Quantcast
UEFA Europa Conference League
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
UEFA Europa Conference League
142 Respostas
23717 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2981
  • Sempre presentes!!!
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #140 em: 05 de Agosto de 2022, 14:00 »
A verdadeira valia do tugão ficou provada esta semana, nem contra equipas de Ligas de terceiro plano europeu como são a Croata e a Letã as nossas equipas se superiorizam.

Vamos para 7º lugar e mesmo podendo ser polémico digo ainda bem!

Podemos na maior parte das vezes perder o lugar de LE para o de Conference mas vai acabar a mama para um ou até talvez dois estarolas e pelo menos isso equilibrará mais a nossa luta interna.
Dizeres que o Gil não se superiorizou ao Riga é falso... O Gil foi superior, na segunda parte então encostou-os atrás, bem encostadinhos. Para uma equipa sem 5 dos titulares da época passada, a fazer o seu primeiro jogo oficial contra uma equipa que leva quase 30, empatar fora e a dominar o jogo como dominou, não é de todo um mau indício. Não será fácil certamente, seja quem for o adversário na eliminatória seguinte, mas não dou o Gil como eliminado, acho que podem chegar à fase de grupos.

Quanto ao resto, o nosso problema é os nossos clubes médios não terem arcaboiço para manter a base da equipa. Fazem uma boa época em que atingem a Europa e são inevitavelmente depenados, tendo de construir uma equipa de base. E é compreensível que o façam, porque têm os seus jogadores valorizados e precisam do dinheiro. E não falo só dos Gil Vicentes, Paços de Ferreira, Santas Claras e assim, falo também dos manolos, que não conseguem dois apuramentos europeus seguidos desde 97/98... E sem essa estabilidade, claro que não conseguem ter resultados lá fora, porque quando jogam na Europa, já deixaram de ser a 5ª ou a 6ª melhor equipa cá, já só são a 9ª ou 10ª melhor equipa. Eu tenho a esperança que seja a centralização dos direitos televisivos a trazer essa estabilidade, mas temos de esperar para ver.

Ainda em relação a esta Conference League, também tem faltado alguma sorte a Portugal... O Paços na época passada leva com o Tottenham e ainda lhes ganhou um jogo, não passou nenhuma vergonha. O Santa Clara foi superior ao Partizan na eliminatória, tendo azar na maneira como foi eliminado. E os próprios manolos esta época tiveram azar no sorteio desta e da próxima eliminatória. Atrevo-me a dizer que é mais fácil o caminho do Benfica para a Champions do que o do Vitória para a Conference... Eu até acho que, no geral, os play-off da Conference têm tanta ou mais qualidade que os da Liga Europa. Posto isto, o caminho será sempre difícil, mas pensando a nível nacional, um dia destes vai lá parar o Braga ou um dos estarolas e a probabilidade de fazer pontos aumenta bastante, porque se o caminho para lá chegar é quase tão complicado como o da Liga Europa, uma vez lá dentro a qualidade dos adversários é bastante inferior.
A primeira parte o Riga teve o jogo a seu belo prazer e se o Gil podia ter ganho com falhanços escandalosos na segunda parte o Riga podia ter perfeitamente antes do 1-1 ter chegado ao 2-0. Pode-se dizer que para uns é o primeiro jogo e para outros meio da época mas estamos a falar de uma equipa com metade do valor do plantel do Gil (segundo o TM) de um campeonato completamente banal onde deve provavelmente haver equipas semi profissionais.

O Tugão é uma liga fraca, pouco competitiva e cada vez mais desequilibrada em favor dos mesmos a quem não interessa mudar o rumo das coisas, pelo menos até como eu disse anteriormente a "mama" da LC der para os 3, o que já não será para muito mais tempo. Espero que sinceramente a centralização ajude um pouco nesta questão mas não me parece de todo suficiente.
O jogo a seu belo prazer? O Gil, apesar de praticamente inofensivo na primeira parte, teve mais bola e mais controlo posicional, sendo que o Riga tem 2 ou 3 lances de perigo e mais nada. A grande diferença na primeira parte foi de ritmo, o que é perfeitamente normal entre uma equipa que tem 30 jogos na época e outra que está no seu 1º jogo. Assim que o Gil entrou no ritmo dum jogo a sério, passou a jogar a maior parte do tempo no meio-campo adversário, criando várias oportunidades para marcar e ganhar o jogo. Neste contexto, é muito mais importante o ritmo competitivo do que o valor de mercado, não tenhas dúvidas! Ou o campeonato sueco era melhor que o português porque o Elfsborg eliminou a equipa que nesse ano acabou em 2º em Portugal? Ou qual era o valor de mercado do Zorya há uns anos?

Eu acho uma piada a estes raciocínios... Se o tugão é fraco porque o Gil não conseguiu ganhar na Letónia, o que dizer da Premier quando a equipa que acabou em 4º nesta época veio cá perder 1-0 com o nosso 11º classificado? Ou o que dizer do campeonato francês que viu o seu 3º classificado a ser completamente inferior em ambos os jogos duma eliminatória contra o 4º português? Felizmente o futebol não é matemática, e é por isso que é tão bonito...

Quanto à liga portuguesa ser pouco competitiva, não podia estar mais em desacordo... É uma liga (muito) desequilibrada, mas está longe de ser pouco competitiva. Aliás, a única equipa para quem o campeonato tem sido pouco competitivo é mesmo o Braga. Acima de nós temos uma competitiva luta a 3, e abaixo de nós outra competitiva luta a 14. Uma diferença entre o 7º classificado e o último de apenas 14 pontos, manutenção geralmente decidida apenas na última jornada, enquanto nos principais campeonatos há sempre 1 ou 2 equipas condenadas bem mais cedo. E ainda temos 3 candidatos ao título, coisa que nas grandes ligas só tem paralelo em Espanha. O grande problema está no desequilíbrio entre os 3 primeiros e os outros, não na competitividade...

Eu às vezes não sei é se nós (falando dos adeptos do Braga) queremos ser parte da solução ou passar a ser parte do problema... Quando vejo gente aqui a defender que devia ser obrigatório o Braga ganhar os 14 jogos em casa aos não estarolas, pergunto: que competitividade querem, então? Das duas uma: ou queremos competitividade e um nivelamento por cima, ou queremos ganhar os jogos quase todos e passar a ser o 4º estarola, as duas coisas não são compatíveis...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Chiquitilha Juniores
  • ***
  • 323
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #141 em: 05 de Agosto de 2022, 15:58 »
"...Espero que sinceramente a centralização ajude um pouco nesta questão mas não me parece de todo suficiente."

   Aproveito esta frase do forista SEMPRESCB para dar a minha opinião sobre estra treta da centralização dos direitos de transmissão dos jogos da Liga portuguesa.
   Vamos esperar sentados. Num pais dominado por interesses mais ou menos obscuros, "panelinhas", jeitinhos, todos com telhados de vidro e, com os 3 eucaliptos a receberem o que recebem, acham mesmo que eles vão passar a receber menos para que os outros recebam mais?
   Ninguém que ir de cavalo para burro.
   E vamos vender os jogos a quêm? Aos PALOP? Às Tv's regionais das comunidades Portuguesas pelo mundo? Quais jogos? Os dos 3 estarolas (que com isso era mais uma forma desses 3 exigirem ainda mais dinheiro), ou um Arouca vs Casa Pia?
   Na "estranja" é assim. A sério? Sabem por acaso como nasceu a centralização dos direitos na Inglaterra por exemplo?
   Meus caros, receber mais dinheiro não é o primeiro problema. O problema é que até podemos receber mais do que recebemos agora, mas a diferença para os porquinhos será ainda maior. Estes vão acabar ppr receber mais ainda e o fosso irá ser ainda maior. Poderemos passar a pagar 1 ou dois milhões a um jogador (liquido), mas os pinheiros vão passar a pagar 5 ou 6.
   Sou contra a centralização? Não! Mas, não acredito, neste país, que consigamos ser justos, independentes e com processos imersos em lisira fora de qualquer suspeita.
Anuncios M
Anuncios M
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 2981
  • Sempre presentes!!!
  Re: UEFA Europa Conference League
« Responder #142 em: 05 de Agosto de 2022, 17:26 »
"...Espero que sinceramente a centralização ajude um pouco nesta questão mas não me parece de todo suficiente."

   Aproveito esta frase do forista SEMPRESCB para dar a minha opinião sobre estra treta da centralização dos direitos de transmissão dos jogos da Liga portuguesa.
   Vamos esperar sentados. Num pais dominado por interesses mais ou menos obscuros, "panelinhas", jeitinhos, todos com telhados de vidro e, com os 3 eucaliptos a receberem o que recebem, acham mesmo que eles vão passar a receber menos para que os outros recebam mais?
   Ninguém que ir de cavalo para burro.
   E vamos vender os jogos a quêm? Aos PALOP? Às Tv's regionais das comunidades Portuguesas pelo mundo? Quais jogos? Os dos 3 estarolas (que com isso era mais uma forma desses 3 exigirem ainda mais dinheiro), ou um Arouca vs Casa Pia?
   Na "estranja" é assim. A sério? Sabem por acaso como nasceu a centralização dos direitos na Inglaterra por exemplo?
   Meus caros, receber mais dinheiro não é o primeiro problema. O problema é que até podemos receber mais do que recebemos agora, mas a diferença para os porquinhos será ainda maior. Estes vão acabar ppr receber mais ainda e o fosso irá ser ainda maior. Poderemos passar a pagar 1 ou dois milhões a um jogador (liquido), mas os pinheiros vão passar a pagar 5 ou 6.
   Sou contra a centralização? Não! Mas, não acredito, neste país, que consigamos ser justos, independentes e com processos imersos em lisira fora de qualquer suspeita.

O que tu estás a descrever não é uma centralização dos direitos televisivos. A centralização tem percentagens fixadas que garantem que a diferença diminui. Tu podes dizer que não acreditas que a centralização seja posta em prática, mas não digas que a centralização significa aumentar o fosso, quando o único objetivo da centralização é precisamente diminuir as diferenças.

Quanto aos estarolas serem contra, é óbvio que eles irão resistir um bocado e tentarão esticar a corda ao máximo, mas eles próprios sabem que, a longo prazo, isto é benéfico para todos.

Em relação aos jogos que vais vender, precisamente pela venda ser centralizada é que isso passa a ser indiferente, porque pouco importa em que jogos os compradores estarão interessados, terão de comprar o pacote inteiro... Se são os jogos dos estarolas que geram mais interesse? Obviamente, tal como aqui há mais gente a ver um Liverpool - Burnley do que um Bournemouth - Crystal Palace, e não é por isso que os direitos ingleses deixam de ser centralizados... Ou achas que um Bournemouth - Crystal Palace tem a mesma procura no resto do mundo dum jogo do Liverpool, City, United, Chelsea ou Arsenal? Obviamente não tem, mas por isso que se centraliza e se vende o pacote todo, distribuindo o dinheiro pelas várias equipas, premiando numa percentagem as que melhores resultados conseguem. Porque o raciocínio aqui é muito simples e básico: para haver jogos dos estarolas, eles precisam de adversários. E percebendo o quão essenciais são os adversários, há que os recompensar... Porque ainda que o interesse maior do mercado seja nos estarolas, o interesse não é em jogos de sentido único e de anti-jogo, e se queremos um jogo melhor, uma das equipas precisa de ser dotada de mais recursos. É este o raciocínio... Porque da mesma maneira que aqui há mais interesse num Bayern - Leverkusen do que num Bayern - Greuther Furth ou num Barcelona - Sevilha do que num Barcelona - Cádiz, o interesse de fora também será tanto maior quanto maior for a capacidade do adversário. E não é preciso ser um génio para perceber isto...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
 

Anuncios M
Anuncios M