NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02

  • 10 Respostas
  • 520 Visualizações

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

*

Offline Bruno3429

  • *****
  • 10497
  • +0/-0
NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« em: 19 de Fevereiro de 2017, 08:38 »
“Solidificar uma equipa que consiga ser campeã nacional até 2020”
Joana Russo Belo

Mais do que a análise ao presente, é no futuro a longo prazo que Jorge Simão centra o discurso. Na conferência de antevisão ao jogo grande desta noite - frente ao Benfica, a contar para a 22.ª jornada da I Liga - o técnico do SC Braga espera que a recepção às águias seja o ponto de viragem para a equipa reagir aos quatro jogos sem vitórias. Mas, é o futuro que concentra as atenções do treinador.
“Por mais audaz que possa parecer esta minha intervenção, no momento em que nós SC Braga vivemos, o que é fundamental é reforçar o que temos vindo a fazer. Enquanto treinador tenho vindo a tentar criar, construir e solidificar uma equipa de acordo com a ambição do presidente. É construir e solidificar uma equipa que consiga chegar ao ponto de ser campeã nacional até ao final da época 2020”, frisou Jorge Simão, reforçando a “ambição” e o principal objectivo pelo qual foi contratado por António Salvador.
“É um processo de construção, para que nos consigamos sagrar campeões nacionais até 2020. E este jogo com o Benfica é mais um obstáculo e um passo para começar a consolidar esta equipa. É um momento de viragem, há quatro jogos que não ganhámos, acreditamos nisso, mas lançamos a visão a longo prazo, não somente desta época, mas a preparação de uma base sólida para criar um SC Braga com aspirações legítimas de ser campeão nacional até 2020”, reforçou o treinador.
Depois de quatro jogos sem vencer no campeonato, a meta dos 65 pontos apontada como objectivo quando chegou ao comando do SC Braga ainda é real?
“Acho que é realista, até ser matematicamente possível, essa é a meta pela qual o clube, jogadores e treinador têm de lutar. Não é um compromisso meu, é nosso e temos de lutar por ele até o conseguirmos atingir”, garantiu, voltando a falar numa “visão global que tem de arrastar todos” os guerreiros.
“A visão é de construção de uma equipa para a qual fui contratado para a ambição do presidente de, até 2020, poder lutar para ser campeão nacional”, acrescentou.
No onze arsenalista, o técnico revelou que Cartabia e Ricardo Horta “podem vir a ser titulares” no jogo com o Benfica.
“Estão na luta e podem entrar na equipa a qualquer momento”.

Correio do Minho

*

Offline Bruno3429

  • *****
  • 10497
  • +0/-0
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #1 em: 19 de Fevereiro de 2017, 08:46 »
Este é daqueles que tem um círculo vermelho a assinalar
Texto por Igor Gonçalves

Por muito que os treinadores digam que é apenas mais um jogo, a deslocação do Benfica a Braga está com certeza assinalada no calendário de Rui Vitória e, sem rodeios, no de Nuno Espírito Santo. É uma das partidas teoricamente mais complicadas dos encarnados até ao final da Liga NOS.

Após uma vitória motivadora para a Liga dos Campeões, a equipa encarnada tem agora uma importante partida numa fase em que o FC Porto começa a apertar semana após semana. O Benfica entra mesmo na partida na segunda posição da Liga.

Baixas dos dois lados

Do lado do Braga o momento não é o melhor. Os resultados e as exibições não são as mais convincentes. Jorge Simão tem várias baixas para a partida, mas a qualidade está lá. O sistema de Jorge Simão ainda não está no ponto e isso custa aos minhotos uma série de quatro jogos sem vencer. Será interessante perceber se o treinador dos minhotos altera a sua forma de jogar frente aos encarnados.
Se o Braga não pode contar com jogadores como Wilson Eduardo, Hassan ou Vukcevic, Rui Vitória volta a não ter Jonas. Contra o Dortmund jogou Rafa e o mesmo deve acontecer em Braga. Será também importante perceber se o facto de os encarnados terem jogado a meio da semana pode influenciar fisicamente a equipa.

É no meio de uma luta intensa com o FC Porto e de um novo turbilhão na arbitragem que o Benfica tem uma deslocação a Braga. Não há margem para errar e Rui Vitória sabe-o.


A diferença passa por...

BRAGA
Meio-campo

Os grandes problemas do Braga nos últimos jogos estiveram na dupla de meio-campo. Não estamos a falar da qualidade os jogadores, mas sim da falta de compreensão aparente que os jogadores estão a ter daquilo que Jorge Simão quer. Se não existirem melhoramentos as coisas podem ser complicadas frentes ao Benfica.

BENFICA
Quem joga com Mitroglou

É a grande incerteza. O lugar de Jonas está livre e falta perceber se Rui Vitória quer um ataque mais fixo, com Jimenéz, ou mais móvel com Rafa. Passará por essa opçºao grande parte do jogo do Benfica.


"Não quero que nos olhem pela posse de bola, mas sim por sermos uma equipa com um compromisso. Espero um jogo dividido,, equilibrado. Obviamente, o Benfica tem jogadores de outra qualidade, mas temos capacidade para discutir o jogo"
Jorge Simão

"Temos consciência de que é um jogo difícil, contra um bom adversário, que tem valor apesar dos resultados recentes. Vai-nos querer ganhar jogando em sua casa, mas isso nada muda a nossa forma de estar. Estamos altamente motivados"
Rui Vitória

Zerozero
« Última modificação: 19 de Fevereiro de 2017, 08:52 por Bruno3429 »

*

Offline Bruno3429

  • *****
  • 10497
  • +0/-0
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #2 em: 19 de Fevereiro de 2017, 08:48 »
Sp. Braga-Benfica (antevisão): pressão a subir na Pedreira
Jogo grande da jornada às 20h15 deste domingo na Pedreira
Bruno José Ferreira

A liderança mora no Dragão e o Sp. Braga procura encontrar-se com o trilho dos triunfos. Jogo grande da jornada 22 da Liga este domingo na Pedreira, com os dois clubes pressionados para vencer. Siga AO VIVO o duelo entre guerreiros e águias.

MOMENTO

Sp. Braga: a equipa de Jorge Simão ainda não venceu na segunda volta do campeonato e atravessa a pior fase da temporada, depois de ter desperdiçado a oportunidade de vencer a Taça da Liga. Os bracarenses estão há quatro jogos sem vencer, sendo que já perderam mais pontos em casa nos dois jogos da segunda volta do que em toda a primeira metade da época. O último triunfo da Liga foi há mais de um mês, na receção ao Tondela.

Benfica: o FC Porto já fez a sua parte, vencendo na sexta-feira o Tondela. Os encarnados entram, portanto, na Pedreira na condição de segundo classificado a tentar recuperar a liderança. Com as duas derrotas consecutivas a serem diluídas, o Benfica vem de três triunfos consecutivos, o último dos quais na receção ao Borussia Dortmund, a contar para a Liga dos Campeões. Jonas, lesionado, e Ederson, castigado, são as principais baixas do conjunto da Luz.

INDISPONÍVEIS

Sp. Braga: Baiano, Velázquez, Mauro, Wilson Eduardo e Hassan (lesionados) e Vukcevic (castigado).

Benfica: Lisandro López, Grimaldo e Jonas (lesionados) e Ederson (castigado);


DISCURSO DIRETO

Jorge Simão (Sp. Braga): «Este jogo é mais um obstáculo para consolidar esta equipa. É o momento de viragem, sim, porque não vencemos há quatro jogos, mas estamos a lançar a visão a longo prazo, preparar bases sólidas para sermos campeões até 2020. O jogo do Benfica insere-se nessa medida».

Rui Vitória (Benfica): «Podemos esperar um Benfica dentro da linha do que tem vindo a fazer neste campeonato, de grande versatibilidade tática. Infelizmente não temos tido a possibilidade de manter os mesmos jogadores. Vamos criar uma dinâmica diferente, fruto das características dos jogadores, mas isso não é nada de novo na nossa equipa».

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Vantagem do Benfica no histórico de deslocações a Braga. Ao todo, em 68 jogos, as águias venceram 35 jogos, enquanto que o Sp. Braga soma 16 triunfos, registando-se ainda 17 empates. Uma tendência que se atenuou nos últimos tempos, notando-se um maior equilíbrio nas dez últimas deslocações do Benfica à Pedreira: os dois emblemas registaram quatro triunfos, sobrando ainda duas igualdades. Na época passada o Benfica venceu (0-2) com golos de Pizzi e Lisandro López. Os dois emblemas já se defrontaram duas vezes esta época, para a Supertaça e na primeira volta da Liga, com o Benfica a ganhar os dois embates por 3-0 e 3-1, respetivamente.

Maisfutebol

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #3 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:20 »
SIMÃO QUER É CAMPEÕES
Apesar de não vencer há quatro jogos, o treinador continua a sonhar alto para a equipa e recebe o Benfica de olhos postos na discussão do título. Não deste, naturalmente, mas até 2020

JORGE SIMÃO “Temos capacidade de discutir o jogo, o resultado, independentemente de haver fases em que temos mais ou menos posse de bola”
“Benfica ansioso? Gostava, mas duvido. Já aconteceu na última jornada, não vai interferir”


Manuel Machado usou as mulheres numa metáfora, recentemente, e Jorge Simão imitou-o, a propósito da importância “exacerbada” que se dá à posse de bola. A meta dele é construir um campeão



É fácil de ver que Jorge Simão não faz bluff, quando diz que não crê num Benfica ansioso pela pressão de segurar o primeiro lugar, esta noite, na Pedreira. “Gostava que isso acontecesse, mas não acredito”, afirmou o treinador do Braga, que não vence há quatro jogos, um dos quais custou a Taça da Liga (para o Moreirense) e nem por isso deixa de ver o encontro com os campeões em título como uma espécie de tubo de ensaio para uma discussão futura do primeiro lugar. Jorge Simão não passou completamente ao lado da “série considerável” de resultados frustrantes. “Qualquer jogo é mais uma oportunidade para ser esse ponto de viragem”, admitiu, mas a ideia dele é outra. “Por mais... ia dizer absurdo, mas não é a palavra correta. Por mais audaz que possa parecer, gostava de dizer que, no momento em que vivemos, o fundamental é reforçar o que temos vindo a fazer”, declarou, numa perspetiva que ultrapassa o presente e o impele a “reforçar a ambição” na “construção” de uma equipa capaz de discutir o título. Não este, mas um do futuro. A “preparação de bases sólidas para criar um Braga com aspirações legítimas a ser campeão nacional até 2020 ”éo mote de Jorge Simão para hoje. Como o faz, isso pouco importa. “Deixem-me contar-vos uma história. Uma vez, fui sair à noite; fui a um bar e houve uma rapariga muito engraçada que me chamou a atenção. Meti conversa, estivemos a brincar e a beber uns copos até às quatro, cinco da manhã. Rimo-nos, divertimo-nos, foi um fartote. Às cinco da manhã, chega um homem que invade o nosso espaço, agarra a minha amiga pelo braço, leva-a para a casa de banho e estiveram a fazer amor. Quando saem, vão os dois embora. Moral da história: pouco interessa o que se passou, porque nessa noite, eu tive muito mais posse de bola. E esta é, basicamente, a minha ideia. Esta história não é minha. Quem o disse foi o Sampaoli, na altura selecionador do Chile, depois de perder por 3-0 um jogo em que teve 70 por cento de posse de bola. É exatamente o que eu penso”, rematou, com um pedido: “Não quero que me colem rótulos.” Quer que vejam o Braga, “acima de tudo, como uma equipa”, com um “verdadeiro compromisso” com a vitória e “confortável” no jogo, com mais ou menos posse de bola.



Elogios para Alan e para o árbitro

Jorge Simão espera que o Tiago Martins não se sinta pressionado pelo facto de o Benfica ter pedido uma reunião com o Conselho de Arbitragem, na abertura da jornada. “Se eu temo? Temo sempre. O que espero é um clima de isenção e tranquilidade, para que os protagonistas sejam os jogadores”, afirmou o treinador do Braga. A propósito de artistas, deu a entender que continuará a contar com Alan no onze: “A constituição genética dele é um caso de estudo. Aos 37 anos, não tem lesões, não perde um minuto de treino. É absolutamente incrível.”



Multidão na Pedreira
A melhor casa da época está garantida; hoje supera a enchente com o V. Guimarães

Com mais de 23 mil bilhetes vendidos, tudo indica que a Pedreira terá, hoje, a melhor casa desta temporada, com o Benfica a empurrar os adeptos para desafiarem o frio e a preguiça de domingo à noite e trocarem o sofá pela bancada. Como o calendário do campeonato guardou para a segunda volta a visita dos candidatos ao título à Pedreira, a medida para a melhor assistência registada nesta temporada encontra-se nos 20 963 adeptos que assistiram ao jogo com o Vitória de Guimarães, clássico rival minhoto e adversário direto na corrida aos lugares europeus, que, na 18.ª jornada, encurtou a distância para a equipa de Jorge Simão, então no terceiro lugar. Os bracarenses foram, entretanto, ultrapassados pelo Sporting, e os vizinhos do Berço estão agora a apenas três pontos. Com o Benfica obrigado a vencer para continuar na frente, obtém-se o tempero ideal para a enchente.


Miguel Pedro
O mesmo árbitro de Pizzi e Samaris

1 O jogo contra o Boavista veio prolongar o estado de angústia que vive a equipa do SC Braga. Um empate no Bessa, em abstrato, nem sequer pode ser considerado um mau resultado. No entanto, por se tratar do quarto jogo do campeonato sem conhecer a derrota e por estar numa sequência de jogo onde o SC Braga não esteve bem, o jogo mantém o sentimento de “equipa deprimida” que paira sobre os arsenalistas… e sobre nós, os adeptos. No entanto, pessoalmente, considero que foi um jogo bem melhor do que o que temos vindo a fazer. A atitude dos jogadores foi boa (tem sido sempre boa, não é por falta de atitude que não se ganha), estivemos “por cima do jogo” em grande parte da partida, mas a consistência tática e a fluidez de processos não tem sido o desejado. E, mais uma vez, não tivemos sorte com o árbitro: marcamos mais um golo do que o Boavista, mas mesmo assim não deu para ganhar.

2 Se há coisa em que os clubes ditos grandes são especialistas é em criar um ambiente de tensão, de ruído em torno de árbitros que são nomeados para os seus jogos. E isto sente-se mais com o aproximar do fim do campeonato. O Benfica, próximo adversário do SC Braga, ainda que de forma não oficial, começou logo a questionar a nomeação do árbitro Tiago Martins para o jogo de hoje em Braga, invocando o facto de este ter expulsado Rui Vitória no jogo dos lisboetas contra o Moreirense. Aliás, fazendo uma busca no Google, o título que aparece várias vezes na primeira página do motor de busca é “árbitro que expulsou Rui Vitória vai arbitrar o Braga-Benfica”. Esquecem-se é de referir que é o mesmo árbitro que se esqueceu de expulsar, nesse mesmo jogo, Pizzi e Samaris. Ou que arbitrou o jogo Benfica/Braga, no ano passado, na meia-final da Taça da Liga, na Luz. Foi um jogo em que se viu que não é preciso assinalar mal uma grande penalidade ou anular um golo limpo para o campo se inclinar para um dos lados. Lembro-me bem dessa arbitragem, onde o critério dos fora de jogo, dos cartões ou das faltas foi completamente diferente para as duas equipas. Não me venham, por isso, falar na expulsão do Rui Vitória para tentar condicionar a arbitragem do jogo de hoje. Todos sabemos bem que na balança do “deve” e do “haver”, equipas como o Braga (ou o Belenenses, ou o Vitória, etc.) têm sempre muitos mais débitos do que créditos quando se comparam com os três habituais grandes do nosso futebol.

3 O advogado Pedro Peixoto, “Pli” como é conhecido, já anunciou publicamente que será candidato às eleições deste ano para o SC Braga. Penso que é a primeira vez que nos mandatos de António Salvador, este vai ter um adversário no ato eleitoral. Julgo que todos os braguistas deverão ficar satisfeitos: tenho para mim que os verdadeiros lugares da discussão daquilo que está bem, menos bem ou mal na gestão do nosso clube são os espaços estatutários, tais como as assembleias ou as campanhas eleitorais. Por isso, haver mais do que uma candidatura, na medida em que abre um espaço para debate, deve ser motivo de satisfação e uma oportunidade para todos participarmos na discussão do futuro do nosso clube.

O JOGO

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #4 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:36 »
“Fransérgio e Dyego Sousa vão pegar de estaca no Braga”
Sem poupar nos elogios aos dois reforços do Braga para a próxima época, Daniel Ramos confirma ter pedido a Carlos Pereira para segurar Fransérgio em janeiro e dá conta de um Dyego Sousa “especial”

O risco de derrapagem terminou com o fecho do mercado de inverno. Fransérgio e Dyego Sousa apenas partirão, rumo ao Braga, no fim da época e o técnico Daniel Ramos suspirou de alívio.
No mercado de inverno, a equipa não perdeu jogadores, mas foi tornado público que Fransérgio e Dyego Sousa vão representar o Braga na próxima temporada. Correu o risco de os ver partir logo em janeiro?
—O Fransérgio poderia ter saído caso fosse para outro clube. Julgo que o presidente Carlos Pereira levou em conta o meu pedido para segurar os jogadores mais importantes e até conseguimos tornar o plantel mais equilibrado com algumas contratações. O Fransérgio e o Dyego Sousa são dois ótimos jogadores e acredito que vão pegar de estaca no Braga. O Fransérgio tem uma alma enorme; o Dyego tem uma capacidade enorme para resolver jogos.
O Dyego Sousa foi quem
deu mais trabalho na missão de disciplinar a equipa?
—O Dyego tem uma personalidade especial. Tem bom carácter, mas é preciso entendê-lo. Se ele perceber que é ouvido e que há sinceridade do outro lado, é um excelente profissional e uma importante ajuda. Ainda na véspera do nosso último jogo, contra o Rio Ave, conversámos e ele garantiu-me que pode contar comigo por tudo aquilo que já fizemos por ele. Nunca o abandonámos, mesmo quando estava suspenso e impedido de treinar com a equipa.



Benfica fez cair o forte minhoto
O Braga/AAUM ainda não tinha perdido em casa, mas as águias fizeram valer os seus argumentos e golearam

Uma exibição irreconhecível do Braga/AAUM fez ruir um dos objetivos da temporada, que era manter a invencibilidade caseira, perante um Benfica que se exibiu a alto nível, deixando um sério aviso para a final a oito da Taça da Liga que se disputa na próxima semana.

Com o Pavilhão Universitário do Minho cheio, Rafael Henmi desequilibrou o encontro para o lado dos encarnados, aproveitando vários erros defensivos dos bracarenses, que têm a terceira melhor defesa do campeonato. Aos cinco minutos, o pivô Elisandro, que colocou sempre muitas dificuldades à defesa do Braga, serviu Henmi para uma finalização com classe, com o japonês a picar a bola por cima de Vasco Ribeiro. Depois de Elisandro ter atirado à barra, Henmi elevou a contagem, aos dez minutos, servido por Wilhelm, enquanto os minhotos limitavam-se a ver jogar. Aos 13’, Bruno Cintra, isolado, não acertou na baliza e, na resposta, o Benfica, mais matreiro, marcou o terceiro, novamente graças à parceria Wilhelm-Hen mi, comeste último a concluir. A um minuto do intervalo, Eli fletiu para o meio e, de pé direito, reduziu.
No segundo tempo, o Braga/ AAUM continuou apático e Ré fez o quarto golo do Benfica aos 22’ para Henmi completar o póquer, aos 27’, perante inúmeras facilidades. Paulo Tavares apostou no 5x4 e Eli colocou o marcador nos 5-3 mas, no último segundo, Bruno Coelho fechou as contas.

O JOGO

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #5 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:41 »
Como o Sp. Braga venceu o esmagador apoio aos benfiquistas
Há muito que Braga deixou de ser um segundo Estádio da Luz para o Benfica. As ações de promoção nas escolas foram decisivas

Longe vão os tempos em que o Estádio 1.º de Maio se tornava, pelo menos uma vez por ano, uma espécie de Estádio da Luz do Minho cada vez que o Benfica visitava o Sporting de Braga, fosse para o campeonato ou para a Taça de Portugal. A cidade de Braga era uma espécie de “benfiquistão” onde os adeptos bracarenses eram engolidos pela enorme massa humana de apoiantes benfiquistas.
Hoje, as coisas são bem diferentes. Manuel Cajuda foi o treinador dos bracarenses que assistiu ao início desta transformação e avança com uma explicação. “Nasceu uma nova geração de miúdos que aprenderam a ser do Sp. Braga”, disse. Esta ideia é complementada por José Nuno Azevedo, que jogou no clube entre 1992 e 2003: “No final da década de 1990 fizemos várias ações junto das escolas locais para cativar os miúdos, algo que está agora a dar os seus frutos.”
José Barroso, antigo médio que esteve nove épocas no clube, recorda-se bem desse período e concorda que a presença dos jogadores nas escolas da região terá “aumentado a ligação junto dos mais jovens”, realçando que “essas iniciativas continuam a acontecer, o que promove a relação de proximidade com os adeptos”.
Há, no entanto, outras circunstâncias que fizeram crescer os apoiantes do clube da cidade. Desde logo, segundo Cajuda, “o crescimento do Sp. Braga”, iniciado nos tempos em que estava no comando da equipa. “Já sabíamos que quando recebíamos o Benfica era como se estivéssemos no Estádio da Luz e o nosso desafio era lutar contra esse monstro, criando um apetite por lutar por uma identidade própria”, reforça o treinador de 65 anos, atualmente a trabalhar nos chineses do Sichuan Longfor.
“Foram tempos encantadores para nós, pois valeu a pena ter passado por essa fase e ter iniciado os primeiros passos de uma nova era de apoio bracarense”, sublinha, confessando estar “orgulhoso” por ter estado no início dessa empreitada, elogiando depois quem continuou o trabalho “sem destruir o que estava feito”. “O presidente António Salvador teve um papel importante para consolidar o clube e fê-lo continuando o que tinha sido bem feito por João Gomes Oliveira”, o seu antecessor, que foi “o patrono da mudança, juntamente com Mesquita Machado”. “Tivemos de partir muita pedra para se fazer a calçada onde agora se pode caminhar”, assume Cajuda, numa analogia ao progresso dos arsenalistas. Mudança iniciada nos anos 90 Foi, aliás, esse crescimento do Sporting de Braga enquanto clube que para José Barroso justifica a viragem. “Tínhamos muitos sócios e nunca sentimos falta de apoio, mas a verdade é que quem ia ao estádio saía de lá sempre contente com o resultado, pois além de serem bracarenses eram também benfiquistas”, resume, reconhecendo que “agora não é assim”. José Nuno Azevedo admite que “não era agradável sentir que a equipa parecia não estar a jogar em casa”.
A fase que Barroso identifica como importante para esta separação entre o gosto pelos dois clubes é a segunda metade da década de 1990. “O Benfica passou por uma fase muito complicada da sua história, que coincidiu com o início desse crescimento do Sp. Braga, algo que após o ano 2000 se tornou mais sustentado e fez mudar a simpatia dos adeptos”, justificou.
É nesse período que Manuel Cajuda diz que “o Sp. Braga passou a ter boas equipas, passando a ser comum os grandes perderem pontos quando ali se deslocavam”. José Nuno Azevedo até consegue sinalizar um jogo que simboliza a mudança de paradigma tão desejada pelos bracarenses. “Creio que a viragem deu-se na meia-final da Taça de Portugal de 1998, ainda no Estádio 1.º de Maio, quando vencemos o Benfica por 2-1, com dois golos do Karoglan. Pela primeira vez ouvimos mais de dois terços das bancadas festejarem os nossos golos”, assume, acrescentando que a ida à final do Jamor – perdida para o FC Porto, por 3-1 – “consolidou essa simpatia” pelos arsenalistas.
Uma coisa é certa para José Nuno Azevedo: “A partir de então o Benfica passou a sentir maiores dificuldades cada vez que se deslocava a Braga. Nasceu e cresceu uma rivalidade que existe até hoje”, sublinhou.


“Nasceu uma nova geração de miúdos que aprenderam a ser do Sp. Braga”, diz Cajuda, orgulhoso por ter feito parte do início de uma nova era

Pedreira potencia crescimento
Barroso deixou de jogar no final da época 2004-05 e viveu de perto a mudança da equipa do Estádio 1.º de Maio para a agora denominada Pedreira, algo que potenciou um Sp. Braga diferente. “Esse foi o início do crescimento estrutural que acompanhei de perto. As condições de trabalho melhoraram bastante, nada tinham que ver com as que tínhamos anteriormente e desde que deixei de jogar o clube não parou de crescer, até a nível de orçamento é agora incomparável”, recorda.
Atualmente, a Pedreira é palco de uma nova era no futebol bracarense e tornou-se um terreno hostil para o Benfica, consolidando uma rivalidade que só tem paralelo nas visitas dos encarnados a Guimarães, Alvalade e ao Dragão. Hoje (20.30), o desejo de vencer os tricampeões nacionais será um sentimento partilhado pelos onze jogadores no relvado e pelos milhares que estarão na bancada.

DN

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #6 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:44 »
Benfica em Braga para voltar a estar na frente
“Encarnados” precisam de vencer para recuperar o comando da Liga. Pela frente terão um rival que não ganha há quatro jogos

Desde a jornada 19, em que o Benfica perdeu em Setúbal e a diferença para o FC Porto se reduziu a um ponto, que a liderança vai mudando temporariamente de mãos sempre que os “dragões” jogam primeiro (e ganham). Aconteceu nesta 22.ª ronda e, por isso, a missão do Benfica, no Minho, frente ao Sp. Braga, é resgatar o primeiro lugar. E só o conseguirá com um triunfo, numa missão que não será nada fácil. O Benfica não terá Jonas nem Ederson, e terá pela frente um rival que precisa de vitórias para continuar a pensar no pódio.
Depois do desaire nas meias-finais da Taça da Liga frente ao Moreirense e da derrota em Setúbal, os “encarnados” reentraram no bom caminho, mas têm um adversário de elevado grau de dificuldade esta noite. E Rui Vitória está bem consciente das dificuldades que a equipa de Jorge Simão pode colocar. “Não olho para os resultados, olho para o que as equipas valem, olho para o todo e esta é uma equipa de qualidade que está a ir à procura das ideias do treinador”, refere o técnico “encarnado”.
O Sp. Braga, pelo contrário, está em perda, não ganhando há quatro jornadas (dois empates e duas derrotas), e não está a conseguir reaproximar-se do terceiro lugar. Desde que chegou a Braga como substituto de José Peseiro, Jorge Simão apenas conseguiu duas vitórias, três empates e duas derrotas no campeonato.
Apesar dos maus resultados, Simão mantém a ambição: “Neste momento, o fundamental é reforçar o que temos vindo a fazer. Fui contratado para o fazer e tenho tentado criar, construir, solidificar uma equipa que, de acordo com a ambição do presidente, consiga chegar ao ponto de ser campeã nacional até 2020.”

PUBLICO

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #7 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:53 »
“Ambição é sermos campeões até 2020”
Jorge Simão quer voltar a vencer mas diz ser fundamental consolidar “visão a longo prazo”

“É MAIS UMA OPORTUNIDADE PARA SER O PONTO DE VIRAGEM. A SÉRIE SEM CONSEGUIRMOS GANHAR É CONSIDERÁVEL.”

A urgência de ganhar é inquestionável na Pedreira mas Jorge Simão aproveitou o palco mediático da antevisão da receção ao Benfica para realçar o trabalho de fundo que abraçou quando António Salvador lançou o repto de levar o Sp. Braga à conquista do título nacional. “Temos vindo a tentar criar, construir, solidificar uma equipa que, de acordo com a ambição do presidente, nos permita ser campeões até 2020. Digo-o numa sequência de jogos em que não ganhámos. Não é fácil dizê-lo, mas estou a reforçar a minha ambição e a que estes jogadores têm. O duelo com o Benfica é mais um dos grandes obstáculos que temos pela frente para dar início a essa consolidação”, admitiu. O técnico, de 40 anos, admite estar perante “mais uma oportunidade para um ponto de viragem” após uma “série considerável” sem triunfos, mas sublinha novamente que “fundamental” é perceber que foi lançada “uma visão a longo prazo”. O foco não está “somente no que tem vindo a ser feito esta época”, mas também “na preparação de bases sólidas para criar um Sp. Braga com aspirações legítimas de ser campeão”.

Águias mais fortes
O que Jorge Simão não acredita é que o Benfica fique ansioso por causa do triunfo do FC Porto sobre o Tondela. “Gostava que isso acontecesse, mas duvido. Poderia dar-nos alguma vantagem, mas o Benfica tem treinadores e jogadores habituados a passar por situações destas. Por isso não creio que possam ser afetados”, referiu o técnico dos arsenalistas, comparando este Benfica com o que defrontou em Trás-os-Montes. Neste momento, acho que o Benfica está muito mais forte. Porquê? Porque está a caminho de se tornar uma das oito melhores equipas da Europa e há uns meses não estava. Isto é elucidativo”, disse, desejando “felicidades” às águias, mas só para o jogo que se segue... que será contra o ‘seu’ Chaves.



Técnico espera “clima de isenção” da parte do árbitro

O Sp. Braga tem apresentado queixas das arbitragens e recebe um Benfica que está muito ativo nessa frente polémica. “Se eu temo que o árbitro se sinta condicionado? Eu temo sempre. O que espero é uma arbitragem isenta, de um bom árbitro, que conheço bem, com quem já me cruzei algumas vezes e que já tem uns anos disto, porque é internacional. O que espero é um clima de isenção e tranquilidade. Que saiba gerir os momentos que vivemos e não acuse essa ansiedade. Já andamos cá há algum tempo e apercebemo-nos que, à medida que nos aproximamos do fim, outros fatores podem levantar-se. O que espero é que haja o mínimo de isenção para que os grandes protagonistas do jogo sejam os jogadores. Esta é que é a mensagem forte”, concluiu Jorge Simão em relação ao trabalho de Tiago Martins.



A rapariga do bar de Sampaoli

POSSE DE BOLA EM CAUSA

Tendo por hábito recolher ensinamentos e inspiração em grandes nomes do desporto mundial, e não apenas do futebol, Jorge Simão recorreu a uma intervenção de Jorge Sampaoli, agora técnico do Sevilha e à altura selecionador do Chile, para responder à questão recorrente sobre a menor posse de bola do atual Sp. Braga. “Colocam-me, frequentemente, questões sobre a posse de bola. Deixem-me contar-vos uma história. Uma vez, fui sair à noite, fui a um bar e houve uma rapariga muito engraçada que me chamou a atenção. Meti conversa, sentei-me a uma mesa com ela e estivemos a brincar e a beber uns copos até às quatro, cinco da manhã. Rimo-nos, divertimo-nos, foi um fartote. Às cinco da manhã, chega uma outra pessoa, um homem, que invade o nosso espaço, agarra a minha amiga pelo braço, leva-a para a casa de banho e estiveram a fazer amor. Quando saem, vão os dois embora. Moral da história: pouco interessa o que se passou porque, nessa noite, eu tive muito mais posse de bola. E esta é, basicamente, a minha ideia. Esta história não é minha”, explicou, citando depois a fonte original. Em novembro de 2015, o Chile perdeu no Uruguai por 3-0 apesar de ter 73% de posse de bola, o que conduziu ao tal desabafo de Sampaoli que ficou célebre.



A IDADE É UM POSTO

VETERANOS NOS DOIS LADOS Alan e Júlio César são dos mais velhos na Liga 16/17. Aos 37 anos fazem valer a experiência e a sabedoria “

O QUE PERDEM A NÍVEL FÍSICO, GANHAM NO ASPETO MENTAL. SÃO JOGADORES DE PERSONALIDADE FORTE”

Dezasseis dias separam as datas de nascimento de Alan e Júlio César, ambos do signo virgem e com 37 anos no BI. Os dois jogadores, dos mais velhos a atuar na Liga 2016/17, não são figuras de primeiro plano no Sp. Braga-Benfica desta noite, mas fazem valer outros argumentos: experiência e sabedoria. Afinal, no futebol como na tropa, a idade é um posto, como provam os dois veteranos com estatuto de capitão nos dois lados – Alan e Luisão (36 anos). “Jogadores com um longo percurso no mesmo clube como o Alan ou um currículo como o do Júlio César assumem ainda um tipo de liderança dentro de campo que é importante para o treinador e os colegas.” As palavras são de António Fidalgo, antigo guarda-redes que ainda se lembra do peso dos mais velhos, como Simões, Eusébio e José Augusto, quando integrou o plantel do Benfica aos 18 anos. “A voz dos mais experientes é ouvida, pois mesmo não jogando são importantes no ambiente de balneário, no compromisso do grupo.” “O que perdem a nível físico, ganham no aspeto mental. São jogadores de personalidade forte, com grande capacidade mental e tática”, prossegue Fidalgo, acrescentando: “O Alan é um jogador importante na zona do terreno que ocupa, no meio-campo.” O antigo guarda-redes é um admirador das qualidades de Ederson, mas reconhece que sempre que Júlio César foi chamado à baliza encarnada correspondeu. “Tem outra maturidade e com o Luisão à sua frente, então…”

Capitão e lenda viva
O capital de experiência dos dois brasileiros foi construído no futebol europeu mas sob alicerces diferentes. Alan fez a sua carreira de jogador profissional de futebol em Portugal, enquanto Júlio César destacou-se na Serie A italiana [ver currículo ao lado]. Se fizer parte das opções de Jorge Simão, o médio cumprirá hoje o jogo nº 222 no campeonato com o emblema bracarense, exibindo já um estatuto ímpar na 1ª Liga: é o futebolista com mais presenças, 391 jogos (!). Passou pelo Marítimo, FC Porto (onde foi campeão nacional por duas vezes) e V. Guimarães antes de abraçar o Sp. Braga, onde é visto como uma lenda. “Presente nos principais momentos da história dos Guerreiros do Minho, apresenta a mística do clube aos novos jogadores. Um caso em que o capitão se torna uma lenda viva”, pode ler-se na descrição que o acompanha no site oficial do SC Braga.

Júlio César, por seu lado, encontrou no Benfica o porto de refúgio de uma carreira plena de sucessos. O guardião foi a solução para a ‘fuga’ de Oblak e agora passa o testemunho a Ederson, já apontado como o futuro nº 1 da seleção brasileira. Com contrato até 2018, Júlio César só sabe que quer acabar a carreira no Benfica. “Quando tinha 25 anos dizia que ia jogar até aos 30. É uma coisa muito cultural no mundo dos jogadores de futebol. Hoje não faço planos nesse sentido, tenho de viver dia a dia, treino a treino, jogo a jogo.” Titular no arranque da época, o ‘Imperador’ faz hoje o 7º jogo na Liga 2016/17, outra vez por impedimento de Ederson (expulso frente ao Arouca).

RECORD

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #8 em: 19 de Fevereiro de 2017, 09:59 »
Marcar sempre na Pedreira

Mesmo que os tempos não estejam propriamente fáceis para o Sp. Braga, há um ponto que pode aumentar a confiança para a receção ao Benfica: nos 18 encontros oficiais disputados esta época na Pedreira, os guerreiros marcaram sempre. Aliás, nos últimos 36 jogos disputados no estádio municipal, os guerreiros do Minho só ficaram em branco na derradeira jornada de 2015/16, quando receberam o Sporting e foram esmagados por 4-0, também porque o adversário ainda sonhava em ser campeão no último suspiro.
O objetivo é manter essa tendência perante os encarnados, dado que se os minhotos voltarem a não ficar a zero obrigarão o conjunto de Rui Vitória a faturar pelo menos por duas vezes para conseguir vencer.



Alas do ataque estão ao rubro

A definição das alas do ataque é a grande questão nas escolhas de Jorge Simão para o embate com o Benfica. “Tenho de fazer aqui um grande elogio ao Alan. É absolutamente fantástico o que faz aos 37 anos. A constituição genética dele é um caso de estudo. É incrível e tenho de deixar esta palavra de apreço. Mas o Horta e o Cartabia estão na luta”, admitiu o técnico, confirmando implicitamente que Pedro Santos está firme no onze. Na perspetiva de dar mais intensidade para explorar o cansaço encarnado, Horta pode ser o eleito.



Salvador e Pli foram ao futsal

O presidente António Salvador marcou presença no Sp. Braga-Benfica em futsal, ontem realizado, tendo coincidido no pavilhão da Universidade do Minho com António Peixoto, também conhecido por Pli. O antigo guardião do futsal arsenalista, de 40 anos, e que agora exerce advocacia, apresenta no início de março a sua lista às eleições do clube, agendadas para maio.

RECORD

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #9 em: 19 de Fevereiro de 2017, 10:07 »
Encontra ex-equipa pela primeira vez

Rafa vai defrontar o Sp. Braga pela primeira vez na carreira. O atacante, contratado aos minhotos no início da temporada, representou o Feirense em 2012/13 mas não chegou a encarar o Sp. Braga. Já de águia ao peito falhou a partida da primeira volta do campeonato devido a lesão. Curiosamente, Rafa já participou esta época numa partida entre águias e guerreiros. Foi na Supertaça, ainda ao serviço dos bracarenses, sendo que, poucas semanas depois, viria a assinar contrato com o Benfica até 2021. O jogo de hoje será, portanto, diferente para o campeão europeu, que vai encontrar alguns dos companheiros com os quais jogou durante três épocas.
Refira-se que esta nova dinâmica não implica, necessariamente, uma mudança no sistema tático. A esse (4x4x2) Rui Vitória tem-se mantido fiel. Certo é que a hipótese de Rafa voltar a atuar pelo meio ganha força pelo facto de Jonas não poder dar o contributo à equipa. Apesar de poder atuar também como extremo, o campeão europeu, de 23 anos, já foi utilizado quatro vezes (como titular) no apoio ao ponta-de-lança, esta época. Aliás, o único golo que marcou pelo Benfica até ao momento, frente ao Tondela, aconteceu quando estava a jogar mais perto de Jonas.

RECORD

*

Offline JotaCC

  • *****
  • 30443
  • +1/-0
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 19/02
« Responder #10 em: 19 de Fevereiro de 2017, 10:12 »
CASA CHEIA NA PEDREIRA

O Estádio Municipal de Braga deve registar lotação esgotada (30 mil). Os adeptos do Sp. Braga procuram ajudar a equipa a encontrar o caminho das vitórias, já que não vence há quatro jogos para o campeonato. Prevê-se casa cheia, até porque o jogo tem um cariz especial, devido ao regresso de Rafa. Do lado do Benfica, é esperada uma avalanche de três mil adeptos, motivados pelo triunfo frente ao Borussia de Dortmund (1-0), na terça-feira.



JORGE SIMÃO TEME PRESSÃO À EQUIPA DE ARBITRAGEM

“Temo sempre, mas não tenho competência para avaliar. Conheço bem o árbitro [Tiago Martins]. Tem anos disto, é internacional, tem experiência e espero que saiba gerir os diversos momentos e que não acuse a ansiedade do jogo. Que seja uma arbitragem isenta e tranquila para que os grandes protagonistas sejam os jogadores”, disse Jorge Simão, treinador do Sp. Braga, na antevisão da partida com as águias, tendo em consideração as alegadas pressões de que os árbitros portugueses têm sido alvo.

CM

 

Sitemap 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21