Quantcast
Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
426 Respostas
88786 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #40 em: 15 de Dezembro de 2015, 13:23 »
Estamos a renegociar o contrato com a NOS

Estamos a tentar garantir uma receita anual pelos direitos televisivos entre os 8.5 e 10 milhões de euros, a NOS para já não passa dos 6.5M.

O boavista ja aceitou o novo contrato, vai receber 3M € anuais.

Estamos a renegociar o contrato com a NOS? Mas nós temos algum contrato com a NOS? Só se a nos for o parceiro tecnologico. 10M€?  8)

O contrato com a Olivedesportos para os direitos televisivos dos jogos do SCBraga em casa que termina em 2018, esta a ser renegociado com a NOS, accionista maioritário da olivedesportos (sporttv)
Legião
Legião Equipa Principal
  • *****
  • 9407
  • Mágico Braga, Amor Eterno
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #41 em: 27 de Dezembro de 2015, 22:33 »
Ouvi agora na TV que o Braga está a negociar os valores dos direitos televisivos, não sei ao certo quanto recebe atualmente mas foi referido que pode triplicar, referiram que os espanhóis também estão a negociar, a confirmar-se espero que os valores do nosso contrato sejam bem superiores ao do Guimarães, a realidade dos dois clubes a nível nacional e internacional é bem diferente.

Nota: Várias vezes se alerta neste fórum para a importância de questões como o número de adeptos no estádio, o ser importante ficarmos pelo menos em 4º lugar na classificação e no ranking do número de adeptos, a nossa força na comunicação social, a importância de ter um departamento de marketing que saiba trabalhar a marca Braga para que esta tenha força, nestes momentos tudo isso é medido.


« Última modificação: 27 de Dezembro de 2015, 22:40 por Old School »
Bracara Avgvsta - Fidelis et antiqva
Anuncios M
Anuncios M
Invest NO Braga
Invest NO Braga Juniores
  • ***
  • 676
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #42 em: 28 de Dezembro de 2015, 01:20 »
Como a maioria dos assuntos que realmente importam ao clube, este tópico merece um escasso número de comentários... Talvez seja tão só o assunto mais relevante para o clube em anos!

É difícil perceber mais ou menos em que ponto estão as negociações sem mais detalhes do que aqueles que se sabem... Seja como for, factos importantes relativos a este assunto:

- Interessante o facto de não termos tido publicidade nas camisolas até agora, tal como o Porto, que acaba de celebrar contracto com a PT/Altice, e Sporting, que se seguirá ao Porto. Haverá alguma relação?

- Haverá forma de se juntar às transmissões de TV o patrocínio, mais do que das camisolas, ao naming do estádio? Recorde-se que não "temos" um estádio qualquer e que pode render umas massas a quem se quiser associar... Estádio Meo?:)

- Os valores actuais referidos neste tópico, 1,5 milhões por época, que creio não estarem muito longe da realidade, são, diga-se miseráveis no panorama Europeu actual. Certamente que foi o melhor que se conseguiu à data da negociação mas espera-se que não sirvam como base a qualquer negociação de tão maus que são

- Daí que "triplicar os valores" por si só não seja muito impressionante...

- Pelo avaliar do que se paga nas principais ligas Europeias, sabendo que somos a 5a liga do ranking da Europa, mas que não pertencemos a um país de grande dimensão, creio que "a olho" (e não conheço nenhuma outra forma de propôr valores para isto"), e de acordo com o que já foi acordado com Benfica e Porto, mínimo de 10 milhões por época poderia ser um valor razoável para o nosso clube, com um contracto de duração igual ao de possíveis patrocínios camisolas/estádio. E , mesmo com este valor estamos a colocar-nos no último lugar de qualquer uma das grandes ligas, mas...  Será que isso permite um mínimo de competitividade Europeia?

- Refira-se, como já foi apontado aqui que os jogos de Benfica e Porto, com uma liga a 16 clubes, estão a ser valorizados a 2,5 milhões por partida! Que tipo de argumentos terão NOS e Meo para, segundo estes valores, recusarem um contracto mínimo de 7,5 milhões a qualquer clube da primeira liga? (jogos "três grandes"..), isto sem contar com as restantes 12 partidas da temporada? Com este dado em mente, não seria nada injusto que fosse pago um mínimo de 15 milhões por época para um clube como o nosso que é, sem qualquer dúvida, o quarto nacional (eu sei, bla bla bla ninguém vai subir 10X, estou a fazer as contas ao que parece realmente justo e mínimo).

- Refira-se até a vantagem que os operadores teriam em ver um clube como o Braga mais valorizado, a trazer mais competitividade, e sobretudo pontos para o ranking (não é a mesma coisa ter três clubes a fazer pontos para Portugal do que quatro). Mas isto é assunto para outro tópico, nem a nossa ignorante "imprensa" desportiva consegue entender isso... Mas que é um ponto importante nas negociações deixar clara a importância de um clube como o nosso no campeonato, é sem dúvida.

- Para terminar, ao reler este tópico, deparei-me com uma mensagem antiga que me pareceu verdadeiramente assustadora. Não interessa de quem é, mas sobretudo o que significa:
"O SCBRAGA nestes temas faz-me lembrar aqueles "novos ricos" que se esqueceram do seu passado pobre e humilde. Isto é uma luta entre os 3 GRANDES e os outros MÉDIOS E PEQUENOS e é ao lado destes que o nossos SCBRAGA tem de se posicionar, mas infelizmente o Salvador gosta de se "colar" aos 3 metralhas."

Que susto....
Não, o Braga não é igual aos restantes clubes da liga!! Onde é que adeptos que pensam assim têm andado nos últimos anos?!

Tópico de grande grande relevância este... pode ditar o nosso destino nos próximos anos. A árvore das patacas das transferências nem sempre traz resultados fantásticos como na última época de transferências... O verdadeiro segredo do negócio é a TV...


Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2091
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #43 em: 28 de Dezembro de 2015, 14:30 »
As TVs nestas negociações regem-se unicamente pelos €€€.  É normal, são empresas privadas.


Para as TVs interessam essencialmente dois aspectos (não necessariamente por esta ordem):

1 – Audiências – Neste aspecto seria interessante comparar as audiências de um Braga-Benfica com um Guimarães-Benfica ou um Académica-Benfica. Temo que a diferença não seja muita. Mais 10 ou 15% a nosso favor?

2- O custo Vs Beneficio de ter os jogos do Braga. Quantas pessoas cancelariam a Sport Tv se os jogos do Braga deixarem de passar? Quantas pessoas passariam da NOS para a MEO caso esta última passe a dar os jogos do Braga em exclusivo? Uma empresa privada só paga 1€ se tiver 2 de retorno. Neste aspecto os grandes também estão em larga vantagem devido à sua legião de adeptos. Para uma operadora TV, não ter os jogos do Benfica, Porto ou Sporting tem um efeito brutal nas vendas!! Não ter os jogos do Braga, o efeito é incomparavelmente menor.
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Anuncios V
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2091
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #44 em: 28 de Dezembro de 2015, 15:05 »
Temos também que perceber alguns aspectos sobre este mercado:


1 – As TVs estão pouco se lixando para o número de adeptos no estádio (se isso fosse importante, os jogos seriam noutros horários), o número de sócios, as tretas sobre o quarto grande e afins.

2 - Diferença entre o valor do Braga e um grande: O Braga tem apenas 3 jogos por ano para vender – os jogos contra os 3 grandes. Os restantes jogos do Braga contra as outras equipas têm um valor quase residual, não justificam obviamente o investimento de uma TV. Os grandes têm 17 jogos por época. Isto por si só já justifica que os direitos de transmissão dos jogos dos grandes em casa possam valer  3, 4 ou 5 vezes mais do que os nossos.

3 – Diferença entre nós e “os pequenos”. Em termos de valores, nós estaremos SEMPRE muito mais perto dos pequenos do que dos grandes. A começar pelo facto de termos apenas 3 jogos para vender, tal como todos os pequenos. Além disso, em termos de valor para a TV, um Braga-Benfica não vale o dobro de um Guimarães-Benfica ou um Rio Ave-Benfica,  uma vez que os adeptos do Benfica tanto vêm um como os outros.
        Uma pergunta que obviamente estará sempre na mente dos responsáveis pelas TVs é a seguinte: Porque razão havemos de dar 10 milhões pelos 3 jogos do Braga se com esse valor Podemos comprar os do Belenenses, Académica e setúbal ficando com 9 jogos dos grandes para transmitir?

4 – Às TVs não interessa nada ter um Braga mais forte do que está actualmente. Interessa ter um campeonato o mais competitivo possível porque isso aumenta as audiências, logo o valor do produto. Interessa que os pequenos tirem pontos aos grandes porque, não havendo jogos ganhos “à partida” isso aumenta o interesse pelos mesmos. Mas, não interessa que haja uma equipa a ficar acima de um grande na classificação. Isso tem um efeito brutal na auto-estima dos adeptos desse grande o que provoca alheamento do futebol e consequente cancelamento da subscrição dos canais pagos.

5 – Ao vendermos os direitos televisivos estamos a vender literalmente a alma ao Diabo. A marcação de datas e horas dos jogos passam a ter exclusivamente como critério a maximização de audiências, dentro do que os regulamentos permitem, claro. Não podemos na hora de vender querer milhões e depois “reclamar” que jogamos a horas e dias impróprios. Faz parte do “jogo”…


Quer isto dizer que é impossível o Braga fazer um contrato de 10 milhões? Não, não quer. Quer dizer que é muito difícil, mas, não impossível.

 Depende dos direitos incluídos no contrato (publicidade estática? Ecran gigante? Camisolas? Naming do estádio ou da academia?). Quanto mais direitos forem incluídos maior o valor e mais presos e dependentes ficamos do dito operador TV.

Depende também da capacidade negocial. Um clube “à rasca” de dinheiro normalmente faz piores acordos. Ter um bom negociador (aí temos uma grande vantagem, AS tem provas dadas nesse capitulo) também ajuda.

Depende também da estratégia negocial. É melhor para nós chegar a um acordo imediato ou aguardar pelo acordo de outras equipas? Se uma operadora ficar com 2 grandes e a outra apenas com um, o Braga pode ou não ser um clube interessante para “equilibrar”? Desse ponto de vista devemos aguardar primeiro a conclusão do acordo do Sporting?

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2091
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #45 em: 28 de Dezembro de 2015, 15:08 »


- Os valores actuais referidos neste tópico, 1,5 milhões por época, que creio não estarem muito longe da realidade, são, diga-se miseráveis no panorama Europeu actual. Certamente que foi o melhor que se conseguiu à data da negociação mas espera-se que não sirvam como base a qualquer negociação de tão maus que são




Penso que actualmente recebemos um pouco mais de 3 milhões por época...

O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Somos Braga! Equipa Principal
  • *****
  • 2091
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #46 em: 28 de Dezembro de 2015, 15:20 »
Estamos a renegociar o contrato com a NOS

Estamos a tentar garantir uma receita anual pelos direitos televisivos entre os 8.5 e 10 milhões de euros, a NOS para já não passa dos 6.5M.

O boavista ja aceitou o novo contrato, vai receber 3M € anuais.

Penso que o valor que o Braga supostamente estará a pedir será o mais justo. Se valorizarmos os jogos contra os 3 grandes em 2,5 milhões cada um e os restantes (todos juntos) em 500.000€ dá os tais 8 milhões. Claro que o Braga tem que pedir mais, para negociar, mas, na minha opinião, tudo que se consiga acima dos 8 milhões "é lucro".

O facto de haver clubes a vender os mesmos 3 jogos contra os grandes por 3 milhões (Boavista) é mau sinal, mas, a ver vamos...
O verdadeiro adepto vê-se nas derrotas!
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 22298
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #47 em: 28 de Dezembro de 2015, 15:59 »
Se slb e fcp com os novos contratos a dez anos, mais milhão menos milhão, triplicaram as suas receitas anuais provenientes dos direitos televisivos (e tudo o resto incluido), o SCB terá que batalhar pelo mesmo, pelo triplo do que agora recebe...se no RC de 13/14 apresentamos um valor referente a esses direitos de transmissão na ordem dos €3,225 milhões anuais, julgo que o único negócio aceitável para nós será, no mínimo, triplicar esse montante em moldes semelhantes aos metralhas (semelhantes porque não temos tv para dar à exploração mas temos tudo o resto: 17 jogos + publicidade na camisola + publicidade no estádio e ainda o naming do mesmo)...se assim for esteremos a falar de €10 milhões anuais, €100 milhões a dez anos, mas acredito que possamos chegar a valores na ordem dos €15 milhões anuais (jogos + publicidade nas camisolas + publicidade estática e talvez naming do estádio).
Anuncios M
Anuncios M
Cmcorreia Equipa Principal
  • *****
  • 2180
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #48 em: 28 de Dezembro de 2015, 18:04 »
Se slb e fcp com os novos contratos a dez anos, mais milhão menos milhão, triplicaram as suas receitas anuais provenientes dos direitos televisivos (e tudo o resto incluido), o SCB terá que batalhar pelo mesmo, pelo triplo do que agora recebe...se no RC de 13/14 apresentamos um valor referente a esses direitos de transmissão na ordem dos €3,225 milhões anuais, julgo que o único negócio aceitável para nós será, no mínimo, triplicar esse montante em moldes semelhantes aos metralhas (semelhantes porque não temos tv para dar à exploração mas temos tudo o resto: 17 jogos + publicidade na camisola + publicidade no estádio e ainda o naming do mesmo)...se assim for esteremos a falar de €10 milhões anuais, €100 milhões a dez anos, mas acredito que possamos chegar a valores na ordem dos €15 milhões anuais (jogos + publicidade nas camisolas + publicidade estática e talvez naming do estádio).
Já alguém falou que o Braga estaria a negociar por valores entre 8 e 10M, mas que as propostas não passavam dos 6M!

Sinceramente não me parece que consigamos um valor muito maior... Infelizmente, as contas de somar para os grandes são umas e para os outros são outras...

Falas em 15M por época e para mim isso é utópico neste momento, mesmo considerando publicidade estática, camisolas e estádio, aguardo com curiosidade, mas não me parece que vá sair grande negócio (mesmo estes do Benfica e Porto tenho ainda dificuldades em perceber se foram efetivamente bons negócios, porque não se sabe quase nada dos mesmos, só valores para o show off)...
Cláudio Correia
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 22298
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #49 em: 28 de Dezembro de 2015, 18:27 »
Se slb e fcp com os novos contratos a dez anos, mais milhão menos milhão, triplicaram as suas receitas anuais provenientes dos direitos televisivos (e tudo o resto incluido), o SCB terá que batalhar pelo mesmo, pelo triplo do que agora recebe...se no RC de 13/14 apresentamos um valor referente a esses direitos de transmissão na ordem dos €3,225 milhões anuais, julgo que o único negócio aceitável para nós será, no mínimo, triplicar esse montante em moldes semelhantes aos metralhas (semelhantes porque não temos tv para dar à exploração mas temos tudo o resto: 17 jogos + publicidade na camisola + publicidade no estádio e ainda o naming do mesmo)...se assim for esteremos a falar de €10 milhões anuais, €100 milhões a dez anos, mas acredito que possamos chegar a valores na ordem dos €15 milhões anuais (jogos + publicidade nas camisolas + publicidade estática e talvez naming do estádio).
Já alguém falou que o Braga estaria a negociar por valores entre 8 e 10M, mas que as propostas não passavam dos 6M!

Sinceramente não me parece que consigamos um valor muito maior... Infelizmente, as contas de somar para os grandes são umas e para os outros são outras...

Falas em 15M por época e para mim isso é utópico neste momento, mesmo considerando publicidade estática, camisolas e estádio, aguardo com curiosidade, mas não me parece que vá sair grande negócio (mesmo estes do Benfica e Porto tenho ainda dificuldades em perceber se foram efetivamente bons negócios, porque não se sabe quase nada dos mesmos, só valores para o show off)...

Tudo que não seja triplicar o valor actual (€3,225 milhões) é para mim inaceitável...é minha convicção que no minimo conseguiremos os tais dez milhões que já referiram e aguardo com espectivas moderadas a possibilidade de conseguirmos algo mais pelos direitos de transmissão e restante publicidade...quer seja a NOS ou a Altice estamos a falar de um vasto  mercado além fronteiras por eles a explorar como a África lusófona...se for a operadora francesa em particular acresce parte do mercado europeu onde já opera, a esse nível as provaveis participações e prestações do Braga nas provas européias podem proporcionar um retorno apetecivel para o operdor, se a publicidade for incluída no negócio...recordo que com a AXA, pela publicidade e naming recebiamos, sem ser exacto, na ordem dos dois milhões por época  (hoje acho que valemos mais que isso) se a isso juntarmos os três milhões dos direitos de tv ainda em vigor e a publicidade estática do estádio o valor recebido no passado já superou os seis milhões de euros ano, por isso considero impensável falar de qualquer número inferior a dez milhões...a minha convicção para o nosso possível encaixe só é válida se os valores a reber pelos metralhas que a cs tem noticiado forem verdadeiros...
« Última modificação: 28 de Dezembro de 2015, 20:27 por Lipeste »
Invest NO Braga
Invest NO Braga Juniores
  • ***
  • 676
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #50 em: 28 de Dezembro de 2015, 18:41 »
Temos também que perceber alguns aspectos sobre este mercado:


1 – As TVs estão pouco se lixando para o número de adeptos no estádio (se isso fosse importante, os jogos seriam noutros horários), o número de sócios, as tretas sobre o quarto grande e afins.

2 - Diferença entre o valor do Braga e um grande: O Braga tem apenas 3 jogos por ano para vender – os jogos contra os 3 grandes. Os restantes jogos do Braga contra as outras equipas têm um valor quase residual, não justificam obviamente o investimento de uma TV. Os grandes têm 17 jogos por época. Isto por si só já justifica que os direitos de transmissão dos jogos dos grandes em casa possam valer  3, 4 ou 5 vezes mais do que os nossos.

3 – Diferença entre nós e “os pequenos”. Em termos de valores, nós estaremos SEMPRE muito mais perto dos pequenos do que dos grandes. A começar pelo facto de termos apenas 3 jogos para vender, tal como todos os pequenos. Além disso, em termos de valor para a TV, um Braga-Benfica não vale o dobro de um Guimarães-Benfica ou um Rio Ave-Benfica,  uma vez que os adeptos do Benfica tanto vêm um como os outros.
        Uma pergunta que obviamente estará sempre na mente dos responsáveis pelas TVs é a seguinte: Porque razão havemos de dar 10 milhões pelos 3 jogos do Braga se com esse valor Podemos comprar os do Belenenses, Académica e setúbal ficando com 9 jogos dos grandes para transmitir?

4 – Às TVs não interessa nada ter um Braga mais forte do que está actualmente. Interessa ter um campeonato o mais competitivo possível porque isso aumenta as audiências, logo o valor do produto. Interessa que os pequenos tirem pontos aos grandes porque, não havendo jogos ganhos “à partida” isso aumenta o interesse pelos mesmos. Mas, não interessa que haja uma equipa a ficar acima de um grande na classificação. Isso tem um efeito brutal na auto-estima dos adeptos desse grande o que provoca alheamento do futebol e consequente cancelamento da subscrição dos canais pagos.

5 – Ao vendermos os direitos televisivos estamos a vender literalmente a alma ao Diabo. A marcação de datas e horas dos jogos passam a ter exclusivamente como critério a maximização de audiências, dentro do que os regulamentos permitem, claro. Não podemos na hora de vender querer milhões e depois “reclamar” que jogamos a horas e dias impróprios. Faz parte do “jogo”…


Quer isto dizer que é impossível o Braga fazer um contrato de 10 milhões? Não, não quer. Quer dizer que é muito difícil, mas, não impossível.

 Depende dos direitos incluídos no contrato (publicidade estática? Ecran gigante? Camisolas? Naming do estádio ou da academia?). Quanto mais direitos forem incluídos maior o valor e mais presos e dependentes ficamos do dito operador TV.

Depende também da capacidade negocial. Um clube “à rasca” de dinheiro normalmente faz piores acordos. Ter um bom negociador (aí temos uma grande vantagem, AS tem provas dadas nesse capitulo) também ajuda.

Depende também da estratégia negocial. É melhor para nós chegar a um acordo imediato ou aguardar pelo acordo de outras equipas? Se uma operadora ficar com 2 grandes e a outra apenas com um, o Braga pode ou não ser um clube interessante para “equilibrar”? Desse ponto de vista devemos aguardar primeiro a conclusão do acordo do Sporting?

Sim, também me parece que o Sr que se segue é claramente o Sporting, depois nós.

Tudo isto é uma uma questão de grau. Nem os jogos do Braga valem o mesmo do que Benfica ou Porto, nem o mesmo que Arouca ou Nacional. O copo meio cheio /meio vazio.. se se prefere olhar para o fundo...
Tire-se o Valência e Sevilha ao campeonato de Espanha e o Nápoles e a Roma ao Italiano. Fica a mesma coisa? Não... Se calhar valemos bem mais do que pensamos. O Valência não vale o mesmo que o Eibar nem o Nápoles o mesmo que o Chievo.
Os 12 restantes jogos do Braga que estarão a ser negociados com os outros três, sabendo que o campeonato deverá ser de novo reduzido a 16 equipas, valem seguramente bem mais do que 500 mil euros (!!)

Fazendo umas contas um pouco de merceeiro, se um jogo Benfica-Paços tem uns 20% audiência, e o Arouca-Paços uns 5% (até estes jogos valem bem mais do que os 500mil/12.. o futebol, genericamente, é um produto bastante apetecido), o Braga-Paços não estará nunca nos tais 5% mas bem mais, dependendo também claro do horário, posição na tabela, etc
Por outro lado, os direitos estão a ser negociados por operador, mas poderão muito bem ser transmitidos todos os jogos pelos diferentes operadores, com diferentes opções. Isso acontece um pouco por todo o lado. Sendo assim, o problema de termos Meo/Nos a perderem ou não clientes de um dos clubes menores não se coloca dessa forma.

À falta de bons indicadores para valorizar o produto, é olhar para as tabelas lá de fora e fazer a correspondência, de quanto vale um grande clube em termos de audiências (maiores) e a proporção para o quarto, quinto, etc etc. para se ficar com alguma ideia. Aqui já sabemos quanto valem os tais grandes: Benfica 400 milhões/10 anos, Porto uns 300 milhões/10 anos a iniciar em 2018, etc., pode-se saber quanto vale os restantes (ou deviam valer)


Por fim, se os operadores de TV gostam ou não de um campeonato em que o Braga participe, penso que não será assim tão simples, nem tem grande relevância aqui. As operadoras Espanholas também bem gostariam de ter um Real-Barcelona todas as semanas mas as coisas são o que são. Quanto ao não entenderem que seria melhor um campeonato equilibrado como o Inglês, são contas de outro rosário... mas não é o facto de "gostarem ou não" de nós e podermos provocar depressão em adeptos que percam connosco que vão pagar mais ou menos:) Até porque estatiísticamente, ao haver clube(s) intermédio(s) a probabilidade de perderem pontos com esses clubes que equilibrem o campeonato será semelhante para os de topo.. Isso de acharmos que os "donos do mercado" quererem um campeonato dominado pelo Benfica a cilindrar toda a gente por 8-0 parece-me um raciocínio um pouco complexado. É verdade que é o que a "imprensa" desportiva gostaria, por exemplo, mas as razões talvez sejam diferentes de actores, como cadeias de TV, que têm pelo menos alguma oportunidade de influenciarem um produto/futebol à priori. A nível monetário, não acredito que um operador prefira (salvas as devidas diferenças) "participar" num campeonato como o Escocês em relação a um campeonato como a Premier League!

Anuncios G
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14834
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #51 em: 28 de Dezembro de 2015, 19:46 »
Em qualquer lado, os direitos televisivos os direitos televisivos são de quem organiza a competição (UEFA, FIFA) menos cá pelo burgo e por 1 ou outro lugar por aí adiante.

Sinceramente estou um pouco admirado com os valores avançados pela comunicação social, mas como diz o Grunho de Carvalho, quanto é que será cash? É que ao meterem direitos de canais e publicidade dá muito jeito para mascarar as coisas. E contas feitas, principalmente no caso do fcp, afinal o triplicar parece as promoções dos hipermercados (que sobem o preço na véspera para o produto ficar mais caro com o desconto).

Face aos valores avançados (aos 2 já conhecidos), 10M€ seria um bom valor, não só para o braga, mas para os restantes (com variações consoante a audiência), porque fazendo umas conta aligeiradas, e supondo que cada um dos 3 metralhas recebe 40M€/ano, daria 120 M€ ano por 51 jogos (2,35M€/jogo)

Os 15 clubes têm 45 jogos com metralhas. A aplicar o mesmo valor por jogo daria à volta de 105M€ a dividir igualmente por 15 daria 7M€ e picos. A isto há que somar os restantes jogos, cujo valor é muito menor, mas não deixa de ter valor, e um arouca-benfica será à partida inferior a um braga-benfica (ainda que não dramáticamente, mas os valores das marcas fcp e slb é bastante diferente, e aparentemente têm valores próximos).

Para os clubes, esta guerra NOS-MEO (altice) será à partida benéfica, principalmente pelo fenómeno da exclusividade, deixando de haver um monopólio da sporttv. Só sob este prisma se perceberá que seja a NOS a comprar os direitos e não a Sporttv.

Contudo o adepto provavelmente sairá a pagar mais, ou a ver se privado de determinados jogos de forma legal, por oposição à existência de canais com direitos de jogos (e não operadores) em que se poderia pagar um X pelo pack desporto.
Quem não sente não é filho de boa gente.
Legião
Legião Equipa Principal
  • *****
  • 9407
  • Mágico Braga, Amor Eterno
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #52 em: 28 de Dezembro de 2015, 22:37 »
Estamos a renegociar o contrato com a NOS

Estamos a tentar garantir uma receita anual pelos direitos televisivos entre os 8.5 e 10 milhões de euros, a NOS para já não passa dos 6.5M.

O boavista ja aceitou o novo contrato, vai receber 3M € anuais.

O Record na capa de hoje avança que o Boavista vai receber 5 milhões/época

Bracara Avgvsta - Fidelis et antiqva
100%SCB Equipa Principal
  • *****
  • 7225
  • Quando o erro for só erro o SC Braga será campeão!
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #53 em: 28 de Dezembro de 2015, 22:41 »
Estamos a renegociar o contrato com a NOS

Estamos a tentar garantir uma receita anual pelos direitos televisivos entre os 8.5 e 10 milhões de euros, a NOS para já não passa dos 6.5M.

O boavista ja aceitou o novo contrato, vai receber 3M € anuais.

O Record na capa de hoje avança que o Boavista vai receber 5 milhões/época

fogo se esses tem 5 nos nao podemos negociar abaixo de 8.

1- Esse clube nao tem fio de jogo, e bater bombo;
2- os nossos jogos contra os grandes sao equilibrados, ja os deles;
3- Um jogo do Braga deve quase de certeza ter sempre mais audiencias;
FORÇA BRAGA
filipescb Juniores
  • ***
  • 695
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #54 em: 28 de Dezembro de 2015, 23:21 »
Nada mais nada menos do que o ante penultimo da liga, isto vai dar uma grande volta, com o boavista mos 5 milhões começo a acreditar que o Braga consiga os 10 milhões.
Invest NO Braga
Invest NO Braga Juniores
  • ***
  • 676
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #55 em: 29 de Dezembro de 2015, 01:23 »
Fica aqui a distribuição relativa dos valores pagos ao primeiro classificado vs restantes, em alguns dos principais campeonatos da Europa. Os valores absolutos dizem respeito à época 2009/10, publicados páginas atrás neste tópico:

   Espanha   
1º   Real Madrid [100,0%]
2º   Barcelona      100,0%
3º   Atlético      30,0%
4º   Valência      30,0%
5º   Villareal      17,9%
6º   Sevilla      17,1%
7º   Getafe      12,9%

   Inglaterra   
1º   United   [100,0%]
2º   Liverpool   97,6%
3º   Chelsea   92,6%
4º   Arsenal   90,2%
5º   Everton   86,9%
6º   Villa       86,4%
7º   Tottenham 82,5%

   França   
1º   Marselha    [100,0%]
2º   Bordéus     90,2%
3º   Lyon             89,8%
4º   PSG             72,3%
5º   Lille             65,7%
6º   Rennes     60,3%
7º   Toulouse     58,1%

      Alemanha
1º   Bayern      [100,0%]
2º   Shalke       89,3%
3º   Hamburgo    87,9%
4º   Estugarda    86,5%
5º   Wolfsburgo  86,1%
6º   Bremen       84,3%
7º   Leverkussen 79,4%

   Média
1º   [100,0%]
2º   94,3%
3º   75,1%
4º   69,8%
5º   64,2%
6º   62,1%
7º   58,2%

                           
   Portugal                        
   Com Galinhas   a 40 milhões/época:                  
   4º em Portugal receberia       12,0   segundo % pagas ao 4º em Espanha               
   4º em Portugal receberia       36,1   segundo % pagas ao 4º em Inglaterra               
   4º em Portugal receberia       28,9   segundo % pagas ao 4º em França            
   4º em Portugal receberia       34,6   segundo % pagas ao 4º em Alemanha               
   4º em Portugal receberia       27,9   segundo % médias pagas ao 4º


Postos todos estes bons exemplos de como seria um bom e competitivo campeonato, e sabendo que o nosso campeonato é - tristemente - dos mais desiguais da Europa, de resto um bom reflexo da sociedade.. - um valor à volta dos vinte e poucos por cento (entre o 4º e o 5º daquilo que é pago também noutro dos mais dsiguais da Europa, Espanha) do que as galinhas recebem seria, enfim, não digo um bom e justo valor mas o que provavelmente será justo dadas as circunstâncias, os tais dez milhões. Se se somasse a isso valores de patrocínios, seria bem melhor.

Já agora diga-se que estas grandezas são relativas a cinco épocas atrás. Depois disto já muita tinta correu por exemplo em Espanha, o tal outro campeonato extremamente desigual, e é pouco provável que as diferenças entre os grandes e os restantes nesses países se repitam nas próximas negociações. Já em campeonatos como o Inglês, os valores que estão em cima da mesa são simplesmente colossais, e colocam o tal quarto ou quinto que aqui é sonhado, em termos absolutos, numa quarta ou quinta divisão desses países... Será esse tipo de competição com que a Nos/Meo sonham?
Mais Norte
Mais Norte Equipa Principal
  • *****
  • 2893
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #56 em: 29 de Dezembro de 2015, 01:51 »

Boas reflexões com análises bem conseguidas e informações comparativas muito interessantes.

Penso que nada já poderá ser feito face ao poder que tem o "arco da envergonhação" do futebol português". Confesso que não sinto energias capazes de inverter este ciclo que se renova, de uma forma ou de outra, apesar das "sucessivas" falências sempre anunciadas mas nunca verificadas dos clubes portugueses que têm mais adeptos. Há um séquito muito numeroso, e poderoso, que se encarrega de salvar o que parece perdido.

Continumemos o nosso caminho sem vacilar numa luta totalmente desigual em que temos sido, muitas vezes, uns desmancha prazeres.

FORÇA SC BRAGA.

Sérgio Gonçalves
Sérgio Gonçalves Equipa Principal
  • *****
  • 3375
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #57 em: 29 de Dezembro de 2015, 10:09 »
Com os valores que se falam para os grandes o campeonato português acabou. A assimetria já era grande agora tornar-se-a enorme. Com o Sporting a ir a correr assinar contrato com NOS, a única possibilidade era alguns clubes se unirem e reivindicarem uma melhoraria substancial das suas condições ou equacionar sair da liga. Aliás para que serve esta liga?

Enviado do meu HUAWEI G6-L11 através de Tapatalk

Sócio nº 2014
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5101
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #58 em: 29 de Dezembro de 2015, 11:07 »
Começando por dizer que para mim os valores dos grandes não passam de um grande circo, nada mais que isso! Basta ver a  forma como são apresentados. Com parcelas estranhas, tudo ao molho e obviamente sem qualquer explicação. No caso do Slb por exemplo, eles mesmo com liga Inglesa no seu canal nunca conseguiram mais que 19milhões de lucro com a BTV (e para mim estes 19 já são muito bem martelados, mas isso são outras contas), e agora por obra do espirito santo aparece alguém e paga o dobro desse valor? Só um maluquinho acredita nisto! E curiosamente os 40milhões época eram o valor exacto que o slb pedia e nunca ninguém pagou, pagavam-lhe quase metade! Depois dão um valor de 10 a 15M€ à BTV que na realidade sem os direitos do Slb e das ligas vale pouco mais que zero, vale o que valia há 3 anos atrás sem qualquer cota de mercado.
O Porto não conseguiu durante 6meses um patrocinador para as camisolas a pagar o mesmo que recebia antes, agora por obra do espírito santo aparece um que lhes paga quase 60 ou 70% mais do que recebiam antes? A sério? recebia 15milhões época e do nada aparece alguém que lhe paga 30milhões? Só em filmes.
A seguir vem o Sporting com um contrato de 500 milhões até ao fim dos tempos...
Se quiserem eu também faço um contrato de 10 milhões de euros com qualquer um, posso é só no fim pagar 10€ e o contrato continua a ser de 10 milhões. É isto mais coisa menos coisa que são estes contratos em minha opinião. No fim tanto um como outro se receberem 60 ou 70% do que anunciaram já será muito bom.
Podemos acrescentar as contas das operadoras, a sporttv mesmo quando ainda tinha os jogos do slb e liga inglesa, financeiramente já não vivia dias famosos e tinha 600mil subscritores, hoje em dia mesmo com jogos do Slb fora e liga dos campeões e com os conteúdos a preços razoáveis tem resultados negativos, agora que todos os custos dos conteúdos subiram exponencialmente, estamos a falar de 3, 4 5 vezes mais em todos os conteúdos e provavelmente vamos ter 2 canais para subscrever como pensam que isto vai dar lucro e suportar o investimento que anunciam? Há aqui qualquer coisa que não bate certo!! Pelo contrário bate muito errado! E estamos a falar de um mercado muito pequeno, para os mais esquecidos a sporttv no máximo teve 600 e tal mil subscritores, não estamos a falar dos 10 milhões de portugueses nem nada lá perto.

Dito isto para o Braga acredito que realisticamente se chegar aos 6 ou 7 milhões será já um bom contrato, e falo de dinheiro a entrar nos cofres, não de €€ para inglês ver. Estaremos a falar de 50 a 60% de um orçamento anual realístico para o Braga. Com uma boa gestão podemos perfeitamente ter as contas controladas.

Quanto ao resto dos clubes, (sempre fui defensor da venda conjunta) deviam-se juntar, teriam muita mais força, o presidente do União da Madeira tentou isso, o resto dos clubes mandou-o literalmente dar uma volta... cada um por si! Simplesmente anedótico! Dirigentes de sargeta é o que temos em Portugal desde sempre. Parece-me que cada um quer fazer as suas negociatas.
Pior ainda a 2ªliga vai definhar completamente. Todos os clubes juntos não vão receber sequer tanto como o Braga! O que vai acontecer a qualquer clube que suba tal a diferença que vai encontrar?
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #59 em: 29 de Dezembro de 2015, 11:35 »
O espectador portugues pode dizer adeus para sempre ao futebol em canal aberto .

Com os valores que se negoceia agora, é a prova que este espetáculo estava a ser muito mal pago no passado.

Nas primeiras semanas de janeiro vão existir novidades para o SCBraga .

Uma das exigência de uma operadora é colocarem um dep de comunicaoa e marketing da confiança deles, pois consideram o nosso ridículo para a dimensão do clube .

A legalização das apostas desportivas on line em março deve trazer novidades para as nossas camisolas.
 

Anuncios M
Anuncios M