Quantcast
Futebol português em debate
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Futebol português em debate
2303 Respostas
321119 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
bstrider
bstrider Equipa Principal
  • *****
  • 2156
  • 2932
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2260 em: 21 de Setembro de 2022, 21:38 »

Representar Portugal é um dever de todo o cidadão português que tem qualidades para isso e devia ser um orgulho!
Dever? Pfffff
Dever de representar Portugal num Mundial manchado de sangue?
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2261 em: 21 de Setembro de 2022, 21:47 »
Sinceramente, não consigo perceber esta revolta contra o Rafa não querer ser mais convocado.
É obrigado a ir? Foi convocado para a tropa e ninguém me disse? Se ele não quer jogar, não joga. Dá o lugar a outro que terá melhores condições mentais e mais motivação para competir.
Aliás, desde que estava em Braga que eu acreditava que ele não iria chegar ao ponto que os pés dele merecem precisamente pela questão psicológica. Ele sempre mostrou ser frágil mentalmente e isso prejudicou-o e tornou-o num jogador inconsistente quando tem talento para ser o melhor jogador do campeonato.
E as mesmas pessoas que o crucificam são aquelas que criticam o Ronaldo por querer continuar. Afinal deve-se perceber quando já não dá para contribuir o suficiente? Ou deve-se sempre mostrar disponível para a Seleção? Ou se calhar tudo depende das motivações de cada um.
Não estamos presos à pátria, o mundo vai evoluindo...

Nesta decisão acho que nunca foi isso que esteve em causa... Fala-se que Rafa tem grande personalidade, mas que gajo com grande personalidade é convocado e esperou 2 semanas exatamente até ao dia da concentração da equipa para dizer que não ia à seleção? Se tivesse personalidade como dizem chegava-se à frente e dizia não vou por isto e mais isto e não esperava 2 semanas. Ou alguém acha que a decisão foi tomada na 2ªfeira de manhã?
O pessoal diz que é só podridão na seleção, isto como se no Braga e na grande maioria dos clubes fossem a madre teresa de Calcutá e não houvesse podridão. Diria mais, há podridão e é bem pior que na seleção... mas fica sempre bem eu gosto é do Braga, do porto Do Slb e a seleçao que se lixe porque é do Ronaldo, do Mendes, do FS e mais umas tretas.
Das duas uma, ou gostam de futebol ou não gostam, é apenas isso que está em causa. Se começam a fazer análises empíricas sobre valores no futebol atual, então mais vale o pessoal dedicar-se à pesca lúdica, que a desportiva também deve ter problemas.
Anuncios M
Anuncios M
reg107 Juvenis
  • **
  • 238
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2262 em: 21 de Setembro de 2022, 21:48 »

Representar Portugal é um dever de todo o cidadão português que tem qualidades para isso e devia ser um orgulho!
Isso também é válido para treinadores? Se agora a federação se lembrar de convidar Ruben Amorim ou Sérgio Conceição oferecendo o mesmo salário que ganham nos clubes e eventualmente indemnizado os clubes é dever destes aceitar?

Face a esse dever não devia ser igual em todos os setores da sociedade, não só no futebol? Porque é que os jogadores de futebol são pagos, assim como os seus clubes e outros atletas de outros desportos têm que pagar (muitas vezes através dos próprios Pais) para "representar" o País?

Enviado do meu M2103K19G através do Tapatalk

Guerreiro03 Equipa Principal
  • *****
  • 1317
Anuncios V
JoaoOliveira
JoaoOliveira Juvenis
  • **
  • 134
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2264 em: 21 de Setembro de 2022, 23:37 »
https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/vitoria-guimaraes/noticias/petardo-e-contestacao-no-jogo-do-vitoria-de-guimaraes-em-joane-veja-as-imagens-15186078.html

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
Mais um caso que convém abafar ou virar o bico para o "bom bairrismo".

Relativamente à iniciativa: distrito de Braga vai incluir freguesias do concelho de Braga?

Enviado do meu M2002J9G através do Tapatalk

Guerreiro03 Equipa Principal
  • *****
  • 1317
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2265 em: 22 de Setembro de 2022, 00:10 »
https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/vitoria-guimaraes/noticias/petardo-e-contestacao-no-jogo-do-vitoria-de-guimaraes-em-joane-veja-as-imagens-15186078.html

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
Mais um caso que convém abafar ou virar o bico para o "bom bairrismo".

Relativamente à iniciativa: distrito de Braga vai incluir freguesias do concelho de Braga?

Enviado do meu M2002J9G através do Tapatalk
Não me parece que sejam assim tão burros

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk

(S)oon(C)hampion(B)raga
(S)oon(C)hampion(B)raga Equipa Principal
  • *****
  • 7176
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2266 em: 22 de Setembro de 2022, 00:45 »




lá se vai a galinha dos ovos de ouro do Salvador... -"ai a academia... ai a academia"...

a galinha dos ovos de ouro do salvador... e do futebol português em geral...
https-://youtu.be/Jk2FFrKKb1o
Pedro Bala
Pedro Bala Equipa Principal
  • *****
  • 1585
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2267 em: 22 de Setembro de 2022, 01:02 »
https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/vitoria-guimaraes/noticias/petardo-e-contestacao-no-jogo-do-vitoria-de-guimaraes-em-joane-veja-as-imagens-15186078.html

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk
Mais um caso que convém abafar ou virar o bico para o "bom bairrismo".

Relativamente à iniciativa: distrito de Braga vai incluir freguesias do concelho de Braga?

Enviado do meu M2002J9G através do Tapatalk

Deve passar pela zona do vale do Ave.
Anuncios M
Anuncios M
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14906
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2268 em: 22 de Setembro de 2022, 10:05 »
Sinceramente, não consigo perceber esta revolta contra o Rafa não querer ser mais convocado.
É obrigado a ir? Foi convocado para a tropa e ninguém me disse? Se ele não quer jogar, não joga. Dá o lugar a outro que terá melhores condições mentais e mais motivação para competir.
Aliás, desde que estava em Braga que eu acreditava que ele não iria chegar ao ponto que os pés dele merecem precisamente pela questão psicológica. Ele sempre mostrou ser frágil mentalmente e isso prejudicou-o e tornou-o num jogador inconsistente quando tem talento para ser o melhor jogador do campeonato.
E as mesmas pessoas que o crucificam são aquelas que criticam o Ronaldo por querer continuar. Afinal deve-se perceber quando já não dá para contribuir o suficiente? Ou deve-se sempre mostrar disponível para a Seleção? Ou se calhar tudo depende das motivações de cada um.
Não estamos presos à pátria, o mundo vai evoluindo...

Nesta decisão acho que nunca foi isso que esteve em causa... Fala-se que Rafa tem grande personalidade, mas que gajo com grande personalidade é convocado e esperou 2 semanas exatamente até ao dia da concentração da equipa para dizer que não ia à seleção? Se tivesse personalidade como dizem chegava-se à frente e dizia não vou por isto e mais isto e não esperava 2 semanas. Ou alguém acha que a decisão foi tomada na 2ªfeira de manhã?
O pessoal diz que é só podridão na seleção, isto como se no Braga e na grande maioria dos clubes fossem a madre teresa de Calcutá e não houvesse podridão. Diria mais, há podridão e é bem pior que na seleção... mas fica sempre bem eu gosto é do Braga, do porto Do Slb e a seleçao que se lixe porque é do Ronaldo, do Mendes, do FS e mais umas tretas.
Das duas uma, ou gostam de futebol ou não gostam, é apenas isso que está em causa. Se começam a fazer análises empíricas sobre valores no futebol atual, então mais vale o pessoal dedicar-se à pesca lúdica, que a desportiva também deve ter problemas.
Os convocados sairam no dia 15. Hoje estamos a 22, sendo que 2a feira deve ter sido dia 19.
Não sei que contas são essas mas 2 semanas não são.
E para quem diz que o acto de Rafa não é nada de importância, muito importância lhe estás a dar.
Quem não sente não é filho de boa gente.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2269 em: 22 de Setembro de 2022, 14:06 »
Tinha ideia que foi há mais tempo, mas não muda nada naquilo que disse. Rafa sabia que ia ser convocado e já sabia que não se ia apresentar e esperou por aquele dia em especifico.
Quanto ao resto estou apenas a discutir o assunto, sendo ele muito ou pouco importante, (como centenas de outros que por aqui passam) se não te agrada passas à frente, demasiado simples.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2270 em: 22 de Setembro de 2022, 14:17 »
Coragem?
Vai à seleção quem quer, quem não quer fica em casa, Rafa não é o 1º nem o último.
Gente pior que Rafa? Até parece que estamos a falar de um craque mundial que ninguém descobriu aos 29 anos! Quantos da posição dele jogaram na seleção piores que ele? Foram assim tantos? Quantos jogos e quantos minutos? Sinceramente vejo um ou outro do nível dele, ou seja, que aparecem 2 ou 3 jogos e depois ninguém os vê durante meses.
Rafa podia jogar mais na seleção? Podia com certeza, ele como outros. Mas daí a ser um injustiçado, enfim, vale o que vale.
Panelinha de jogadores cativos? Quem são esses jogadores? E quem são melhores que eles que possam fazer assim tanta diferença e não estão convocados?
É muito fácil ser treinador de bancada, por aqui o pessoal convocava 23 hoje e daqui por um mês levava outros 23 totalmente novos.
As outras seleções também devem ter panelinhas, vejo tal como Portugal uma base que se vai mantendo.

A coragem é expor-se ao tipo de críticas e falatório que tem havido desde ontem. Para alguns é quase como se fosse um traidor à pátria por não estar disponível para jogar com as cores da seleção. Acredito que muitos quiseram fazer isso mas não tiveram coragem para não se exporem a este tipo de falatório.

Sobre a panelinha, é tão óbvio que nem sequer é preciso falar muito. Obviamente que o Rafa não é nenhum Ronaldo ou Bernardo, mas quer ele quer o Horta podiam ter sido muito mais vezes chamados e jogado quando estavam em boa forma em detrimento de "vedetas" que nessa altura jogavam pouco ou estavam completamente fora de forma nos seus clubes como Félix, André Silva ou Guedes. Para mim o maior exemplo da panelinha é o Trincão. E contra mim falo porque gosto muito dele, mas na única sequência de bons jogos que ele teve não foi convocado. Foi convocado e titular várias vezes depois quando andava a limpar o banco do Barça e do Wolves. Foi chamado porque todos sabemos quem é o seu empresário. Olhando friamente, desportivamente nunca mereceu.

Para mim não é preciso coragem nenhuma, não é o 1º nem será o último. Já o fizeram outros muito melhores que ele e se calhar como o Ricardo carvalho, que ao menos foi claro.
Rafa além de não ter coragem nenhuma foi apenas parvo no timing, mas isso é apenas problema dele.
Trincão tem 7 jogos na seleção... tudo junto tem 250minutos na seleção. Aí está um bom exemplo de que ás vezes este palavreado de discutir um ou outro jogador não passa disso mesmo. E ainda assim parece-me perfeitamente normal que um suplente do barça que vá entrando seja convocado com mais facilidade que um titularíssimo do Braga. Estamos a falar de níveis de qualidade e de exigência que não são comparáveis.

O facto de lhe teres chamado de parvo por não querer ir à seleção prova o meu ponto. Mostra que é preciso alguma coragem para um jogador se expor a este tipo de críticas. Provavelmente parvo era ele ao ir lá para romper banco já que era claro que só contava se não houvesse mais ninguém. Ia só para receber mais uns patacos por fazer 2 ou 3 treinos na seleção. O timing foi claramente para declarar a razão pela qual não vai mais sem o dizer. Ele podia ter renunciado durante o tempo que não era convocado, não o fez. Fê-lo quando voltou a ser convocado. Foi claramente uma demonstração de insatisfação. É o tal "Agora vai pra lá tu jogar!" como se diz na gíria.

E o facto de não ser o primeiro a fazer isso com este treinador mostra que algo vai mal naquele balneário. Já o Anthony Lopes fez o mesmo quando era claramente o melhor GR português e continuava a romper banco a ver o Patrício jogar.

Sobre o Trincão, estamos conversados. Um jogador em plena forma que joga 90mn sobre 90mn com alto rendimento com golos e assistências no Braga no campeonato português e na liga europa (como o próprio quando estava no Braga ou o Horta agora) não tem qualidade para ir à seleção, mas um suplente que faz 10mn por jogo no pior Barça dos últimos 20 anos sem qualquer tipo de transcendência no jogo quando entra e que não consegue por isso ganhar ritmo competitivo já tem? Enfim.

Os exemplos de panelinha são tantos que até são confrangedores. Já disse alguns e há muitos mais. Desde deixar o Domingos Duarte e outros centrais a adormecer no banco em amigáveis para adaptar o Danilo a central, o caso do Palhinha como disseram acima, chamar agora o G Ramos para substituir o Rafa quando a posição de um não tem nada a ver com a do outro e deixar o Pote de fora que, esse sim, faz a mesma posição do Rafa, etc, etc.

Nighthank

Eu não chamei parvo ao Rafa, disse que foi parvo no timing da apresentação. E menos ainda lhe chamei parvo por não querer ir à seleção, não disse nada disso. Essa é opção dele.
Se a ideia dele foi, "agora joguem vocês", aí sim, não é ser parvo, era ser burro que nem porta como se diz na gíria, mais não fosse porque é um jogador que foi sendo utilizado a espaços, não estamos a falar de um indiscutível na seleção.

E por fim, desculpa lá mas só pode ser anedota, alguém que acompanha futebol há muitos anos vir dizer que saiu o Rafa e foi substituído pelo GR que não joga na mesma posição. Como se fosse  a coisa mais estranha do mundo e não fosse uma coisa uma coisa habitual em qualquer seleção e em qualquer equipa. Havendo 26 jogadores lá, sabendo que vários irão ficar de fora é estranho o treinador ter mais jogadores lá para a posição do Rafa e optar por convocar outro que possa querer ver em ação por exemplo.
Quanto ao Danilo a central também é boa, tens que falar com o treinador do PSG.
Anuncios G
NightHawk
NightHawk Equipa Principal
  • *****
  • 4159
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2271 em: 22 de Setembro de 2022, 14:45 »
Sim, porque o PSG até joga com o mesmo sistema defensivo que a seleção e tudo... tem tudo a ver. E o que eu falo não é de agora, é de há 3, 4 anos atrás onde o Danilo nunca era considerado para central em nenhum clube.

Sobre o Gonçalo Ramos, um forista já respondeu acima. O facto de ter ido buscar um jogador de características completamente diferentes para substituir o Rafa prova que o FS nunca pensou sequer em meter o Rafa a jogar.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 23461
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2272 em: 22 de Setembro de 2022, 17:16 »
maisfutebol.iol.pt

Onde se perde mais tempo de jogo? Um olhar sobre o tempo útil na Liga

O diretor executivo da Liga, Tiago Madureira, e os treinadores Pedro Martins e Armando Evangelista discutiram o tema. Consenso não foi a palavra de ordem no debate promovido pelo World Scouting Congress


Por Vítor Maia

O diretor executivo da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Tiago Madureira, acredita que a centralização dos direitos televisivos da modalidade em Portugal vai contribuir para que o tempo útil de jogo possa aumentar, tornando o espetáculo mais atrativo.

O dirigente fez parte de uma das mesas do debate da 5.ª edição do World Scouting Congress, evento realizado numa unidade hoteleira do Porto, que junta vários intervenientes do futebol durante esta quinta-feira.

«A centralização dos direitos [televisivos] irá responsabilizar todos para que o produto futebol profissional em Portugal seja melhor. Sinto que há uma preocupação generalizada para se debater e resolver esta questão, e até os adeptos devem ser trazidos a este debate, para que haja mais exigência externa», disse Tiago Madureira.

O diretor executivo da Liga Portugal apontou que a discussão sobre o tempo útil de jogo «é premente», lembrando que «impacta diretamente na forma como as pessoas consumem futebol».

«Como espetáculo que é, serve para entreter e quanto mais dinâmico for, mais amarra o público. Um jogo parado não entretém ninguém. Já há estudos que dizem que as gerações abaixo dos 30 anos não conseguem estar a ver um jogo durante 90 minutos», referiu.

Tiago Madureira defendeu que «não há culpados isolados nesta questão do tempo útil de jogo», notando que é um «tema que envolve treinadores, jogadores, clubes, pois todos têm uma quota-parte de responsabilidade».

Pedro Martins e Armando Evangelista foram também chamados à discussão. O antigo treinador do Olympiakos apontou a «questão cultural» para abordar o tema.

«Na Grécia [o tempo útil] ainda é pior que em Portugal. É algo cultural que está enraizado em vários países. Uma das formas de alterar é ter debates abertos de partilha, mas não sei se será possível resolver, porque temos de mudar muitas mentalidades. Talvez seja até preciso mudar as regras», analisou o técnico.

Na intervenção seguinte, Pedro Martins deu o exemplo da diferença de tempo de jogo útil nas provas europeias.

«Os jogos da UEFA têm mais tempo útil porque as regras estão muito bem definidas. Quando as equipas vão para os jogos da UEFA sabem que vão proporcionar bons espetáculos. Sabem que há regras bem definidas e não convém brincar com isso. Todos podemos fazer um esforço para melhorar este problema culturar. O futebol é um desporto de entretenimento e as pessoas querem ver bons espetáculos. Temos obrigação de proporcionar isso mesmo», defendeu. 

Já Armando Evangelista, atual treinador do Arouca, considerou o debate sobre o tema profícuo, mas introduziu uma outra perspetiva.

«Temos de aumentar o tempo útil, mas não podemos deixar de olhar para essência do futebol e o seu fator imprevisível, em que o último classificado pode ganhar ao primeiro. A maioria dos adeptos valoriza mais o resultado do que o espetáculo», começou por dizer, alargando a questão aos dirigentes dos clubes.

«Durante a formação como desportista, incutiram-me que o que interessa é ganhar. O como não interessa. Imagina que entregues rapidamente a bola a um adversário e depois sofres. A seguir os dirigentes... eles deviam estar presentes. São os primeiros a terem de mudar a mentalidade. Depois dizem-me que fomos 'anjinhos' e posso ser despedido.»

Os arouquenses, são, de resto, uma das equipas com mais tempo útil em média por jogo na Liga: 56 por cento. Um dado que agrada a Evangelista, embora este tenha salientado a importância de obter resultados.

«Estando em casa, no sofá, a olhar para estes dados fico orgulhoso. Mas tenho de olhar e perceber o que ganhei com isso? Está traduzido em pontos», questionou.

Por último, Tiago Madureira deixou números que ilustram a realidade portuguesa em comparação com outros campeonatos europeus.

«Tenho dados que gostava de partilhar para uma reflexão. Fizemos uma análise do tempo total não útil e da forma que é gasto. 66 por cento desse tempo não útil é gasto em lançamentos, faltas, cantos, pontapés de baliza, golos, foras de jogo, etc, situações decorrentes da dinâmica do jogo. (...) 55 por cento dos jogos têm mais de 30 faltas. A nossa Liga tem muitas mais faltas do que as média das outras grandes ligas. É verdade que o número está a descer e há um esforço da arbitragem nesse sentido. Este ano a média já é inferior ao ano passado», introduziu.

«Os árbitros podem dar o tempo que quiserem de compensação. Os rankings mostram que joga-se menos nos períodos de descontos. Nos primeiros minutos joga-se entre 62 a 65 por cento do tempo útil enquanto depois dos 90 minutos joga-se 47 ou 48 por cento. Este ano começámos a categorizar o tipo de paragem e dividimos pela amostra de jogos. Fomos ver os últimos 15 minutos de cada jogo, fora os jogos que já estão com dois ou mais golos de diferença no marcador nessa fase. A diferença de tempo entre a equipa que está a perder e a que está a ganhar é o dobro. Por exemplo, quem está a ganhar demora mais de 30 segundos a cobrar um pontapé de baliza enquanto quem está a perder demora 15 segundos para efetuar a mesma ação. Há uma componente estratégica e aí, a responsabilidade é do treinador.»

em: https://maisfutebol.iol.pt/liga/tempo-util/onde-se-perde-mais-tempo-de-jogo-um-olhar-sobre-o-tempo-util-na-liga
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14906
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2273 em: 22 de Setembro de 2022, 20:34 »


Tinha ideia que foi há mais tempo, mas não muda nada naquilo que disse. Rafa sabia que ia ser convocado e já sabia que não se ia apresentar e esperou por aquele dia em especifico.
Quanto ao resto estou apenas a discutir o assunto, sendo ele muito ou pouco importante, (como centenas de outros que por aqui passam) se não te agrada passas à frente, demasiado simples.

Sim dizer que passaram 2 semanas quando passaram 4 dias é a mesma coisa.
Sabia que ia ser convocado? Deve ser bruxo. Nem era convocado há um ano vê lá tu.
Fazes lá ideia quando é que ele decidiu não ir à seleção!

Não quer ir acho muito bem que não vá. Quem quiser ir, também está no seu direito como é o caso do avô Ronas (está no direito querer, ter essa vontade).
Agora falarem cá de obrigações pela pátria e sacrifícios numa indústria milionária? Onde é que isso já vai.
Quem não sente não é filho de boa gente.
RuberAlbus
RuberAlbus Equipa Principal
  • *****
  • 2633
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2274 em: 22 de Setembro de 2022, 21:17 »
https://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/vitoria-guimaraes/noticias/petardo-e-contestacao-no-jogo-do-vitoria-de-guimaraes-em-joane-veja-as-imagens-15186078.html

Enviado do meu M2102J20SG através do Tapatalk

Confusões à parte, parece-me uma boa iniciativa. Não peço que se faça igual, mas podíamos aproveitar esta pausa para um treino aberto ou até um jogo treino no Sábado de manhã. É algo que não se faz há muitos anos.
« Última modificação: 22 de Setembro de 2022, 22:05 por RuberAlbus »
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 3066
  • Sempre presentes!!!
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2275 em: 22 de Setembro de 2022, 21:42 »
Para mim o maior exemplo da panelinha é o Trincão. E contra mim falo porque gosto muito dele, mas na única sequência de bons jogos que ele teve não foi convocado. Foi convocado e titular várias vezes depois quando andava a limpar o banco do Barça e do Wolves. Foi chamado porque todos sabemos quem é o seu empresário. Olhando friamente, desportivamente nunca mereceu.
Até concordo com o teu ponto principal, mas não pude deixar passar isto, porque não é bem assim como tu dizes... Dizer que o Trincão nunca foi chamado quando jogava no Braga é falacioso, porque o Trincão só se assume como titular do Braga em Janeiro de 2020, e daí até ele sair do Braga, não houve nenhuma convocatória da seleção, devido à pandemia. A primeira convocatória de 2020 sai em fins de Agosto, e o Trincão é chamado a primeira vez aí, antes de se estrear pelo Barça sequer. Podes achar que ele só foi convocado por já estar vendido ou por ser do Mendes, mas não podes dizer que ele no Braga nunca era chamado, visto que ele foi chamado antes de jogar no Barça, embora já não fosse jogador do Braga... Houve uma convocatória em Novembro de 2019, quando o Trincão tinha meia dúzia de minutos no Braga, e a convocatória seguinte só acontece a 25 de Agosto de 2020, quando o Trincão já era jogador do Barça...

Foi convocado nas 3 convocatórias de 2020 e depois esteve quase um ano sem ser convocado, sendo que só foi convocado uma vez enquanto jogador do Wolves, há mais de um ano atrás, e foi para substituir o Rafa, que tinha sido dispensado por lesão. Por isso, acho um bocado injusto isto que dizes... O Trincão é chamado depois da excelente meia época que faz em Braga, deixa de ser convocado uns meses depois quando começa a deixar de ser opção no Barça e só volta a ser chamado uma vez de recurso para substituir um lesionado. Fazes parecer que ele foi sempre convocado desde que saiu do Braga até hoje, quando não foi nada disso que aconteceu.
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Luís Duarte
Luís Duarte Equipa Principal
  • *****
  • 3471
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2276 em: 22 de Setembro de 2022, 21:46 »
Citar
Agressão a membro de staff do Feirense vale longa suspensão a Filipe Alves

23 dias de suspensão para Filipe Alves, que esteve envolvido numa grande confusão nos minutos finais da visita da UD Oliveirense a Santa Maria da Feira. O capitão da equipa orientada por Fábio Pereira foi expulso aos 90+7´ devido a agressão e vai desfalcar o conjunto de Oliveira de Azeméis nas próximas semanas. Segundo o relatório do Conselho de Disciplina da FPF, o médio agrediu com «uma estalada» o preparador físico adversário, Jorge Ramiro. O brasileiro tinha sido titular neste sete partidas que disputou na presente temporada. Recorde-se que apesar de ter estado a vencer por dois golos, a UD Oliveirense acabou derrotada na partida contra o Feirense.

Texto retirado do zerozero.pt
https://www.zerozero.pt/news.php?id=393472

Palavras para quê?  ;D
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2277 em: 22 de Setembro de 2022, 23:14 »


Tinha ideia que foi há mais tempo, mas não muda nada naquilo que disse. Rafa sabia que ia ser convocado e já sabia que não se ia apresentar e esperou por aquele dia em especifico.
Quanto ao resto estou apenas a discutir o assunto, sendo ele muito ou pouco importante, (como centenas de outros que por aqui passam) se não te agrada passas à frente, demasiado simples.

Sim dizer que passaram 2 semanas quando passaram 4 dias é a mesma coisa.
Sabia que ia ser convocado? Deve ser bruxo. Nem era convocado há um ano vê lá tu.
Fazes lá ideia quando é que ele decidiu não ir à seleção!

Não quer ir acho muito bem que não vá. Quem quiser ir, também está no seu direito como é o caso do avô Ronas (está no direito querer, ter essa vontade).
Agora falarem cá de obrigações pela pátria e sacrifícios numa indústria milionária? Onde é que isso já vai.
Para a mensagem que queria passar é completamente indiferente ser os 4 dias ou os 15 dias. Rafa não tomou a decisão nesses 4 dias, como também não a tomaria nos 15 se fosse o caso. E muito menos tomou a decisão na 2ªf de manhã.
Neste ano que passou houve 2 convocatórias e Rafa não esteve, o que me parece normal, foi uma nulidade tal como toda a equipa do Slb. (nem sei se estava lesionado em alguma dessas convocatórias)
Agora está em excelente forma e era mais que óbvio que iria regressar, não é preciso ser adivinho. Rafa sempre que esteve bem foi convocado por FS e agora não seria diferente. Tenho ideia que os clubes recebem uma pré convocatória, não que isso mude alguma coisa.
No resto concordamos numa coisa, só vai quem quer, quem não quer ir deve fazer o mesmo que Rafa.
JR1287 Equipa Principal
  • *****
  • 2930
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2278 em: 23 de Setembro de 2022, 12:18 »
Sem querer deitar mais achas à fogueira mas também sem deixar passar alguns equivocos, quero lembrar uma coisa que geralmente toda a gente esquece: ser jogador de futebol não é um direito inato; é uma actividade que carece de uma licença emitida pela FPF - que sendo uma entidade privada, pode fazer o que quiser (com algumas limitações por ter direitos que lhe são atribuídos pelo Estado por lhe ser conferida utilidade pública) - sendo que, em troca dessa licença, os jogadores assumem muitos direitos mas também deveres, ainda mais veementes no caso dos jogadores profissionais.
Ora, um dos deveres de qualquer jogador inscrito na FPF é representar as selecções (que não são nacionais, / públicas, são da entidade privada FPF) quando for convocado, a menos que seja dispensado pela própria FPF. Por isso, ao contrário do que estão a dizer, representar a selecção é mesmo um dever, não patriota ou patrioteiro mas contratual, por força da inscrição na FPF (ou noutra Federação qualquer, como é obvio). Um jogador que recuse jogar pela selecção sem o consentimento da respectiva Federação perde a licença e deixa de poder jogar futebol federado.
Portanto, jogar pela selecção é mesmo uma obrigação!
A pergunta cuja resposta me interessa não é porque quis o Rafa deixar a selecção; o que eu queria mesmo saber é porque é que a FPF deixou!!! Para beneficiar o Benfica?? Cumprindo os regulamentos, e se a FPF não pactuasse com isto, o Rafa não jogava mais futebol federado! Assim quem mais sai beneficiado é o Benfica, em comparação com todos os outros clubes.
Imaginem que a moda pega e todos os jogadores do City (por exemplo, já que são praticamente todos internacionais) renunciavam às respectivas selecções; já viram a vantagem competitiva que era para eles?? E o que padeciam as selecções? Daqui a uns anos todos fariam igual e tínhamos selecções sem profissionais... Obviamente seria ruinoso para a FIFA e para as federações nacionais, que não pidem permitir isso. Por isso, porque permitiram ao Rafa??
Por mim, ele tinha acabado a carreira profissional há 3 dias.
Luís Duarte
Luís Duarte Equipa Principal
  • *****
  • 3471
  Re: Futebol português em debate
« Responder #2279 em: 23 de Setembro de 2022, 15:04 »
Ora, um dos deveres de qualquer jogador inscrito na FPF é representar as selecções (que não são nacionais, / públicas, são da entidade privada FPF) quando for convocado, a menos que seja dispensado pela própria FPF. Por isso, ao contrário do que estão a dizer, representar a selecção é mesmo um dever, não patriota ou patrioteiro mas contratual, por força da inscrição na FPF (ou noutra Federação qualquer, como é obvio). Um jogador que recuse jogar pela selecção sem o consentimento da respectiva Federação perde a licença e deixa de poder jogar futebol federado.
Em que parte dos estatutos da FPF é que isso está?
 

Anuncios M
Anuncios M