FOGO NO DRAGÃO NA FESTA DE ANIVERSÁRIO » Superbraga.com
You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

FOGO NO DRAGÃO NA FESTA DE ANIVERSÁRIO

FOGO NO DRAGÃO NA FESTA DE ANIVERSÁRIO

A visita do SC Braga ao Estádio do Dragão terminou com a vitória arsenalista, colocando fim a um longo período de jejum de quinze anos sem vencer naquele estádio e deixando uma sensação de desconforto geral nas hostes portistas. Houve fogo no dragão na festa de aniversário bracarense. Parabéns, Sporting Clube de Braga pelos 99 anos de existência.

A equipa de Rúben Amorim entrou em campo no seu habitual sistema de três centrais e com Wilson Eduardo a surgir, de modo algo surpreendente, no lugar de Ricardo Horta. Sem abdicar dos seus princípios de jogo, os Gverreiros do Minho marcaram cedo por intermédio de Fransérgio, que fez uma exibição tremenda, o que proporcionou os primeiros festejos aos adeptos, que foram de imediato interrompidos pelo árbitro auxiliar que assinalou fora de jogo. O lance foi analisado pelo VAR, que recomendou a Carlos Xistra a sua visualização. O árbitro viu o lance e concluiu que Raúl Silva, em fora de jogo posicional, não interferiu minimamente no desenrolar da jogada, pelo que o golo foi validado, dando aos adeptos braguistas novo momento de festejos. A primeira parte decorreu de modo controlado, até chegar um pontapé de penalti desnecessário de Raúl Silva, numa entrada de carrinho imprudente, dando um ligeiro toque no jogador portista, mas que Matheus corrigiu, ao defender o remate de Alex Telles. O guarda-redes brasileiro ofereceu à equipa a tranquilidade que esta necessitava ao longo do jogo. O intervalo chegava assim com a vantagem da melhor equipa sobre o relvado.

A segunda parte começou com a estreia do jovem David Carmo que entrou para o lugar de Raúl Silva, demasiado exposto à pressão do estádio por estar amarelado, algo que ficará na memória do jovem central proveniente da “fábrica de talentos” que existe em Braga. O jogo decorria sem grandes sobressaltos até que Otávio aproveitou a inexperiência de David Carmo e, provocando o contacto, sacou novo pontapé de penalti para a sua equipa. Soares substituiu Alex Telles na responsabilidade de marcar, mas Matheus parece ter intimidado o avançado brasileiro, que chutou a bola para o poste. Mas volvidos alguns minutos o golo do empate chegava pela coxa de Soares, a passe de Marega. À entrada para o último quarto de hora do jogo Paulinho marcou, na sequência de um canto, provocando mais um momento de festejos, desta vez sem interrupção, aos braguistas presentes na bancada e, certamente, a todos os que sofreram longe da equipa, em protesto contra os “horários indecentes” dos jogos. Até final a equipa bracarense controlou o jogo sem grandes sobressaltos e perdeu ainda, perto do fim, uma chance clara de marcar o terceiro golo. Findo o longo período de descontos mal concedido pelo árbitro, que até fez um jogo corajoso em ambiente tão adverso, a equipa e os adeptos puderam celebrar o saboroso triunfo. Havia justiça, pois a melhor equipa presente no relvado venceu, continuando o jovem treinador com o pleno de vitórias nos jogos disputados, a pedir “equivalência nas habilitações”, que tanta urticária têm causado àqueles que lhe querem vedar o caminho do sucesso. Que a saga vitoriosa prossiga. Nota positiva para o bom trabalho da polícia feito durante todo o acompanhamento dos adeptos braguistas.

A equipa B do SC Braga deslocou-se a Chaves e contou com uma presença anormal de adeptos na bancada, numa altura de continuidade do protesto, que até resultou num apoio enorme à equipa. Os bracarenses adiantaram-se no marcador na primeira parte, por intermédio de Gonçalo Gregório. A vantagem mínima manteve-se até ao período de descontos, altura em que uma má abordagem individual resultou no golo do empate e na perda de dois pontos. O empate permitiu à equipa chegar à liderança partilhada da classificação. Espero que este resultado seja corrigido nos próximos jogos, que podem decidir a carreira desta jovem equipa.

A equipa feminina foi ao terreno do Marítimo e venceu por 2-0, seguindo no último lugar do pódio.

No que concerne à formação, a equipa de Sub-19 venceu, fora, o Leixões por 4-0 e prossegue na liderança de modo destacado, num percurso notável da equipa de Artur Jorge, que ainda não perdeu qualquer jogo. A equipa de Sub-17 recebeu e goleou o Tondela por 4-0, somando o segundo êxito seguido, que lhe acalenta a esperança de apuramento. A equipa de Sub-15 venceu no Bessa por 4-2 e segue em segundo lugar, que vale neste momento uma posição de apuramento para a terceira fase.

Esta semana disputa-se, a quatro, a Taça da Liga na Pedreira, com um SC Braga vs Sporting na primeira meia-final, esta terça-feira, e um V. Guimarães vs Porto a disputarem a segunda meia-final, no dia seguinte. A final está agendada para o próximo sábado, onde se ficará a conhecer o nome do “Campeão de Inverno”.

Boa sorte, SC Braga para a final four. Parabéns, SC Braga e que a vida te sorria.

Partilhar

Anuncios G
Anuncios M