Quantcast
Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios M
Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
426 Respostas
90349 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #180 em: 31 de Dezembro de 2015, 00:46 »
Ainda dentro destes contratos qual é o grande objectivo de assinar um contrato para começar a ser válido daqui por 4 anos? Qual a vantagem que o clube tira de um contrato destes? É que sinceramente não vejo nem uma única vantagem, nem uma sequer. Só se for para fazer circo e nada mais que isso. (ou para receber verbas adiantadas... espero que não seja o caso)
Assinar um contrato em 2015 com validade para daqui a 14 anos parece-me qualquer coisa só ao alcance de maluquinhos! Mas ok, se calhar o maluquinho devo ser eu.

100milhões é muito dinheiro... já podemos fazer a nossa festa. Antes estávamos a 10/15M dos grandes agora estamos a 30, nada mau.
LS
LS Equipa Principal
  • *****
  • 4606
  Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #181 em: 31 de Dezembro de 2015, 00:56 »
Ainda dentro destes contratos qual é o grande objectivo de assinar um contrato para começar a ser válido daqui por 4 anos? Qual a vantagem que o clube tira de um contrato destes? É que sinceramente não vejo nem uma única vantagem, nem uma sequer. Só se for para fazer circo e nada mais que isso. (ou para receber verbas adiantadas... espero que não seja o caso)
Assinar um contrato em 2015 com validade para daqui a 14 anos parece-me qualquer coisa só ao alcance de maluquinhos! Mas ok, se calhar o maluquinho devo ser eu.

100milhões é muito dinheiro... já podemos fazer a nossa festa. Antes estávamos a 10/15M dos grandes agora estamos a 30, nada mau.

O nosso contrato é a 10 anos ao contrário dos outros que é a 7.

Qual a razão de irmos para a Nos e não para a Meo?

Talvez tenha se acertado o contrato atual com a empresa de Joaquim Oliveira, e comecemos a receber 10M já a partir da próxima época (3 ultimas épocas do contrato). O que não poderia acontecer se ficássemos na Meo. É o único motivo que encontro para negociar nesta altura os direitos televisivos quando ainda temos 3 anos de contrato.

Se realmente isto aconteceu foi um bom trunfo. Mas Isto sou eu a especular, ainda nada foi explicado...
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 01:09 por Layne Staley »
Anuncios M
Anuncios M
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #182 em: 31 de Dezembro de 2015, 01:08 »
Estamos a renegociar o contrato com a NOS

Estamos a tentar garantir uma receita anual pelos direitos televisivos entre os 8.5 e 10 milhões de euros, a NOS para já não passa dos 6.5M.

O boavista ja aceitou o novo contrato, vai receber 3M € anuais.

O amigo robalo parece que tem um dedinho que adivinha.
PAF Equipa Principal
  • *****
  • 5166
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #183 em: 31 de Dezembro de 2015, 01:10 »
Segundo o comunicado ainda temos 3 épocas?! Começando em 19/20, ainda faltam até 3 épocas e meia.
Cada vez fica mais estranha esta guerra... não vejo quem pode ganhar com ela, ao que vejo ninguém, nem sequer os clubes infelizmente e pior ainda muito menos os telespectadores e adeptos em geral do futebol.

Estou curioso sobre o caminho da MEO... estão com o Porto só (sozinho vale nada), será que entraram em guerra só para fazer o adversário gastar dinheiro? Neste momento têm o Guimarães e pouco mais (sobram clubes que não estão sempre na liga).
Anuncios V
Paulodebraga
Paulodebraga Equipa Principal
  • *****
  • 1345
  • Onde tiver 1 gverreiro tombado, levanta-c 1 legiao
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #184 em: 31 de Dezembro de 2015, 01:19 »
   Estamos todos sem excepção da palavra apenas a especular, nada mais. Ao meu ver penso que se os tais 10M€ época, forem apenas pelos direitos televisivos, apesar de só ter inicio em 2019 não ser de todo maléfico para o clube, pois ainda teremos formas de negociar "patrocínio das camisolas assim como o naming do estadio e do centro de treinamento além da publicidade estática», na qual agregado poderá vir a dar uma boa quantia por época, logo, devemos aguardar para ver os verdadeiros contornos desse contrato, pois acredito que AS é um negociador nato e não nos deixará ficar em maus lençóis.

  Saudações Braguistas e Força Braga olé...
Saudações Braguistas e Força Braga olê...
PMPF
PMPF Equipa Principal
  • *****
  • 2085
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #185 em: 31 de Dezembro de 2015, 02:47 »
A mim faz me confusão falar se de tanto dinheiro num país que esta a estourar todos os dias. Isto esta se a tornar num negocio a meu ver de proporções irreais mas quem sou eu...
Olho Vivo Equipa Principal
  • *****
  • 10142
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #186 em: 31 de Dezembro de 2015, 03:00 »
Ainda dentro destes contratos qual é o grande objectivo de assinar um contrato para começar a ser válido daqui por 4 anos? Qual a vantagem que o clube tira de um contrato destes? É que sinceramente não vejo nem uma única vantagem, nem uma sequer. Só se for para fazer circo e nada mais que isso. (ou para receber verbas adiantadas... espero que não seja o caso)
Assinar um contrato em 2015 com validade para daqui a 14 anos parece-me qualquer coisa só ao alcance de maluquinhos! Mas ok, se calhar o maluquinho devo ser eu.

100milhões é muito dinheiro... já podemos fazer a nossa festa. Antes estávamos a 10/15M dos grandes agora estamos a 30, nada mau.

Há uma vantagem imediata. Torna mais acessível o crédito bancário, caso seja necessário, através de uma operação em que um banco "adianta" parte das verbas a receber no âmbito daquele contrato. Então, se se tratar do mesmo banco que financia esta operação da NOS, mais facilmente se faz. O dinheiro fica sempre "em casa"...

Agora, é verdade que é um risco fazer contratos a tão longo prazo - pior do que o início do contrato é o final. Não acredito que haja alguém que seja capaz de fazer previsões minimamente credíveis para prazos de 10 ou mais anos... Mas também há o reverso da medalha. Também ninguém pode dizer que o contexto económico irá evoluir de forma favorável... É a velha estória do "mais vale um pássaro na mão"...

Mas é ainda cedo (e a informação demasiado escassa) para retirar conclusões definitivas...

Apenas uma última observação: não estranho que o Braga tenha chegado a um acordo com a NOS e não com a PT (apesar de, teoricamente, a PT/Altice ter mais a ganhar em ter o Braga do seu lado, depois de ter "perdido" Benfica e Sporting). É que a Olivedesportos ainda detém mais de 20% do capital da nossa SAD e Joaquim Oliveira é também o parceiro da NOS na SportTV...
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 03:19 por Olho Vivo »
Invest NO Braga
Invest NO Braga Juniores
  • ***
  • 683
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #187 em: 31 de Dezembro de 2015, 03:13 »
Axa, continuo sem perceber. É claro que as redes móveis são recentes, mas são recentes para todos. GSM foi lançado ee finais dos anos 80, UMTS inicio do novo século e LTE 2011. Mas isso é válido aqui como na China. Não percebo esse argumento de termos uma boa rede porque é recente, temos uma boa rede móvel porque se investiu para isso. A concorrência não existe? É só ver quando um operador lança um serviço novo se os restantes não o implementam de imediato. Queres mais concorrência do que isto?

Relativamente ao TDT estou na mesma. É o TDT uma má solução, é o acordo entre Estado (ANACOM) e PT que é mau, está mal aproveitado? Conteudos pagos via TDT? Sim, claro que é possivel mas quer PT quer o tal operador sueco desistiram do concurso. Fica caro ao consumidor final? Depende. O leilão do espetro rendeu bons milhões ao Estado.

Sérgio. A concessão da TDT foi ATRIBUÍDA À PT, dona do Meo e sua natural concorrente, sendo que nessa altura a própria Zon (PT Multimédia) tinha acabado de sair da PT. Espero que isso te ajude a perceber o resto.
E que interessa as antenas (algumas infra estruturas de comunicações em cidades como Londres ou Paris devem mesmo vir quase do "tempo da guerra"..) ou essa definição de concorrência? ("implementar de imediato"... :)  ). O que está em causa é que é um negócio que movimenta milhões e gera milhões, e como tu ajudas a reafirmar, de nível EUROPEU, e o ponto é esse, daí que haja dinheiro para distribuir e que não deve/devíamos estar tão longe dos congéneres europeus. Tudo isso para concluir que o 4º clube deve ser bem pago, muito para além dos 5 milhões que eram aqui sugeridos à partida.
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 03:16 por Axa »
Anuncios M
Anuncios M
Invest NO Braga
Invest NO Braga Juniores
  • ***
  • 683
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #188 em: 31 de Dezembro de 2015, 03:19 »
   Estamos todos sem excepção da palavra apenas a especular, nada mais. Ao meu ver penso que se os tais 10M€ época, forem apenas pelos direitos televisivos, apesar de só ter inicio em 2019 não ser de todo maléfico para o clube, pois ainda teremos formas de negociar "patrocínio das camisolas assim como o naming do estadio e do centro de treinamento além da publicidade estática», na qual agregado poderá vir a dar uma boa quantia por época, logo, devemos aguardar para ver os verdadeiros contornos desse contrato, pois acredito que AS é um negociador nato e não nos deixará ficar em maus lençóis.

  Saudações Braguistas e Força Braga olé...

Se assim for temos finalmente um negócio bom. Não é fantástico.. mas bom.

Como termo de comparação os jogos do Sporting para as próximas épocas eram avaliados creio que em 26 milhões/época... Claro que 26 milhões para o ano e 10 milhões em 2027 são valores ainda mais distantes...
rpo.castro
rpo.castro Equipa Principal
  • *****
  • 14906
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #189 em: 31 de Dezembro de 2015, 09:15 »
À partida parece um bom negócio. Parece que só inclui transmissão. Mas serão mm 10M?
Acreditando nos valores somos o clube que mais subiu porque triplicamos o valor enquanto os outros nem o dobro conseguiram.
Mas cheira me que daqui a 2/3 anos isto dá um grande volta. Parecem me valores incomportáveis para uma liga "regional"

Enviado do meu D2212 através de Tapatalk

Quem não sente não é filho de boa gente.
Lipeste
Lipeste Equipa Principal
  • *****
  • 23461
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #190 em: 31 de Dezembro de 2015, 11:18 »
Os direitos de transmissão televisiva do slb terão sido vendidos por €30 milhões época...os direitos de transmissão televisiva + publicidade estática + publicidade virtual do scp terão sido vendidos por €30 milhões (€23 a €25 até 15/dezoito)...os direitos de transmissão televisiva + publicidade estática do fcp terão sido vendidos por €30 milhões...se tudo isto for verdade e se o SCB vendeu os seus direitos de transmissão televisiva sem publicidade estática por €10 milhões, é um excelente negócio e se vier com estática não passa a ser mau até porque a venda do naming, da publicidade das camisolas e da  publicidade estática (se não foi já incluida)  pode atirar-nos para valores bem próximos daqueles que acho possível alcançar (até 15 milhões) mas se os hipotéticos €10 milhões incluírem isso tudo, ou a maior parte, então, o negócio seria o minimo dos minimos, sem dar luta, fraquinho em relação às minhas melhores expectivas.

Por todas as razões possíveis a centralização deveria ter sido o caminho seguido mas quem acha que nesse cenário o SCB receberia muito mais que estes hipotéticos €10 milhões época é só ver como eles foram distribuídos noutros países e fazer as contas à nossa escala e com as percentagens correspondentes a clubes equivalentes, eu tenho dúvidas.
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 16:11 por Lipeste »
Anuncios G
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #191 em: 31 de Dezembro de 2015, 11:30 »
Finalmente um comunicado esclarecedor do nosso clube.
abesbilico
abesbilico Equipa Principal
  • *****
  • 1196
  • ORGULHO BRACARENSE ANTI-LAMPIÃO SEMPRE
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #192 em: 31 de Dezembro de 2015, 11:58 »
Finalmente um comunicado esclarecedor do nosso clube.

Ano novo, vida nova.... ;D
COM O BRAGA PARA SEMPRE NO MEU CORAÇÃO, MESMO QUE NUNCA SEJA CAMPEÃO!
LS
LS Equipa Principal
  • *****
  • 4606
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #193 em: 31 de Dezembro de 2015, 13:42 »
Rádio Espanhola, vale o que vale, mas:

O Vitória deverá anunciar, nos primeiros dias de 2016, o acordo de direitos de transmissão dos seus jogos no Estádio D. Afonso Henriques, ao que tudo indica com a operada MEO, que está na frente das negociações com Júlio Mendes.

O negócio, como se tem percebido pelas recentes movimentações, será o maior de sempre do clube e, muito provavelmente, só ficará, em termos de valores envolvidos, atrás de Benfica, Porto e Sporting, equivalendo-se ao do rival Braga.
Sendo certo que todos estes acordos já divulgados são muito diferentes entre si, porque alguns envolvem mais do que as simples transmissões dos jogos, não é menos certo, apurou a Santiago, que o Vitória vai receber uma verba anual que suplantará claramente o seu orçamento para o futebol.
Depois de fechados os negócios com os chamados três grandes, o Braga também já se comprometeu com a NOS e receberá, segundo notícia da Rádio Santiago, oito milhões por ano durante o período de 10 anos, mais 12 milhões pelos dois anos de contrato que ainda vigora, o que perfazerá um total de 92 milhões de euros.
Académica, Belenenses, Nacional, Arouca, P. Ferreira, Marítimo e V. Setúbal ligaram-se igualmente à operadora NOS, mas apenas por um período de sete anos
Restam Vitória, Moreirense, Rio Ave, Boavista, Estoril, U. Madeira e Tondela, sendo claramente o Vitória aquele que agora disputa as maiores atenções. E sendo certo que a MEO parece levar a dianteira, não é de todo descabida a hipótese da NOS entrar na discussão, apresentando uma contraproposta mais favorável.




8 Milhões, 1/5 dos estarolas, realmente tenho de por o futebol de lado, isto é mesmo um retangulo de retardados.
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 13:44 por Layne Staley »
Nakamura
Nakamura Equipa Reservas
  • ****
  • 833
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #194 em: 31 de Dezembro de 2015, 13:51 »
Todos estes contratos, com pseudo-valores (em alguns casos a iniciar daqui a 2, 3, 4 anos e depois a terminar daqui a 7, 10, 12 anos), só têm uma explicação evidente, como aliás pareceu indiciar acima o Olho Vivo (mas depois não desenvolveu a indução que faço): visam facilitar/permitir a continuação do acesso ao crédito bancário (a instituições que estão tecnicamente falidas).
É esse o cerne da questão, e a pompa posta nos números chorudos: como que a dizer "teremos capacidade de ser solventes". Mas para isso juntam as migalhas todas, e numa fuga para a frente apresentam pseudo-valores (chorudos que sustentem a farsa da continuação do seu financiamento por mais algum tempo - para estourarem mais à frente e com um calote gigantesco - adivinhem a repor por quem, para que os bancos não vão à falência).
Isto é a fuga em frente.
E para maior (volume de problema): o financiamento bancário sem retorno.
Isto é o continuar do alimentar da farsa.
É o continuar do alimentar do crédito excessivo e sem garantias de retorno.
É o empurrar dos graves problemas financeiros e econômicos que este país atravessa, com a barriga, para a frente.
Eles acreditam, se calhar com razão, que num país falido e com sucessivas gerações de emigrantes, mas de "bananas", alguém lhes pagará (mais uma vez) todas estas manigâncias: seja com receitas de Totobola, seja com doações de terrenos, seja pelo pagamento de contribuintes a bancos falidos, seja com benefícios fiscais, seja pelo aumento e exploração de preços das telecomunicações e conteúdos multimédia, etc, etc.
Alguém (leia-se o povo) há-de pagar, por qualquer destas vias, ou num mix de várias delas, todos estes dislates!
Para que a palhaçada e o domínio dos poderes instalados continue - mesmo quando estão já em clara falência técnica.
Pagaremos todos para que estes palhaços continuem a manter o seu circo.
A questão aqui não é o dinheiro que vai entrar!
A questão aqui é o dinheiro que essas putativas receitas (daqui a 10 anos!) vão permitir pedir emprestado antecipadamente junto dos bancos. E aumentar os buracos destes!
Tudo com base em "wishful thinkings" como dizem os ingleses (ou em cenários dourados e fantasiosamente optimistas diria eu).
Diga-se em abono da verdade que isso não é um exclusivo do futebol: é por causa desses compadrios é que os nossos bancos estão todos como estão. Não há um mínimo de seriedade: a factura é depois sempre dissolvida entre todos (povo). Pagamos sempre as manigâncias  de uns poucos (amigalhaços). Que já fazem isto de propósito para mais tarde, quando o buraco rebentar, se virem desculpar com o habitual "agora há crise, mas na altura toda a gente pensava que a ia correr melhor, na altura o cenário era mais optimista".
São cenários fantasiosos que servem o propósito de mais endividamento e mais fraudes. Mesmo que haja uma real subida do valor dos contratos televisivos, ela é empolada de todas as maneiras (quer incluindo nos packs tudo, quer apresentando agora conjuntamente valores que vão ser recebidos daqui a muito tempo, quer escondendo que esses valores nessa altura valerão muito menos por erosão da inflação).
Ou acham que eles vão pegar nos dinheiros destes contratos a 10 anos para abater a gigantesca divida que têm?
Claro que não!
Podem até abater um bocadito ao passivo para ajudar à farsa, mas a seguir vão logo agravar brutalmente o seu problema (alavancagem) com contratações, etc
Um dia esse problema será colocado e resolvido com alguma solução por alguém (que eles entendem não serão eles).
Até lá, há mais hipóteses de crédito bancário, e de continuar a empurrar o problema com a barriga (mesmo agravando-o).
« Última modificação: 31 de Dezembro de 2015, 14:49 por Nakamura »
100%SCB Equipa Principal
  • *****
  • 7278
  • Quando o erro for só erro o SC Braga será campeão!
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #195 em: 31 de Dezembro de 2015, 14:08 »
Rádio Espanhola, vale o que vale, mas:

O Vitória deverá anunciar, nos primeiros dias de 2016, o acordo de direitos de transmissão dos seus jogos no Estádio D. Afonso Henriques, ao que tudo indica com a operada MEO, que está na frente das negociações com Júlio Mendes.

O negócio, como se tem percebido pelas recentes movimentações, será o maior de sempre do clube e, muito provavelmente, só ficará, em termos de valores envolvidos, atrás de Benfica, Porto e Sporting, equivalendo-se ao do rival Braga.
Sendo certo que todos estes acordos já divulgados são muito diferentes entre si, porque alguns envolvem mais do que as simples transmissões dos jogos, não é menos certo, apurou a Santiago, que o Vitória vai receber uma verba anual que suplantará claramente o seu orçamento para o futebol.
Depois de fechados os negócios com os chamados três grandes, o Braga também já se comprometeu com a NOS e receberá, segundo notícia da Rádio Santiago, oito milhões por ano durante o período de 10 anos, mais 12 milhões pelos dois anos de contrato que ainda vigora, o que perfazerá um total de 92 milhões de euros.
Académica, Belenenses, Nacional, Arouca, P. Ferreira, Marítimo e V. Setúbal ligaram-se igualmente à operadora NOS, mas apenas por um período de sete anos
Restam Vitória, Moreirense, Rio Ave, Boavista, Estoril, U. Madeira e Tondela, sendo claramente o Vitória aquele que agora disputa as maiores atenções. E sendo certo que a MEO parece levar a dianteira, não é de todo descabida a hipótese da NOS entrar na discussão, apresentando uma contraproposta mais favorável.




8 Milhões, 1/5 dos estarolas, realmente tenho de por o futebol de lado, isto é mesmo um retangulo de retardados.

confio mais no maisfutebol e mais bastidores do que numa simples rádio ainda por cima espanhola.

Aguardo um comunicado oficial
FORÇA BRAGA
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #196 em: 31 de Dezembro de 2015, 14:09 »
Rádio Espanhola, vale o que vale, mas:

O Vitória deverá anunciar, nos primeiros dias de 2016, o acordo de direitos de transmissão dos seus jogos no Estádio D. Afonso Henriques, ao que tudo indica com a operada MEO, que está na frente das negociações com Júlio Mendes.

O negócio, como se tem percebido pelas recentes movimentações, será o maior de sempre do clube e, muito provavelmente, só ficará, em termos de valores envolvidos, atrás de Benfica, Porto e Sporting, equivalendo-se ao do rival Braga.
Sendo certo que todos estes acordos já divulgados são muito diferentes entre si, porque alguns envolvem mais do que as simples transmissões dos jogos, não é menos certo, apurou a Santiago, que o Vitória vai receber uma verba anual que suplantará claramente o seu orçamento para o futebol.
Depois de fechados os negócios com os chamados três grandes, o Braga também já se comprometeu com a NOS e receberá, segundo notícia da Rádio Santiago, oito milhões por ano durante o período de 10 anos, mais 12 milhões pelos dois anos de contrato que ainda vigora, o que perfazerá um total de 92 milhões de euros.
Académica, Belenenses, Nacional, Arouca, P. Ferreira, Marítimo e V. Setúbal ligaram-se igualmente à operadora NOS, mas apenas por um período de sete anos
Restam Vitória, Moreirense, Rio Ave, Boavista, Estoril, U. Madeira e Tondela, sendo claramente o Vitória aquele que agora disputa as maiores atenções. E sendo certo que a MEO parece levar a dianteira, não é de todo descabida a hipótese da NOS entrar na discussão, apresentando uma contraproposta mais favorável.




8 Milhões, 1/5 dos estarolas, realmente tenho de por o futebol de lado, isto é mesmo um retangulo de retardados.

confio mais no maisfutebol e mais bastidores do que numa simples rádio ainda por cima espanhola.

Aguardo um comunicado oficial


Legião
Legião Equipa Principal
  • *****
  • 9443
  • Mágico Braga, Amor Eterno
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #197 em: 31 de Dezembro de 2015, 15:08 »
Bracara Avgvsta - Fidelis et antiqva
Robalo
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #198 em: 31 de Dezembro de 2015, 15:14 »
Pé Ligeiro
Pé Ligeiro Equipa Principal
  • *****
  • 14400
  Re: Distribuição dos dinheiros dos direitos televisivos. A ditadura dos grandes.
« Responder #199 em: 31 de Dezembro de 2015, 15:37 »
Atendendo a que o negócio não envolve a publicidade nas camisolas e a publicidade estática e ainda a futuramente provável publicidade virtual, pode-se considerar um bom negócio, sempre em termos relativos, isto é, tendo como termo de comparação os negócios feitos pelo triunvirato.
Ficamos com margem de manobra para negociar novos patrocínios e assim poder obter receitas adicionais.

O prazo é muito extenso, mas os valores anunciados, a confirmarem-se os 10 milhões por época, representando cerca de 2/3 do orçamento anual, são valores que dificilmente obteríamos de outra forma.
BRAGA SEMPRE MAIS!
 

Anuncios M
Anuncios M