Natal de todas as frentes » Superbraga.com
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Natal de todas as frentes

Natal de todas as frentes

A época desportiva em Braga está a correr bem, pelo menos até agora, pois sabemos como no futebol as coisas mudam, por vezes, muito rapidamente. O trabalho que está a ser desenvolvido permitiu ao SC Braga chegar ao Natal em todas as frentes, o que sublinha o seu elevado nível.

Na liga portuguesa, os braguistas lamentam as duas derrotas sofridas ante o Santa Clara, em casa, e a B SAD, no Jamor, pois estes pontos poderiam dar um brilho maior à pontuação da tabela classificativa. O dado comum dos dois jogos é uma primeira parte menos conseguida da equipa e em ambos os casos não houve a felicidade de o resultado sorrir, mesmo perante um desempenho menor. Em jogos de menor rendimento é fundamental que as vitórias surjam, mesmo que com alguma felicidade à mistura, o que não aconteceu. Mas globalmente a prestação tem sido positiva e, numa prova de regularidade, a recuperação de um desaire pode acontecer mais tarde ou mais cedo.

Na Taça da Liga, os Gverreiros do Minho vão disputar a final four com o Porto, Benfica e Sporting, depois de terem eliminado o Estoril, sendo o jogo da meia final frente ao clube da Luz. São esperados três bons jogos, dada a qualidade das equipas presentes, o que eleva o desejo de todos em conquistar o título que por agora mora em Braga, com toda a justiça.

A Taça de Portugal já tem o sorteio realizado até às meias finais, de onde surgirão naturalmente os finalistas. O SC Braga já eliminou o Trofense e o Olímpico do Montijo, ambos fora de casa, e quis o sorteio que agora, nos oitavos de final, o adversário fosse o Torreense, na Pedreira. Em caso de sucesso, a equipa de Carvalhal defronta o vencedor do Moreirense vs Santa Clara nos quartos de final e, caso prossigam em prova cruzam, na meia final, com o vencedor do Gil Vicente FC x Académico de Viseu vs Nacional x Porto. Em teoria, pode acontecer nas meias finais a repetição dos clubes que estão presentes da final four acima referida, mas ainda há muitos minutos de competição a percorrer na prova rainha.

Ao nível da Liga Europa, o SC Braga defronta, depois de uma brilhante fase de grupos, nos dezasseis-avos de final, a Roma treinada pelo português e antigo treinador bracarense Paulo Fonseca. São previsíveis dificuldades elevadas, mas os romanos não irão, certamente, passear na eliminatória, que por agora ainda surge muito distante.

O plantel formado pelo técnico Carlos Carvalhal parecia equilibrado, mas a lesão de longa duração de Moura requer reajustamentos cirúrgicos no plantel, uma vez que Galeno também estará inativo durante algumas semanas, o que desfalca o lado esquerdo. O mercado de inverno promete ser intenso ao nível de comunicação social, que não se cansa de vender os mesmos jogadores várias vezes e a clubes diferentes. Esta falta de vergonha, refletida na pressão regular da comunicação social, requer uma dose de “imunidade do grupo” sobre as transferências que só acontecem na cabeça de alguns, mas que mexem com a estabilidade emocional dos atletas, como seres humanos que são.

Uma nota final para o próximo jogo, que é muito importante por isso mesmo, a disputar no difícil estádio do Bessa, onde mora uma equipa aguerrida e agora orientada por Jesualdo Ferreira, que exige uma equipa competente em campo.

Bom ano novo de 2021, para todos os leitores.

 

In zerozero

Partilhar

Anuncios G
Anuncios M