Quantcast
Liga Europa
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Liga Europa
1217 Respostas
108390 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Eskol Equipa Principal
  • *****
  • 2767
  Re: Liga Europa
« Responder #940 em: 19 de Abril de 2021, 14:29 »
Aqui só tem que haver mão firme.

Retirar títulos, incutir multas pesadas (tipo imposto) aos clubes da UEFA que vendam aos da Superliga, manter as proibições aos jogadores em relação às seleções, e por aí fora.

Honestamente, acho que é um tiro nos pés dos clubes que se mudam para a Superliga.
O dinheiro conta muito, mas por alguma razão a maior parte dos jogadores prefere jogar na Premier do que a receber o triplo na China. O prestígio também conta muito, então se lhes retirarem o factor seleções...

Se fosse há uns anos atrás, e a Superliga estivesse a recrutar a rivalidade Ronaldo/Messi, até era capaz de fazer dano, agora hoje em dia já ninguém (nem esses dois) tem esse tipo de star power.

Suspeito que o que vai acontecer é que a maior parte dos jogadores grandes vai acabar por recusar jogar na Superliga, e vão migrar para outros clubes. Vão-se formar "novos gigantes", e os antigos vão ficar perdidos na Superliga, sem títulos, vedetas ou integridade.

Ficarão com o dinheiro, e os mercados americanos e asiáticos, que no fundo é o que mais lhes importa.

Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk

Pois, mas há aqui várias questões legais. Tenho quase a certeza absoluta que proibir ou dificultar a transferência de jogadores para outros clubes ou impedi-los de jogar pelas seleções seria ilegal à luz dos direitos de trabalho existentes na UE. Da mesma forma que a própria criação de uma competição como a Superliga vai contra vários direitos fundamentais da UE como a livre concorrência, a inclusão e integração europeia, etc, etc.

Não é apenas um imbróglio desportivo mas legal e acho que iria demorar uns bons anos até a tal Superliga conseguir operar, se conseguir, tendo em conta todos os entraves legais que lhe iriam ser colocados. Agora, se o conseguissem duvido muito que a UEFA pudesse fazer algo para impedir jogadores de irem para lá ou jogarem nas seleções.

Isto é um braço de ferro em que os ricos extremaram posições para obterem mais poder nas negociações com a UEFA. E a UEFA acho que tem aqui a faca e o queijo na mão. A criação desta liga parece-me claramente contra os Tratados da UE e mesmo que não o seja pode forçar com processos legais o seu atraso por vários anos, pelo que tem 2 hipóteses: 1) acede às pretensões destes clubes e negoceia com eles uma champions mais ao seu agrado ou 2) corta de vez com eles, reformula a competição para ter mais equidade desportiva, coloca tetos salariais e de transferências e força a que outros clubes, medíos e médios-altos (tipo Dortmund, Sevilha, Nápoles, Lázio, Roma, os grandes tugas e ucranianos) cresçam, lutem pelos títulos com estes 5 ou 6 (que no fim a lutar pela champions não são 12 mas sim 5 ou 6, os outros 6 ou 7 são parasitas à procura de ganhos - tipo tottenham, arsenal, man utd, milan, inter) e se torne impossível nova rebelião.
Não percebo como é que a UEFA pode ganhar algo em tribunal, no máximo seria para tentar atrasar a questão. Os clubes são entidades (empresas) independentes e têm o direito de se organizarem como entenderem, desde que não quebrem contratos previamente assinados (que penso que estão a acabar com a nova organização das competições europeias). Se quiserem fazer uma competição entre eles estão no seu direito, ninguém é dono do futebol.

A UEFA/FIFA é que lucraram biliões durante décadas com o monopólio do futebol. Ir para os tribunais para impedir que apareça concorrência pode-lhes correr mal.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14140
  Re: Liga Europa
« Responder #941 em: 19 de Abril de 2021, 14:34 »
Ligas fechadas na Europa? Basta ver a Euroliga de basquetebol. A FIBA andou em guerra e perdeu a batalha. Entretanto reagrupou se e tem uma liga dos campeões a roubar clubes à Eurocup, mas atrás da Euroliga.

Banir clubes e jogadores não será fácil. Não está previsto nos regulamentos. Serão/seriam batalhas juridicas infindáveis já para não falar na legislação da UE à mistura (que não me parece que favoreça a UEFA como se diz).

Tectos salariais? É possível numa liga fechada. Na Superliga. No espaço UEFA faz sentido zero porque tens um Real Madrid e uma equipa do Kosovo ou Gibraltar.

Poder dos adeptos? Na Alemanha sim. Na Inglaterra? Já viram quem detém os clubes? Como se deram as vendas? O último caso de conflito foi o United. Os adeptos criaram um clube para os regionais à lá Belenenses. O único clube que vejo a ter problemas com adeptos é o Barça. O resto não os vejo tão reacionarios

No final dinheiro e poder para os grandes infelizmente.ter um ano ou 2 sem estes 12 nos campeonatos nacionais e na CL só faria bem.

Não percam a cabeça. Há mais de 20 anos que a SL anda a ser parida.

Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Anuncios M
Anuncios M
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3667
  Re: Liga Europa
« Responder #942 em: 19 de Abril de 2021, 14:35 »
Aqui só tem que haver mão firme.

Retirar títulos, incutir multas pesadas (tipo imposto) aos clubes da UEFA que vendam aos da Superliga, manter as proibições aos jogadores em relação às seleções, e por aí fora.

Honestamente, acho que é um tiro nos pés dos clubes que se mudam para a Superliga.
O dinheiro conta muito, mas por alguma razão a maior parte dos jogadores prefere jogar na Premier do que a receber o triplo na China. O prestígio também conta muito, então se lhes retirarem o factor seleções...

Se fosse há uns anos atrás, e a Superliga estivesse a recrutar a rivalidade Ronaldo/Messi, até era capaz de fazer dano, agora hoje em dia já ninguém (nem esses dois) tem esse tipo de star power.

Suspeito que o que vai acontecer é que a maior parte dos jogadores grandes vai acabar por recusar jogar na Superliga, e vão migrar para outros clubes. Vão-se formar "novos gigantes", e os antigos vão ficar perdidos na Superliga, sem títulos, vedetas ou integridade.

Ficarão com o dinheiro, e os mercados americanos e asiáticos, que no fundo é o que mais lhes importa.

Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk

Pois, mas há aqui várias questões legais. Tenho quase a certeza absoluta que proibir ou dificultar a transferência de jogadores para outros clubes ou impedi-los de jogar pelas seleções seria ilegal à luz dos direitos de trabalho existentes na UE. Da mesma forma que a própria criação de uma competição como a Superliga vai contra vários direitos fundamentais da UE como a livre concorrência, a inclusão e integração europeia, etc, etc.

Não é apenas um imbróglio desportivo mas legal e acho que iria demorar uns bons anos até a tal Superliga conseguir operar, se conseguir, tendo em conta todos os entraves legais que lhe iriam ser colocados. Agora, se o conseguissem duvido muito que a UEFA pudesse fazer algo para impedir jogadores de irem para lá ou jogarem nas seleções.

Isto é um braço de ferro em que os ricos extremaram posições para obterem mais poder nas negociações com a UEFA. E a UEFA acho que tem aqui a faca e o queijo na mão. A criação desta liga parece-me claramente contra os Tratados da UE e mesmo que não o seja pode forçar com processos legais o seu atraso por vários anos, pelo que tem 2 hipóteses: 1) acede às pretensões destes clubes e negoceia com eles uma champions mais ao seu agrado ou 2) corta de vez com eles, reformula a competição para ter mais equidade desportiva, coloca tetos salariais e de transferências e força a que outros clubes, medíos e médios-altos (tipo Dortmund, Sevilha, Nápoles, Lázio, Roma, os grandes tugas e ucranianos) cresçam, lutem pelos títulos com estes 5 ou 6 (que no fim a lutar pela champions não são 12 mas sim 5 ou 6, os outros 6 ou 7 são parasitas à procura de ganhos - tipo tottenham, arsenal, man utd, milan, inter) e se torne impossível nova rebelião.
Não percebo como é que a UEFA pode ganhar algo em tribunal, no máximo seria para tentar atrasar a questão. Os clubes são entidades (empresas) independentes e têm o direito de se organizarem como entenderem, desde que não quebrem contratos previamente assinados (que penso que estão a acabar com a nova organização das competições europeias). Se quiserem fazer uma competição entre eles estão no seu direito, ninguém é dono do futebol.

A UEFA/FIFA é que lucraram biliões durante décadas com o monopólio do futebol. Ir para os tribunais para impedir que apareça concorrência pode-lhes correr mal.

Não é assim tão linear. Qualquer atividade tem que se reger pelos Tratados da UE. No caso das competições desportivas existem uma série de requisitos entre os quais estão a equidade, integração europeia, etc. No caso das atividades económicas estão as leis sobre concorrência, anti-monopólio, etc. Esta competição poderá ferir vários destes pontos.
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3667
  Re: Liga Europa
« Responder #943 em: 19 de Abril de 2021, 14:43 »
Ligas fechadas na Europa? Basta ver a Euroliga de basquetebol. A FIBA andou em guerra e perdeu a batalha. Entretanto reagrupou se e tem uma liga dos campeões a roubar clubes à Eurocup, mas atrás da Euroliga.

Banir clubes e jogadores não será fácil. Não está previsto nos regulamentos. Serão/seriam batalhas juridicas infindáveis já para não falar na legislação da UE à mistura (que não me parece que favoreça a UEFA como se diz).



Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Sim, mas do basket poucos querem saber. Já tens o comissário europeu da pasta, o Boris e o Macron claramente contra.
Sobre a legislação ainda agora um especialista em direito desportivo disse na TV que isto vai claramente contra um dos artigos nos tratados da UE...

Mesmo que não ganhasse a batalha, só o facto de a UEFA poder atrasar isto nos tribunais durante 2 ou 3 anos praticamente mata a ideia porque entretanto os contratos de TV e publicidade são feitos e as regras de entrada nas competições nacionais e internacionais bem como os contratos dos jogadores são atualizados para impedir secessões...

EDIT: Só para acrescentar que no caso do basket a FIBA aceitou as condições dos outros clubes porque não teve poder negocial. O caso aqui muda de figura. A UEFA tem muito mais dinheiro e influência do que a FIBA e pode abrir os processos que quiser em tribunal porque tem dinheiro para tal, para além de toda a pressão mediática que está a criar no caso. As declarações do presidente da UEFA foram propositadamente inflamatórias. Em menos de 24h já tivemos chefes de estado, de governo, comissários, presidentes de clubes, treinadores e jogadores contra esta superliga.
« Última modificação: 19 de Abril de 2021, 16:09 por NightHawk »
Anuncios V
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #944 em: 19 de Abril de 2021, 14:45 »
Infelizmente, penso que o que vai acontecer é que de uma forma ou de outra a UEFA vai ceder e fazer a vontade a estes clubes. A realidade é que a UEFA precisa mais deles do que o contrário (por eles refiro-me a Barça, Real, Liverpool, United e Juventus, o resto não é tão imprescindível).

Chegada a hora da verdade vão-se todos sentar à mesa e arranjar maneira de tanto UEFA como clubes encherem mais os bolsos. O facto de isto tudo estar a acontecer às claras, havendo comunicados e site oficial, só me faz pensar que quem teve esta ideia da Superliga europeia está muito confiante de que vai tudo, ou quase tudo, correr como eles querem.

Mesmo que a Superliga em si não venha a ser uma realidade, muito provavelmente vão subir os prémios monetários da Champions por exemplo.
Isto terá forçosamente de acontecer assim como aumentar as vagas para os Big 5 e diminuir as dos restantes, não há outra hipótese para a UEFA se os quiserem manter.
Como é que vão aumentar das Big five  (que podem ir até 5 ou 6 nesta altura) se na super liga nem sequer esses lugares têm?  Se na superliga meterem 25 ou 30 clubes no fim o valor começa a descer para cada um, passa a ser a champions que temos hoje. Sendo que tens lá clubes já como Arsenal e Tottenham que enfim...  Quando começas a abrir metes clubes sem tanto valor comercial e isso já não lhes interessa. Eles com 15 podem receber 4 vezes mais, mas se passarem a 30 provavelmente já só recebem metade e se não abirem esses clube a todos os países, tipo turquia, Portugal, Holanda, que interesse vão ter esses países? Vão deitar fora um mercado de 50, 100 milhões de pessoas?
Se não for assim então a UEFA lá terá de ceder e criar uma tal Super Champions League (que sugará ainda toda a maior fatia €europeia) para os tais 12 ou 14 clubes da elite e fazer uma ou outra descida por troca do vencedor ou dos finalistas da Champions (que aqui sim teria de abrir novas vagas) ou coisa parecida caso contrario está aqui uma guerra que a UEFA e FIFA não conseguiram vencer.
joaoPC Juniores
  • ***
  • 678
  Re: Liga Europa
« Responder #945 em: 19 de Abril de 2021, 14:57 »
Infelizmente, penso que o que vai acontecer é que de uma forma ou de outra a UEFA vai ceder e fazer a vontade a estes clubes. A realidade é que a UEFA precisa mais deles do que o contrário (por eles refiro-me a Barça, Real, Liverpool, United e Juventus, o resto não é tão imprescindível).

Chegada a hora da verdade vão-se todos sentar à mesa e arranjar maneira de tanto UEFA como clubes encherem mais os bolsos. O facto de isto tudo estar a acontecer às claras, havendo comunicados e site oficial, só me faz pensar que quem teve esta ideia da Superliga europeia está muito confiante de que vai tudo, ou quase tudo, correr como eles querem.

Mesmo que a Superliga em si não venha a ser uma realidade, muito provavelmente vão subir os prémios monetários da Champions por exemplo.
Isto terá forçosamente de acontecer assim como aumentar as vagas para os Big 5 e diminuir as dos restantes, não há outra hipótese para a UEFA se os quiserem manter.
Como é que vão aumentar das Big five  (que podem ir até 5 ou 6 nesta altura) se na super liga nem sequer esses lugares têm?  Se na superliga meterem 25 ou 30 clubes no fim o valor começa a descer para cada um, passa a ser a champions que temos hoje. Sendo que tens lá clubes já como Arsenal e Tottenham que enfim...  Quando começas a abrir metes clubes sem tanto valor comercial e isso já não lhes interessa. Eles com 15 podem receber 4 vezes mais, mas se passarem a 30 provavelmente já só recebem metade e se não abirem esses clube a todos os países, tipo turquia, Portugal, Holanda, que interesse vão ter esses países? Vão deitar fora um mercado de 50, 100 milhões de pessoas?
Se não for assim então a UEFA lá terá de ceder e criar uma tal Super Champions League (que sugará ainda toda a maior fatia €europeia) para os tais 12 ou 14 clubes da elite e fazer uma ou outra descida por troca do vencedor ou dos finalistas da Champions (que aqui sim teria de abrir novas vagas) ou coisa parecida caso contrario está aqui uma guerra que a UEFA e FIFA não conseguiram vencer.
Isto é o que tenho medo! Preferia que fossem em frente com a ideia e deixassem os outros jogar. O que vai acontecer é mais umas cedências da UEFA e lá vai mais dinheiro para os grandes.

Para dar um exemplo do que tem sido feito nos últimos anos para os agradar. Se um clube no patamar do Braga ganhasse a Champions este ano provavelmente recebia menos dinheiro de prêmios de participação que a maioria dos clubes eliminados nos quartos e meias finais
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4839
  Re: Liga Europa
« Responder #946 em: 19 de Abril de 2021, 15:01 »
Infelizmente, penso que o que vai acontecer é que de uma forma ou de outra a UEFA vai ceder e fazer a vontade a estes clubes. A realidade é que a UEFA precisa mais deles do que o contrário (por eles refiro-me a Barça, Real, Liverpool, United e Juventus, o resto não é tão imprescindível).

Chegada a hora da verdade vão-se todos sentar à mesa e arranjar maneira de tanto UEFA como clubes encherem mais os bolsos. O facto de isto tudo estar a acontecer às claras, havendo comunicados e site oficial, só me faz pensar que quem teve esta ideia da Superliga europeia está muito confiante de que vai tudo, ou quase tudo, correr como eles querem.

Mesmo que a Superliga em si não venha a ser uma realidade, muito provavelmente vão subir os prémios monetários da Champions por exemplo.
Isto terá forçosamente de acontecer assim como aumentar as vagas para os Big 5 e diminuir as dos restantes, não há outra hipótese para a UEFA se os quiserem manter.
Como é que vão aumentar das Big five  (que podem ir até 5 ou 6 nesta altura) se na super liga nem sequer esses lugares têm?  Se na superliga meterem 25 ou 30 clubes no fim o valor começa a descer para cada um, passa a ser a champions que temos hoje. Sendo que tens lá clubes já como Arsenal e Tottenham que enfim...  Quando começas a abrir metes clubes sem tanto valor comercial e isso já não lhes interessa. Eles com 15 podem receber 4 vezes mais, mas se passarem a 30 provavelmente já só recebem metade e se não abirem esses clube a todos os países, tipo turquia, Portugal, Holanda, que interesse vão ter esses países? Vão deitar fora um mercado de 50, 100 milhões de pessoas?
Se não for assim então a UEFA lá terá de ceder e criar uma tal Super Champions League (que sugará ainda toda a maior fatia €europeia) para os tais 12 ou 14 clubes da elite e fazer uma ou outra descida por troca do vencedor ou dos finalistas da Champions (que aqui sim teria de abrir novas vagas) ou coisa parecida caso contrario está aqui uma guerra que a UEFA e FIFA não conseguiram vencer.

Vai ter que haver cedências de parte a parte parece-me óbvio.
Para mim não existe superliga sem UEFA e FIFA e não existe champions sem alguns daqueles clubes. Se fica tudo dividido todos perdem. Dizem que a superliga dá de presença 4 vezes mais, mas será que dá o mesmo se os jogadores não participarem em nenhuma prova nacional ou internacional? O estudo previu isso? Claro que não, não é verdade.

A UEFA e FIFa podem facilmente banir os jogadores das suas provas, basta quererem. Não aceitam inscrições dos clubes como é óbvio. Qual seria a lógica de um clube participar numa prova e no fim a sua classificação não conta para nada? O mérito desportivo passa a valer zero, que lógica tem isso?
Acredito que esses clubes consigam fechar um pouco mais a prova, e receber muito mais (perdendo países como Portugal) do estilo resultados dos últimos 5 anos, mas presença sem qualquer mérito desportivo a mim parece-me uma aberração completa mesmo para esses próprios clubes. (penso que na argentina fazem isso nas descidas)

Isto nem entrando em leis... falar da superliga de basket, aqui vale zero, ninguém na europa quer saber da liga de basket. (eu que até gosto de desporto não sei se conheço algum jogador que jogue nessa liga). O futebol é outro nível e envolve muito mais mesmo nas sociedades europeias, e envolve desde as camadas jovens até ao topo do futebol mundial, existe uma organização (por muito má e mafiosa que seja... mas existe e até funciona razoavelmente)
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #947 em: 19 de Abril de 2021, 16:09 »
Outra coisa engraçada do dia de hoje foi ver as "postas" lançadas pela LPFP e FPF sobre desigualdade e clubes privilegiados... só me resta pensar na velha expressão: "olha para o que eu digo não olhes para o que eu faço". Hipócritas.
Anuncios M
Anuncios M
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14140
  Re: Liga Europa
« Responder #948 em: 19 de Abril de 2021, 17:03 »
Ligas fechadas na Europa? Basta ver a Euroliga de basquetebol. A FIBA andou em guerra e perdeu a batalha. Entretanto reagrupou se e tem uma liga dos campeões a roubar clubes à Eurocup, mas atrás da Euroliga.

Banir clubes e jogadores não será fácil. Não está previsto nos regulamentos. Serão/seriam batalhas juridicas infindáveis já para não falar na legislação da UE à mistura (que não me parece que favoreça a UEFA como se diz).



Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Sim, mas do basket poucos querem saber. Já tens o comissário europeu da pasta, o Boris e o Macron claramente contra.
Sobre a legislação ainda agora um especialista em direito desportivo disse na TV que isto vai claramente contra um dos artigos nos tratados da UE...

Mesmo que não ganhasse a batalha, só o facto de a UEFA poder atrasar isto nos tribunais durante 2 ou 3 anos praticamente mata a ideia porque entretanto os contratos de TV e publicidade são feitos e as regras de entrada nas competições nacionais e internacionais bem como os contratos dos jogadores são atualizados para impedir secessões...

EDIT: Só para acrescentar que no caso do basket a FIBA aceitou as condições dos outros clubes porque não teve poder negocial. O caso aqui muda de figura. A UEFA tem muito mais dinheiro e influência do que a FIBA e pode abrir os processos que quiser em tribunal porque tem dinheiro para tal, para além de toda a pressão mediática que está a criar no caso. As declarações do presidente da UEFA foram propositadamente inflamatórias. Em menos de 24h já tivemos chefes de estado, de governo, comissários, presidentes de clubes, treinadores e jogadores contra esta superliga.
Não é assim ninguém quer saber. A comissão europeia tem actuado contra federações e competições bem mais pequenas.

Monopólio? Neste momento a UEFA é um monopólio. A super liga é concorrência. A melhor oferta conquista mais mercado?

Impedir jogadores? UE tem diversa legislação sobre livre circulação pessoas e livre acesso ao mercado trabalho (acabou com limite comunitários). As leis que resultam do processo Bosman vão no mesmo sentido.

O Ceferin diz muita coisa, e estou plenamente de acordo e contra a SL mas diz numa das última: vou reunir com os advogados e ver se é possível.

Está longe de ser claro que consegue e se for demorará anos. Entretanto ficam parados? As competições da UEFA até podem decorrer sem os 12, mas sem o processo julgado a SuperLiga pode decorrer. Com que base um tribunal diz: este clube, com estes jogadores, contratados, no seu estádio, nao pode fazer um jogo contra determinada equipa?

Se quisessem fazer mesmo a SuperLiga, criavam uma competição num desporto parecido com futebol mas que não é o futebol. Tempo de jogo diferente. Dimensões terreno. Substituições.

Isto é para afrontar. Os 12 não conseguem se os jogadores ficarem fora das seleções ou se forem banidos dos campeonatos. Mas os 3 campeonatos valem MT pouco sem eles, e a UEFA vale muito menos também. Estão condenados a entenderem se.

Vai acabar mais tarde ou mais cedo numa Superliga mas com 4 ou 5 descidas para uma segunda competição onde estarão os campeões nacionais (tipo a atual liga Europa).

Foi esta a proposta de Ajax, e outros clubes norte Europa, rejeitada por esta Champions "apresentada" hoje

Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17739
  Re: Liga Europa
« Responder #949 em: 19 de Abril de 2021, 17:18 »




UEFA aprova novo formato das provas europeias: conheça as novidades

Novos formatos aprovados em reunião do Comité Executivo, um dia depois do anúncio da criação de uma Superliga Europeia, por parte de doze clubes


A UEFA aprovou esta segunda-feira, em reunião do Comité Executivo, o modelo a adotar nas competições europeias de clubes a partir de 2024.

As novidades:

LIGA DOS CAMPEÕES


- Passa de 32 para 36 equipas

- A habitual fase de grupos dá lugar a uma liga única, sendo que cada equipa faz, no mínimo, dez jogos contra dez adversários diferentes (cinco em casa e cinco fora);

- os oito primeiros classificados desta Liga qualificam-se para a fase a eliminar;

- as equipas classificadas entre o 9.º e o 24.º lugar vão disputar um playoff para determinar quem passa aos oitavos de final;

- uma das vagas adicionais será para o terceiro classificado do país que estiver na quinta posição do ranking da UEFA. Outra vaga será atribuída a um campeão nacional, aumentando assim de quatro para cinco o número de clubes qualificados pelo denominado «Caminho dos Campeões». As outras duas vagas serão para os clubes com o melhor coeficiente entre aqueles que não tiverem garantido a qualificação mas que tenham garantido vaga para as pré-eliminatórias da Liga dos Campeões, para a Liga Europa ou para a Liga Conferência.

LIGA EUROPA/LIGA CONFERÊNCIA

- o formato será idêntico ao da Liga dos Campeões, com apenas um grupo que junta todas as equipas, sendo que na Liga Europa cada equipa fará oito jogos nessa fase, e na Liga Conferência serão seis encontros;

- está em discussão ainda, mas a UEFA admite, desde já, alargar ambas as competições também para 36 equipas.

em: https://maisfutebol.iol.pt/liga-campeoes/liga-europa/uefa-aprova-novo-formato-das-provas-europeias-conheca-as-novidades

Sérgio Gonçalves
Sérgio Gonçalves Equipa Principal
  • *****
  • 3362
  Re: Liga Europa
« Responder #950 em: 19 de Abril de 2021, 18:25 »
Honestamente, acho que uma Super Liga será o futuro das competições Europeias (goste-se ou não deste modelo ou de qualquer outro semelhante). No entanto, não creio que esta Super Liga tenha sido criada para ver a luz do dia. Acho que o foi somente para abanar as estruturas da UEFA e da FIFA e avaliar eventuais danos. A competição foi anunciada de uma forma relativamente pobre e pouco cuidada. Falam em 15 membros fundadores mas só 12 é que foram duvilgados. E os outros 3 não foram porquê? Parece que houve clubes que há ultima hora deram o dito por não dito (PSG, Bayern, Borussia???). O momento da divulgação, menos de 24h antes da divulgação da "nova" CL, também não há-de ser inocente. Adicionalmente, o formato apresentado desvirtua o que se pretende numa competição desportiva. Não falo do acesso à prova (convite, vencedor CL, etc.) mas considerando o comunicado emitido, onde é indicado que os membros fundadores não saiem da competição, há a probabilidade, remota é certo, de que o 5º classificado da SL seja despromovido. Para tal, basta que os 15 clubes atrás de si sejam os fundadores. Sobre isto, creio que o ideal era considerarem os 20 maiores clubes do mundo, numa liga fechada e sem subidas ou descidas (algo semelhante à NBA). Por fim, surpreende-me que clubes como Real Madrid, Barcelona, Liverpool, Arsenal, e outros se tenham atirado de cabeça nesta aventura.

Sobre processos em tribunal acho que não há grande suporte para o que quer que seja. O Real Madrid, ou qualquer outro clube, não é obrigado a participar nas provas da UEFA e pode realizar os torneio particulares com quem quiser. Basta considerarem esta competição algo desta forma (semelhante àquela prova de pré-época dos EUA) e a UEFA/FIFA que pode fazer?
Sócio nº 2014
Anuncios G
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4839
  Re: Liga Europa
« Responder #951 em: 19 de Abril de 2021, 18:28 »
Rpo Castro
Eu acho que estes clubes podem perfeitamente criar a liga, mas não tenho dúvidas que a uefa pode proibir os jogadores de jogarem as SUAS competições e pode também proibir de jogarem as ligas internas de cada país.
A UEFA perde muito, mas estes clubes perdem muito também e os valores hoje falados da superliga vão por aí abaixo, não passariam de uma utopia. Sendo que o ambiente dos adeptos perante a superliga a existir seria de total resistência também. Sem adeptos o que são os clubes?
Eu acho mesmo que a uefa conseguia resistir sem esses clubes, é verdade que com menos dinheiro no curto prazo, mas a médio e longo o futebol é muito mais que 15 clubes e 3paises ou 4 que sejam e mesmo que sejam os 5.
Claro que acho que não se vai chegar a este caos, seria o descalabro financeiro a todos os níveis.
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3667
  Re: Liga Europa
« Responder #952 em: 19 de Abril de 2021, 18:34 »
Ligas fechadas na Europa? Basta ver a Euroliga de basquetebol. A FIBA andou em guerra e perdeu a batalha. Entretanto reagrupou se e tem uma liga dos campeões a roubar clubes à Eurocup, mas atrás da Euroliga.

Banir clubes e jogadores não será fácil. Não está previsto nos regulamentos. Serão/seriam batalhas juridicas infindáveis já para não falar na legislação da UE à mistura (que não me parece que favoreça a UEFA como se diz).



Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Sim, mas do basket poucos querem saber. Já tens o comissário europeu da pasta, o Boris e o Macron claramente contra.
Sobre a legislação ainda agora um especialista em direito desportivo disse na TV que isto vai claramente contra um dos artigos nos tratados da UE...

Mesmo que não ganhasse a batalha, só o facto de a UEFA poder atrasar isto nos tribunais durante 2 ou 3 anos praticamente mata a ideia porque entretanto os contratos de TV e publicidade são feitos e as regras de entrada nas competições nacionais e internacionais bem como os contratos dos jogadores são atualizados para impedir secessões...

EDIT: Só para acrescentar que no caso do basket a FIBA aceitou as condições dos outros clubes porque não teve poder negocial. O caso aqui muda de figura. A UEFA tem muito mais dinheiro e influência do que a FIBA e pode abrir os processos que quiser em tribunal porque tem dinheiro para tal, para além de toda a pressão mediática que está a criar no caso. As declarações do presidente da UEFA foram propositadamente inflamatórias. Em menos de 24h já tivemos chefes de estado, de governo, comissários, presidentes de clubes, treinadores e jogadores contra esta superliga.
Não é assim ninguém quer saber. A comissão europeia tem actuado contra federações e competições bem mais pequenas.

Monopólio? Neste momento a UEFA é um monopólio. A super liga é concorrência. A melhor oferta conquista mais mercado?

Impedir jogadores? UE tem diversa legislação sobre livre circulação pessoas e livre acesso ao mercado trabalho (acabou com limite comunitários). As leis que resultam do processo Bosman vão no mesmo sentido.

O Ceferin diz muita coisa, e estou plenamente de acordo e contra a SL mas diz numa das última: vou reunir com os advogados e ver se é possível.

Está longe de ser claro que consegue e se for demorará anos. Entretanto ficam parados? As competições da UEFA até podem decorrer sem os 12, mas sem o processo julgado a SuperLiga pode decorrer. Com que base um tribunal diz: este clube, com estes jogadores, contratados, no seu estádio, nao pode fazer um jogo contra determinada equipa?

Se quisessem fazer mesmo a SuperLiga, criavam uma competição num desporto parecido com futebol mas que não é o futebol. Tempo de jogo diferente. Dimensões terreno. Substituições.

Isto é para afrontar. Os 12 não conseguem se os jogadores ficarem fora das seleções ou se forem banidos dos campeonatos. Mas os 3 campeonatos valem MT pouco sem eles, e a UEFA vale muito menos também. Estão condenados a entenderem se.

Vai acabar mais tarde ou mais cedo numa Superliga mas com 4 ou 5 descidas para uma segunda competição onde estarão os campeões nacionais (tipo a atual liga Europa).

Foi esta a proposta de Ajax, e outros clubes norte Europa, rejeitada por esta Champions "apresentada" hoje

Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

A UEFA tem um estatuto diferente, porque congrega e regula federações que são tuteladas pelos governos dos Estados-Membro. Não é uma simples organização privada.

Para além disso, uma competição fechada poderia criar um monopólio porque nenhuma outra empresa, neste caso clube, além dessas 15 (e uns 5 convidados) pode lá aceder, o que significa que não pode concorrer com essas outras empresas.

Estamos de acordo sobre os jogadores, também me parece pouco provável que a UEFA possa impedir jogadores de jogarem por seleções ou determinados clubes.

Agora sobre os 12 poderem ser cortados das provas nacionais isso não tenho dúvidas que pode ser feito. E sinceramente não me parece que no caso da Premier League eles tenham medo de o fazer. É uma organização assente numa tradição competitiva muito forte para a qual não interessa se está A ou B ou se ganha C ou D e que tem contratos e dinheiro para se aguentar durante anos e que tem sempre uma visão muito restrita das regras. E já agora, duvido que em Itália tenham medo de fazer o mesmo. Já tiveram campeonatos sem Juve e Milan e não lhes fez diferença nenhuma.

E esses clubes sem os campeonatos internos tornam-se em simples franquias comerciais sem o apoio base. E sem esse apoio só sobrevivem fora dos seus países...

EDIT: e entretanto o ministro da cultura britânico já disse que se a UEFA não conseguir resolver isto, resolve o governo britânico. Já se fala em implementarem a regra alemã dos 50+1 no Reino Unido.
« Última modificação: 19 de Abril de 2021, 19:14 por NightHawk »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17739
  Re: Liga Europa
« Responder #953 em: 19 de Abril de 2021, 19:53 »
bancada.pt

"SC Braga é liminarmente contra a criação da Superliga Europeia"

Guerreiros do Minho repudiam divisão do futebol entre "clubes ricos e os restantes"[/b]

O Sporting de Braga manifestou-se hoje "liminarmente contra a criação da Superliga Europeia", por entender que o futebol não pode ser dividido entre "clubes ricos e os restantes" e aponta uma contradição aos três 'grandes' portugueses.

"O Sporting de Braga é liminarmente contra a criação da Superliga Europeia, pois entende que o futebol não poderá nunca ser dividido entre os clubes ricos e os restantes", afirmou à agência Lusa fonte oficial do clube liderado por António Salvador.

Segundo a mesma fonte, "esta foi, aliás, uma posição amplamente manifestada ao longo de todo o processo que visou a centralização dos direitos televisivos em Portugal".

"Por isso, não deixa de ser curioso ver os clubes que se mostraram contra a centralização em Portugal (Benfica, Sporting e FC Porto) virem agora indignar-se com esta situação. É, no mínimo, irónico...", conclui.

No domingo, 12 dos principais clubes de Espanha, Inglaterra e Itália anunciaram a criação de uma competição de elite, concorrente da Liga dos Campeões, em oposição à UEFA, às federações nacionais e a vários outros emblemas.

AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, FC Barcelona, Inter Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham "uniram-se na qualidade de clubes fundadores" da Superliga, indica o comunicado, acrescentando que a competição vai iniciar-se "o mais brevemente possível".

Os promotores da Superliga adiantam que a prova será disputada por 20 clubes, pois, aos 15 fundadores - apesar de terem sido anunciados apenas 12 -, juntar-se-ão mais cinco clubes, qualificados anualmente, com base no desempenho da época anterior.

A época arrancará em agosto, com dois grupos de 10 equipas e os jogos, em casa e fora, serão realizados a meio da semana, mas todos os clubes participantes continuarão a disputar as respetivas ligas nacionais.

Os três primeiros classificados de cada grupo e os vencedores de um 'play-off' entre os quarto e quinto posicionados disputarão os quartos de final, em duas mãos, seguindo-se a fase a eliminar até ao jogo decisivo, em terreno neutro.

O comunicado dos 12 clubes surgiu no mesmo dia em que a UEFA reafirmou que excluirá os clubes que integrem uma eventual Superliga europeia de futebol, e que tomará "todas as medidas necessárias, a nível judicial e desportivo", para inviabilizar a criação de um "projeto cínico".

Na luta contra a pretensão de alguns dos mais poderosos clubes da Europa, a UEFA disse contar com o apoio das federações de Inglaterra, Espanha e Itália, bem como das ligas de futebol destes três países.

Em janeiro, a FIFA já tinha avisado, num comunicado conjunto com as confederações do futebol mundial, que impediria de participar nas suas competições qualquer clube ou jogador que integrasse uma eventual competição de elite, disputada por convite por alguns dos maiores clubes europeus.

em: https://bancada.pt/artigos/portugal/sc-braga-e-liminarmente-contra-a-criacao-da-superliga-europeia
AMartins
AMartins Equipa Principal
  • *****
  • 3048
  Liga Europa
« Responder #954 em: 19 de Abril de 2021, 19:55 »
Isto é só o começo...estica a corda aqui, estica acolá. Daqui a uns tempos alguém vai ceder e o compromisso chegará. O que vai surgir não vai ser nem “a nova champions” nem a “super liga”...vai ser um misto, que vai acomodar mais ou menos todos os interesses. Era o caminho anunciado, ou pelo menos tentado...a champions está subvertida há muito tempo e alargou de tal forma a mama, que alguns que também cresceram e perpetuaram o seu domínio €€ ao longo dos anos  conta da competição, querem mais.

Surpreendeu-me inicialmente o Barça ter tomado a posição desta forma, no entanto a dissidência das suas gentes face ao centralismo também possa explicar isto...Os restantes já sabemos de onde vem o guito, e só lá não está o PSG (de caras) porque a BeiN pagou um balúrdio pelos direitos da chapions, euro e mundial...

Não acho também que no fim das contas esses clubes arrisquem sair dos campeonatos internos, os adeptos querem esses jogos. Por muito que a tv dê muito dinheiro, e o mercado seja tão global, os grandes clubes europeus ganham demasiado com os adeptos (não é como em Portugal onde os adeptos ditam zero, e o dinheiro proveniente tem um peso diminuto) e os adeptos desses clubes não querem ver repetidamente jogos “de champions” num formato pouco apelativo.

Mas isto está bom! Tragam as pipocas
« Última modificação: 19 de Abril de 2021, 20:00 por AMartins »
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14140
  Re: Liga Europa
« Responder #955 em: 19 de Abril de 2021, 20:08 »


Rpo Castro
Eu acho que estes clubes podem perfeitamente criar a liga, mas não tenho dúvidas que a uefa pode proibir os jogadores de jogarem as SUAS competições e pode também proibir de jogarem as ligas internas de cada país.
A UEFA perde muito, mas estes clubes perdem muito também e os valores hoje falados da superliga vão por aí abaixo, não passariam de uma utopia. Sendo que o ambiente dos adeptos perante a superliga a existir seria de total resistência também. Sem adeptos o que são os clubes?
Eu acho mesmo que a uefa conseguia resistir sem esses clubes, é verdade que com menos dinheiro no curto prazo, mas a médio e longo o futebol é muito mais que 15 clubes e 3paises ou 4 que sejam e mesmo que sejam os 5.
Claro que acho que não se vai chegar a este caos, seria o descalabro financeiro a todos os níveis.

Proibir os jogadores de participar no Euro? É  tentar e ver os processos entrarem em tribunal. Com que fundamento? Os jogadores de futebol participam em muita coisa fora da UEFA sejam modalidades brincadeira (futvolei, futebol indoor), desportos automoveis, acções promocionais, desfiles moda,campanha. O que pode a UEFA fazer?

Agora se disseres que haverá um entendimento entre as federações para penalizar esses clubes e optarem por não selecionar os jogadores, já é outra coisa, embora frágil pois certamente seleções mais pequenas, que recebem pouco da UEFA a serem susceptíveis a furar a barreira (e a subornos).

Já as ligas recusarem a participação desses clubes a questão volta a ser legal. Com que base? Aqui poderia haver outro acordo, frágil, dos restantes 14 ou 17 clubes não jogarem as partidas, mas se fossem precisos pontos...

Falando da regra dos 50%+1 até pode ser algo positivo a sair disto mas tenho dúvidas. Sobretudo na inglaterra que tanto cresceu com este dinheiro vindo de fora, não importando de onde nem como foi obtido. Sempre que um clube está em dificuldades vem logo à baila um investidor. E por vezes com o governo inglês a fazer lobby junto desse investidor! Grande moral.

E mesmo na Alemanha Leipzig arranjou forma de contornar essa medida: para ser sócio paga-se uma enormidade e o clube reserva o poder de aceitar ou vetar essa entrada. Assim todos sócios são membros da Red Bull. Tb na Alemanha existe a excepção de se um clube for financiado durante 20 ou mais anos por uma pessoa/empresa, esse clube é dessa entidade. Medida criada para o Bayer Leverkusen e Wolfsburgo que viu o Hoffenheim aproveitar a brecha.
Quem não sente não é filho de boa gente.
ruilopes Juniores
  • ***
  • 735
  Re: Liga Europa
« Responder #956 em: 19 de Abril de 2021, 20:12 »
https://eco.sapo.pt/2021/04/19/tres-grandes-nacionais-estao-contra-a-superliga-europeia/

Interessante a reação no nosso Burgo .....

E cá já não será praticado isso na nossa liga ? Então a diferença de dinheiro dos diretos televisivos não faz a isso indiretamente ? não temos duas ligas dentro da nossa liga?! Vejo muita reação por cá que não é mais que o interiorizar que os clubes que cá são protegidos e ajudados não passam de clubes que agora na europa são pequenos !

No Basket a Euroliga é uma realidade e no inicio também a FIBA dizia o mesmo que agora a FIFA e a UEFA dizem mas não valeu de nada a Euroliga está criada e é um sucesso! 
Eskol Equipa Principal
  • *****
  • 2767
  Re: Liga Europa
« Responder #957 em: 19 de Abril de 2021, 20:59 »
https://eco.sapo.pt/2021/04/19/tres-grandes-nacionais-estao-contra-a-superliga-europeia/

Interessante a reação no nosso Burgo .....

E cá já não será praticado isso na nossa liga ? Então a diferença de dinheiro dos diretos televisivos não faz a isso indiretamente ? não temos duas ligas dentro da nossa liga?! Vejo muita reação por cá que não é mais que o interiorizar que os clubes que cá são protegidos e ajudados não passam de clubes que agora na europa são pequenos !

No Basket a Euroliga é uma realidade e no inicio também a FIBA dizia o mesmo que agora a FIFA e a UEFA dizem mas não valeu de nada a Euroliga está criada e é um sucesso!
É tudo um bando de hipócritas. É isso mesmo que mais me chateia em todo este caso, hipócritas a aparecer por todo lado e a esconder-se por detrás da proteção do futebol tradicional (o que quer que isso seja nos dias de hoje, onde é que esta gente andou nos últimos 20 anos?) por estarem todos borrados com medo de perder o dinheiro.
Ao menos do outro lado dicidiram tirar a máscara e mostrar claramente o que pretendem.
GverreirodoMinho
GverreirodoMinho Equipa Principal
  • *****
  • 2072
  Re: Liga Europa
« Responder #958 em: 19 de Abril de 2021, 21:13 »
https://eco.sapo.pt/2021/04/19/tres-grandes-nacionais-estao-contra-a-superliga-europeia/

Interessante a reação no nosso Burgo .....

E cá já não será praticado isso na nossa liga ? Então a diferença de dinheiro dos diretos televisivos não faz a isso indiretamente ? não temos duas ligas dentro da nossa liga?! Vejo muita reação por cá que não é mais que o interiorizar que os clubes que cá são protegidos e ajudados não passam de clubes que agora na europa são pequenos !

No Basket a Euroliga é uma realidade e no inicio também a FIBA dizia o mesmo que agora a FIFA e a UEFA dizem mas não valeu de nada a Euroliga está criada e é um sucesso!
É tudo um bando de hipócritas. É isso mesmo que mais me chateia em todo este caso, hipócritas a aparecer por todo lado e a esconder-se por detrás da proteção do futebol tradicional (o que quer que isso seja nos dias de hoje, onde é que esta gente andou nos últimos 20 anos?) por estarem todos borrados com medo de perder o dinheiro.
Ao menos do outro lado dicidiram tirar a máscara e mostrar claramente o que pretendem.
Isto ainda é o que mais me chateia, ter que ficar do lado da UEFA e da FIFA nesta história toda. O mais arrependimento deles é certamente não terem sido eles a pensarem nisto tudo

Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk

Sócio 2669.
Eskol Equipa Principal
  • *****
  • 2767
  Re: Liga Europa
« Responder #959 em: 19 de Abril de 2021, 21:23 »
https://eco.sapo.pt/2021/04/19/tres-grandes-nacionais-estao-contra-a-superliga-europeia/

Interessante a reação no nosso Burgo .....

E cá já não será praticado isso na nossa liga ? Então a diferença de dinheiro dos diretos televisivos não faz a isso indiretamente ? não temos duas ligas dentro da nossa liga?! Vejo muita reação por cá que não é mais que o interiorizar que os clubes que cá são protegidos e ajudados não passam de clubes que agora na europa são pequenos !

No Basket a Euroliga é uma realidade e no inicio também a FIBA dizia o mesmo que agora a FIFA e a UEFA dizem mas não valeu de nada a Euroliga está criada e é um sucesso!
É tudo um bando de hipócritas. É isso mesmo que mais me chateia em todo este caso, hipócritas a aparecer por todo lado e a esconder-se por detrás da proteção do futebol tradicional (o que quer que isso seja nos dias de hoje, onde é que esta gente andou nos últimos 20 anos?) por estarem todos borrados com medo de perder o dinheiro.
Ao menos do outro lado dicidiram tirar a máscara e mostrar claramente o que pretendem.
Isto ainda é o que mais me chateia, ter que ficar do lado da UEFA e da FIFA nesta história toda. O mais arrependimento deles é certamente não terem sido eles a pensarem nisto tudo

Enviado do meu MI 8 Lite através do Tapatalk
Li hoje um comentário num sitio qualquer que se os 12 clubes chegasse a acordo para ceder uns 20% das receitas da Superliga à FIFA, rapidamente isto deixava de ser um escândalo inaceitável e passava a ser uma nova entusiasmante oportunidade para o desenvolvimento do futebol europeu (ou outra treta qualquer do género). Não pude deixar de concordar.
 

Anuncios M
Anuncios M