Memórias » Superbraga.com
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Memórias

Memórias

Não tenho grandes recordações do jogos mais distantes, apenas alguns detalhes, como os sprints do Karoglan, as entradas na "bola" do Artur Jorge, os berros do mister Cajuda, os "balázios" do Barroso.

Lembro-me de descer a avenida, desde a paragem do autocarro e juntar-me à romaria, lembro-me de me pendurar na rede, de proferir palavras menos agradáveis para o senhor de preto, de ficar de pé quando chovia.

Fiz-me socio quando ainda era "isento" deveria ter os meus 13 anos, e lá ia de autocarro com uma série de amigos ver a bola, o tempo foi passando e deixei de ser isento, e como tal sócio.

Lembro-me de ver jogos em cima do muro, de entrar nas bancadas ao intervalo, porque meia parte é sempre melhor que nada,
lembro-me dos primeiros feitos Europeus, de assistir por entre a porta ao pouco que se via do relvado, à espera do momento oportuno para entrar, de ouvir as palmas, os assobios e se fechasse os olhos conseguia mesmo ouvir a bola a bola a bater nas redes.

Entretanto a vida mudou, as prioridades tornaram-se outras, os estudos, a distancia, a velocidade do conhecimento, a necessidade de acompanhar o ritmo, entretanto o SC Braga continuou o Braguinha, os estudos terminaram, o mercado chamava por mim, não, não é esse mercado, o mercado que paga mal como à maioria dos Portugueses.

Entretanto surgiu a tv paga, a bola na TV, depois no estádio, já sem muros para subir, ou a ver meios relvados, e depois num outro estádio mais longínquo, e depois na TV, porque o dinheiro não estica.

O SC Braga cresceu, agitou as águas, até então estagnadas pelos poderes instituídos, gritou "Somos Guerreiros do Minho" e as suas gentes saltaram e gritaram em uníssono "Nós Somos os Guerreiros do Minho".

Entretanto os tempos mudaram, mudou o estádio, a avenida, os companheiros de "viagem", outros estão para vir, só não mudou o clube, o Sporting Clube de Braga.

Há certamente quem tenha mais vivas as memórias de estes e outros tempos do SC Braga, é importante preservar o passado para construir o futuro.

Partilhar

Anuncios G
Anuncios M