You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Anuncios
Que futuro para a formação?
14 Respostas
4394 Visualizações
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Equipa Reservas
  • ****
  • 774
  Que futuro para a formação?
« em: 25 de Abril de 2006, 11:02 »
O SCB está actualmente cotado como uma das melhores equipas do futebol nacional. Se fosse possível aplicar uma escala, num intervalo de 0 a 10, o SCB estaria no 7. Serve esta premissa para fazer a introdução ao tema deste tópico: a formação.
O nível que se exige aos jogadores do SCB aumentou exponencialmente nos últimos 3 anos.

Na era Fernando Oliveira, as dificuldades financeiras eram mais que muitas e devido a isso, foi inevitável a aposta em jogadores oriundos da formação. Lembro que na pré-época de 2002 o SCB avaliou no estágio de Melgaço 7 jogadores da equipa B, prova evidente que o dinheiro para contratações não abundava. O SCB  apostou em alguns deles, caso do Paulo Jorge, Nené, Nuno Rocha, Pedro Costa... Sim, não havia outra hipótese...  FCS bradava aos céus por reforços porque tinha a consciência que a aposta em jogadores jovens, ainda em formação, trazia-lhe custos desportivos e dificuldades acrescidas, seria melhor para ele ter ao dispor jogadores de craveira e que desse garantias... Naquela ocasião, se FCS tivesse a possibilidade de escolha, a título de exemplo, quem acham que escolheria para o lugar de central? Um central de provas dadas(exemplo: Nem) ou um central inexperiente(Paulo Jorge) que nunca tinha jogado numa primeira divisão?
A resposta é inequívoca...

Se naquela ocasião um central inexperiente, caso então do Paulo Jorge, tinha lugar no plantel do SCB, nos dias de hoje não é completamente verdade que um central nas mesmas circunstâncias tivesse igual sorte. A fasquia está bem acima, comparando com o passado.  Quem, nos dias de hoje, iria apostar num central jovem, se tivesse a possibilidade de contratar um central que desse garantias e provas dadas no futebol? Acho que ninguém!

Levanta-se então a questão: Que futuro para a nossa formação?
Na actual situação, acho que o SCB está a desperdiçar tempo e dinheiro. Apesar das equipas de formação terem alguns jogadores de qualidade, questiono se eles tem espaço para evoluírem, ao ponto de entrarem, mais cedo ou mais tarde, na equipa principal do SCB? Não posso responder(acho que neste fórum há pessoas melhor qualificadas para o fazer) mas tenho a certeza que a resposta passará pela estratégia que o SCB terá definida para o futebol, se é que a tem.

Como disse, actualmente, acho que actualmente estamos a desperdiçar tempo e dinheiro... por exemplo os 300 mil euros(?!?) que custa uma equipa B estão a ser totalmente desperdiçados se não houver aproveitamento e consequente promoção aos AA, mediante a qualidade, dos jogadores que a compõem. Se eventualmente os jogadores não atingirem os patamares de qualidade que se exige, o que se vai fazer? Promover jogadores à equipa principal por promover, não faz sentido.

A solução passa inevitavelmente por reformular, reestruturar, os escalões de formação do SCB, investindo mesmo em jovens de qualidade e com um futuro auspicioso. A nível nacional e mesmo internacional, há muitos exemplos de equipas que apostam na formação com excelentes resultados. Se equipas como o SCP, SLB e FCP podem dispender verbas avultadas, contratando os melhores jovens a nível nacional, por exemplo o Bruno Gama, que o FCP contratou ao SCB por 1 milhão de euros, verbas impensáveis para clubes como o SCB, acho que o SCB pode destacar-se a nível regional e em mercados emergentes...

Desinvestir na formação, poderá passar pela cabeça de alguns...No entanto, na minha opinião, seria uma situação impensável, prejudicial mesmo ao clube, planear a estratégia do clube, ie, o futuro, sem a formação, isto porque a formação será sempre o porto de abrigo quando houver mares tempestuosos... desinvestir na formação seria um erro crasso.

A)- quando coloca a hipotese "investir forte na formação" refiro-me a direccionar uma fasquia considerável do orçamento para a contratação de jovens craques. Por exemplo: Ajax.
B)- "investir moderadamente", ie, investir mais nas equipas de formação, conforme as disponibilidades financeiras(orçamento).
C)- continuar como actualmente.
D)- direccionar o máximo possível as verbas da formação, para a equipa principal, aumentando assim a qualidade dos jogadores da equipa principal
E)- não tem opinião sobre este assunto e/ou não sabe responder.
« Última modificação: 25 de Abril de 2006, 11:05 por Zé »
Força Gverreiros
xpt_nautilus
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #1 em: 25 de Abril de 2006, 11:34 »
A formação é o lado nobre de qualquer clube e como tal um clube tem de apostar fortemente na formaçao nao só de talentos, mas tambem na formaçao de homens e pessoas com qualidades. O futebol de formação nao pode ser so visto como uma fabrica de craques como Ronaldos, Figos os Tiagos mas tambem na formação de pessoas com caracter. Mais a formação é um elo importantissimo na ligação entre o SCBraga e a cidade de Braga. Quantos mais jovens praticarem desporto com as cores do SCBraga mais facilmente o Braguismo se difundira na cidade e no coraçao de todos os Bracarenses.

Quanto ao futebol em concreto penso que a aposta em jovens jogadores nao é de todo impossivel para equipas que lutem por algo mais do que o simples meio da tabela. Reparem o Real Madrid foi campeao Europeu quando na baliza tinha um jovem de 19, Iker Casillas. E exemplos deste ha imensos. Quantos anos tem o Nani, ou o Manuel Fernandes quando dispontaram nos seus clubes. Muito jovens e no entanto jogam em clubes que tem por obrigaçao vencer. O que tambem é importante ter noçao é o que significa apostar em jovens. Se apostar em jovens for ter 5/6 jogadores por ano no plantel com menos de 20 e que venham das camadas jovens ai os obejctivos tem de ser bem ponderados e realistas. No entanto para mim apostar em jovens é ter no plantel principal e a jogar pelo menos 2 jogadores que no ano anterior haviam jogado pela equipa B. Isto para mim é apostar em jovens. O exemplo do Ajax é um caso semelhante a este, eles apostam em jovens jogadores e todas as epocas na equipa principal surgem 2/3 jogadores do plantel de reservas. No entanto para que a formaçao seja efectiva temos de ter pessoas capazes a trabalhar na area. Nao podemos atribuir cargos a pessoas so porque num passado recente serviram exemplarmente o clube. Trabalhar,moldar e aproveitar ao maximo o talento dos jovens nao é uma caracteristica que todos temos, muito pelo contrario. Por exemplo o Carlos Queiroz é um homem que sabe muito de formaçao, tal como por exemplo Manuel Machado, mas por exemplo o Vitor Pontes nao me parece que seja um homem com estes traços para trabalhar jovens. A nao utilizaçao de homens ligados ao SCBraga é propositada. Na minha modesta opiniao, de quem se limita a olhar para as tabelas classificativas o SCBraga tem muito a melhorar na formaçao. Praticamente desaparecemos das convocatorias das selecçoes mais jovens e isto é prova inequivoca de que algo é preciso mudar. Mais no plantel principal ou eu muito me engano ou dos jovens que la estao apenas estam para fazer numero ja que nunca merecaram a confiança do treinador Jesualdo Ferreira, homem que durante muitos anos esteve ligado ao futebol de formaçao...
1
1 Equipa Principal
  • *****
  • 3381
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #2 em: 25 de Abril de 2006, 13:19 »
O que me parece é que o Braga parou de investir na formação e aquilo vai de mal a pior. Espero não me enganar mas se continua assim vamos deixar de ter (bons) jogadores a vir das camadas jovens.
TRINCADO
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #3 em: 25 de Abril de 2006, 19:28 »
Eu acho que a formação é muito importante, basta ver o exemplo do sporting. Se analisarmos bem os possiveis convocados da Selecçao para o mundial vemos que só das escolas do sporting ha 9 (nove!) jogadores:

beto
nuno valente
hugo viana
simao
figo
quaresma
cristiano
Boa morte
caneira

O Braga tem potencial para criar uma formação de qualidade. Tem tido, agora, menos jogadores da formação recente na equipa A. Isso deve-se também, mas não so, a escolhas técnicas, falo do Jesualdo, escolhas essas que nao quero contestar. Também temos que ver que as escolas de formação de jogadores mais famosas do mundo (Ajax e Juventus) nem sempre fabricam craques e essa formação funciona por ciclos. Há ciclos bons e maus, nao ha so ciclos bons. É preciso muito trabalho e paciencia.

 Financeiramente, vendemos o Filipe Oliveira, o Cícero e o Bruno Gama. São produtos da formação que foram muito rentáveis.

Há que esperar que haja uma prospecçao de jovens nas 2ª e 3ª divisoes nacionais, traze-los para o Braga e fazer deles jogadores. O que eu não concordo é ver o Braga emprestar tantos jogadores. O Edinho foi para Paços para jogar....Tem jogado? Já disse isto uma vez: acham que o Rui Costa evoluiu muito no ano em que esteve emprestado ao Fafe?
Anabela Equipa Principal
  • *****
  • 4810
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #4 em: 25 de Abril de 2006, 20:52 »
Eu concordo com a formação dos jovens, mas temos de lhes dar oportunidade para jogarem.
Além disso, se fôr para depois vendê-los ao porto ou a outros (Bruno Gama) mais vale estar quieto.
Quantos jogadores da equipa principal do Braga são provenientes da formação? 1, o Paulo Jorge e porque o Nunes se foi...
Equipa Reservas
  • ****
  • 774
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #5 em: 25 de Abril de 2006, 21:13 »
Actualmente, Anabela, temos o Castanheira e o Paulo Jorge. O Pedro Costa embora não seja da "cantera" foi jogador da equipa B, por isso pode ser considerado como oriundo da formação. O Nunes foi contratado ao Gil e nunca foi jogador do SCB.
Relativamente ao Bruno Gama. acho que ele "rendeu" 1 milhão de euros, ie, muito mais que alguns séniores.
« Última modificação: 25 de Abril de 2006, 21:16 por Zé »
Força Gverreiros
Equipa Reservas
  • ****
  • 774
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #6 em: 25 de Abril de 2006, 21:38 »
Eu acho que a formação é muito importante, basta ver o exemplo do sporting. Se analisarmos bem os possiveis convocados da Selecçao para o mundial vemos que só das escolas do sporting ha 9 (nove!) jogadores:

beto
nuno valente
hugo viana
simao
figo
quaresma
cristiano
Boa morte
caneira

O Braga tem potencial para criar uma formação de qualidade. Tem tido, agora, menos jogadores da formação recente na equipa A. Isso deve-se também, mas não so, a escolhas técnicas, falo do Jesualdo, escolhas essas que nao quero contestar. Também temos que ver que as escolas de formação de jogadores mais famosas do mundo (Ajax e Juventus) nem sempre fabricam craques e essa formação funciona por ciclos. Há ciclos bons e maus, nao ha so ciclos bons. É preciso muito trabalho e paciencia.

 Financeiramente, vendemos o Filipe Oliveira, o Cícero e o Bruno Gama. São produtos da formação que foram muito rentáveis.

Há que esperar que haja uma prospecçao de jovens nas 2ª e 3ª divisoes nacionais, traze-los para o Braga e fazer deles jogadores. O que eu não concordo é ver o Braga emprestar tantos jogadores. O Edinho foi para Paços para jogar....Tem jogado? Já disse isto uma vez: acham que o Rui Costa evoluiu muito no ano em que esteve emprestado ao Fafe?

Concordo plenamente com a tua opinião com excepção dos seguinte:
- Acho que a formação do SCP está assente numa prospecção de jovens valores a nível nacional, por exemplo, C.Ronaldo  é madeirense. Acho que o SCB para apostar uma quantia equivalente ao que o SCP faz, significaria desinvestir fortemente na equipa principal. Isso não é desejável...
- O Filipe Oliveira, caso a mmória não me falhe, a exemplo de outros(joão Dias) foi de borla para o FCP. Por sua vez o FCP vendeu-o ao Chelsea.
Força Gverreiros
Anabela Equipa Principal
  • *****
  • 4810
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #7 em: 25 de Abril de 2006, 22:09 »
Actualmente, Anabela, temos o Castanheira e o Paulo Jorge. O Pedro Costa embora não seja da "cantera" foi jogador da equipa B, por isso pode ser considerado como oriundo da formação.

Sim, mas o Castanheira raramente joga, o Pedro Costa a mesma coisa e o Paulo Jorge até a saída do Nunes só jogava quando ou o Nunes ou o Nem não podiam.
Mesmo assim, entre os 3, o Paulo Jorge é o que tem jogado mais.
Ou seja, tem-se apostado muito muito pouco nos jogadores de escalões inferiores! E depois, andamos a emprestá-los a clubes de divisões inferiores...
TRINCADO
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #8 em: 25 de Abril de 2006, 22:39 »
Eu acho que a formação é muito importante, basta ver o exemplo do sporting. Se analisarmos bem os possiveis convocados da Selecçao para o mundial vemos que só das escolas do sporting ha 9 (nove!) jogadores:

beto
nuno valente
hugo viana
simao
figo
quaresma
cristiano
Boa morte
caneira

O Braga tem potencial para criar uma formação de qualidade. Tem tido, agora, menos jogadores da formação recente na equipa A. Isso deve-se também, mas não so, a escolhas técnicas, falo do Jesualdo, escolhas essas que nao quero contestar. Também temos que ver que as escolas de formação de jogadores mais famosas do mundo (Ajax e Juventus) nem sempre fabricam craques e essa formação funciona por ciclos. Há ciclos bons e maus, nao ha so ciclos bons. É preciso muito trabalho e paciencia.

 Financeiramente, vendemos o Filipe Oliveira, o Cícero e o Bruno Gama. São produtos da formação que foram muito rentáveis.

Há que esperar que haja uma prospecçao de jovens nas 2ª e 3ª divisoes nacionais, traze-los para o Braga e fazer deles jogadores. O que eu não concordo é ver o Braga emprestar tantos jogadores. O Edinho foi para Paços para jogar....Tem jogado? Já disse isto uma vez: acham que o Rui Costa evoluiu muito no ano em que esteve emprestado ao Fafe?

Concordo plenamente com a tua opinião com excepção dos seguinte:
- Acho que a formação do SCP está assente numa prospecção de jovens valores a nível nacional, por exemplo, C.Ronaldo  é madeirense. Acho que o SCB para apostar uma quantia equivalente ao que o SCP faz, significaria desinvestir fortemente na equipa principal. Isso não é desejável...
- O Filipe Oliveira, caso a mmória não me falhe, a exemplo de outros(joão Dias) foi de borla para o FCP. Por sua vez o FCP vendeu-o ao Chelsea.

Ze,

em relaçao ao Filipe oliveira, acho que tens razao. Por acaso tambem tinha aideia que o gajo foi de borla.
Mas em relação à formação do Sportig, apenas a usei como exemplo. Logicamente o sporting tem uma academia de meter medo e a prospecção nacional é dispendiosa. O que se poderá fazer é aproveitar os melhores jogadores, e mais jovens da 2ª divisão, onde joga o Braga B, por exemplo. Aí entra a capacidade de avaliação dos adversarios por parte do treinador da equipa B. Devemos investigar e analisar jogadores portugueses. Nao devemos contratar para sempre Jaimes, Wellingtons, etc. Mesmo a equipa B tem brasileiros a mais ( 3 diegos, Rodrigo Dantas, William).
Equipa Reservas
  • ****
  • 774
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #9 em: 26 de Abril de 2006, 20:33 »
Exacto Trincado... Mas se o exemplo Filipe Oliveira não serve, há outros: Ricardo Rocha, Tiago, Quim, Barroso... que renderam muitos €.
Força Gverreiros
TRINCADO
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #10 em: 27 de Abril de 2006, 19:53 »
Exacto Trincado... Mas se o exemplo Filipe Oliveira não serve, há outros: Ricardo Rocha, Tiago, Quim, Barroso... que renderam muitos €.

Ora nem mais!!!

Daí eu continuar a acreditar que o investimento na formação é seguro e que, nesta altura podemos não estar no melhor ciclo a nivel de resultados imediatos, mas como em todos os ciclos mesmo das melhores equipas europeias, grandes jogadores aparecerão.
ric Equipa Principal
  • *****
  • 3345
  Re: Que futuro para a formação?
« Responder #11 em: 05 de Maio de 2006, 14:31 »
Nos convocados para Toulon (sub - 18) regista-se a aus~encia de jogadores do Braga.

parece-me que tem sido uma constante nos últimos dois anos.

Andamos entretidos com o treinador da equipa A e esquecemo-nos daquilo que vai acontecendo na formação, ao fim de contas, o futuro do nosso clube.

Já viram os resultados desta época? já sabem de algum projecto ou plano para o futuro?

O que se está a fazer no futebol de formação?
miguel_afonso
miguel_afonso Equipa Principal
  • *****
  • 1139
  Re:Que futuro para a formação?
« Responder #12 em: 24 de Janeiro de 2012, 15:07 »
Recupero este tópico numa altura em que o Sporting vende um júnior de 19 anos por 1.2 milhões de euros, jovem esse nascido em Braga e ex-jogador das nossas camadas jovens. E por incrível que pareça a alguns esta não é uma historia virgem, temos o caso do Nelson Oliveira entre outros. Os 3 grandes têm jogadores nos juniores e juvenis que iniciaram a sua "carreira" futebolística em Braga...

Ainda este ano um jogador formado aqui, que se afirmou por mérito próprio em clube que não o Braga, foi praticamente leiloado! Um dos melhores jogadores que cumpriu a sua formação aqui, não lhe foi dada a oportunidade de retribuir...

No próximo ano teremos Equipa B, mas urge segurar este talentos. Dar todas as condições para que cresçam, porque aqui não nos falta matéria prima de qualidade, falta um apenas vontade de a trabalhar e potenciar...



Gui40
Gui40 Equipa Principal
  • *****
  • 1545
  • Orgulho em ser bragvista <3
  Re:Que futuro para a formação?
« Responder #13 em: 24 de Janeiro de 2012, 17:31 »
Recupero este tópico numa altura em que o Sporting vende um júnior de 19 anos por 1.2 milhões de euros, jovem esse nascido em Braga e ex-jogador das nossas camadas jovens. E por incrível que pareça a alguns esta não é uma historia virgem, temos o caso do Nelson Oliveira entre outros. Os 3 grandes têm jogadores nos juniores e juvenis que iniciaram a sua "carreira" futebolística em Braga...

Ainda este ano um jogador formado aqui, que se afirmou por mérito próprio em clube que não o Braga, foi praticamente leiloado! Um dos melhores jogadores que cumpriu a sua formação aqui, não lhe foi dada a oportunidade de retribuir...

No próximo ano teremos Equipa B, mas urge segurar este talentos. Dar todas as condições para que cresçam, porque aqui não nos falta matéria prima de qualidade, falta um apenas vontade de a trabalhar e potenciar...

Concordo com o que dizes... falta o principal para começar a cumprir, aquilo que tu dizes no último paragrafo... uma academia! as obras é que nunca mais avançam...
Pé Ligeiro
Pé Ligeiro Equipa Principal
  • *****
  • 13097
  Re:Que futuro para a formação?
« Responder #14 em: 24 de Janeiro de 2012, 21:51 »
A minha opinião sobre esta questão é de que se deve apostar em jovens de elevado potencial, sobretudo juniores, com quem se possam estabelecer contratos profissionais, pois é a única forma de garantir que nenhuma "ave de rapina" os leva "de borla".
Há que apostar cada vez mais na prospecção e actuar no tempo certo e sem hesitações. Na idade de júnior podemos conseguir contratar verdadeiros craques a preços acessíveis, que em seniores provavelmente não o conseguiríamos.
Devemos apostar na equipa B, pois não custará mais que a contratação de um jogador mediano/fraco e poderá servir para potenciar jogadores, quer para jogar na equipa principal, quer para negociar.
BRAGA SEMPRE MAIS!