionais e nas decisões sobre regulamentos do status dos jogadores e das transferências. Temos que pensar em proteger contratos. São necessárias medidas duras, mas não há outra opção. Todos nós teremos que fazer sacrifícios", declarou Infantino.

Infantino também se referiu às novidades do Mundial de Clubes, que passará a ter 24 equipes. O presidente da Fifa considerou que é uma maneira eficaz de aumentar o nível do futebol mundial.

"Em breve vamos decidir se a primeira edição será em 2021, 2022 ou 2023. Mas temos de ver que os Mundiais de Clubes e as Copas do Mundo são a maior fonte de receita para a maioria das Federações. Sem eles, em cerca de 100 países, não haveria ligas, formação, futebol feminino... Adiar este Mundial vai custar milhões à FIFA e às Associações. Mas temos meios para lutar contra estas perdas", concluiu

em: https://pt.besoccer.com/noticia/fifa-preve-menos-jogos-mas-de-nivel-superior-812165
O gajo que quer aumentar o nº de clubes no Mundial de seleções, que quer meter meia duzia de equipas europeias a jogar no verão contra equipas com nível bastante abaixo, fala agora em "menos jogos, maior equilíbrio, maior qualidade"? Pois o que hoje é verdade amanhã é mentira.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #155 em: 24 de Março de 2020, 11:30 »


Fifa prevê menos jogos, mas de nível superior

Para Gianni Infantino, a crise do coronavírus é uma grande oportunidade de antecipar a reforma do futebol para quando o pesadelo terminar. O presidente da Fifa prevê um futuro com menos encontros, mas de maior qualidade.

O suíço Gianni Infantino, presidente da FIFA, garantiu que o futebol só será retomado quando a emergência do coronavírus terminar e considerou que essa crise global pode representar uma oportunidade de "reformar" o esporte "dando um passo atrás", para que haja menos jogos, mas de nível superior.

"Precisamos estudar o impacto global dessa crise. Agora é difícil, não sabemos quando voltaremos à normalidade. Mas vamos olhar as oportunidades. Talvez possamos reformar o futebol mundial dando um passo atrás. Com formatos diferentes. Menos torneios, mas mais interessantes", disse Infantino em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport'.

"Talvez menos equipes, mas mais equilíbrio. Menos jogos para proteger a saúde dos jogadores, mas competições mais parelhas. Não é ficção. Você tem que calcular o dano, veremos como", acrescentou.

O presidente da FIFA, que completa 50 anos nesta segunda-feira, enfatizou a importância de privilegiar a saúde nesses tempos de emergência global devido à disseminação do coronavírus.

"A saúde vem primeiro, depois todo o resto. Para os dirigentes, é bom esperar o melhor e estar preparado para o pior. Sem entrar em pânico, temos de ser claros. Voltaremos a jogar sem colocar a saúde de ninguém em risco. As várias federações e ligas estão preparadas para seguir as recomendações dos governos e da Organização Mundial de Saúde (OMS)", afirmou.

Uma emergência que alterou o desenvolvimento normal das ligas e causou o adiamento da Eurocopa e da Copa América de junho deste ano para 2021.

"Mostramos um espírito de cooperação e solidariedade com a Europa e a América do Sul. Agora temos que pensar no calendário das equipes nacionais e nas decisões sobre regulamentos do status dos jogadores e das transferências. Temos que pensar em proteger contratos. São necessárias medidas duras, mas não há outra opção. Todos nós teremos que fazer sacrifícios", declarou Infantino.

Infantino também se referiu às novidades do Mundial de Clubes, que passará a ter 24 equipes. O presidente da Fifa considerou que é uma maneira eficaz de aumentar o nível do futebol mundial.

"Em breve vamos decidir se a primeira edição será em 2021, 2022 ou 2023. Mas temos de ver que os Mundiais de Clubes e as Copas do Mundo são a maior fonte de receita para a maioria das Federações. Sem eles, em cerca de 100 países, não haveria ligas, formação, futebol feminino... Adiar este Mundial vai custar milhões à FIFA e às Associações. Mas temos meios para lutar contra estas perdas", concluiu

em: https://pt.besoccer.com/noticia/fifa-preve-menos-jogos-mas-de-nivel-superior-812165
O gajo que quer aumentar o nº de clubes no Mundial de seleções, que quer meter meia duzia de equipas europeias a jogar no verão contra equipas com nível bastante abaixo, fala agora em "menos jogos, maior equilíbrio, maior qualidade"? Pois o que hoje é verdade amanhã é mentira.

Um dos grande problemas do futebol é o dirigismo e este infanti(l)no é um bom exemplo.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4809
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #156 em: 24 de Março de 2020, 13:26 »
A bolha da bola vai rebentar, tal como rebentou na imobiliária e na banca, é inevitável.

Não tenho pena nenhuma que rebente, já fazia falta há muito tempo. Os dirigentes fazem do futebol o seu circo. Nãoa credito é que aprendam alguma coisa, vamos esperar para ver.

Noutro âmbito a liga Holandesa já não reinicia antes de 1 de Junho (melhor cenário) o que na possibilidade de acontecer o mesmo por cá já não permite realizar as 10 jornadas + taça. Isto tendo em conta que por cá já não há competições europeias.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #157 em: 24 de Março de 2020, 13:34 »
Oficial: Jogos Olímpicos adiados para 2021


O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, adiantou que Comité Olímpico Internacional aceitou o seu pedido de adiar por um ano os Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido ao surto da Covid-19.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 deveriam realizar-se de 24 de julho a 9 de agosto.

De acordo com a organização, o evento será adiado até ao verão de 2021, no máximo.

em: https://www.rtp.pt/noticias/mundo/covid-19-a-situacao-ao-minuto-do-novo-coronavirus-no-pais-e-no-mundo_e1214817
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13996
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #158 em: 24 de Março de 2020, 19:10 »
CORTE SALARIAL AVANÇA PELO FUTEBOL EUROPEU

Por Miguel Cardoso Pereira

A Associação de Clubes Europeus, a ECA, reuniu-se por videoconferência a fim de avaliar estratégias que permitam aos clubes agilizar uma generalizada quebra salarial como resposta aos prejuízos causados pela pandemia de Covid-19, que parou atividades.

As informações recolhidas apontam para a impossibilidade de imposição coordenada, atendendo à variedade de casos, pelo que a ECA optará por incentivar cortes mas deixando as medidas sujeitas a critérios específicos a tratar pelos clubes.

O primeiro a sugerir medidas, entre os grandes, foi o Barcelona, que por iniciativa do presidente Josep Bartomeu propôs reduções aos jogadores, medida que estes, segundo se noticiou em Espanha, estão dispostos a aceitar.

Em Itália, tem sido o Inter a avançar com a iniciativa da supressão, que deverá ser replicada, à escala, noutros clubes da Série A. Note-se que em Itália, um dos países mais afetados pelo Covid-19, se estimam perdas financeiras superiores a 800 milhões de euros.

França e Alemanha, motores
Nos dois motores da economia europeia, a Alemanha e a França, as medidas serão parecidas. Entre os franceses, o Mónaco anunciou ontem que se juntou à quase totalidade dos clubes da Ligue 1, adotando um sistema de lay-off (mecanismo que permite dispensa de trabalhadores ou cortes salariais em casos de inatividade) que em França reduz o salário para 84%, líquido.

Já entre os germânicos, têm sido noticiadas pressões para que os jogadores aceitem reduções salariais. Alguns fizeram-no voluntariamente, como no Monchengladbach, cujos futebolistas profissionais abdicaram de um salário. Outros emblemas, como os belgas do Anderlecht, vão pedi-lo aos jogadores: saltar um salário.

Em Inglaterra ainda se estudam medidas na Premier League, mas no Championship os clubes preparam-se para aprovar um teto salarial de € 6000  por semana como forma de contornar a crise.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17244
  Re: Primeira Liga - Nossos adversários
« Responder #159 em: 24 de Março de 2020, 19:19 »
CORTE SALARIAL AVANÇA PELO FUTEBOL EUROPEU

Por Miguel Cardoso Pereira

A Associação de Clubes Europeus, a ECA, reuniu-se por videoconferência a fim de avaliar estratégias que permitam aos clubes agilizar uma generalizada quebra salarial como resposta aos prejuízos causados pela pandemia de Covid-19, que parou atividades.

As informações recolhidas apontam para a impossibilidade de imposição coordenada, atendendo à variedade de casos, pelo que a ECA optará por incentivar cortes mas deixando as medidas sujeitas a critérios específicos a tratar pelos clubes.

O primeiro a sugerir medidas, entre os grandes, foi o Barcelona, que por iniciativa do presidente Josep Bartomeu propôs reduções aos jogadores, medida que estes, segundo se noticiou em Espanha, estão dispostos a aceitar.

Em Itália, tem sido o Inter a avançar com a iniciativa da supressão, que deverá ser replicada, à escala, noutros clubes da Série A. Note-se que em Itália, um dos países mais afetados pelo Covid-19, se estimam perdas financeiras superiores a 800 milhões de euros.

França e Alemanha, motores
Nos dois motores da economia europeia, a Alemanha e a França, as medidas serão parecidas. Entre os franceses, o Mónaco anunciou ontem que se juntou à quase totalidade dos clubes da Ligue 1, adotando um sistema de lay-off (mecanismo que permite dispensa de trabalhadores ou cortes salariais em casos de inatividade) que em França reduz o salário para 84%, líquido.

Já entre os germânicos, têm sido noticiadas pressões para que os jogadores aceitem reduções salariais. Alguns fizeram-no voluntariamente, como no Monchengladbach, cujos futebolistas profissionais abdicaram de um salário. Outros emblemas, como os belgas do Anderlecht, vão pedi-lo aos jogadores: saltar um salário.

Em Inglaterra ainda se estudam medidas na Premier League, mas no Championship os clubes preparam-se para aprovar um teto salarial de € 6000  por semana como forma de contornar a crise.
Plantel do Barça recusa primeira oferta de redução salarial

De acordo com o diário 'Marca', o plantel do Barcelona teria recusado uma primeira oferta da diretoria para uma redução salarial devido ao coronavírus.

A crise financeira que vem junto ao coronavírus é sem precedentes. O futebol não sairá ileso disso e vários clubes tentam entrar em acordo com os seus elencos para acertarem uma redução salarial. 

De acordo com o 'Marca', os dirigentes do Barcelona se reuniram para analisar as opções e uma delas seria que os jogadores do time principal reduzissem os seus salários, já que o clube não terá receita suficiente para honrar os compromissos. 

Ainda de acordo com a citada fonte, no último final de semana teve início uma seria de contatos com os capitães para explicar a situação do clube e tentar encontrar uma solução.

A predisposição do elenco é positiva, mas até o momento não houve acordo, já que uma primeira proposta feita pela diretoria do clube não agradou os jogadores. 

A opção de ERTE, que seria basicamente a suspensão dos contratos dos jogadores, ainda não está em questão. Muito embora LaLiga assessoraria os clubes que tomassem esssa decisão.

A folha salarial dos jogadores do Barcelona ronda os 600 milhões de euros, enquanto o pessoal não desportivo é de aproximadamente 40 milhões. 

em: https://pt.besoccer.com/noticia/elenco-do-barca-recusa-primeira-oferta-de-reducao-salarial-812684
 

Anuncios M
Anuncios M