You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Futebol português em debate
1182 Respostas
138358 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13145
  Re: Futebol português em debate
« Responder #920 em: 04 de Março de 2020, 09:51 »


Buscas no Benfica, FC Porto, Sporting, Sp. Braga

Buscas decorrem na sequências de suspeitas de crimes fiscais. Em causa estão valores relacionados com transferências de jogadores

In TVI24
Estou chocado. Só acredito quando encontrarem algo.
Desconfio que no final vai resultar que apenas detectaram um crime fiscal na transferência de um jogador do Vizela.

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Carvalhux
Carvalhux Equipa Principal
  • *****
  • 1630
  Re: Futebol português em debate
« Responder #921 em: 04 de Março de 2020, 10:15 »
Tudo bons rapazes...
Anuncios M
Anuncios M
mq23 Juvenis
  • **
  • 131
  Re: Futebol português em debate
« Responder #922 em: 04 de Março de 2020, 14:09 »
Vergonhoso ser o nome do nosso clube ao lado destes..
Infelizmente, não estou surpreendido, temos negócios que parecem muito estranhos no nosso clube.
Guerreiro03 Equipa Reservas
  • ****
  • 919
  Re: Futebol português em debate
« Responder #923 em: 04 de Março de 2020, 19:44 »
Comunicado do Ministério Público

Operação “Fora de Jogo”. Investigação na área do futebol profissional

Ao abrigo do disposto no art.º 86.º, n.º 13, al. b) do Código de Processo Penal, informa-
se:
No âmbito da designada operação “Fora de Jogo”, que corre termos no Departamento
Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e cuja investigação está a cargo da
Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), foram constituídos 47 arguidos (24 pessoas
coletivas e 23 pessoas singulares), entre os quais jogadores de futebol, agentes ou
intermediários, advogados e dirigentes desportivos.
Em causa estão suspeitas da prática de factos suscetíveis de integrarem crimes
de fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.
No inquérito investigam-se negócios do futebol profissional, efetuados a partir do
ano de 2015, e que terão envolvido atuações destinadas a evitar o pagamento das
prestações tributárias devidas ao Estado português, através da ocultação ou
alteração de valores e outros atos inerentes a esses negócios com reflexo na
determinação das mesmas prestações.
No decurso da operação foram realizadas, em 56 locais, 40 buscas domiciliárias e 31
buscas não domiciliárias, designadamente, em diversos clubes de futebol e
respetivas sociedades e 5 buscas a escritórios de advogados.
Estas diligências decorreram em vários pontos do território nacional e envolveram 11
magistrados do Ministério Público do DCIAP, 7 magistrados judiciais, 101 inspetores
Tributários e 181 militares da Unidade da Ação Fiscal da Guarda Nacional Republicana
(GNR).
A Polícia de Segurança Pública prestou também a sua colaboração.
A investigação prossegue sujeita a segredo de justiça.

Lisboa, 04 de março de 2020

O Gabinete de imprensa

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk

Anuncios V
Sérgio Gonçalves
Sérgio Gonçalves Equipa Principal
  • *****
  • 3197
  Re: Futebol português em debate
« Responder #924 em: 04 de Março de 2020, 23:49 »
Boa sorte para os arguidos.

Em Portugal, AT e Ministério Público são Inquisição... Só não levam ninguém ao Pelourinho mas são capazes de destruir a vida de uma pessoa.

Quem já teve de lidar com estes tipos que o diga.

Enviado do meu ANE-LX1 através do Tapatalk

Sócio nº 2506
Guerreiro03 Equipa Reservas
  • ****
  • 919
  Re: Futebol português em debate
« Responder #925 em: 05 de Março de 2020, 00:07 »
Segundo a SIC os Presidentes (não me recordo se falaram em todos), são arguidos , enquanto representantes das SAD.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
« Última modificação: 05 de Março de 2020, 00:16 por Guerreiro03 »
Warrior´s Path
Warrior´s Path Iniciados
  • *
  • 35
  • Guerreiro do Litoral
  Re: Futebol português em debate
« Responder #926 em: 05 de Março de 2020, 16:20 »
Já tinha mencionado noutro tópico as assistências do Boavista e continuo a achar que as médias deles este ano aumentaram face ao ano passado.
Podem adulterar o número real mas quem vê os jogos da 1a liga nota que o estádio deles em comparação com o ano passado tem mais gente, muito por culpa da medida de redução do preço dos seus bilhetes.
Não digo em todos os jogos mas existem mais pessoas noutras bancadas que geralmente estavam vazias.
Mas desculpem a sinceridade vejo aqui muita malta a menosprezar clubes que já nem são considerados como rivais como o boavista ou guimarães quando estes ate sao dos poucos que têm algumas iniciativas boas para atrair adeptos. Fazem mal em fazer estas contas arredondadas? Sim claro que é  ridículo mas ate os 3 do costume o fazem, então o benfica e o porto é à cara podre! Todos os clubes o fazem!
Basta ir ao site da liga portugal após os jogos para o comprovar.
Devia ser motivo de reflexão estas atitudes dos responsáveis dos clubes, em que por mais que tentem fazer os adeptos de parvos,eles são os que mais contribuem para o atual estado do nosso futebol.
Se os clubes mais pequenos o fazem para manter patrocínios ou marketing menos mal já que o orçamento deles é absurdo.


VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 992
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Futebol português em debate
« Responder #927 em: 05 de Março de 2020, 16:36 »
Neste momento já devem estar todos (presidentes) a ligar ao orelhas a ver se arranja um juiz mais "manso" para cada um dos respectivos processos que possam chegar.
 8) 8)
COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
Anuncios M
Anuncios M
Eskol Equipa Principal
  • *****
  • 2513
  Re: Futebol português em debate
« Responder #928 em: 12 de Março de 2020, 14:02 »
Acabou de dar no Primeiro Jornal da RTP uma entrevista com o ex-árbitro Jorge Ferreira que está a processar o Conselho de Arbitragem. Resumidamente a confirmar o que toda a gente já sabe há muito: pressões e instruções para favorecer os estarolas e castigos de descida de divisão para quem não entra no jogo.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 9853
  Re: Futebol português em debate
« Responder #929 em: 12 de Março de 2020, 16:15 »
Coronavírus: Liga suspende jogos por tempo indeterminado


A Liga decidiu suspender jogos por tempo indeterminado devido ao surto de coronavírus, que foi declarado ontem como pandemia pela Organização Mundial de Saúde.
A decisão, que tem efeitos imediatos e será alargada também aos treinos das equipas profissionais, foi tomada numa reunião ao início da tarde na sede da Liga, no Porto, que juntou presencialmente e por vídeo-conferência médicos e responsáveis de clubes profissionais que fazem parte da direção.

De referir que da direção da Liga fazem parte, além do presidente Pedro Proença, os seguintes clubes: Benfica, FC Porto, Sporting, Gil Vicente, Tondela, Mafra, Leixões e Cova da Piedade.
O organismo que tutela o futebol português antecipou inclusivamente a reunião, que tinha início marcado para as 17 horas, para as 14h30. A decisão surge na sequência da decisão da Federação Portuguesa de Futebol, que anunciou ao início da tarde a suspensão das competições não profissionais de futebol e de futsal.

Entretanto, também o Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol já pedira a suspensão da I e II Ligas, assim que a FPF tomou a decisão para as competições não profissionais.

em: www.maisfutebol.iol.pt
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13145
  Re: Futebol português em debate
« Responder #930 em: 12 de Março de 2020, 19:54 »
Plantel do Aves entra em greve por 2 meses de salários em atraso.
A direção do Aves parece extremamente preocupada com o anúncio de greve

Enviado do meu SM-J610FN através do Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Anuncios G
AMartins
AMartins Equipa Principal
  • *****
  • 2583
  Re: Futebol português em debate
« Responder #931 em: 12 de Março de 2020, 23:39 »
Acabou de dar no Primeiro Jornal da RTP uma entrevista com o ex-árbitro Jorge Ferreira que está a processar o Conselho de Arbitragem. Resumidamente a confirmar o que toda a gente já sabe há muito: pressões e instruções para favorecer os estarolas e castigos de descida de divisão para quem não entra no jogo.
A fé na justiça desportiva portuguesa (e muitas vezes a civil) já é pouca...mas pode ser que isto dê em alguma coisa. Porque árbitros a falar assim não é costume. Pode ser que apareçam outros a quem os bolsos ficaram mais vazios. Lembram-se do Marco Ferreira que tb desceu de divisão lá para 2015 de forma muito manhosa?

AS já podes voltar a falar dos árbitros homem!
Guerreiro03 Equipa Reservas
  • ****
  • 919
  Re: Futebol português em debate
« Responder #932 em: 13 de Março de 2020, 00:18 »
Quem como eu já passou pelo mundo da arbitragem sabe a " podridão" que aquilo é , como é que se processam as subidas, onde o mérito não é o mais importantes. O grande problema da arbitragem na minha opinião , nem sequer são os árbitros , é a quantidade enorme de dirigentes medíocres e no limite da ética neste setor.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk

VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 992
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Futebol português em debate
« Responder #933 em: 13 de Março de 2020, 09:22 »
Quem como eu já passou pelo mundo da arbitragem sabe a " podridão" que aquilo é , como é que se processam as subidas, onde o mérito não é o mais importantes. O grande problema da arbitragem na minha opinião , nem sequer são os árbitros , é a quantidade enorme de dirigentes medíocres e no limite da ética neste setor.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk

Era fácil de resolver.

Formação de 4 niveis para todos os dirigentes desportivos (clubes, SAD's, federaçao, liga, CA, etc.) à semelhança dos treinadores. Incluiria por ex. economia, gestão empresas, comunicação, recursos humanos, ética, etc.

Responsabilização criminal assumida no acto de tomada de posse dos cargos (com base em legislação) à semelhança de administradores e gerentes de empresas.

COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
Sérgio Gonçalves
Sérgio Gonçalves Equipa Principal
  • *****
  • 3197
  Re: Futebol português em debate
« Responder #934 em: 13 de Março de 2020, 11:01 »
Quem como eu já passou pelo mundo da arbitragem sabe a " podridão" que aquilo é , como é que se processam as subidas, onde o mérito não é o mais importantes. O grande problema da arbitragem na minha opinião , nem sequer são os árbitros , é a quantidade enorme de dirigentes medíocres e no limite da ética neste setor.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk

Era fácil de resolver.

Formação de 4 niveis para todos os dirigentes desportivos (clubes, SAD's, federaçao, liga, CA, etc.) à semelhança dos treinadores. Incluiria por ex. economia, gestão empresas, comunicação, recursos humanos, ética, etc.

Responsabilização criminal assumida no acto de tomada de posse dos cargos (com base em legislação) à semelhança de administradores e gerentes de empresas.
Isto não vai lá com formação. Isto só vai lá com EDUCAÇÃO, mas não é daquela que é dada nas escolas... É de casa, do berço.

Enviado do meu ANE-LX1 através do Tapatalk

Sócio nº 2506
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 9853
  Re: Futebol português em debate
« Responder #936 em: 14 de Março de 2020, 13:14 »
Como já não mama vem falar... dá a entender que o anterior CA, do qual mamava, é que era bom, sério e honesto e este é mau, desonesto e corrupto (Jorge Ferreira).

Depois de ver e ouvir a entrevista a um dos piores árbitros que alguma vez vi apitar - Ferreira do tasco - pergunto o que terá ele feito para o Vítor Pereira o ter mantido na I Liga durante tantos anos com classificações muito próximas dos lugares de elite?

A arbitragem continua toda minada e assim continuará até ao dia em que a PJ faça o seu trabalho, investigando desde logo os observadores e quem avalia os árbitros pois estou convencido que aí reside o princípio de tudo, o princípio da corrupção.
Cão Vadio
Cão Vadio Equipa Reservas
  • ****
  • 840
  Re: Futebol português em debate
« Responder #937 em: 14 de Março de 2020, 23:41 »
Não era preciso vir o J. Ferreira, e agora mais 3 árbitros anónimos alertar sobre o que se passa no CA, pq todo o País vê e sabe, só não vê a quem não convém. A APAF faz-me rir e quer fazer o pessoal de palhaços -”os árbitros não sentem pressão do CA”, enfim! A fazer o papel ridículo tal como a APTF em relação aos treinadores sem 4-nível. Agora é preciso é não deixar cair este importante e primordial assunto em saco roto, como fizeram com a denúncia do Marco Ferreira. Parece que agora o ministério publico já anda a investigar..!!! A ver vamos!  Posto isto, ou seja, esta Máfia toda no CA, fazia algum sentido a actitude que o A.Salvador tomou, ao saber que é tudo controlado pelos “padres”? Ou será que já previa, ou sabia da denúncia, e antecipou-se??? ::)
« Última modificação: 14 de Março de 2020, 23:43 por Cão Vadio »
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 9853
  Re: Futebol português em debate
« Responder #938 em: 16 de Março de 2020, 09:32 »
UEFA vai decidir futuro do Europeu e campeonato (UEFA)

Portugal e todas as outras Ligas europeias aguardam pela decisão da UEFA, na terça-feira, quanto ao Europeu e quanto ao desfecho do campeonato, onde estão apenas quatro cenários em cima da mesa.

A BOLA já traçara, há uns dias, todos os cenários em cima da mesa. O campeonato concluir-se, nos moldes normais, quando houvesse condições para isso; o campeão, os participantes e as descidas da Liga e subidas da Liga 2 serem encontrados através de um (vários, melhor dizendo) play-off; o campeonato não terminar e não haver campeão; ou o campeão ser quem estava em primeiro no momento em que as provas foram interrompidas. Nada mudou de há uns dias para cá. Todas as hipóteses continuam em aberto para Portugal, tal como para todos os campeonatos europeus que entretanto anunciaram a interrupção das competições. Opiniões há  muitas - em Itália fala-se em recomeçar as provas em maio, em Inglaterra há quem defenda acabar já a Premier League e entregar o título ao Liverpool -, certezas são zero. Até quando? Essa é a grande questão, sendo certo que a indecisão não se pode arrastar por muito mais tempo, tendo em conta o que está em jogo.

Segundo os dados recolhidos pelo nosso jornal ao longo do dia de ontem, a chave para terminar com a indefinição em torno do que acontecerá em Portugal (e muito provavelmente em grande parte dos países europeus) pode estar nas mãos da UEFA. A Direção do organismo que superintende o futebol do velho continente, presidido por Aleksander Ceferin, tem reunião marcada para amanhã e dela pode muito bem sair uma decisão que ajude as ligas a definirem de forma mais clara o que fazer ao que falta jogar da época. Falamos, é claro, da realização do Euro-2020 nas datas previstas (12 de junho a 12 de julho) ou do seu adiamento. Do que sair desse encontro dependerá o que cada país fará a seguir.

Falemos do caso português em concreto. A Comissão Permanente de Calendários da Liga Portugal tem reunião marcada para esta manhã - por videoconferência, respeitando portanto os cuidados que o momento exige. Benfica, FC Porto, Sporting, Gil Vicente, Mafra e Leixões (os clubes que compõem a Direção da Liga) irão conversar com Helena Pires, diretora executiva responsável pelas competições do organismo liderado por Pedro Proença. Será a primeira reunião depois de ser decretada a paragem das duas ligas profissionais. Todos os cenários de que se tem falado serão, é certo, abordados, mas ninguém deve esperar já uma conclusão sobre o que acontecerá em Portugal. Porque tal é, por enquanto, impossível.

Ainda ontem a ministra da Saúde, Marta Temido, avisou para que a linha ascendente dos infetados pelo Covid-19 dure até final de abril. Ou seja, confirmando-se a estimativa, será difícil que a vida dos portugueses, futebol e outros desportos incluídos, possa voltar ao normal. É fácil, portanto, perceber que no cenário mais otimista as competições poderiam regressar no início de maio. Ora, se a UEFA mantiver o Campeonato da Europa para as datas previstas não dará tempo para terminar campeonatos, pelo menos não nos moldes habituais. Algo que, pelo contrário, pode já ser mais exequível caso o Euro-2020 seja adiado para 2021, possibilidade de que se tem falado nos últimos dias.

Há, ainda, a possibilidade - e há muita gente a fazer força nesse sentido - para que seja a UEFA a decidir o que acontecerá, de uma forma global, aos vários campeonatos, em vez de cada país tomar a sua decisão, de forma isolada, o que levantará, sempre, resistência por parte dos clubes, dificultando a aceitação de uma posição, qualquer que seja. Por outras palavras: se for a UEFA a decidir... nada a fazer.

Percebe-se, portanto, as razões por que a Liga Portugal, e muitas das principais ligas europeias, ainda não tomaram qualquer decisão quanto ao futuro imediato. O que acontecerá ao Europeu deste ano irá determinar, pois, o que irá acontecer nas competições domésticas. Depois de a UEFA tomar uma decisão, seguir-se-ão as decisões das ligas - onde se inclui a portuguesa. E acabamos como começámos: todos os cenários continuam em cima da mesa. Dizer mais do que isso, neste momento, seria irresponsável.

em: https://www.abola.pt/nnh/2020-...do-europeu-e-campeonato/834060
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 13145
  Re: Futebol português em debate
« Responder #939 em: 16 de Março de 2020, 14:44 »
Os padres querem que o campeão seja o lider da 17ª jornada. Pois
Quem não sente não é filho de boa gente.
 

Anuncios M
Anuncios M