You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
1091 Respostas
103775 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
joelvm

joelvm Equipa Principal

  • *****
  • 1056
  • We are SCBraga!!!
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1080 em: 11 de Outubro de 2018, 11:09 »
Fazes um asneira e compras um carro por 30k por 150k, de repente o teu carro começa a pedir manutenções de 10k, arranjas ou compras um novo de 30k?
Todas as estruturas precisam de manutenção. Uma super estrutura muito mais. Então se for algo inovador.
No estádio da luz tb voaram placas e não pediram a demolição. Não são burros. Em aveiro ou leiria só demagogos podem afirmar isso.

Podias comprar um renault por 30k ou um prototipo tesla por 150k (mas fingem que vai custar 75k pra enganar o cliente).
Agora tens de gastar 1k (com negociatas talvez 2) e dizes que preferes pagar mais umas dezenas de milhões pra mandar abaixo (a demolição não é barata) e outros 30k ou 40k para fazer o tal renault.

Se fosse no Qatar até era possível.

O gajo que comprou o tesla ainda foi re eleito por isso é porque a malta gostou.

Comparar cair umas placas, com o que se passa aqui ....
Para mim é simples, se a médio prazo a manutenção / obras der para construir um novo, então faça-se um novo.
Porque não consigo ver uma vantagem que seja em manter este.
Eu sei quem nunca votou nem nele, nem no artista que veio a seguir
RIKYSCB

RIKYSCB Equipa Reservas

  • ****
  • 976
  • BRAGA - CIDADE DAS CONQVISTAS
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1081 em: 13 de Outubro de 2018, 19:34 »
Mais uma embrulhada agora com o parque de estacionamento da bancada Poente,  falta de segurança em caso de incêndio.

Um estádio aprovado pela UEFA em 2004, nas competições europeias quases todos os anos e agora ao fim de 14 anos descobriram falhas de segurança http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/protecao-civil-sela-parque-de-estacionamento-do-sp-de-braga

Este estádio só trás problemas, Souto Moura e Mesquita Machado nunca pensaram nos utilizadores, agora nós pagamos pelas as asneiras. é por isso que nunca temos melhores assistências  :-[ :-[
Força Braga - Com raça e atitude é meio caminho para ganhar os jogos!!
Kwanza99

Kwanza99 Equipa B

  • *
  • 1
  • Os Kwanzas do Dyego
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1082 em: 16 de Outubro de 2018, 13:43 »
É assim tão complicado? Link Externo
Zauuu ⚔️🔴⚪️
rpo.castro

rpo.castro Equipa Principal

  • *****
  • 10035
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1083 em: 16 de Outubro de 2018, 17:02 »
A final four da Liga das Nações (com 4 jogos) será disputada num dos 3 países que se candidataram: Portugal, Itália oi Polónia. Estando todos no mesmo grupo, será o vencedor, sendo que Portugal está em posição priveligiada.

A UEFA exige 2 estádios com mais de 30.000 lugares separados por menos de 150 km pelo que impossibilita Lisboa e Porto conjuntamente. Logo ou teremos os 2 estádios de Lisboa ou o Dragão juntamente com 1 de 3: Bessa, EMB ou o estádio de 1€ de lá das Taipas.

Atendendo ao ruído e fumaça que vem sendo lançado pelo dono do EMB, parece me que esta hipótese de retirar mais algum proveito fica logo morta à nascença.

PS: o estádio do lado de lá da fronteira não foi também um negócio altamente prejudicial para as contas municipais? Não me lembro de ouvir 1 presidente a queixar se...
Quem não sente não é filho de boa gente.

Observador Juniores

  • ***
  • 537
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1084 em: 16 de Outubro de 2018, 17:16 »
A final four da Liga das Nações (com 4 jogos) será disputada num dos 3 países que se candidataram: Portugal, Itália oi Polónia. Estando todos no mesmo grupo, será o vencedor, sendo que Portugal está em posição priveligiada.

A UEFA exige 2 estádios com mais de 30.000 lugares separados por menos de 150 km pelo que impossibilita Lisboa e Porto conjuntamente. Logo ou teremos os 2 estádios de Lisboa ou o Dragão juntamente com 1 de 3: Bessa, EMB ou o estádio de 1€ de lá das Taipas.

Atendendo ao ruído e fumaça que vem sendo lançado pelo dono do EMB, parece me que esta hipótese de retirar mais algum proveito fica logo morta à nascença.

PS: o estádio do lado de lá da fronteira não foi também um negócio altamente prejudicial para as contas municipais? Não me lembro de ouvir 1 presidente a queixar se...

E em caso de a competição ser disputada cá, vão receber cerca de 2.5 Milhões para obras de pequenas remodelações no estádio, ou seja vão poder atualizar o estádio de borla.

Em Braga temos o clube abrir as portas da cidade desportiva para as camadas jovens da federação (estão sempre cá metidos) e um presidente da autarquia a dizer que tem uma bancada em risco de cair....

Tiros e mais tiros nos pés .....
Enorme_Guerreiro

Enorme_Guerreiro Equipa Principal

  • *****
  • 1296
  • Sempre presentes!!!
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1085 em: 16 de Outubro de 2018, 17:36 »
A final four da Liga das Nações (com 4 jogos) será disputada num dos 3 países que se candidataram: Portugal, Itália oi Polónia. Estando todos no mesmo grupo, será o vencedor, sendo que Portugal está em posição priveligiada.

A UEFA exige 2 estádios com mais de 30.000 lugares separados por menos de 150 km pelo que impossibilita Lisboa e Porto conjuntamente. Logo ou teremos os 2 estádios de Lisboa ou o Dragão juntamente com 1 de 3: Bessa, EMB ou o estádio de 1€ de lá das Taipas.

Atendendo ao ruído e fumaça que vem sendo lançado pelo dono do EMB, parece me que esta hipótese de retirar mais algum proveito fica logo morta à nascença.

PS: o estádio do lado de lá da fronteira não foi também um negócio altamente prejudicial para as contas municipais? Não me lembro de ouvir 1 presidente a queixar se...

Segundo as notícias que vi hoje, será mesmo uma final-four em território ibérico (a confirmar-se o 1º lugar de Portugal, que me parece bastante provável), com uma meia-final e final no dragão e a outra meia-final em terras manolas...

https://www.abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/754668
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Eskol

Eskol Equipa Principal

  • *****
  • 2076
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1086 em: 16 de Outubro de 2018, 17:39 »
Em relação ao Bessa e aos nossos vizinhos, nao tenho grandes duvidas que a Federação nos escolheria a nós.
Relvado sempre bom, estádio diferente e bonito para inglês ver e a Cidade Desportiva ao lado com condições excelentes para Seleções e vedetas treinarem se necessário.

Agora, não brinquemos. Quando chegar a altura a Federação vai mandar para a UEFA os estádios dos dois estarolas de Lisboa e nem vai pensar duas vezes.


EDIT: Afinal saíram-me as previsões todas ao lado :D
« Última modificação: 16 de Outubro de 2018, 17:43 por Eskol »
rpo.castro

rpo.castro Equipa Principal

  • *****
  • 10035
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1087 em: 16 de Outubro de 2018, 19:08 »
Em relação ao Bessa e aos nossos vizinhos, nao tenho grandes duvidas que a Federação nos escolheria a nós.
Relvado sempre bom, estádio diferente e bonito para inglês ver e a Cidade Desportiva ao lado com condições excelentes para Seleções e vedetas treinarem se necessário.

Agora, não brinquemos. Quando chegar a altura a Federação vai mandar para a UEFA os estádios dos dois estarolas de Lisboa e nem vai pensar duas vezes.


EDIT: Afinal saíram-me as previsões todas ao lado :D
É o que dá terem o aeroporto já acima dos limites (0 slots livres) com os voos desviados do Sá Carneiro.

A santa aliança vitós-metralha mais o sentimento anti Braga fazem o resto.

Mas com uma bancada a "cair" se calhar nem o Felgueiras podia jogar cá e tínhamos de ir pra Coimbra
Quem não sente não é filho de boa gente.

PAF Equipa Principal

  • *****
  • 3866
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1088 em: 16 de Outubro de 2018, 23:11 »
A final four da Liga das Nações (com 4 jogos) será disputada num dos 3 países que se candidataram: Portugal, Itália oi Polónia. Estando todos no mesmo grupo, será o vencedor, sendo que Portugal está em posição priveligiada.

A UEFA exige 2 estádios com mais de 30.000 lugares separados por menos de 150 km pelo que impossibilita Lisboa e Porto conjuntamente. Logo ou teremos os 2 estádios de Lisboa ou o Dragão juntamente com 1 de 3: Bessa, EMB ou o estádio de 1€ de lá das Taipas.

Atendendo ao ruído e fumaça que vem sendo lançado pelo dono do EMB, parece me que esta hipótese de retirar mais algum proveito fica logo morta à nascença.

PS: o estádio do lado de lá da fronteira não foi também um negócio altamente prejudicial para as contas municipais? Não me lembro de ouvir 1 presidente a queixar se...
Comparar o negócio do estádio do Guimarães com o do Braga é como alguém dizer que ganhou a lotaria quando ganhou a terminação, ou seja não tem comparação possível, infelizmente para mal dos contribuintes cá da terra que durante mais de 30 anos vão pagar bem caro esta aberração. Desde o custo, execução, e acabando na gestão do mesmo um é um roubo que deveria ter gente na prisão, o outro embora tenha custado muito ao estado, é um exemplo do que deveríamos ter feito, e fizemos o oposto, o nosso daria para fazer 5iguais aquele, o assunto ficou arrumado há anos desde logo com a entrega ao clube do estádio (convém referir que já era do clube antes). Embora muita gente estranhamente não perceba, o estádio é um problema grave para a cidade e vai-o ser ainda por muitos anos, nunca vai sair da ordem do dia, infelizmente.
Quanto à fase final, não faria sentido vir para Braga, já temos a final four da taça da liga por mais 2 anos. Não faz sentido a cidade investir mais em futebol. Ou acham que estes eventos vêm cá parar de borla?
Provavelmente alguma seleção ainda vem parar à academia e o clube até ganhe com isso.
rpo.castro

rpo.castro Equipa Principal

  • *****
  • 10035
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1089 em: 17 de Outubro de 2018, 09:34 »
A final four da Liga das Nações (com 4 jogos) será disputada num dos 3 países que se candidataram: Portugal, Itália oi Polónia. Estando todos no mesmo grupo, será o vencedor, sendo que Portugal está em posição priveligiada.

A UEFA exige 2 estádios com mais de 30.000 lugares separados por menos de 150 km pelo que impossibilita Lisboa e Porto conjuntamente. Logo ou teremos os 2 estádios de Lisboa ou o Dragão juntamente com 1 de 3: Bessa, EMB ou o estádio de 1€ de lá das Taipas.

Atendendo ao ruído e fumaça que vem sendo lançado pelo dono do EMB, parece me que esta hipótese de retirar mais algum proveito fica logo morta à nascença.

PS: o estádio do lado de lá da fronteira não foi também um negócio altamente prejudicial para as contas municipais? Não me lembro de ouvir 1 presidente a queixar se...
Comparar o negócio do estádio do Guimarães com o do Braga é como alguém dizer que ganhou a lotaria quando ganhou a terminação, ou seja não tem comparação possível, infelizmente para mal dos contribuintes cá da terra que durante mais de 30 anos vão pagar bem caro esta aberração. Desde o custo, execução, e acabando na gestão do mesmo um é um roubo que deveria ter gente na prisão, o outro embora tenha custado muito ao estado, é um exemplo do que deveríamos ter feito, e fizemos o oposto, o nosso daria para fazer 5iguais aquele, o assunto ficou arrumado há anos desde logo com a entrega ao clube do estádio (convém referir que já era do clube antes). Embora muita gente estranhamente não perceba, o estádio é um problema grave para a cidade e vai-o ser ainda por muitos anos, nunca vai sair da ordem do dia, infelizmente.
Quanto à fase final, não faria sentido vir para Braga, já temos a final four da taça da liga por mais 2 anos. Não faz sentido a cidade investir mais em futebol. Ou acham que estes eventos vêm cá parar de borla?
Provavelmente alguma seleção ainda vem parar à academia e o clube até ganhe com isso.
Não conheço o processo do estádio do Guimarães, ninguém fala ou falou sobre isso mas foram os munícipes a suportar 30 40 ou 50 milhões assim como Aveiro Leiria coimbra ou algarve.

Os custos de organização são totalmente suportados pela UEFA, pelo menos nesta edição é o que está definido. Houve um forista que referiu que haverá uma verba para melhoramentos.

Temos a taça da liga por isso não faz sentido ter mais eventos. Só com 3 taças da liga já fica o estádio pago. Não vale a pena fazer mais nada. Depois eram mais turistas a chatear no centro da cidade. Una chatice.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Diogo-scb

Diogo-scb Equipa Principal

  • *****
  • 2923
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1090 em: 19 de Outubro de 2018, 15:14 »
https://www.theguardian.com/football/2018/oct/19/what-makes-a-great-football-stadium


Artigo muito interessante, em que o nosso estádio é referido apenas sumariamente mas em que são descritos muitos dos seus problemas (por exemplo, a falta de identificação das pessoas com o local como no London Stadium e a sua estapafúrdia localização dentro da cidade - fora dela, neste caso - como o Delle Alpi, demolido 18 anos após ser construído).
Mais Norte

Mais Norte Equipa Principal

  • *****
  • 2684
  Re: Que fazer para ter um EMB "à maneira"?
« Responder #1091 em: 19 de Outubro de 2018, 17:05 »
O mal está feito, o irremediável não tem remédio. Há que encontrar forma de minimizar os erros cometidos.

Prefiro comparar o caso do Estádio do Braga com o do Guimarães utilizando outra alegoria, ou seja, enterrar um tipo vivo a um metro de profundidade acaba por ser a mesma coisa que fazê-lo a cinco metros. Morre de qualquer jeito. Por outras palavras, é o contribuinte que paga.

No caso de Braga, uma obra megalómana, pagamos para um imóvel que é propriedade do Município; no de Guimarães, pagam os munícipes para um edifício que é propriedade de um Clube (cerca de 30 M€), à mistura com um imbróglio “interessante” sobre a parte dos subsídios a fundo perdido que deram muita água pela barba, com Pimenta Machado e António Magalhães, então presidente da CM, a acusarem-se mutuamente. Não vale a pena ir buscar casos defuntos.

Saliente-se que isto aconteceu após uma outra “venda por preço simbólico, leia-se oferta” do mesmo estádio ao VSC, ocorrida em 1 990/91, ou seja, o estádio foi dado ao Clube pela Câmara por DUAS VEZES, caso único no mundo. O VSC não gastou um “tusto” ou, se gastou, foram “peanuts” face à dimensão dos presentes recebidos.

Num e noutro caso foram contraídos empréstimos pelos Municípios que, evidentemente, passaram a ser da sua responsabilidade. Lá como cá as CM´s tiveram os custos e são os Clubes que usufruem dos espaços, embora só um seja proprietário do estádio.