Quantcast
Liga Europa
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Liga Europa
1217 Respostas
108378 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
joaoPC Juniores
  • ***
  • 678
  Re: Liga Europa
« Responder #900 em: 19 de Abril de 2021, 08:36 »
E pronto LC e LE a partir de hoje de pouco irão servir para la da competição. Curioso para ver o que acontecerá aos mamoezinhos do tugao.

Há rumores de que o Porto terá sido convidado. Quase quero que seja verdade só para ver a reacção dos outros dois.  ;D
Duvido muito disso. Há bem mais clubes nas Big 5 interessantes do ponto de vista financeiro e com peso social bem maior que o Porto.
Mas olha que é mesmo o que anda pela net. Porto e Leipzig foram convidados para ser membros fundadores depois das negas de Bayern e Dortmund.

O Bayern e o Dortmund merecem todo o meu apreço e respeito por não quererem participar na destruição do futebol.
Desconfio que os adeptos deles não iriam aos estádios se eles fossem em frente.  Na Alemanha dão muito calor ao futebol para o povo
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14139
  Re: Liga Europa
« Responder #901 em: 19 de Abril de 2021, 09:31 »
E pronto LC e LE a partir de hoje de pouco irão servir para la da competição. Curioso para ver o que acontecerá aos mamoezinhos do tugao.

Há rumores de que o Porto terá sido convidado. Quase quero que seja verdade só para ver a reacção dos outros dois.  ;D
Duvido muito disso. Há bem mais clubes nas Big 5 interessantes do ponto de vista financeiro e com peso social bem maior que o Porto.
Mas olha que é mesmo o que anda pela net. Porto e Leipzig foram convidados para ser membros fundadores depois das negas de Bayern e Dortmund.

O Bayern e o Dortmund merecem todo o meu apreço e respeito por não quererem participar na destruição do futebol.
Desconfio que os adeptos deles não iriam aos estádios se eles fossem em frente.  Na Alemanha dão muito calor ao futebol para o povo
Na maior parte dos clubes alemães os sócios teriam de votar (e têm 50%+1 em termos de votos). Os clubes de plástico Leipzig e Hoffenheim é que conseguiram contornar essa regra.

Mas mesmo assim os rumores dizem que Bayern tem estado nas negociações desde início.
Sobre o Porto também tem surgido em vários sítios que a par de Ajax seria um dos convidados para os 5 wildcards (até para dar uma dimensão mais europeia à coisa e mais legitimidade).

Não tenho dúvidas que mais tarde ou mais cedo o caminho seja este, da mesma forma que os regionais foram abandonados em favor dos campeonatos nacionais, mas da maneira como isto está a ser feito não.

Estes clubes querem mais dinheiro e querem poder. Querem ter voto nas alterações da Champions algo que a UEFA recusou. Provavelmente vai dar em mais concessões para os grandes clubes. Tem sido sempre assim.

Não vejo a UEFA (e as ligas) a suspenderem imediatamente os clubes e a dar os títulos a PSG, Leicester, Sevilha e Atalanta e a excluir jogadores das seleções (além dos processos em tribunal), o que é lamentável já que não se devem fazer ameaças que não se tenha intenções de cumprir.

Há uns anos também parecia que iam existir 2 fórmulas 1, um com as equipas com apoios do Max Mosley/FIA e as restantes do outro lado. Chegou a existir contratos TV e com circuitos (Portimão iria acolher a competição dissidente com as maiores equipas). Até que o Bernie foi à Ferrari e ofereceu-lhes uma receita choruda e fixa...e não há F1 sem Ferrari, arrumou-se com o presidente da FIA e acabaram as divergências.

Dos 12 clubes só há 4 verdadeiramente imprescindíveis: Real Barça Liverpool e United. São estes que os grandes mercados querem ver. Sem estes não há competição (sim, Liverpool e United até têm estado dentro e fora da Champions mas a importância deles é que os outros ingleses irão pra onde forem)

Enviado do meu M2003J15SC através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Anuncios M
Anuncios M
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #902 em: 19 de Abril de 2021, 10:07 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17739
  Re: Liga Europa
« Responder #903 em: 19 de Abril de 2021, 10:10 »
Anuncios V
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3667
  Re: Liga Europa
« Responder #904 em: 19 de Abril de 2021, 10:28 »
Esta Superliga é a negação total do valor fundamental do desporto: o mérito desportivo.

Parece-me que é apenas uma forma de pressionar UEFA e FIFA para os grandes clubes terem mais poder e mais receitas. Muito dificilmente a Superliga terá pernas para andar porque estando FIFA, UEFA e Ligas contra, podem perfeitamente banir estes clubes de todas as outras competições e duvido que estes clubes cessem a sua atividade nos seus países só para jogarem a superliga todas as semanas. Nas reações os adeptos dos clubes fundadores estão contra isto, precisamente pelo facto de isto "matar" o valor mais básico do jogo e no final esta é o verdadeiro problema. Se os adeptos do Barça ou do Real ou do Man Utd estiverem contra o projeto cai por terra porque sem eles não há atividade económica. A própria União Europeia já se veio meter já que isto vai diretamente contra um dos valores da União: a integração europeia, o que pode levar a que esta competição seja mesmo considerada ilegal.

Há muita coisa que o desporto na Europa pode e deve aprender com os Estados Unidos. Esta não é certamente uma delas. Aliás, mesmo lá as ligas, apesar de fechadas, representam a grande maioria dos estados, têm centenas de jogos entre eles e têm um formato em que é "forçada" a competitividade para que qualquer clube possa ser campeão, sendo que já começaram assim, o contexto é diferente.
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #905 em: 19 de Abril de 2021, 10:33 »
Esta Superliga é a negação total do valor fundamental do desporto: o mérito desportivo.

Parece-me que é apenas uma forma de pressionar UEFA e FIFA para os grandes clubes terem mais poder e mais receitas. Muito dificilmente a Superliga terá pernas para andar porque estando FIFA, UEFA e Ligas contra, podem perfeitamente banir estes clubes de todas as outras competições e duvido que estes clubes cessem a sua atividade nos seus países só para jogarem a superliga todas as semanas. Nas reações os adeptos dos clubes fundadores estão contra isto, precisamente pelo facto de isto "matar" o valor mais básico do jogo e no final esta é o verdadeiro problema. Se os adeptos do Barça ou do Real ou do Man Utd estiverem contra o projeto cai por terra porque sem eles não há atividade económica. A própria União Europeia já se veio meter já que isto vai diretamente contra um dos valores da União: a integração europeia, o que pode levar a que esta competição seja mesmo considerada ilegal.

Há muita coisa que o desporto na Europa pode e deve aprender com os Estados Unidos. Esta não é certamente uma delas. Aliás, mesmo lá as ligas, apesar de fechadas, representam a grande maioria dos estados, têm centenas de jogos entre eles e têm um formato em que é "forçada" a competitividade para que qualquer clube possa ser campeão, sendo que já começaram assim, o contexto é diferente.
A única coisa que devíamos importar dos States são os tectos salariais de modo a que as equipas e competições sejam mais equilibradas.
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #906 em: 19 de Abril de 2021, 10:43 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
A4
A4 Equipa Principal
  • *****
  • 1765
  • Braga Sempre!
  Re: Liga Europa
« Responder #907 em: 19 de Abril de 2021, 10:44 »
Ansioso por ver o Tottenham-Milan da superliga europeia, duas equipas que nos últimos anos para estar na Champions quase que têm que vender um rim... O Milan ainda se aceita pela história, agora o Tottenham estar aí quando na maioria das vezes vê-se lixado para ganhar a quem quer se que seja e muitas vezes até é humilhado, é só de rir.

Estão a matar o futebol. Dizem que foi endereçado um convite ao Leipzig para ser clube fundador  ;D é que nem história nem presente se destacam por ai além, são o clube mais odiado, se aceitarem, terei pena daqueles adeptos.
Anuncios M
Anuncios M
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #908 em: 19 de Abril de 2021, 10:53 »
Ansioso por ver o Tottenham-Milan da superliga europeia, duas equipas que nos últimos anos para estar na Champions quase que têm que vender um rim... O Milan ainda se aceita pela história, agora o Tottenham estar aí quando na maioria das vezes vê-se lixado para ganhar a quem quer se que seja e muitas vezes até é humilhado, é só de rir.

Estão a matar o futebol. Dizem que foi endereçado um convite ao Leipzig para ser clube fundador  ;D é que nem história nem presente se destacam por ai além, são o clube mais odiado, se aceitarem, terei pena daqueles adeptos.
Tanto um como outro fazem sentido não pelos títulos, não pela história (o Milan até tem e muita) e não pelas recentes participações na LC mas sim pela sua base social de apoio, ambos são clubes que dão receitas televisivas à escala mundial (no mercado asiático então ...) este é o principal fator para lá estarem.

Isto pouco dirá ao típico adepto tradicional é verdade mas gerará milhões à bruta para os super clubes que lá estarão não tenham a mínima dúvida e a UEFA e FIFA irão andar a penar nos próximos anos com receitas ridículas comparadas às que estes clubes lhes davam nas suas competições.
Fernandão Juniores
  • ***
  • 317
  Re: Liga Europa
« Responder #909 em: 19 de Abril de 2021, 10:59 »
Nighthawk, esqueces-te que Barça, Real e Man United têm muitos mais adeptos na China e no Japão e no resto do mundo, do que nas suas cidades-sede. Este projeto da Superliga é desenhado para entreter os adeptos de plástico. O modo mais fácil de fazer dinheiro é pôr os clubes de topo a jogarem só uns contra os outros, de 3 em 3 dias. No fundo, acabando com os Burnleys e os West Bromwiches desta vida...

Substituem uma competição baseada no mérito, que permite que clubes como o Leicester também existam e ganhem títulos, por uma competição tipo reality-show de celebridades. Se dá lucro, querem lá saber do que pensam os adeptos de futebol.

Eu, por mim, estes 12 clubes eram todos banidos das respectivas ligas, dava-se a Champions ao PSG, e os 12 “superclubes” iam mas é fazer a liga de elite da tanga deles lá para o Qatar ou para Singapura, ou para o raio que os parta
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #910 em: 19 de Abril de 2021, 11:01 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Anuncios G
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #911 em: 19 de Abril de 2021, 11:07 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Não concordo nada mas pronto aliás nem a FIFA e UEFA têm a faca e o queijo estão a vê-lo fugir entre os dedos. Mas um jogador que apareça e se afirme num desses renegados alguma vez recusará ir para um dos super nem que para isso tenha de fazer acordos a 1 ano do fim da duração do seu contrato? Vai lá vai. E desde quando um dos renegados vai recusar vender alguém quando lhe cheirar a dinheiro? Muito dinheiro? Não há hipótese. Agora numa coisa tens razão à milhões de jogadores e nem todos os bons jogadores lá estarão é certo mas 450 dos melhores do mundo isso te garanto vão lá estar.
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #912 em: 19 de Abril de 2021, 11:31 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Não concordo nada mas pronto aliás nem a FIFA e UEFA têm a faca e o queijo estão a vê-lo fugir entre os dedos. Mas um jogador que apareça e se afirme num desses renegados alguma vez recusará ir para um dos super nem que para isso tenha de fazer acordos a 1 ano do fim da duração do seu contrato? Vai lá vai. E desde quando um dos renegados vai recusar vender alguém quando lhe cheirar a dinheiro? Muito dinheiro? Não há hipótese. Agora numa coisa tens razão à milhões de jogadores e nem todos os bons jogadores lá estarão é certo mas 450 dos melhores do mundo isso te garanto vão lá estar.
"Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes." Lê lá isso que escrevi.
Se se quiserem abastecer nos "renegados" todos anos e por quantias deste género depressa se torna incomportável para esses clubes manter o formato que tanto almejam e o dinheiro que tanto querem deixa de existir visto que teriam que usa-lo para manter os melhores jogadores.
« Última modificação: 19 de Abril de 2021, 11:33 por PEDRØ XVI »
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #913 em: 19 de Abril de 2021, 11:35 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Não concordo nada mas pronto aliás nem a FIFA e UEFA têm a faca e o queijo estão a vê-lo fugir entre os dedos. Mas um jogador que apareça e se afirme num desses renegados alguma vez recusará ir para um dos super nem que para isso tenha de fazer acordos a 1 ano do fim da duração do seu contrato? Vai lá vai. E desde quando um dos renegados vai recusar vender alguém quando lhe cheirar a dinheiro? Muito dinheiro? Não há hipótese. Agora numa coisa tens razão à milhões de jogadores e nem todos os bons jogadores lá estarão é certo mas 450 dos melhores do mundo isso te garanto vão lá estar.
"Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes." Lê lá isso que escrevi.
Se se quiserem abastecer nos "renegados" todos anos e por quantias deste género depressa se torna incomportável para esses clubes manter o formato que tanto almejam e o dinheiro que tanto querem deixa de existir visto que teriam que usa-lo para manter os melhores jogadores.
Ok então vamos ver clubes "renegados" a recusar vender os seus jogadores por 60M ou 80M valores que lhes permitirão viver a alguns deles durante 1 ou 2 épocas, estou para ver essa coragem toda. Isto até correndo o risco de ver o seu activo a não querer renovar um contrato com 1 ou 2 épocas.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 17739
  Re: Liga Europa
« Responder #914 em: 19 de Abril de 2021, 11:43 »


PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #915 em: 19 de Abril de 2021, 11:49 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Não concordo nada mas pronto aliás nem a FIFA e UEFA têm a faca e o queijo estão a vê-lo fugir entre os dedos. Mas um jogador que apareça e se afirme num desses renegados alguma vez recusará ir para um dos super nem que para isso tenha de fazer acordos a 1 ano do fim da duração do seu contrato? Vai lá vai. E desde quando um dos renegados vai recusar vender alguém quando lhe cheirar a dinheiro? Muito dinheiro? Não há hipótese. Agora numa coisa tens razão à milhões de jogadores e nem todos os bons jogadores lá estarão é certo mas 450 dos melhores do mundo isso te garanto vão lá estar.
"Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes." Lê lá isso que escrevi.
Se se quiserem abastecer nos "renegados" todos anos e por quantias deste género depressa se torna incomportável para esses clubes manter o formato que tanto almejam e o dinheiro que tanto querem deixa de existir visto que teriam que usa-lo para manter os melhores jogadores.
Ok então vamos ver clubes "renegados" a recusar vender os seus jogadores por 60M ou 80M valores que lhes permitirão viver a alguns deles durante 1 ou 2 épocas, estou para ver essa coragem toda. Isto até correndo o risco de ver o seu activo a não querer renovar um contrato com 1 ou 2 épocas.
Mas quem é que falou em recusar vender? Se os clubes da superliga querem separar-se dos restantes mas querem continuar a negociar jogadores com esses mesmos clubes então que batam as clausulas... se acham que é muito têm boa solução que façam uma equipa única e exclusivamente à base da sua formação.
E os clubes "renegados" mesmo não vendendo a esses clubes terão muito provavelmente mais receitas agora do que antes pois se até agora grande parte da fatia do bolo da champions ia para esses clubes passaria a ser distribuído pelos restantes e passaria a haver mais equilíbrio.
SEMPRESCB
SEMPRESCB Equipa Principal
  • *****
  • 5102
  Re: Liga Europa
« Responder #916 em: 19 de Abril de 2021, 12:00 »
Pondo os interesses económicos de parte, onde é que isto cabe na cabeça de alguém que goste de futebol?
Estes clubes querem ter lugar permanente nesta competição independentemente das prestações que tenham. O mérito que se f*da... Esses clubes fundadores são todos tão bons e tão ricos que uma boa parte deles nem à champions consegue ir regularmente nos últimos anos. São tão bons que são muitas vezes humilhados por equipas de tostões.

Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes. Depressa deixam de ser "super" se os pequeninos deixarem de os alimentar. Quanto a mim é ter tomates e avançarem com expulsão de todas as provas que não essa superliga. Não à americanização do desporto na europa!
E como é que esses "renegados" terão estofo de cobrir o que os "super" pagarão aos jogadores para não falar dos patrocínios que um jogador estado nos super terá à escala mundial? Quanto muito verás todos os anos os melhores jogadores das equipas renegadas que terminam contrato a não querer renovar para ir para um "super". Não há como contrariar uma força maior (dinheiro) por muito que queiram.
E porque razão é que têm que cobrir? Temos 15 clubes que terão no máximo 30 jogadores no seu plantel o que perfaz 450 jogadores no total. No mundo do futebol existem milhões de jogadores profissionais e desses milhões, considerando a tua teoria, apenas 450 (nem isso) no máximo poderiam ter aspirações em jogar nesses clubes. Estes milhões de jogadores vão recusar assinar contratos com os "renegados" para apostar numa pseudo-carreira que se irá basear em "ses"?

O dinheiro manda muito mas não consegue controlar tudo e a formação é a base do futebol e esses clubes nunca conseguirão controlar isso. Por muito boas que as suas academias possam ser nunca conseguirão ter os melhores jogadores só com soluções internas. Por muito dinheiro que possam ter se não tiverem o controlo da formação a uma larga escala nunca conseguirão ter os melhores jogadores e se não conseguem ter os melhores jogadores a qualidade baixa, o interesse morre e o dinheiro (patrocínios, receitas, etc, etc.) desaparece. Os "renegados" têm a faca e o queijo na mão, basta quererem.
Não concordo nada mas pronto aliás nem a FIFA e UEFA têm a faca e o queijo estão a vê-lo fugir entre os dedos. Mas um jogador que apareça e se afirme num desses renegados alguma vez recusará ir para um dos super nem que para isso tenha de fazer acordos a 1 ano do fim da duração do seu contrato? Vai lá vai. E desde quando um dos renegados vai recusar vender alguém quando lhe cheirar a dinheiro? Muito dinheiro? Não há hipótese. Agora numa coisa tens razão à milhões de jogadores e nem todos os bons jogadores lá estarão é certo mas 450 dos melhores do mundo isso te garanto vão lá estar.
"Quero ver como é que a superliga europeia continuará a ser "super" quando a maioria dos "renegados" começarem a impor clausulas de rescisão a todos os jogadores na casa das centenas de milhões para esses clubes." Lê lá isso que escrevi.
Se se quiserem abastecer nos "renegados" todos anos e por quantias deste género depressa se torna incomportável para esses clubes manter o formato que tanto almejam e o dinheiro que tanto querem deixa de existir visto que teriam que usa-lo para manter os melhores jogadores.
Ok então vamos ver clubes "renegados" a recusar vender os seus jogadores por 60M ou 80M valores que lhes permitirão viver a alguns deles durante 1 ou 2 épocas, estou para ver essa coragem toda. Isto até correndo o risco de ver o seu activo a não querer renovar um contrato com 1 ou 2 épocas.
Mas quem é que falou em recusar vender? Se os clubes da superliga querem separar-se dos restantes mas querem continuar a negociar jogadores com esses mesmos clubes então que batam as clausulas... se acham que é muito têm boa solução que façam uma equipa única e exclusivamente à base da sua formação.
E os clubes "renegados" mesmo não vendendo a esses clubes terão muito provavelmente mais receitas agora do que antes pois se até agora grande parte da fatia do bolo da champions ia para esses clubes passaria a ser distribuído pelos restantes e passaria a haver mais equilíbrio.
Se dizes que os renegados devem obrigar os da super a bater a clausula das duas um ou as clausulas são na casa daquilo que os super quererão pagar ou por muito que queiram não vejo esses clubes com coragem e desafogo financeiro para recusar ofertas de Milhões dos super mesmo que a baixo dessa clausula.  Quanto às receitas da Champions até tem algum sentido o que dizes só que a cena é que o valor da Champions cairá a pique tanto a nível de visibilidade como de patrocinadores. Do que adianta dividirem melhor o bolo se o bolo é incrivelmente mais pequeno?
PEDRØ XVI
PEDRØ XVI Equipa Principal
  • *****
  • 4049
  Re: Liga Europa
« Responder #917 em: 19 de Abril de 2021, 12:18 »
Mas quem é que falou em recusar vender? Se os clubes da superliga querem separar-se dos restantes mas querem continuar a negociar jogadores com esses mesmos clubes então que batam as clausulas... se acham que é muito têm boa solução que façam uma equipa única e exclusivamente à base da sua formação.
E os clubes "renegados" mesmo não vendendo a esses clubes terão muito provavelmente mais receitas agora do que antes pois se até agora grande parte da fatia do bolo da champions ia para esses clubes passaria a ser distribuído pelos restantes e passaria a haver mais equilíbrio.
Se dizes que os renegados devem obrigar os da super a bater a clausula das duas um ou as clausulas são na casa daquilo que os super quererão pagar ou por muito que queiram não vejo esses clubes com coragem e desafogo financeiro para recusar ofertas de Milhões dos super mesmo que a baixo dessa clausula.  Quanto às receitas da Champions até tem algum sentido o que dizes só que a cena é que o valor da Champions cairá a pique tanto a nível de visibilidade como de patrocinadores. Do que adianta dividirem melhor o bolo se o bolo é incrivelmente mais pequeno?
Cortei algumas das mensagens anteriores senão isto começa a tornar-se uma autêntica parede de texto.

Depende, a curto prazo a superliga pode gerar mais interesse que a champions mas médio/longo prazo não acredito que consiga manter esse interesse. Vão existir muitas restrições para com esses clubes que serão muito penalizadores e quer se queira quer não o futebol vive à base da paixão e isso é coisa que não vai durar muito em clubes cujo único interesse é gerar ainda mais receitas.
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 3667
  Re: Liga Europa
« Responder #918 em: 19 de Abril de 2021, 12:22 »
Nighthawk, esqueces-te que Barça, Real e Man United têm muitos mais adeptos na China e no Japão e no resto do mundo, do que nas suas cidades-sede. Este projeto da Superliga é desenhado para entreter os adeptos de plástico. O modo mais fácil de fazer dinheiro é pôr os clubes de topo a jogarem só uns contra os outros, de 3 em 3 dias. No fundo, acabando com os Burnleys e os West Bromwiches desta vida...

Substituem uma competição baseada no mérito, que permite que clubes como o Leicester também existam e ganhem títulos, por uma competição tipo reality-show de celebridades. Se dá lucro, querem lá saber do que pensam os adeptos de futebol.

Eu, por mim, estes 12 clubes eram todos banidos das respectivas ligas, dava-se a Champions ao PSG, e os 12 “superclubes” iam mas é fazer a liga de elite da tanga deles lá para o Qatar ou para Singapura, ou para o raio que os parta

Sim, eu sei disso. Essa é a base de toda a proposta. Criar uma liga com os maiores clubes para obter mais dinheiro nos contratos televisivos. Mas clubes como o Real, o Barça, etc têm uma base social muito forte. Aliás, no caso dos clubes espanhóis nem sei como podem fazer isto sem ouvir os sócios. O Barça por exemplo acabou de mudar de presidente e os sócios podem perfeitamente destituir esta direção caso não concordem com isto. Os sócios de Real, Barça e Atlético podem acabar com esta liga ainda antes de ela começar.

Os ingleses e italianos já são outra história, são detidos por privados. De qualquer modo a base social destes clubes é tão forte que os adeptos locais podem muito bem forçá-los a mudarem de rumo. Basta não aparecerem nos estádios. O Man Utd não "vai mandar vir charters de chineses" para encher o estádio todas as semanas...

Esta é, aliás, a grande razão pela qual os clubes alemães estão fora. Nenhuma decisão destas pode ser feita sem o aval do sócios dos clubes.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4839
  Re: Liga Europa
« Responder #919 em: 19 de Abril de 2021, 12:30 »
Embora a TV seja importante estes clubes existem pelos espanhóis, italianos e ingleses, não pelos chineses.
Acredito que no imediato e pela novidade a coisa pode ter efeito e sucesso a médio prazo a novidade vai-se e as audiências também. O grande jogo que se espera meses acontece todos os dias a toda a hora, e sempre com os mesmos qual é que é a emoção disto?
Espero que FIFA e UEFA mantenham posições, embora perceba que seja difícil para estes pois podem também perder milhões.
 

Anuncios M
Anuncios M