Super pronto » Superbraga.com
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Super pronto

Super pronto

O SC Braga terminou a pré-época, mostrando estar pronto para a disputa da Supertaça, ou, dito de outra forma, estar super pronto para iniciar oficialmente a época 2021/2022.

Os trabalhos de preparação terminaram, em termos de testes sob forma de jogos, sem registar qualquer derrota. Mas nesta análise global, há uma espécie de copo meio cheio ou meio vazio, uma vez que o facto de não perder nenhum jogo ser visto como positivo, mas empatar quatro vezes consecutivas, sendo duas delas contra equipa do segundo escalão, deixa certamente algo apreensivos os adeptos mais pessimistas.

A semana comportou dois jogos, separados apenas por três dias. Na quarta-feira, o Marselha foi o ilustre visitante da Pedreira, que recebeu jogos pela primeira vez e, desse modo, marcou também o regresso ao trabalho da equipa da NEXT, que eu tenho o prazer de integrar, que faz o Pre e o Post-Match quando os jogos se realizam em casa ou quando se disputam finais.

O embate frente aos marselheses, que, esta época, apontam à disputa dos lugares de Champions League, terminou empatado a um golo, com o tento bracarense a ser marcado pelo internacional espanhol Abel Ruiz, ao qual respondeu o internacional francês Dimitri Payet, de má memória para os portugueses, que não esquecem a lesão provocada a CR7 na final do Euro 2016. Este embate frente aos franceses foi de elevado grau de dificuldade e traduziu-se num bom teste, apesar das muitas mexidas operadas nas equipas, algo bem característico nesta fase da temporada.

O segundo jogo aconteceu frente ao Paços de Ferreira, agora orientado por Jorge Simão, e foi mais um teste difícil, que haveria de terminar com o triunfo arsenalista por 2x1, com golos dos espanhóis Abel Ruiz, que marcou pela terceira vez consecutiva, e Mario González, que marcou o seu terceiro tento da pré-época. As observações efetuadas permitiram conferir a plena integração do central Paulo Oliveira, que é, por estes dias, inquestionável no onze titular. Deste modo, os comandados de Carlos Carvalhal seguem moralizados para a final da Supertaça, no último dia deste mês, em Aveiro. Ora, sendo um troféu que falta na montra de Braga espero que a equipa consiga essa “super conquista”.

A uma semana de realização da final da Supertaça ainda não se sabe se os adeptos poderão, ou não, marcar presença, uma vez que a decisão deverá acontecer ao longo da semana, depois da reunião do já famoso dia 27, onde o governo irá auscultar os especialistas relacionados com a pandemia que nos atormenta, sendo previsível que sejam alterados os critérios de definição de risco pandémico e, desse modo, seja anunciado o regresso, ainda que condicionado, dos adeptos aos estádios portugueses, à semelhança do que se já se observa em vários países europeus.

Uma nota final para os Jogos Olímpicos de 2020, que estão a decorrer em Tóquio (Japão), um ano depois e cuja cerimónia de abertura decorreu num imponente estádio despido de adeptos, o que a tornou na mais triste que as nossas memórias registam. Como nota positiva da mesma cerimónia, registo o facto de a bandeira de cada país ser transportada por duas pessoas, onde estavam o masculino e o feminino, num verdeiro apelo à inclusão e à igualdade de género.

Que vença o desporto e prevaleça o fair play nos Jogos Olímpicos de Tóquio, assim como no desporto em geral, qualquer que seja a competição.

In zerozero

 

Partilhar

Anuncios G
Anuncios M