You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios
Cidade Desportiva do SC Braga
1263 Respostas
184006 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 794
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1220 em: 17 de Julho de 2019, 11:20 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

 
COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
HenDua
HenDua Equipa Principal
  • *****
  • 1443
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1221 em: 17 de Julho de 2019, 11:38 »
Passo a aprofundar a minha receptividade à construção de um colégio:

1 - Eu estudei muitos anos no Colégio Dom Diogo de Sousa, onde há alunos internos no colégio, e alunos que são internos do seminário. Esses alunos, internos, tinham uma união fantástica, grande companheirismo e amizade. Eram uma família. Por isso ter jogadores do Braga, internos e externos, que estudam na mesma escola, treinam juntos etc, traz algo fantástico.
No meu tempo, os alunos internos apesar de serem como irmãos, conviviam naturalmente com outros alunos, por isso acho que num colégio para 1000 alunos a questão da diversidade de pessoas estará salvaguardada.

2 - Sou da geração de 90, acabei o ensino secundário no Externato Carvalho Araújo nos primeiros anos das actuais instalações. Já nessa altura havia muitos jogadores do Braga lá a estudar, por isso conheci muitos dos jogadores que passaram pela formação do Braga e hoje tem entre 26 e 31 anos. Havia uma amizade e companheirismo muito maior entre esses miúdos que treinavam e jogavam juntos do que com os outros.

3 - Vi muitos miúdos com bom potencial a perderem-se. Sem falar em nomes, mas pelas idades poderão perceber alguns dos que falo. Entre fumar, sair à noite, má alimentação falta de disciplina no geral que compromete sempre o desenvolvimento de um atleta, tenho a certeza que se houvesse outro tipo de acompanhamento mais próximo, como por exemplo o que existe hoje na academia e que poderá ser complementado com o que existe num colégio, estaremos a formar miúdos mais disciplinados e com maior margem para potenciar as suas qualidades humanas e como jogadores.

4 - Se for criada uma equipa pedagógica e docente competente o colégio será uma referência para todos os jovens, atletas ou não. O que vai rentabilizar o investimento e estaremos a formar mais e melhores jovens braguistas. Assim se cria uma identidade, uma mística.

5 - Salvo certas excepções, numa escola pública um miúdo terá sempre mais liberdade para desencaminhar e ser desencaminhado. É inegável que há muitos mais alunos problemáticos no ensino público. As más companhias podem afastar um jovem jogador promissor de uma grande carreira. À partida, num colégio, para além de um acompanhamento mais próximo do corpo docente e pedagógico, as maças podres são expulsas, protegendo assim o resto da colheita.

6 - Os 1000 alunos obviamente não seriam todos atletas. Atletas vamos supor que são 200 (contas à merceeiro), os outros 800 vão permitir a rentabilização do projecto. Seria interessante haver desconto da mensalidade a jovens e carregados de educação sócios, com uma percentagem de desconto igual ao número de anos de sócio (exemplo, sócio à 5 anos 5% de desconto; à 25 anos, 25% de desconto; e por ai fora) o que seria mais uma ferramenta para fidelizar sócios e incutir o braguismo.

7 - As deslocações entre academia-escolas-academia, para além de terem vários custos associados, são sempre mais desgastantes para os miúdos do que se tiver tudo concentrado no mesmo local, na Cidade Desportiva.

8 - A questão que o RPO.CASTRO levantou de isto parecer quase regime militar, ele dá uma conotação negativa, eu acho que pode ser positivo. Nenhum dos modelos é perfeito. O colégio tem as suas vantagens e desvantagens; o modelo actual também terá as suas vantagens e desvantagens. Só que com um colégio estaremos a dar mais uma opção de escolha aos atletas e encarregados de educação. Querem continuar na escola pública ou noutro colégio, tudo bem. Querem optar pelo colégio da Cidade Desportiva, tudo bem também. É só mais uma regalia e um serviço que pomos ao dispor dos atletas e dos encarregados de educação,

9 - Mil alunos poderá ser ambicioso. Numa primeira fase poderá construir-se apenas um polo, para menos alunos, mas pensado de forma a aumentar-se a capacidade de acolher mais alunos do 5º ao 12º ano.
« Última modificação: 17 de Julho de 2019, 11:42 por HenDua »
HenDua
HenDua Equipa Principal
  • *****
  • 1443
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1222 em: 17 de Julho de 2019, 11:49 »
Já li aqui 3 ou 4 vezes "ensino de qualidade". Qual é a garantia de que o ensino vai ser de qualidade e vai ser melhor do que o existente? É o SCB uma entidade reconhecida por ter vários estabelecimentos de ensino de referência?
"Colocaria lá o meu filho". Porquê? Só porque "é da SCB SAD"? Será melhor do que os estabelecimentos existentes na cidade? E dito isto sem saber quanto irão cobrar?

Amigo rpo.castro, eu até partilho da grande parte das suas opiniões, mas neste caso o amigo está a ver o copo meio vazio.

A garantia de um ensino de qualidade é a mesma que garantia que pode dar o Colégio D. Diogo de Sousa; ou o Colégio João Paulo II; ou a escola Carlos Amarante e por ai fora. A equipa docente,o quadro pedagógico, o modelo de ensino etc é que garantem a qualidade. Claro que não podemos atestar já o selo de qualidade quando ainda nem sequer assentaram o primeiro tijolo. Dai o SE for uma instituição com ensino de qualidade. E SE oferecer um ensino de qualidade e SE a mensalidade for ajustada, eu não me importaria de ter lá o meu filho seja o colégio gerido pelo Braga ou concessionado a alguém ou algum grupo.

Quanto à restante parte do teu comentário que não citei, respondi a algumas questões no meu comentário anterior a este.
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 1849
  • Sempre presentes!!!
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1223 em: 17 de Julho de 2019, 12:01 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

A formação demora a dar frutos... A cidade desportiva tem 2 anos, não é em 2 anos que se recolhem frutos, como é óbvio... Quem acha que sim, não percebe muito disto.
Ainda assim, temos Tiago Sá, Xadas (chegou apenas nos juniores, mas conta como formado no clube pelas regras da UEFA) e Trincão a serem apostas na equipa principal, e certamente nos próximos 3/4 anos teremos mais exemplos. O Jordão não é da nossa formação (só cá esteve uma época).

A formação do Braga tornou-se séria há 2 anos, é preciso dar tempo para se avaliar se de facto o trabalho está a ser bem feito. Quanto aos jogadores serem lançados ou não, depende muito do treinador que estiver à frente da equipa (se for um JJ ou um Sérgio Conceição é uma coisa, se for um Paulo Bento ou um Bruno Lage é outra) e depende muito da qualidade individual e do aproveitamento das oportunidades. Temos já alguns jogadores promissores na formação (Schurrle, Berna, Buta, Yan, todos com 16/17 anos, David Veiga, Rogério, Baldé, Carmo, Moura, Vítor, Rodrigo, estes já com 19/20 anos), agora é preciso ver como evoluem, se correspondem à expectativa, e depois sim, serem lançados na equipa principal. Mas não podemos esperar um "Ronaldo" por ano...
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Gverreiro99 Juvenis
  • **
  • 129
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1224 em: 17 de Julho de 2019, 12:21 »
O Custódio é o novo treinador de Sub-17, já está disponível na NEXT a entrevista.
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 11828
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1225 em: 17 de Julho de 2019, 14:33 »
Caro Hendua

Todas as opções têm prós e contras, e claro muitos "ses."

A minha primeira questão é mesmo o SCB (ou SAD) que se dedica à prática desportiva querer entrar por uma vertente que não tem nada a ver, e é bastante complexa. Os colégios mencionados têm por trás uma estrutura e uma experiência. Não é por acaso que quase todos estão ligados à igreja (em Braga está quase tudo), porque desde longos séculos eram quem detinham o ensino. Outros colégios pertencem a redes com vastos anos de experiência. Claro que tiveram de começar nalgum lado, e são as pessoas que fazem o sucesso.
Mas qual o interesse e vantagem de o SCB, que não absolutamente ninguém vocacionado, dedicar-se a essa área? Todos os profissionais teriam de ser contratados (avaliados por quem?) incluindo quem vai criar os currículos e orientações. Vai contratar os melhores do mercado pagando para isso? Quantos anos vai demorar até ter tudo a funcionar após período experimental? Quanto custará ter esse corpo de qualidade? E quanto conseguirá de rentabilidade? Serão os custos logísticos assim tão elevados? Serão sequer superiores aos benefícios económicos que se possa vir a ter?
Se o problema do Braga fossem viaturas, iria montar uma fábrica de automóveis (com venda ao exterior)? Iria contratar os melhores do mercado para assegurar qualidade? Aí a questão nem se colocaria. Mas quando se fala na educação e formação de pessoas, que é algo mais marcante já se avança assim de olhos fechados?

É que no nosso clube não tenho visto projecto nem plano nenhum. Ninguém faz contas. Ninguém sabe quanto custa o presente, quanto custa o investimento, quanto de manutenção nem os benefícios. Salvador quer, um homem sonha um placar bonito, e uma obra nasce (semelhanças entre o apresentado e o resultado são meras coincidências, o valor final idem).

A Cidade Desportiva era uma necessidade? Claro que sim, isso via-se a olhos vistos. Mas mesmo esse processo como foi? Desde o que foi avançado até agora? E os terrenos, as fases, os pavilhões. Tudo ao sabor do vendo. Eram do clube e passam para a SAD num piscar de olhos. A última vez que se fez algo assim, acabamos a pagar um estádio que é mau para tudo e que ninguém o quer.

Não vejo grandes exemplos de colégios de clubes. Não vejo os principais clubes formadores a fazerem isso. Vê-se sim em localizações onde há extrema carência dessas condições, e praticamente tudo falta, pelo menos nos padrões exigidos para o futebol actual.

Tivesse eu mais confiança nas pessoas que estão na SAD (não fossem os primeiros interessados em despejar mais betão) e houvesse um estudo que identificasse as necessidades e um projecto que desse respostas às mesmas, não haveria problemas. Agora mais uma vez é questão de ter fé. Ter fé que o Homem tem razão, que o Homem vai fazer tudo bem feito, que as contas vão bater certo.

Ou seja pede Fé, Fé, Fé , Fé.
Porra isto é futebol profissional ou religião?

PS: Só uma questão? Alguém tem privado com jogadores que estejam ou estiveram em alcochete? A minha amostra é pequena e pode estar completamente desfasada, mas tenho ouvido queixas devido ao facto de estarem demasiado isolados. Se é verdade que há muitas distracções cá fora, também hoje em dia é cada vez mais difícil tolerar tal isolamento. É muito difícil estabelecer o equilíbrio.
« Última modificação: 17 de Julho de 2019, 14:37 por rpo.castro »
Quem não sente não é filho de boa gente.
HenDua
HenDua Equipa Principal
  • *****
  • 1443
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1226 em: 17 de Julho de 2019, 14:50 »
Caro Hendua

Todas as opções têm prós e contras, e claro muitos "ses."

A minha primeira questão é mesmo o SCB (ou SAD) que se dedica à prática desportiva querer entrar por uma vertente que não tem nada a ver, e é bastante complexa. Os colégios mencionados têm por trás uma estrutura e uma experiência. Não é por acaso que quase todos estão ligados à igreja (em Braga está quase tudo), porque desde longos séculos eram quem detinham o ensino. Outros colégios pertencem a redes com vastos anos de experiência. Claro que tiveram de começar nalgum lado, e são as pessoas que fazem o sucesso.
Mas qual o interesse e vantagem de o SCB, que não absolutamente ninguém vocacionado, dedicar-se a essa área? Todos os profissionais teriam de ser contratados (avaliados por quem?) incluindo quem vai criar os currículos e orientações. Vai contratar os melhores do mercado pagando para isso? Quantos anos vai demorar até ter tudo a funcionar após período experimental? Quanto custará ter esse corpo de qualidade? E quanto conseguirá de rentabilidade? Serão os custos logísticos assim tão elevados? Serão sequer superiores aos benefícios económicos que se possa vir a ter?
Se o problema do Braga fossem viaturas, iria montar uma fábrica de automóveis (com venda ao exterior)? Iria contratar os melhores do mercado para assegurar qualidade? Aí a questão nem se colocaria. Mas quando se fala na educação e formação de pessoas, que é algo mais marcante já se avança assim de olhos fechados?

É que no nosso clube não tenho visto projecto nem plano nenhum. Ninguém faz contas. Ninguém sabe quanto custa o presente, quanto custa o investimento, quanto de manutenção nem os benefícios. Salvador quer, um homem sonha um placar bonito, e uma obra nasce (semelhanças entre o apresentado e o resultado são meras coincidências, o valor final idem).

A Cidade Desportiva era uma necessidade? Claro que sim, isso via-se a olhos vistos. Mas mesmo esse processo como foi? Desde o que foi avançado até agora? E os terrenos, as fases, os pavilhões. Tudo ao sabor do vendo. Eram do clube e passam para a SAD num piscar de olhos. A última vez que se fez algo assim, acabamos a pagar um estádio que é mau para tudo e que ninguém o quer.

Não vejo grandes exemplos de colégios de clubes. Não vejo os principais clubes formadores a fazerem isso. Vê-se sim em localizações onde há extrema carência dessas condições, e praticamente tudo falta, pelo menos nos padrões exigidos para o futebol actual.

Tivesse eu mais confiança nas pessoas que estão na SAD (não fossem os primeiros interessados em despejar mais betão) e houvesse um estudo que identificasse as necessidades e um projecto que desse respostas às mesmas, não haveria problemas. Agora mais uma vez é questão de ter fé. Ter fé que o Homem tem razão, que o Homem vai fazer tudo bem feito, que as contas vão bater certo.

Ou seja pede Fé, Fé, Fé , Fé.
Porra isto é futebol profissional ou religião?

PS: Só uma questão? Alguém tem privado com jogadores que estejam ou estiveram em alcochete? A minha amostra é pequena e pode estar completamente desfasada, mas tenho ouvido queixas devido ao facto de estarem demasiado isolados. Se é verdade que há muitas distracções cá fora, também hoje em dia é cada vez mais difícil tolerar tal isolamento. É muito difícil estabelecer o equilíbrio.

Concordo com muito do que disseste, principalmente nas questões do planeamento e estudo.

A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas.... Eu acho que poderá ter pernas para andar e ser uma boa aposta, porém, uma vez mais concordo contigo, há muitos "ses" e esta direção não inspira confiança para levar a bom porto um projecto destes que para ter sucesso depende de muitas condicionantes. Acho que ou vai ser algo incrível, ou algo ruinoso.

Resumindo, acho que pode ser algo muito positivo, mas receio que vá ser um fiasco tendo em conta a forma como o clube é gerido.

Quanto à questão de Alcochete, conheço o Joca queteve lá dois ou tres anos e o (Nani) Hernâni Carneiro que fez lá testes e teve à experiência. É isolado, mas não se pode comparar com a cidade desportiva que está a 5 minutos do centro da cidade e de vários centros comerciais para darem uma volta.
Não estamos a falar do Gerês
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 4170
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1227 em: 17 de Julho de 2019, 14:57 »
O Salvador parece-me que vai levar um chuto no traseiro tão grande que nem vai ter noção do pontapé!!
A sério, um colégio? Para 1000 jovens?  É cada ideia genial... Mas pelos vistos ainda há quem  vá nestas cantigas. Cada vez mais surreal esta gestão.

Amigo PAF, são opiniões. Eu não estou contente com a gestão que tem sido feita nos últimos anos, e um investimento tão grande assusta. Mas acho uma ideia inovadora que tem tudo para rentabilizar o investimento e nos permite ter uma oferta que pouquíssimos clubes no mundo tem. Assim de repente, acho que só o Barcelona tem este tipo de formação de jovens tão abrangente.

Vê o documentário da academia, que está na next. Os jovens jogadores e encarregados de educação que explicam como a construção da cidade desportiva tornou a nossa formação muito mais atrativa para qualquer pai e miúdo. Se tivermos um colégio internacional, em vez de andarmos a levar e a buscar os miúdos a diversas escolas, temos capacidade para atrair qualquer jovem português e mesmo estrangeiro.

É um fator diferenciador em relação a qualquer clube. Caminhamos para ter uma das melhores máquinas de formação do mundo, pelo menos no que toca a instalações e a recursos para formar atletas e homens.

Mas se for para continuar a dispensar miúdos, a oferecer percentagens de passes, a vender por euromendes então nesse caso mais vale reestruturar o passivo e/ou investir na equipa principal.
Claro que são opiniões, é mesmo para isso o forum.
E por isso a minha é a que citei acima.
Para uma ideia destas seria importante saber quanto alunos tem o Braga nas escolas da cidade. São dezenas, centenas?
Mas ainda assim o colégio faz sentido? Para mim faz zero, é apenas uma megalomania que alguém e lembrou (falar em 1000 alunos é só estúpido, nem sequer é megalomania...) mas que provavelmente nunca irá sair do papel.
Ter um colégio é diferenciador? Mas em quê? Nada. Tens um colégio ali a 1km da academia que se quiseres pôr os alunos (e há mais) que metem os jogadores a entrar e a sair às horas que o clube entender e com controlo total. Além disso todos os clubes do Mundo (de ligas minimamente cotadas) oferecem formação de qualidade aos seus atletas deslocados, não é o Braga que está a inventar a pólvora.
Já nem vou falar do negócio "colégio" que aí então é melhor nem entrar nem vou entrar na competência que é preciso para entrar e começar num projeto destes que mesmo para empresas com dezenas de anos de experiência é um negócio muito complicado.
Diferente seria fazer alguma parceria de naming ou algo do género (como se faz com a UM).
O que parece é que por aqui quase todas as ideia do presidente são brilhantes... esperemos pelo futuro e que este se não for brilhante pelo menos não seja sombrio.
VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 794
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1228 em: 17 de Julho de 2019, 15:09 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

A formação demora a dar frutos... A cidade desportiva tem 2 anos, não é em 2 anos que se recolhem frutos, como é óbvio... Quem acha que sim, não percebe muito disto.
Ainda assim, temos Tiago Sá, Xadas (chegou apenas nos juniores, mas conta como formado no clube pelas regras da UEFA) e Trincão a serem apostas na equipa principal, e certamente nos próximos 3/4 anos teremos mais exemplos. O Jordão não é da nossa formação (só cá esteve uma época).

A formação do Braga tornou-se séria há 2 anos, é preciso dar tempo para se avaliar se de facto o trabalho está a ser bem feito. Quanto aos jogadores serem lançados ou não, depende muito do treinador que estiver à frente da equipa (se for um JJ ou um Sérgio Conceição é uma coisa, se for um Paulo Bento ou um Bruno Lage é outra) e depende muito da qualidade individual e do aproveitamento das oportunidades. Temos já alguns jogadores promissores na formação (Schurrle, Berna, Buta, Yan, todos com 16/17 anos, David Veiga, Rogério, Baldé, Carmo, Moura, Vítor, Rodrigo, estes já com 19/20 anos), agora é preciso ver como evoluem, se correspondem à expectativa, e depois sim, serem lançados na equipa principal. Mas não podemos esperar um "Ronaldo" por ano...

Caro Enorme Guerreiro.

Deve perceber mesmo mais de futebol que que qualquer outro neste forum. Mas não será isso a tirar-me o sono.
Vou só lembrar-lhe que temos mais campeonatos na formação do que no escalão principal. Em 2014 fomos campeões de juniores, veja-se a coincidência, SEM ACADEMIA. E onde andam esses JOVENS TALENTOS ? Qual foi a percentagem de aproveitamento desses atletas? Se um treinador não tem aptidão para promover jovens da formação com qualidade, sai e entra outro ESCOLHIDO SEMPRE PELO PRESIENTE. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador caso ande distraído.

"Presunção e água benta cada um toma a que quer"
COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 1849
  • Sempre presentes!!!
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1229 em: 17 de Julho de 2019, 15:30 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

A formação demora a dar frutos... A cidade desportiva tem 2 anos, não é em 2 anos que se recolhem frutos, como é óbvio... Quem acha que sim, não percebe muito disto.
Ainda assim, temos Tiago Sá, Xadas (chegou apenas nos juniores, mas conta como formado no clube pelas regras da UEFA) e Trincão a serem apostas na equipa principal, e certamente nos próximos 3/4 anos teremos mais exemplos. O Jordão não é da nossa formação (só cá esteve uma época).

A formação do Braga tornou-se séria há 2 anos, é preciso dar tempo para se avaliar se de facto o trabalho está a ser bem feito. Quanto aos jogadores serem lançados ou não, depende muito do treinador que estiver à frente da equipa (se for um JJ ou um Sérgio Conceição é uma coisa, se for um Paulo Bento ou um Bruno Lage é outra) e depende muito da qualidade individual e do aproveitamento das oportunidades. Temos já alguns jogadores promissores na formação (Schurrle, Berna, Buta, Yan, todos com 16/17 anos, David Veiga, Rogério, Baldé, Carmo, Moura, Vítor, Rodrigo, estes já com 19/20 anos), agora é preciso ver como evoluem, se correspondem à expectativa, e depois sim, serem lançados na equipa principal. Mas não podemos esperar um "Ronaldo" por ano...

Caro Enorme Guerreiro.

Deve perceber mesmo mais de futebol que que qualquer outro neste forum. Mas não será isso a tirar-me o sono.
Vou só lembrar-lhe que temos mais campeonatos na formação do que no escalão principal. Em 2014 fomos campeões de juniores, veja-se a coincidência, SEM ACADEMIA. E onde andam esses JOVENS TALENTOS ? Qual foi a percentagem de aproveitamento desses atletas? Se um treinador não tem aptidão para promover jovens da formação com qualidade, sai e entra outro ESCOLHIDO SEMPRE PELO PRESIENTE. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador caso ande distraído.

"Presunção e água benta cada um toma a que quer"

Quantos dessa equipa campeã de júniores tinham lugar no plantel do Braga? Neste momento está lá um (Tiago Sá), de resto poucos vingaram a nível profissional, quer em Braga, quer fora. O Gil Dias entrou no carrossel do Mendes, o Joca, o Nené, o Reko, o Núrio e o José Gomes andaram na B, alguns chegaram a jogar pela equipa principal, mas não mostraram qualidade... Mas ser campeão de juniores "obriga" a que se aposte neles? Mesmo que não tenham qualidade? É que basta ires ver onde andam esses jogadores todos... O Gil Dias é o único que já jogou em clubes superiores ao Braga, todos os outros jogam em equipas piores... Se me dissesses "não os aproveitamos, e agora andam eles aí em Sevilhas, Valências, Evertons, Leverkusens", era uma coisa, mas a realidade é que alguns deles já deixaram o futebol, outros andam no Prado, no Vieira, no Vilaverdense, no Sintra Football, no Pedras Salgadas, no Lusitano Vildemoinhos, etc, e poucos estão em clubes de primeira ou até segunda liga. Por isso não é por serem campeões que têm de ser aposta.

Quanto ao pré-academia vs. pós-academia, acho que nem vale a pena argumentar, pois não? Gastamos milhões ali em vão, não é? Uma academia não serve para nada... Mais vale andar a treinar um dia nas camélias, outro dia em Merelim, outro no campo da ponte, etc. Se o jogador for extraordinário, pode conseguir render em ambas as situações, mas é factual que toda a evolução dum jogador de futebol é exponencialmente potenciada por uma academia, caso contrário não se investiam balúrdios na construção das mesmas. Não tenhas dúvidas nenhumas que a formação do Braga passou completamente para outro nível com a Cidade Desportiva. Mas pronto, no teu ponto de vista isto é um desperdício pelo que percebo, visto que até ganhamos em 2014 sem academia... E como é óbvio, os que agora são seniores ainda não são produtos da Cidade Desportiva, esses só começarão a aparecer dentro de 2/3 anos. Já que estamos numa de provérbios: "Roma e Pavia não se fizeram num dia"
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 11828
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1230 em: 17 de Julho de 2019, 15:31 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.
Quem não sente não é filho de boa gente.
HenDua
HenDua Equipa Principal
  • *****
  • 1443
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1231 em: 17 de Julho de 2019, 15:59 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.

Por isso é que eu disse "dificilmente vamos ser nós a inventar a pólvora ".
Se os melhores clubes do mundo a formar jogadores nunca fizeram um colégio para integrar os atletas, é certamente porque não acham que se justifique o investimento. E certamente fizeram um estudo competente e abrangente para avaliar os prós e os contras de tal investimento.

Nós perguntamos na AG quais os custos e os retornos a curto, médio e longo prazo de tal obra e não nos sabem dizer porque a única coisa que foi tida em conta é quanto custa fazer a obra. O retorno directo e indirecto; aquilo que poupamos; estudos de mercado; estudos psicológicos e pedagógicos sobre as vantagens e desvantagens de ter tudo concentrado na cidade desportiva; o impacto nos atletas a nível desportivo, académico e formação de caracter: etc etc, é bola.
« Última modificação: 17 de Julho de 2019, 16:16 por HenDua »
eumesmo
eumesmo Equipa Principal
  • *****
  • 1892
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1232 em: 17 de Julho de 2019, 16:12 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.

Por isso é que eu disse "dificilmente vamos ser nós a inventar a pólvora ".
Se os clubes os melhores clubes do mundo a formar jogadores nunca fizeram um colégio para integrar os atletas, é certamente porque não acham que se justifique o investimento. E certamente fizeram um estudo competente e abrangente para avaliar os prós e os contras de tal medida.
Coloquei a Bold aquilo que eu acho que não aconteceu, alias neste pais nunca acontece, veja-se o caso dos estudos relativos às auto-estradas, ou mais recentemente o novo aeroporto, os estudos são "encomendados" como tal devem responder aos objectivos do que se pretende fazer.
Não ha nada que justifique criar um colégio, vamos entrar a concorrência com alguns já existentes e com "histórico", vamos aumentar a estrutura de custos sem que se justifique, e não se esqueçam que o mercado está a reduzir-se.
isto será para alguém sacar mais umas massas!
"Até desmaio quando vejo que estão a roubar o Sporting de Braga" por D. Rosa
HenDua
HenDua Equipa Principal
  • *****
  • 1443
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1233 em: 17 de Julho de 2019, 16:13 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.

Por isso é que eu disse "dificilmente vamos ser nós a inventar a pólvora ".
Se os clubes os melhores clubes do mundo a formar jogadores nunca fizeram um colégio para integrar os atletas, é certamente porque não acham que se justifique o investimento. E certamente fizeram um estudo competente e abrangente para avaliar os prós e os contras de tal medida.
Coloquei a Bold aquilo que eu acho que não aconteceu, alias neste pais nunca acontece, veja-se o caso dos estudos relativos às auto-estradas, ou mais recentemente o novo aeroporto, os estudos são "encomendados" como tal devem responder aos objectivos do que se pretende fazer.
Não ha nada que justifique criar um colégio, vamos entrar a concorrência com alguns já existentes e com "histórico", vamos aumentar a estrutura de custos sem que se justifique, e não se esqueçam que o mercado está a reduzir-se.
isto será para alguém sacar mais umas massas!

Acabei por completar:
Nós perguntamos na AG quais os custos e os retornos a curto, médio e longo prazo de tal obra e não nos sabem dizer porque a única coisa que foi tida em conta é quanto custa fazer a obra. O retorno directo e indirecto; aquilo que poupamos; estudos de mercado; estudos psicológicos e pedagógicos sobre as vantagens e desvantagens de ter tudo concentrado na cidade desportiva; o impacto nos atletas a nível desportivo, académico e formação de caracter: etc etc, é bola.
« Última modificação: 17 de Julho de 2019, 16:16 por HenDua »
VERMELHO MAGICO
VERMELHO MAGICO Equipa Reservas
  • ****
  • 794
  • O BRAGA SOMOS NÓS
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1234 em: 17 de Julho de 2019, 16:27 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

A formação demora a dar frutos... A cidade desportiva tem 2 anos, não é em 2 anos que se recolhem frutos, como é óbvio... Quem acha que sim, não percebe muito disto.
Ainda assim, temos Tiago Sá, Xadas (chegou apenas nos juniores, mas conta como formado no clube pelas regras da UEFA) e Trincão a serem apostas na equipa principal, e certamente nos próximos 3/4 anos teremos mais exemplos. O Jordão não é da nossa formação (só cá esteve uma época).

A formação do Braga tornou-se séria há 2 anos, é preciso dar tempo para se avaliar se de facto o trabalho está a ser bem feito. Quanto aos jogadores serem lançados ou não, depende muito do treinador que estiver à frente da equipa (se for um JJ ou um Sérgio Conceição é uma coisa, se for um Paulo Bento ou um Bruno Lage é outra) e depende muito da qualidade individual e do aproveitamento das oportunidades. Temos já alguns jogadores promissores na formação (Schurrle, Berna, Buta, Yan, todos com 16/17 anos, David Veiga, Rogério, Baldé, Carmo, Moura, Vítor, Rodrigo, estes já com 19/20 anos), agora é preciso ver como evoluem, se correspondem à expectativa, e depois sim, serem lançados na equipa principal. Mas não podemos esperar um "Ronaldo" por ano...

Caro Enorme Guerreiro.

Deve perceber mesmo mais de futebol que que qualquer outro neste forum. Mas não será isso a tirar-me o sono.
Vou só lembrar-lhe que temos mais campeonatos na formação do que no escalão principal. Em 2014 fomos campeões de juniores, veja-se a coincidência, SEM ACADEMIA. E onde andam esses JOVENS TALENTOS ? Qual foi a percentagem de aproveitamento desses atletas? Se um treinador não tem aptidão para promover jovens da formação com qualidade, sai e entra outro ESCOLHIDO SEMPRE PELO PRESIENTE. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador caso ande distraído.

"Presunção e água benta cada um toma a que quer"

Quantos dessa equipa campeã de júniores tinham lugar no plantel do Braga? Neste momento está lá um (Tiago Sá), de resto poucos vingaram a nível profissional, quer em Braga, quer fora. O Gil Dias entrou no carrossel do Mendes, o Joca, o Nené, o Reko, o Núrio e o José Gomes andaram na B, alguns chegaram a jogar pela equipa principal, mas não mostraram qualidade... Mas ser campeão de juniores "obriga" a que se aposte neles? Mesmo que não tenham qualidade? É que basta ires ver onde andam esses jogadores todos... O Gil Dias é o único que já jogou em clubes superiores ao Braga, todos os outros jogam em equipas piores... Se me dissesses "não os aproveitamos, e agora andam eles aí em Sevilhas, Valências, Evertons, Leverkusens", era uma coisa, mas a realidade é que alguns deles já deixaram o futebol, outros andam no Prado, no Vieira, no Vilaverdense, no Sintra Football, no Pedras Salgadas, no Lusitano Vildemoinhos, etc, e poucos estão em clubes de primeira ou até segunda liga. Por isso não é por serem campeões que têm de ser aposta.

Quanto ao pré-academia vs. pós-academia, acho que nem vale a pena argumentar, pois não? Gastamos milhões ali em vão, não é? Uma academia não serve para nada... Mais vale andar a treinar um dia nas camélias, outro dia em Merelim, outro no campo da ponte, etc. Se o jogador for extraordinário, pode conseguir render em ambas as situações, mas é factual que toda a evolução dum jogador de futebol é exponencialmente potenciada por uma academia, caso contrário não se investiam balúrdios na construção das mesmas. Não tenhas dúvidas nenhumas que a formação do Braga passou completamente para outro nível com a Cidade Desportiva. Mas pronto, no teu ponto de vista isto é um desperdício pelo que percebo, visto que até ganhamos em 2014 sem academia... E como é óbvio, os que agora são seniores ainda não são produtos da Cidade Desportiva, esses só começarão a aparecer dentro de 2/3 anos. Já que estamos numa de provérbios: "Roma e Pavia não se fizeram num dia"

Como habitualmente as discussões com o caro Enorme Guerreiro vão sempre acabar em grandes pesquisas na net e enormes "reviengas" ao assunto para que a água possa passar no seu moinho.

Vou resumir o que disse antes para ver se é de mais fácil compreensão "Fomos campeões de juniores sem academia. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador". Por muito que isso lhe custe a aceitar.

Nem consegue ler nas minhas palavras escritas que a academia é uma coisa má.

Entenda como quiser mas português é português.

COM RAÇA E LEALDADE
DEFENDO OS CLUBES DA MINHA CIDADE
joelvm
joelvm Equipa Principal
  • *****
  • 1257
  • We are SCBraga!!!
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1235 em: 17 de Julho de 2019, 17:16 »
Fomos campeões em 2013/2014, contextualizando, num ano em que Benfica e Porto pouparam jogadores nas competições nacionais para jogar as Youth League e Premier League International Cup, provas onde foram as finais.
Dessa equipa quantos aproveitamos? Quantos se fixaram numa primeira liga?
Formar é diferente de vencer campeonatos de juniores
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 11828
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1236 em: 17 de Julho de 2019, 17:17 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.

Por isso é que eu disse "dificilmente vamos ser nós a inventar a pólvora ".
Se os clubes os melhores clubes do mundo a formar jogadores nunca fizeram um colégio para integrar os atletas, é certamente porque não acham que se justifique o investimento. E certamente fizeram um estudo competente e abrangente para avaliar os prós e os contras de tal medida.
Coloquei a Bold aquilo que eu acho que não aconteceu, alias neste pais nunca acontece, veja-se o caso dos estudos relativos às auto-estradas, ou mais recentemente o novo aeroporto, os estudos são "encomendados" como tal devem responder aos objectivos do que se pretende fazer.
Não ha nada que justifique criar um colégio, vamos entrar a concorrência com alguns já existentes e com "histórico", vamos aumentar a estrutura de custos sem que se justifique, e não se esqueçam que o mercado está a reduzir-se.
isto será para alguém sacar mais umas massas!
Fazer até fazem. Quando não dá os resultados pretendidos vai para a gaveta.
Fizeram um da ferrovia por volta 2000 e poucos, que pressupunha re-investimento na linhas existentes, com eletrificação, com particular atenção para as linhas do Minho, Beira Baixa e Algarve. Mas excluía claramente o TGV por não se adequar à dimensão e tráfego de passageiros. Resultado: anunciaram TGV para todo o lado (com Santana Lopes chegavam a ser 4 linhas) e de momento temos sérios problemas na ferrovia e também no transporte fluvial.

Voltor a repetir:
No nosso clube não tenho visto projecto nem plano nenhum. Ninguém faz contas. Ninguém sabe quanto custa o presente, quanto custa o investimento, quanto de manutenção nem os benefícios. Salvador quer, um homem sonha um placar bonito, e uma obra nasce (semelhanças entre o apresentado e o resultado são meras coincidências, o valor final idem).

Podem trocar clube por país, e Salvador por um governante qualquer.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Pé Ligeiro
Pé Ligeiro Equipa Principal
  • *****
  • 13155
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1237 em: 17 de Julho de 2019, 17:27 »
A questão que falaste, sobre nenhum dos clubes que melhor formam não terem um colégio, também é verdade, e dificilmente vamos ser nos a inventar a pólvora.  Mas....
Sem colocar em causa a tua opinião, e perguntando mesmo por curiosidade, que clubes fazem isso?
Sei que o Ajax e o Barcelona não o fazem (têm os atletas em colégios privados). A rede de escolas do city parecem seguir o mesmo modelo: escolas de futebol apenas.
Há a academia Aspire, mas julgo que nem o PSG tem algo do género (é mesmo no Qatar) e a Arábia Saudita pretende algo similar.
Há o exemplo do Marítimo (desde 2006 e não me parecem que tenham exportado ou sequer aproveitado jogadores) que terá copiado de um exemplo turco. Não vejo as principais equipas ou as principais Ligas Europeias a fazerem isso, mas poderá ser desconhecimento meu.

Por isso é que eu disse "dificilmente vamos ser nós a inventar a pólvora ".
Se os clubes os melhores clubes do mundo a formar jogadores nunca fizeram um colégio para integrar os atletas, é certamente porque não acham que se justifique o investimento. E certamente fizeram um estudo competente e abrangente para avaliar os prós e os contras de tal medida.
Coloquei a Bold aquilo que eu acho que não aconteceu, alias neste pais nunca acontece, veja-se o caso dos estudos relativos às auto-estradas, ou mais recentemente o novo aeroporto, os estudos são "encomendados" como tal devem responder aos objectivos do que se pretende fazer.
Não ha nada que justifique criar um colégio, vamos entrar a concorrência com alguns já existentes e com "histórico", vamos aumentar a estrutura de custos sem que se justifique, e não se esqueçam que o mercado está a reduzir-se.
isto será para alguém sacar mais umas massas!

Concordo com a visão do Eumesmo.
As coisas não se podem fazer em cima do joelho, é preciso primeiro fazer estudos, planear, fazer análise de risco, elaborar projetos credíveis, que sejam postos a discussão pública (não me venham dizer, que também aqui é preciso manter segredo). Entrar numa área nova, onde não existe qualquer experiência ou histórico, é aumentar o risco, é aumentar a estrutura de custos, sem qualquer garantia de retorno financeiro.
BRAGA SEMPRE MAIS!
Enorme_Guerreiro
Enorme_Guerreiro Equipa Principal
  • *****
  • 1849
  • Sempre presentes!!!
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1238 em: 17 de Julho de 2019, 17:36 »

A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada. Só me lembro do Neto e do Jordão.

Ninguém aposta nos miudos a sério, os que são vendidos vão para escalões inferiores com pouca rentabilidade financeira, uma vez que, agora que estão todos integrados na SAD, para subirem de escalão internamente ou cumprem os requisitos (falo de passes, percentagens e empresários) ou ficam arrumados.

Quantos da formação rodaram tempo suficiente na equipa principal para se valorizarem e entretanto darem o seu contributo ao clube? (Tiago Sá)...

A formação demora a dar frutos... A cidade desportiva tem 2 anos, não é em 2 anos que se recolhem frutos, como é óbvio... Quem acha que sim, não percebe muito disto.
Ainda assim, temos Tiago Sá, Xadas (chegou apenas nos juniores, mas conta como formado no clube pelas regras da UEFA) e Trincão a serem apostas na equipa principal, e certamente nos próximos 3/4 anos teremos mais exemplos. O Jordão não é da nossa formação (só cá esteve uma época).

A formação do Braga tornou-se séria há 2 anos, é preciso dar tempo para se avaliar se de facto o trabalho está a ser bem feito. Quanto aos jogadores serem lançados ou não, depende muito do treinador que estiver à frente da equipa (se for um JJ ou um Sérgio Conceição é uma coisa, se for um Paulo Bento ou um Bruno Lage é outra) e depende muito da qualidade individual e do aproveitamento das oportunidades. Temos já alguns jogadores promissores na formação (Schurrle, Berna, Buta, Yan, todos com 16/17 anos, David Veiga, Rogério, Baldé, Carmo, Moura, Vítor, Rodrigo, estes já com 19/20 anos), agora é preciso ver como evoluem, se correspondem à expectativa, e depois sim, serem lançados na equipa principal. Mas não podemos esperar um "Ronaldo" por ano...

Caro Enorme Guerreiro.

Deve perceber mesmo mais de futebol que que qualquer outro neste forum. Mas não será isso a tirar-me o sono.
Vou só lembrar-lhe que temos mais campeonatos na formação do que no escalão principal. Em 2014 fomos campeões de juniores, veja-se a coincidência, SEM ACADEMIA. E onde andam esses JOVENS TALENTOS ? Qual foi a percentagem de aproveitamento desses atletas? Se um treinador não tem aptidão para promover jovens da formação com qualidade, sai e entra outro ESCOLHIDO SEMPRE PELO PRESIENTE. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador caso ande distraído.

"Presunção e água benta cada um toma a que quer"

Quantos dessa equipa campeã de júniores tinham lugar no plantel do Braga? Neste momento está lá um (Tiago Sá), de resto poucos vingaram a nível profissional, quer em Braga, quer fora. O Gil Dias entrou no carrossel do Mendes, o Joca, o Nené, o Reko, o Núrio e o José Gomes andaram na B, alguns chegaram a jogar pela equipa principal, mas não mostraram qualidade... Mas ser campeão de juniores "obriga" a que se aposte neles? Mesmo que não tenham qualidade? É que basta ires ver onde andam esses jogadores todos... O Gil Dias é o único que já jogou em clubes superiores ao Braga, todos os outros jogam em equipas piores... Se me dissesses "não os aproveitamos, e agora andam eles aí em Sevilhas, Valências, Evertons, Leverkusens", era uma coisa, mas a realidade é que alguns deles já deixaram o futebol, outros andam no Prado, no Vieira, no Vilaverdense, no Sintra Football, no Pedras Salgadas, no Lusitano Vildemoinhos, etc, e poucos estão em clubes de primeira ou até segunda liga. Por isso não é por serem campeões que têm de ser aposta.

Quanto ao pré-academia vs. pós-academia, acho que nem vale a pena argumentar, pois não? Gastamos milhões ali em vão, não é? Uma academia não serve para nada... Mais vale andar a treinar um dia nas camélias, outro dia em Merelim, outro no campo da ponte, etc. Se o jogador for extraordinário, pode conseguir render em ambas as situações, mas é factual que toda a evolução dum jogador de futebol é exponencialmente potenciada por uma academia, caso contrário não se investiam balúrdios na construção das mesmas. Não tenhas dúvidas nenhumas que a formação do Braga passou completamente para outro nível com a Cidade Desportiva. Mas pronto, no teu ponto de vista isto é um desperdício pelo que percebo, visto que até ganhamos em 2014 sem academia... E como é óbvio, os que agora são seniores ainda não são produtos da Cidade Desportiva, esses só começarão a aparecer dentro de 2/3 anos. Já que estamos numa de provérbios: "Roma e Pavia não se fizeram num dia"

Como habitualmente as discussões com o caro Enorme Guerreiro vão sempre acabar em grandes pesquisas na net e enormes "reviengas" ao assunto para que a água possa passar no seu moinho.

Vou resumir o que disse antes para ver se é de mais fácil compreensão "Fomos campeões de juniores sem academia. A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador". Por muito que isso lhe custe a aceitar.

Nem consegue ler nas minhas palavras escritas que a academia é uma coisa má.

Entenda como quiser mas português é português.

Ora, com que então é mau uma pessoa informar-se... Fui pesquisar, para ver se de facto terias razão e os campeões nacionais de júniores tinham sido mal aproveitados. Cheguei à conclusão que não, porque tirando o Gil Dias e o Tiago Sá, apenas o Joca e o Nené (foi agora para o Santa Clara) estão na primeira liga. Se é estranho tão poucos terem chegado longe (para já)? Talvez, ainda para mais se olharmos para os adversários nesse campeonato, onde havia por exemplo Pedro Rebocho, Nuno Santos, Rochinha, Hildeberto e Gonçalo Guedes nos lamps, Palhinha, Geraldes, Matheus Pereira, Podence, Gelson e Mama Baldé nos lagartos, e Rafa Soares e André Silva nos tripas. Mas lá está, se calhar porque uns, ainda que campeões, não tinham uma estrutura montada que lhes permitisse evoluir como deve ser, enquanto os outros 3 clubes tinham essa mesma estrutura, o resultado foi que os que ganharam foram-se perdendo, os outros não.

"A sério que acho engraçado este novo investimento na formação, embora ache muito importante a formação, pois a nossa formação até à data tem servido basicamente para nada." Isto é o quê, mesmo? É um elogio? Ou está em russo? O pior é que isto foi uma crítica, mas eu até concordo... Até à data, a formação não tem servido para nada, efectivamente! Então o que se fez? Criou-se uma infraestrutura totalmente nova que centraliza a formação num só sítio, com condições incomparavelmente melhores às anteriores, de maneira a potenciar resultados bastante melhores na formação. Ora, isto, como é óbvio e factual, leva tempo a dar frutos.

"A formação do Braga não nasceu nem com a academia nem com o Salvador", pois não, se calhar por isso que "até à data tem servido basicamente para nada."

"Fomos campeões de juniores sem academia", 2 vezes até! Em 25 participações... Se nas próximas 25 participações, em vez de 2, formos 6 ou 7 vezes campeões, será mera coincidência... Eu nem sei para que continuamos a investir na equipa principal e a participar na Taça de Portugal e na Taça da Liga... Já as ganhamos com menos investimento, para quê investir mais, não é?

Resumindo, se é que entendi bem e salvaguardando a hipótese de eu não saber português, o teu ponto foi "investimos muito, não retiramos nada". E eu só quis dizer "o que investimos agora, os resultados vêm depois". O facto de já termos sido campeões sem academia e de a formação já existir antes do Salvador é confundir a beira da estrada com a estrada da Beira, porque uma coisa não tem nada a ver com a outra... Não é por já haver formação que não se deve investir nela, nem é por se ter investido muito que em 2 anos temos de ter resultados. Se daqui a 2/3/4 anos o panorama for o mesmo, "passo para o teu lado"... Até lá, não se podem fazer julgamentos dos resultados.
Bracarense eu sou, onde tu fores eu vou
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 1096
  Re: Cidade Desportiva do SC Braga
« Responder #1239 em: 17 de Julho de 2019, 17:43 »
E porque não uma parceria, por exemplo com o dom Diogo para a instalação de um polo deles na nossa academia? O Braga entra com a infraestrutura, o dom Diogo com o know how. Em troca o Braga mete lá até 200 atletas de borla. O dom Diogo garante que os Horários são 100% compatíveis com treinos e competição.

Enviado do meu VTR-L09 através do Tapatalk

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!