You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Notícias, comentários relativos ao Plantel/Jogadores/Staff do SC Braga
65 Respostas
2221 Visualizações
0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939
Paulinho: «Vou fazer de tudo para chegar à Seleção»

Paulinho está decidido em convencer Fernando Santos a dar-lhe um lugar na Seleção Nacional. Numa sessão de respostas às questões dos adeptos do Sp. Braga, onde também esteve Tiago Sá, o avançado arsenalista disse que tudo fará para concretizar esse objetivo.

"Se mereço ou não sou eu que tenho de responder. A mim compete-me dar o máximo e trabalhar todos os dias, que é o que tenho vindo a fazer. A decisão é do selecionador. Mas vou fazer tudo para chegar lá", disse Paulinho, colhendo logo o apoio de Tiago Sá: "Eu acho que ele merece."

Seria uma consequência do trabalho que tem sido desenvolvido por Paulinho, que diz viver a sua melhor temporada. "Sim, está a ser a minha melhor época, a nível de resultados coletivos e a nível individual. Os números têm falado por si. Esperemos que dê para acabar a época o mais cedo possível, em segurança obviamente, para fazer mais e melhor."

E neste trajeto de 2019/20 há um ponto que deixou marca pela negativa, a eliminação europeia frente ao Rangers, nos 16 avos-de-final da Liga Europa. "Quanto ao jogo de Glasgow, não me lembro de tantos minutos de jogo de alto nível, com tanta personalidade, e nos últimos 30 minutos aconteceu aquilo. Em Braga ficou o sentimento de frustração e injustiça. Achamos que podíamos ter feito mais e merecíamos mais", comentou Paulinho.

Confrontado sobre o eventual cenário de ser capitão de equipa, o camisola 20 demarcou-se. "Não é uma coisa em que eu pense, até porque estamos bem entregues. O Wilson Eduardo é um excelente capitão, é a voz do grupo e tem personalidade para tal. Estamos bem entregues", resumiu, já depois de ter sido questionado sobre se preferia marcar o golo da final da Taça da Liga ou um 'hat-trick ao V. Guimarães: "Tem de ser o golo na Taça da Liga, porque um troféu é um troféu... Mas escolho os dois."

Paulinho definiu a descida de divisão ao serviço do Gil Vicente como o momento mais difícil da sua carreira - "foi o ano em que cresci menos futebolisticamente, mas cresci como homem", disse - e elogiou o trabalho que tem sido feito pelo presidente do Sp. Braga, António Salvador.

"Acho que está aos olhos de toda a gente. Tem-se notado imenso o crescimento do clube, a academia vai crescer ainda mais. É um trabalho que tem reconhecimento geral", sublinhou.

em: Link Externo
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939
Tiago Sá: «Defendi três penáltis em dois minutos»

Tiago Sá, guarda-redes de 25 anos e produto da formação do Sp. Braga, recuou ao seu passado para dar conta de que nem sempre quis ser o dono das luvas.

"Eu queria ser avançado. Quando entrei para a formação do Sp. Braga, era avançado na altura. Só que não tínhamos guarda-redes, então íamos à vez à baliza e trocávamos quando alguém sofria golos. Eu era o que mais tempo aguentava sem sofrer golos. Um dia comprei luvas, o equipamento e disse ao meu treinador que queria ir sempre à baliza", contou Tiago Sá, que esteve com Paulinho na rubrica 'Duas de Letra', a responder às questões dos adeptos bracarenses.

E foi nesse trajeto de formação nos arsenalistas que Tiago Sá viveu um momento que nunca mais esqueceu: defendeu três penáltis em dois minutos. "Foi num jogo de iniciados. Nós jogámos contra o Barroselas, acho eu. Surgiu um penálti para eles, o jogador bateu e eu defendi. O árbitro mandou repetir porque uma pessoa da nossa equipa tinha entrado na área antes do tempo. Então o mesmo jogador foi cobrar o penálti, para o mesmo lado e eu voltei a defender... Só que o árbitro voltou a mandar repetir, pois o mesmo jogador da nossa equipa tinha entrado em campo antes do tempo e viu cartão amarelo. À terceira, já veio outro jogador marcar o penálti. Ele atirou para o outro lado e eu voltei a defender e deu canto. Aí o árbitro já não mandou repetir", contou.

Três defesas marcantes no seu processo de crescimento, mas há uma outra que Tiago Sá considera a melhor defesa da carreira. "Acho que a melhor defesa e a mais difícil foi a um remate do Brahimi no ano passado, no Dragão, no final da primeira parte. O Brahimi ia isolado na área e rematou para a minha direita. Tecnicamente é difícil fazer aquilo, o jogador estar tão perto de ti e aguentares até ao momento certo. Foi a melhor defesa", disse, tendo assumido que o seu ídolo de infância é Casillas.

Mas também houve momentos menos bons no seu percurso ao serviço do Sp. Braga. "Felizmente não tive lesões graves, que me obrigassem a estar mais de um mês parado. Se calhar a transição da equipa B para a A, em que às vezes nem era convocado, foi o momento mais difícil. Depois voltei a jogar à B e na projeção que fiz antes da época começar pensava que não iria voltar à B. Perder a final do Europeu sub-19 em 2014 e a final da Taça da Liga para o Moreirense foram outros momentos negativos", apontou.

Alternativa

Tiago Sá ainda só foi utilizado em quatro jogos oficiais esta temporada, todos no passado mês de dezembro. "Não é fácil, mas faz parte do futebol, tal como os jogadores de campo. Eles não sendo opção podem entrar durante o jogo, mas um guarda-redes nem tanto. Pode passar meses seguidos sem ser opção. Mas aí também se vê a qualidade de um guarda-redes, principalmente a sua força mental, que é um ponto importante num guarda-redes. É mostrar que estás pronto todos os dias, é o que eu faço. Eu trabalho tanto ou mais do que nas fases em que sou opção, para o treinador perceber que posso ser opção e, quando ela surgir, eu poder mostrar que estou bem", explicou.

Tiago Sá tem a concorrência direta e Matheus (o habitual titular) e Eduardo, de 37 anos. "Quando o Eduardo estava cá, antes de sair em 2010, eu estava nos iniciados do Sp. Braga e lembro-me de o Edu ir lá em ações de escolinhas de guarda-redes e eu andar atrás dele para o cumprimentar. Agora treino com ele, é meu colega de equipa. Não sei se podia ser meu pai, era capaz de poder... 13 ou 14 anos de diferença... Mas é bom. Ele já tem muito mais experiência do que eu, passou por muitos campeonatos, muitos treinadores. São muitas experiências que nos ajudam a evoluir. Ele ensina-nos e no fim dos treinos falamos sobre os exercícios. É bom aprender com esta experiência", assinalou.

em: Link Externo
Anuncios M
Anuncios M
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939
«Estás a queimar-me e no próximo jogo vou levar amarelo à custa disso»

A rubrica 'Duas de Letra', promovida pelo Sp. Braga através dos seus canais oficiais, juntou o guarda-redes Tiago Sá e o avançado Paulinho para responderem às questões colocadas pelos adeptos. Aqui damos conta aqui dos momentos mais bem humorados, sendo que na verdade os protagonistas também responderam ao que outros colegas de equipa revelaram em anteriores edições desta rubrica...

Mas começamos por uma revelação de Tiago Sá a propósito do comportamento de Paulinho em campo, quando questionado sobre os defeitos com avançado. "O Paulinho é ranhoso. O Sequeira há dias chamou-me chorão, mas o Paulinho é muito ranhoso nos treinos! A discutir com os treinos... Depois tem uma coisa, que é o pior. Canso-me de ver o Paulinho a reclamar com os árbitros nos jogos. O Paulinho vem da frente a correr para reclamar com o assitente ou qualquer árbitro", atirou, com sorrisos à mistura. E Paulinho defendeu-se como pôde: "Estás a queimar-me e no próximo jogo vou levar amarelo por culpa disso!"

Tiago Sá admite ser vaidoso, como sugeriram alguns dos colegas, diz que Paulinho "faz bullying" sobre Palhinha e que o avançado nem sempre leva a melhor nos treinos. "Ele marca-me alguns golos porque um ponta-de-lança tem de os marcar, mas também lhe ganho às vezes no um para um. E até nos picamos", explicou o guardião, que também apontou o dedo a Palhinha. "Fora do campo, o Palhinha às vezes fica com a cabeça no ar e ninguém sabe o que está a fazer… Uma pessoa chama por ele e parece que ele não está lá", gracejou.

Palhinha tão cedo não vai poder defender-se, pois já teve tempo de antena no 'Duas de Letra'... Ele que também foi visado por Paulinho, relativamente aos túneis nos treinos. "O Palhinha. Depois ele nega! O Palhinha é o que fica mais doido, mas depois é mentiroso-compulsivo nessa situação e diz que não levou", atirou.

Paulinho e Tiago Sá concordaram em eleger Esgaio como o jogador mais enérgico da equipa e o que maior rendimento apresenta em treino e em jogo. "Às vezes até mete impressão, pela quantidade de vezes que o vês a correr para a frente e logo a seguir para trás. Os quilómetros que ele faz... É o mais enérgico", defendeu Tiago Sá.

Paulinho explicou que é conhecido pelo diminutivo do seu nome porque era pequeno quando era criança. "O professor Neca já disse que agora sou o Paulão", atirou.

Ser ou não ser chorão

Sequeira tinha acusado, há alguns dias, Tiago Sá e Rui Fonte de serem "uns chorões". Ora, o guarda-redes estava à espera da oportunidade para defender-se. "O Sequeira disse que somos os mais chorões, mas não que somos os campeões em título da sueca. O Sequeira joga com o Horta, o Esgaio anda lá perdido e não tem grande parceiro. Eles acham que só temos bons jogos porque choramos. Somos chorões, admito, mas esqueceram-se de dizer que somos os campeões em título. Eu e o Rui Fonte. O resto não interessa", atirou.

em:
Link Externo
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939

Paulinho espera retomar a Liga e aumentar a contagem pessoal

Antes da interrupção competitiva Paulinho já somava 18 golos na temporada, um número que o avançado do SC Braga quer dilatar quando for retomada a normalidade no futebol nacional.
«Até ao momento está a ser a minha melhor época a nível de resultados individuais e coletivos. Esperemos que dê para terminar a temporada em segurança e o mais cedo possível, de modo a fazer mais e melhor», disse o atacante em conversa online com os adeptos arsenalistas, hoje à tarde.

O jogador disse ainda que vai «continuar a trabalhar» com o objetivo de chegar à Seleção Nacional. «Essa decisão é o selecionador que toma, mas no que depender de mim vou fazer tudo e dar o máximo para conseguir chegar lá», respondeu, acrescentando ainda que prefere «jogar com mais gente na frente» do que como ponta-de-lança único da equipa.
«Jogar com mais alguém causa dúvida no defesa sobre quem deve marcar», explica o goleador dos bracarenses.

em: Link Externo
Anuncios V
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939
Paixão de Paulinho por Ronaldinho e as quatro referências da actualidade

Lewandowski, Luis Suárez, Cavani e Aguero são os jogadores da atualidade com quem mais se identifica, mas o grande ídolo de Paulinho foi outro. «Ronaldinho. Era completamente apaixonado por ele», disse o ponta-de-lança na conversa online que esta tarde manteve com os adeptos do SC Braga.

O jogador arsenalista contou ainda um pouco da sua faceta fora dos relvados. «Sou bom rapaz, um bocadinho chato, porque quero sempre ganhar. A minha maior qualidade? O meu pé esquerdo. Comida preferida? Já foi bife com ovos estrelados e batatas fritas, agora é salmão grelhado com batata doce», contou o goleador, batizado no futebol como Paulinho «porque era muito pequeno» em criança, embora neste momento tenha bom porte atlético.

O atacante disse ainda que aprecia os campeonatos de Espanha, Inglaterra e também Alemanha e teve dúvidas em escolher o melhor golo da carreira.

«Talvez um com o Portimonense fora, ou com o Moreirense em casa. Também tive um cabeceamento no meu primeiro jogo contra o Vitória de Guimarães», revela, ele que já marcou um golo… com o GPS, com a bola a bater no equipamento e a entrar.
«Sim, foi no Dragão. Gosto tanto de marcar de cabeça como com o pé, mas com o GPS também serve», brincou.

em: Link Externo
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 5939
Tiago Sá, um avançado na baliza

Começou no ataque e acabou por fazer carreira na baliza. Tiago Sá é apontado como um exemplo no balneário, onde transmite a mística do clube do seu coração, no qual entrou ainda criança. «É um sentimento especial ter chegado ao plantel principal do SC Braga. Era o meu sonho de pequeno. Estou feliz e realizado», diz o guarda-redes de 25 anos, que nunca vestiu outra camisola.

Fã de Casillas e de Buffon, Tiago Sá elege como melhor defesa da carreira a oposição que fez a Brahimi na época passada, no Dragão. Recordou ainda os primeiros pontapés na bola, quando era avançado e jogava com umas «chuteiras laranjas iguais às do Ronaldo Fenómeno».

O salto para as balizas permitiu-lhe o primeiro contacto com Eduardo, agora companheiro. «Nos iniciados andava atrás dele quando nos visitava nos treinos de guarda-redes. Agora é meu colega. É muito experiente, fala muito, ensina e ajuda-me a evoluir. Ainda é um guarda-redes excecional, tal como o Matheus. É o trio de guarda-redes mais forte que conheci no SC Braga», elogia, o que não o inibe na luta pela baliza... «Todos os dias tento mostrar que estou pronto.»
 
em: Link Externo

 

Anuncios M
Anuncios M