Olá, Visitante. Por favor Entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
 


Autor Tópico: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02  (Lida 481 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Bruno3429

  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 9914
NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« em: 26 de Fevereiro de 2017, 07:19 »
Jorge Simão assume pressão para o jogo com o Vitória de Setúbal
Paulo Machado

Jorge Simão, assumiu “alguma pressão”, mas espera ganhar ao Vitória de Setúbal, no jogo desta tarde (18 horas), no Bonfim, e ultrapassar a má fase de cinco jornadas sem vencer na I Liga de futebol.
O treinador não quis dizer se, face à vantagem que o Sporting, terceiro classificado, tem sobre os minhotos (seis pontos), e à ultrapassagem provisória do Vitória de Guimarães, que venceu na sexta-feira em casa o Moreirense (1-0), o objectivo passa agora por garantir o quarto lugar.

“Quando os resultados acontecem, as coisas fluem e é muito mais fácil. Quando não surgem, parece um electrocardiograma. Os resultados não são o que esperamos, mas tenho noção de que tudo temos feito. Deixo um elogio aos jogadores porque assumiram como seu o desafio de se superarem e esse é o passo para ganhar o jogo amanhã [hoje] e ultrapassar esta fase”, disse.

O técnico considera que o facto de os rivais vimaranenses estarem neste momento em quarto lugar não traz peso extra, mas assume “alguma pressão” para o jogo com os sadinos.
“O que nos faz realmente pressionados é virmos numa sequência de maus resultados e responder ao que são as exigências deste clube. O jogo de amanhã [hoje] assume alguma pressão, mas encaramo-lo com muita confiança porque sentimos que temos vindo a melhorar os nossos comportamentos e pela semana de treinos que tivemos e que a mim me enche de confiança”, reforçou.

O técnico disse acreditar “convictamente” na quebra desse mau momento já em Setúbal, mas espera “dificuldades” diante de um Vitória que, em casa, conquistou pontos às equipas do topo da tabela. Assis disse a meio da semana que a equipa está a assimilar bem as ideias do treinador e Jorge Simão elencou-as. “Disse que o jogo com o Benfica foi aquele em que me senti mais ligado com os comportamentos que quero ver no Braga porque vi total compromisso dos jogadores na disputa da bola em qualquer ponto do campo, muito pressionante e, tendo espaço, à procura de chegar ao golo em processos de curta duração, vi 12 remates contra três, a ter mais do dobro das situações claras de golo. Se fizemos isso contra o Benfica, que está a caminho de se tornar numa das oito melhores equipas da Europa, podemos fazer com qualquer equipa”, afirmou.

Jorge Simão lamentou a falta de eficácia ofensiva da equipa que, nos últimos cinco jogos apenas marcou dois golos, mas disse serem “coisas que se treinam e melhoram e isso acontece exponencialmente quando se ganha”.

Correio do Minho

Offline Bruno3429

  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 9914
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #1 em: 26 de Fevereiro de 2017, 07:21 »
V. Setúbal-Sp. Braga (antevisão): duplo electrocardiograma na clínica do Bonfim
Equipas ainda não venceram em fevereiro
David Marques

V. Setúbal-Sp. Braga (antevisão): duplo electrocardiograma na clínica do Bonfim
Siga todas as incidências do V. Setúbal-Sp. Braga neste domingo a partir das 18h00 no AO MINUTO do Maisfutebol

MOMENTO

V. Setúbal: a equipa de José Couceiro está a apenas um ponto de igualar o registo que alcançou em 2015/16, mas nas últimas três jornadas só conseguiu somar um ponto. Curiosamente, o último triunfo foi na receção ao Benfica (1-0 a 30 de janeiro). Ainda assim, os resultados no Bonfim têm sido, na generalidade, favoráveis aos setubalenses, que não perdem para o campeonato dentro de portas desde novembro passado.

Sp. Braga: os minhotos não venceram nos últimos cinco jogos realizados para a Liga. Série negra que faz com que o conjunto de Jorge Simão chegue ao Bonfim no quinto lugar da Liga, atrás do rival V. Guimarães, que venceu o Moreirense. Desde que assumiu o comando técnico dos «arsenalistas», Jorge Simão somou apenas duas vitórias em oito partidas para o campeonato e perdeu a final da Taça da Liga. Um «cartão de visita» que está longe de agradar aos adeptos.

AUSÊNCIAS

V. Setúbal: Fábio Cardoso (lesionado); Mikel Agu (em dúvida)

Sp. Braga: Baiano, Ricardo Ferreira, Velázquez, Mauro, Wilson Eduardo e Hassan (lesionados); Pedro Santos (castigado)

DISCURSO DIRETO

José Couceiro: «O Sp. Braga quer inverter o seu ciclo da mesma forma que nós queremos fazê-lo com o nosso, uma vez que não ganhamos há três jornadas. Espero um oponente dentro do que nos tem habituado, à imagem do que fez no último jogo com o Benfica, momento em que fizeram uma boa exibição, apesar da derrota»

Jorge Simão: «[O V. Setúbal] É um adversário que em casa dificulta muito a vida aos adversários. Trata-se de uma boa equipa, bem treinada e que vai criar dificuldades. Mas o foco é aquilo que nos guia: queremos associar o que temos vindo a fazer com uma vitória»

HISTÓRICO DE CONFRONTOS:

V. Setúbal e Sp. Braga já se defrontaram para a Liga em 105 ocasiões. Os minhotos lideram o mano-a-mano com 48 vitórias contra 32 derrotas, mas no Estádio do Bonfim os sadinos costumam ser mais felizes, com 25 triunfos e 14 desaires em 52 duelos. Ainda assim, o histórico recente não é favorável ao Vitória, que não leva a melhor sobre os bracarenses em casa desde setembro de 2007 e já leva 19 encontros sem vencer a contar para todas as competições internas.

Maisfutebol

Offline JotaCC

  • Moderador Global
  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 29255
  • Sexo: Masculino
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #2 em: 26 de Fevereiro de 2017, 08:51 »
Duelo da urgência no Bonfim

A fome e o prolongado jejum frente a frente na 23.ª jornada. No Estádio do Bonfim, o Vitória tenta reencontrar o caminho do triunfo (após ter ganho ao Benfica, somou duas derrotas e um empate), o mesmo sucedendo com o Braga, que só amealhou dois pontos, de dois empates, na últimas cinco rondas.
Da inconciliação dos interesses aguarda-se um jogo rasgado, entre duas equipas separadas por nove pontos. O Vitória é nono, com 29 unidades, e o Braga, quinto, joga para retomar o quarto lugar, perdido para outro Vitória, o de Guimarães, que bateu o Moreirense (1-0) e que assumiu, à condição, a liderança do duelo primordial do Minho, por um ponto.
Se lhe der conforto moral, o Braga pode confrontar os sadinos com a estatística: nos últimos 19 jogos entre as duas equipas, em todas as provas, os minhotos nunca perderam e venceram 14; o último triunfo do Vitória tem mais de nove anos (3-2, na “pedreira”, para a Liga, a 17 de fevereiro de 2008).
No Vitória, o treinador José Couceiro tem uma baixa, a do defesa Fábio Cardoso, lesionado, e uma dúvida, o médio Mikel, que ainda recupera de lesão.
No Braga, há sete baixas: Baiano, Velazquez, Ricardo Ferreira, Mauro, Wilson Eduardo e Hassan estão lesionados e Pedro Santos está suspenso. O treinador Jorge Simão escalou um central da equipa B, Lucas Souza.



Eficácia bracarense vale triunfo sobre F. C. Porto

Vitória justa do Braga sobre o F. C. Porto, por 3-1, um resultado que começou a ser definido aos 30 segundos, com um pontapé de fora da área de Trincão, o melhor em campo, que bisou a centro de Moura. Os minhotos venceram pela insistência atacante e por terem explorado muito bem as situações de contra-ataque. Os dragões reduziram, numa insistência de Xavi. Na segunda parte, o jogo foi mais quezilento, o que se estendeu aos bancos, acabando o Braga sem treinadores.



Solange mete leão na rota do título

Alvalade recebeu, ontem, Leoas e Guerreiras para o jogo grande da 18.ª jornada da Liga feminina. O Sporting venceu e está mais próximo do título. Solange Carvalhas foi a autora do golo, conseguido de penálti, já nos descontos.
Tatiana Pinto, do Sporting, perseguida pela bracarense Pauleta, num jogo cheio de emoção
Numa primeira parte sem grandes oportunidades, o Sporting quase inaugurava o marcador por Joana Marchão, na marcação de um livre. Valeu a excelente defesa de Rute Costa. Na segunda metade, as equipas entraram mais atrevidas e a da casa fez o primeiro aviso, aos 47 minutos, por Tatiana Pinto.
Seria um penálti a decidir o jogo. Aos 90+4, Ana Borges sofreu falta na área e, na conversão do castigo máximo, Solange Carvalhas não perdoou e deu a liderança à equipa de Alvalade.

JN

Offline JotaCC

  • Moderador Global
  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 29255
  • Sexo: Masculino
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #3 em: 26 de Fevereiro de 2017, 08:57 »
SIMÃO RECONHECE “ALGUMA PRESSÃO”
BRAGA Depois de cinco jogos sem vencer, treinador espera regressar aos triunfos para ajudar a solidificar o “crescimento” da equipa

“Quando os resultados não aparecem, o nosso rendimento parece um eletrocardiograma”
Jorge Simão Treinador do Braga


Jorge Simão reforçou a ideia de que o rendimento da equipa tem vindo a “melhorar” e assegurou que uma vitória vai trazer a “tranquilidade e a confiança” que os jogadores precisam



Aos maus resultados no campeonato (cinco jogos consecutivos sem vencer), juntou-se, esta sexta-feira, a descida do Braga ao quinto lugar, depois da vitória do V. Guimarães sobre o Moreirense. Jorge Simão assume que o momento é de “alguma pressão”, mas não por ter sido ultrapassado na classificação, mesmo que provisoriamente, pelo rival do Minho. “O facto de entrarmos para este jogo no quinto lugar não aumenta a pressão, sobretudo num clube com a dimensão e a exigência do Braga. A nossa pressão vem do momento que vivemos, dos maus resultados ”, começou por afirmar o treinador, que espera uma vitória em Setúbal para “reverter” a atual situação. “Acredito, convictamente, que vamos quebrar esta série de maus resultados. Nos dois últimos jogos e meio [Benfica, Boavista e segunda parte do Estoril] vi muitas melhorias e podíamos ter conseguido outros resultados. Assumimos que temos alguma pressão para este jogo, mas encaramos esta partida com muita confiança, não só porque temos vindo a melhorar, mas também pela resposta que os jogadores deram nos treinos, algo me encheu de confiança”, prosseguiu.
Desta vez, Simão não quis falar de objetivos a longo prazo – a possibilidade de lutar pelo pódio, por exemplo –, tendo preferido fazer um balanço dos mais de dois meses que leva no comando técnico do Braga. “Tenho a noção de que, quando cheguei, houve uma grande clivagem ao nível das ideias e dos comportamentos dos jogadores. É um processo muito delicado, que acresce à pressão contínua de termos tido, numa primeira fase, jogos de três em três dias. Quando os resultados acontecem, as coisas fluem e é muito mais fácil. Quando não surgem, o nosso rendimento parece um eletrocardiograma. Deixo um elogio aos jogadores porque sinto que assumiram como seu o desafio de se superarem. E esse é o primeiro passo para ganhar este jogo e ultrapassar esta fase”, disse.
A fraca produção ofensiva da equipa também foi alvo de análise – apenas dois golos marcados nos últimos cinco jogos –, com o treinador a recordar as várias “oportunidades desperdiçadas”. “Também vamos melhorar neste aspecto quando os jogadores se sentirem mais soltos e confiantes. E, para isso acontecer, precisamos de uma vitória”, acrescentou, antes de deixar as últimas palavras para Ricardo Ferreira, que voltou a sofrer uma rotura muscular. “É uma situação que nos preocupa. Vamos analisar e despistar as causas que levam um jogador com a qualidade do Ricardo não poder dar o seu contributo”.



Lucas Souza em estreia absoluta

Lucas Souza, defesa-central da equipa B (14 jogos esta época) e internacional sub-20 brasileiro, estreia-se numa lista de convocados do Braga, substituindo o lesionado Ricardo Ferreira e ultrapassando Bruno Wilson, também da equipa B, que já tinha sido titular nesta época frente ao Paços de Ferreira e ao Covilhã. Vukcevic (regressa de castigo) e Tomás Martínez estão de volta às opções de Simão e ocuparam os lugares de Pedro Santos (castigado) e Gamboa (opção). Velázquez, Baiano, Mauro, Wilson Eduardo e Hassan são as outras baixas por lesão.


Miguel Pedro

Vitória, medicamento contra a depressão e amuleto contra o azar


Se não vencermos o jogo de hoje, Jorge Simão entra para a estatística como o treinador com pior série de resultados

1 Tomando de George Orwell uma velha máxima e adaptando-a aos meios futebolísticos, direi que “todas as vitórias são importantes, mas umas são mais importantes do que outras”. Digo isto a propósito do jogo de hoje, do SC Braga contra o Vitória de Setúbal: para mim, esta é uma das vitórias que são mais importantes do que outras. Passo a explicar: a primeira razão é que o outro Vitória, do nosso rival geográfico, ganhou o jogo de sexta-feira, quebrando um ciclo de maus resultados, e está, agora, à nossa frente. Ora, para mantermos bem vivo o nosso objectivo (para mim, o verdadeiro objectivo desta época) do quarto lugar na Liga NOS, teremos de ter sempre o Vitória de Guimarães atrás de nós. Para isso, teremos de ganhar hoje. Em segundo lugar, porque nós próprios necessitamos de quebrar o nosso ciclo negativo de resultados para termos alento para os jogos vindouros. Dizem as estatísticas (que, em momentos negativos, costumam enfatizar os dados igualmente negativos) que se não vencermos o jogo de hoje, Jorge Simão entra para a estatística como o treinador com pior série de resultados negativos seguidos de toda a década. Vale o que vale, mas ninguém quer ficar na estatística pelos piores motivos. Por último, a vitória no jogo de hoje impõe-se para cumprirmos o ambicioso objectivo autoproposto por Jorge Simão quando chegou a Braga: os tais 65 pontos. Façamos as contas: faltam 12 jogos para terminar o campeonato. Destes 12 jogos, temos cinco jogos caseiros e sete jogos fora de portas. Dos cinco jogos caseiros, um é contra o FC Porto e o outro contra o Sporting. Precisamos, para alcançar os tais 65 pontos, de 27 pontos. São nove vitórias em 12 jogos... ou oito vitórias e três empates. Não seria fácil mesmo se estivéssemos na “mó de cima”. Mas neste estado deprimido em que se encontra a equipa, este objectivo fica quase uma utopia. Por isso, torna-se imperioso ganhar o jogo de hoje. Sem os três pontos do jogo de hoje, este objectivo esvanece-se. Uma vitória contra o Vitória (uma espécie de “pleonasmo invertido”) servirá como um medicamento contra a depressão e como um amuleto contra o azar.

2 Entretanto, adensase o mistério sobre o novo acionista da SAD. Os 17% do capital social que o Município de Braga alienou em bolsa foram adquiridos por uma empresa britânica, com um nome que parece saído de um livro de Agatha Christie: Sundown Investments Limited. Se havia dúvidas de que esta empresa funciona como uma fachada para a detenção desta parcela do capital social da SAD bracarense, o presidente da AG da SAD desfez tais dúvidas, ao afirmar, no final da reunião magna da SAD da passada sexta-feira, o seguinte: “Se a SAD entender, e quando entender, anunciará quem são as pessoas que estão por trás disso.” Ou seja, existem mesmo “pessoas por detrás disto”, não restam dúvidas .... Aceita-se apostas.

O JOGO

Offline JotaCC

  • Moderador Global
  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 29255
  • Sexo: Masculino
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #4 em: 26 de Fevereiro de 2017, 09:02 »
NINGUÉM CHEGOU À TERCEIRA

“O nosso adversário leva um ponto e vai a esfregar as mãos”
Abel Ferreira
Treinador do Braga B “Veio ao de cima a nossa capacidade, reação extraordinária”
Francisco Chaló
Treinador do Ac. Viseu


Vindos duas vitórias, nem Braga B nem Ac. Viseu ousaram chegar ao terceiro triunfo consecutivo, empatando 2-2. Marcou primeiro a equipa viseense, com Bura a ser imperial no jogo aéreo, proporcionando um período de ascendência do Ac. Viseu. Afincado na resposta, o Braga B operou a cambalhota no marcador na segunda metade com golos de Leandro, contando com um desvio de Tomé, e de Xadas com um grande remate de fora da área. O triunfo parecia certo, Piqueti até podia ter arrumado a questão, mas Rui Miguel, lançado por Chaló, marcou no período de compensação. Empate com mais sabor para os viseenses, perante um Braga B que fez por merecer mais do que o ponto conquistado.



Solange deixa o leão com a mão no título
Alvalade recebeu 9263 espectadores, o maior registo de sempre em Portugal, superando o anterior máximo que era de 3415 adeptos

“Não há qualquer dúvida no penálti na área do Braga. Justos vencedores”
Nuno Cristóvão
Treinador do Sporting
“Estas miúdas não merecem isto. Se não têm qualidade para arbitrar o jogo, não apitem”
João Marques
Treinador do Braga


O Sporting venceu ontem o Braga por 1-0 num golo marcado no último minuto de jogo (90’+5’) através de uma grande penalidade convertida pela capitã Solange Carvalhas, a melhor marcadora da prova com 23 tiros certeiros. Três pontos que passam a ser quatro, caso os dois clubes terminem o campeonato com o mesmo número de pontos, p oras leoasle varem vantagem no confronto direto.
A faltarem oito rondas para o final, e face à supremacia de ambas as equipas no cortejo, o epíteto “jogo do título” levou 9263 espectadores a Alvalade, ultrapassando, em muito, o anterior recorde de assistência num jogo de futebol feminino: 3415, no Portugal-Roménia, do play-off de apuramento para o Europeu. Os muitos adeptos tiveram de esperar meia hora para ver o primeiro remate à baliza, por Natalia Sánchez (saiu lesionada aos 38’ ), mas seria Joana Marchão (42’) a ter nos pés a primeira ocasião de golo, num livre direto.
Na segunda parte, o Sporting assumiu o comando do jogo, ainda que o Braga reclamasse um penálti, aos 61’, por falta de Joana Marchão sobre Jéssica Silva. Com o aproximar do final, a guardiã Rute Costa começou a brilhar, primeiro num remate de Fátima Ponto (73’), e, depois, aos 90’+2’, noutro de Rita Fontemanha, que já antes tentara a sua sorte. Ainda no período de descontos, a bracarense Ottilia perdeu tempo de mais para, logo a seguir, Sílvia Rebelo derrubar Ana Borges dentro da área. Solange Carvalhas marcou e deixou o leão isolado.



Trincão desfez bicampeão
Médio já festejava aos 30 segundos e minutos depois bisava

Vitória justa do Braga sobre o FC Porto, por 3-1, um resultado que começou a ser definido aos 30 segundos, com um pontapé de fora da área de Trincão, o melhor em campo, que bisou, minutos depois, a centro de Moura. Os minhotos venceram pela insistência atacante e por terem explorado muito bem as situações de contra-ataque. Os dragões, bicampeões em título, reduziram, numa insistência de Xavi, e ganharam alento para uma possível cambalhota. Contudo, na segunda parte, o jogo tornou-se mais quezilento, situação que se estendeu aos bancos, acabando o Braga sem treinadores.
Pouco futebol se viu, com o bracarense Xico, aos 55 minutos, a dar de novo dois golos de vantagem, e a sentenciar o jogo.
A derrota não compromete o objetivo pelo tricampeonato, mas dificulta bastante.

O JOGO

Offline JotaCC

  • Moderador Global
  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 29255
  • Sexo: Masculino
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #5 em: 26 de Fevereiro de 2017, 09:06 »
Jorge Simão determinado a acabar com as oscilações

O QUE FIZEMOS CONTRA O BENFICA VAMOS FAZER COM OUTROS ADVERSÁRIOS”, SALIENTOU O TREINADOR

Um “processo delicado” é como Jorge Simão caracteriza a “alteração de liderança com clivagem clara de ideias e comportamentos dos jogadores” que resultou da sua chegada ao Sp. Braga. Uma evolução em nada facilitada pelo facto de haver “jogos de três em três dias. Quando os resultados aparecem, esse crescimento é mais rápido, mas com maus resultados há mais oscilação, parece um eletrocardiograma”, desabafou o treinador. “Os resultados não são os que esperávamos, mas sei o que temos feito para entrar na rota das vitórias. Tenho de elogiar os meus jogadores, porque sinto que assumiram o desafio de se superarem para ultrapassarmos esta fase. Isso enche-me de confiança para voltar aos triunfos. O primeiro passo é vencer já no Bonfim”, asseverou. Após o triunfo do V. Guimarães, o Sp. Braga entra em campo no 5º lugar, algo que Jorge Simão, de 40 anos, relativiza. “No momento que vivemos, existe sempre pressão. Independentemente de o V. Guimarães ter ganho, não vejo que isso possa afetar o nível de pressão num clube com esta exigência. O que pesa são os maus resultados e queremos responder já a isso”, frisa.
A exibição contra o Benfica agradou e, partindo dessa base positiva, Simão lança o assalto ao Sado com perspetivas mais animadoras: “Vi um total compromisso de todos os jogadores, uma equipa pressionante, a circular a bola e a tentar chegar ao golo. E quando não havia espaço, a circular a bola de forma rápida. Se fizemos isto com o Benfica, vamos fazê-lo com outros adversários.”



O que falta é... ganhar!

A produção ofensiva do Sp. Braga não tem correspondência na qualidade da finalização. “Quando uma equipa não marca golos, isso é preocupante. Mas não chegamos lá? Não é verdade, porque temos tido claras oportunidades de golo. Isso melhora-se com o treino e uma vitória solta os jogadores. É isso que falta. Temos criado, só não temos conseguido marcar e precisamos de uma vitória para ter melhor critério”, disse. O que não vai ser fácil é bater um V. Setúbal que não perde no Bonfim, para o campeonato, desde novembro. “É um adversário que em casa dificulta muito a vida aos adversários”, reconheceu Simão, que convocou Vukcevic e Tomás Martínez como novidades, às quais se junta o central Lucas. Por último, com Ricardo Ferreira novamente lesionado, o técnico defendeu o departamento médico de uma eventual polémica.

RECORD

Offline JotaCC

  • Moderador Global
  • Equipa Principal
  • *****
  • Mensagens: 29255
  • Sexo: Masculino
  • Allez Braga Allez nos somos a tua voz...
Re: NOTÍCIAS DO ENORME DO DIA 26/02
« Responder #6 em: 26 de Fevereiro de 2017, 09:12 »
TÍTULO ‘ RESERVADO’
Solange Carvalhas decidiu jogo ímpar aos 90’+4 e deixa leoas com vantagem importante

“FOI UM BOM MOMENTO DE PROPAGANDA PARA O FUTEBOL FEMININO. A GUARDIÃ DO SP. BRAGA ADIOU O GOLO”

O 0-0 aparentava voltar a repetir-se uma volta depois e até as ocasiões de golo de parte a parte ao longo dos 90 minutos apontavam para isso, mas acabou por ser um detalhe a fazer a diferença entre primeiro e segundo classificados. Sílvia Rebelo rasteirou Ana Borges dentro da área, com Solange Carvalhas a não perdoar da marca dos 11 metros, para deixar cerca de 10 mil pessoas em verdadeiro delírio em Alvalade. “Sabia que era o último minuto e deveria ser um golo decisivo. Escolhi um lado e bati com convicção. Graças a Deus deu certo”, contou a melhor marcadora do campeonato (23 golos) após o término da partida.
O restante tempo de jogo pautou-se pelo equilíbrio. Apesar do apoio incondicional às leoas, numa atmosfera inédita no futebol feminino português, o então líder Sp. Braga não se mostrou atemorizado. Depois de por duas vezes as bracarenses ameaçarem a baliza, sem que a jogada culminasse em remate, foi a sportinguista Sara Granja a estar pela primeira vez mais perto de faturar: apontou um livre direto em arco, obrigando Rute Costa a brilhar.
Pouco antes do intervalo, foi a vez de Vanessa Marques deixar Patrícia Morais em sentido, com um remate à meia-volta.
Já com Jéssica Silva em campo, a principal ‘agitadora’ da equipa de João Marques, o Sp. Braga reclama penálti aos 61’. A avançada dribla as adversárias que lhe aparecem pela frente, cai na área, mas a árbitra é perentória a mandar seguir, num lance que deixou dúvidas. Aos 69 minutos, a recém-entrada Andreia Norton usou a boa forma física para manter a posse de bola e endossá-la a Jéssica, que não se mostrou capaz de cruzar em condições para Ottilia, que aparecia isolada. Aos 73’, Alvalade ‘acorda’ com a defesa de Rute Silva. Fátima Pinto aparece dentro da área e obriga a guarda-redes do Sp. Braga a brilhar, precipitando uma reta final de empolgamento nas bancadas, sentimento que passou para o relvado.
Aos 90’+3, foi a vez de Ottilia não dar o melhor seguimento a uma flagrante ocasião no coração da área, bem travada pela guarda-redes leonina. Quem não marcou, acabou mesmo por ‘morrer’.



Sp. Braga ataca arbitragem

No final do jogo, o Sp. Braga não poupou o trabalho da árbitra Ana Aguiar e seus pares. “Uma arbitragem tendenciosa e sem coragem pode ter decidido um campeonato”, podia ler-se no comunicado bracarense, a que se junta um vídeo do suposto penálti sobre Jéssica, ao minuto 61, garantindo que desta forma “se condicionam campeonatos” e “se vencem jogos”. “Não calaremos a nossa revolta, assim como não vacilaremos, nem por um momento, na defesa e no apoio às nossas guerreiras”, acrescenta-se ainda. Na sala de imprensa, João Marques mostrou-se desolado. “Houve um penálti claríssimo a nosso favor. É sempre para os mesmos. Elas não mereciam isto, foi um injustiça”, justificou o técnico do Sp. Braga.


ABC CONSTRÓI VITÓRIA SEGURA

Minhotos derrotaram o Benfica num duelo emotivo e reduziram a diferença para as águias

Carlos Resende viu-se obrigado a parar o jogo aos 20 minutos, 8-11, e a refrescar a cabeça dos seus pupilos para que o jogo virasse, facto que se traduziu num diferencial de 5-1 até final do primeiro tempo, e que aumentou para 9-1 até aos cinco minutos após o reatamento. A estratégia academista assentou num maior acerto defensivo, aproveitamento da superioridade numérica e um bom trabalho no desenvolvimento do ataque. Não se pense que depois foi apenas gerir resultado. O Benfica não deixou cair a toalha e foi lutando para tentar diminuir a diferença, só que já era uma tarefa hercúlea, mais a mais quando ambas as equipas eram penalizadas com exclusões, em especial os academistas que somaram 10 contra apenas 4 dos encarnados. “Foi um jogo de luta incrível por parte das duas equipas. Para alguém falhar, a outra equipa tem de ter algum mérito e provocar essas falhas. O importante era vencer e não perder pontos para o FC Porto”, comentou Carlos Resende, técnico do minhotos. “O ABC jogou com potência”, considerou Mariano Ortega, do Benfica.

RECORD