ABEL FERREIRA E O FUTURO

Treinador escolhido é consensual
Uma época desportiva atípica traduziu-se na entrada de três treinadores. Primeiro foi escolhido José Peseiro, que teve sempre muitos anticorpos e acabou por sair, depois de ter falhado duas competições no curto espaço de uma semana – passar a fase de grupos da Liga Europa e a eliminação precoce na Taça de Portugal, ante o Covilhã –, o que precipitou irremediavelmente a sua saída.
Seguiu-se Jorge Simão, que aparecia em Braga vindo de Chaves, acompanhado de três jogadores por si escolhidos, na sequência de um trabalho positivo realizado para lá do Marão. A impreparação revelada pelo treinador e a pouca sorte em diversos momentos, levaram a resultados que ficaram aquém das expectativas criadas. A perda da Taça da Liga para um frágil Moreirense, marcou negativamente a permanência de Simão em Braga, ficando registado como o momento da época. Esta perda causou dores excessivas na família braguista, mas a saída só se confirmou quando matematicamente não era possível atingir a famigerada meta dos 65 pontos, aliada à reação negativa de alguns adeptos depois da derrota de Paços de Ferreira.

Continuação...

A NOVA VIDA DO SC BRAGA NA PRESENTE ÉPOCA

Mudança de treinador gera consenso
A atual época desportiva começou com a entrada de JOSÉ PESEIRO para o cargo de treinador do SC Braga. Esta escolha, da responsabilidade aparente de ANTÓNIO SALVADOR, nunca foi do agrado da maioria dos braguistas, pelo que o decorrer do tempo apenas deteriorou uma relação que desde o início de adivinhava complicada.
O mês de dezembro revelar-se-ia maus de mais para os Gverreiros do Minho, com duas eliminações em apenas seis dias. Primeiro, foi a inédita eliminação na fase de grupos da Liga Europa e, na semana seguinte, foi a eliminação inesperada na Taça de Portugal, frente ao Covilhã, pelo que o SC Braga deixou de poder defender o título de Campeão que ainda ostenta.
Os resultados da liga estavam dentro do planeado, mas a fraca qualidade do futebol apresentado, a juntar às referidas eliminações, determinaram a inevitável saída do treinador.
Rei morto, Rei posto e de Chaves chegou JORGE SIMÃO, um treinador jovem em quem os braguistas depositam grandes esperanças para que lhes seja devolvido o prazer de ver futebol.

QUE 2017 TRAGA ALEGRIAS À FAMÍLIA DOS GVERREIROS DO MINHO

Continuação...

2016/2017 – NOVA ÉPOCA, SONHOS RENOVADOS

Época prevê-se competitiva
A época passada terminou em glória, com a conquista se segunda Taça de Portugal no Jamor, precisamente cinquenta anos depois da primeira conquista. Foi o epílogo de uma grande época, que levou à cobiça de diversos elementos da equipa braguista. O treinador PAULO FONSECA saiu, para rumar ao Shakhtar da Ucrânia. Entre os jogadores, o SC Braga viu partir JOSUÉ, que estava emprestado pelo Porto, LUIZ CARLOS, que era uma peça fundamental no xadrez arsenalista mas que terminou contrato, BOLY, que foi transferido para o Porto e RAFA, a estrela maior, que foi transferido para o Benfica, batendo o record de verbas envolvidas numa transação entre clubes portugueses. A transferência de RAFA transformou-se numa novela que deixou o país desportivo, em especial a nação benfiquista, em suspenso, mas com ANTÓNIO SALVADOR a não abdicar da posição de excluir qualquer compensação o empresário do jogador, por entender que o negócio fora efetuado pelos presidentes dos dois clubes. Sobre o limite do encerramento do “mercado de verão”, RAFA mudou-se mesmo para a luz, de nada valendo o interesse de Porto, Benfica e Zénit, cumprindo-se a sua vontade.

SOMOS GVERREIROS. SOMOS DO MINHO

Continuação...

CAMPEÕES – SC BRAGA CONQUISTA A SEGUNDA TAÇA DE PORTUGAL 50 ANOS DEPOIS

Época fechada com chave de ouro- MARAFONA lidera lista dos novos Heróis.
O SC Braga conquistou, no dia 22 de maio de 2016, no Jamor, precisamente 50 anos depois, a sua segunda Taça de Portugal, batendo o Porto por 4-2 nas grandes penalidades, depois de um empate 2-2 ao fim do tempo regulamentar e do prolongamento. Esta conquista fecha com chave de ouro uma grande época da equipa de PAULO FONSECA, treinador que assim fica ligado à História do clube.
Os Gverreiros do Minho fizeram um percurso complicado até chegar ao Jamor. Pelo caminho ficaram, por ordem cronológica, Ac. Viseu, Farense, Sporting, Arouca, Rio Ave e Porto. As quatro equipas da primeira liga classificaram-se esta época nos primeiros seis lugares e ficaram apurados para as competições europeias da próxima época, o que atesta bem as dificuldades existentes no caminho até à vitória final. O percurso dos portistas foi muito mais facilitado, por capricho dos sorteios, pelo que antes da final apenas um Boavista, sem a chama de outrora, surgiu pelo caminho antes da final como adversário da primeira liga, sendo os restantes adversários dos escalões secundários.

#TAÇADEPORTUGAL. #ORGULHOSAMENTECAMPEÕES2015/2016!!!

Continuação...

OBJETIVO CUMPRIDO – SC BRAGA NO 4º LUGAR. VENHA A TAÇA DE PORTUGAL

Entrada na fase grupos da Liga Europa assegurada
O SC Braga consolidou em Coimbra o quarto lugar, através de um nulo, concretizando mais um objetivo da época – ficar nos quatro primeiros lugares na época 2015/2016.
Os Gverreiros do Minho foram eliminados, de forma pouco recomendável, da Liga Europa, perdendo os dois jogos ante os ucranianos do Shakhtar, perdendo desse modo a ilusão que alimentavam de modo secreto os seus apaniguados de marcar presença na final de Basileia. Mas foi uma boa campanha europeia, com a vitória na fase de grupos e a presença nos quartos-de-final, depois de ter eliminado o Sion (Suíça) e o Fenerbahçe (Turquia).
Na Taça da Liga, ou Taça CCT, o SC Braga foi eliminado na meia-final disputada frente ao Benfica na luz, num jogo em que RAFA marcou um grande golo e o árbitro impediu que os Gverreiros do Minho chegassem a uma vantagem mais confortável, depois de ter assinalado mal três foras de jogo inexistentes. Para a História fica o resultado e o apuramento de um Benfica sôfrego, deixando os arsenalistas fugir uma excelente oportunidade de marcar presença em mais uma final, ante o Marítimo do Funchal.
#ESTAMOSJUNTOS. #DENOVONOJAMOR. #OSONHOCOMANDAAVIDA!!!

Continuação...

SC BRAGA – RUMO AOS OBJETIVOS DEFINIDOS

Apurados na Liga Europa e na Taça de Portugal
Os Gverreiros do Minho prosseguem o seu aminho rumo aos objetivos definidos para a época 2015/2016, sob o comando de Paulo Fonseca. A consolidação dos processos de jogo bem como do esquema tático escolhido, têm permitido que a equipa evidencie uma qualidade de jogo claramente acima da média.
A presente edição da fase de grupos da Liga Europa permitiu ao SC Braga bater o record de pontos obtidos e terminar em primeiro lugar, o que sucedeu pela primeira vez, sendo o único representante português a terminar no topo da classificação do respetivo grupo, numa demonstração de qualidade além-fronteiras. O sorteio dos dezasseis avos da competição ditou uma eliminatória contra os suíços do Sion, podendo-se dizer que a sorte (possível) acompanhou o clube no momento que ditou a sorte da eliminatória. Os arsenalistas podem assim aspirar a prosseguir até mais adiante nesta competição, onde no passado recente já marcaram presença na final de Dubli em 2011.
A liga portuguesa tem sido cumprida dentro dos parâmetros definidos e a equipa situa-se nos primeiros quatro lugares. Porém, ainda está mal digerida a derrota contra o Benfica na “pedreira”, onde a falta de sorte e de eficácia marcaram presença e impediram que os Gverreiros do Minho ganhassem alguns pontos rumo a uma futura luta por um lugar no pódio, pensamento que está regularmente presente na mente dos adeptos, sem existir essa obrigatoriedade na equipa. A má gestão dos destinos do futebol português tem contribuído para aumentar o fosso entre os “autodenominados grandes” e os restantes. Mas o sonho comanda a vida, pelo que a equipa contará sempre com o apoio da legião, na persecução de objetivos maiores.
A Taça da Liga ainda não começou, mas o sorteio, onde o SC Braga foi cabeça de série, permite aspirar à presença nas meias-finais da prova, prevendo-se porém uma luta grande na fase de grupos.
A Taça de Portugal começou com deslocações a Viseu, onde o SC Braga venceu por claros 3-0, e a Faro, num “relvado” miserável, onde o golo da vitória surgiu no prolongamento, traduzindo a superioridade minhota nesse confronto.

Continuação...

2015/2016 – NOVA ÉPOCA, SONHOS RENOVADOS

Jogo de estreia contra o Nacional
Depois do final da última época se ter tornado num pesadelo, quando o sonho esteve no interior de todos os braguistas, através de uma final da taça verdadeiramente surreal e que todos querem “varrer” das suas memórias, surge a nova época. No futebol a linha que separa a vitória da derrota ou o sonho do pesadelo é, por vezes, demasiado ténue para se acreditar nela.
A renovada equipa recebeu um novo treinador, Paulo Fonseca, que finalmente chegou a Braga, após um “namoro” anterior que não se traduziu em “casamento”. O plantel sofreu uma remodelação de relevo, com a saída de jogadores influentes, como Danilo, Rúben Micael, Pardo, Zé Luís e Éder, que permitiram reequilibrar financeiramente a estrutura, mas que obrigam ao “desenho” novo projeto. Entraram jogadores mais jovens e o plantel apresenta agora uma média de idades bastante mais baixa, apesar de se manter integrado o "eterno” capitão Alan, que aos 36 anos ainda evidencia uma alegria contagiante.

Continuação...

COMPETIÇÃO DOS GVERREIROS DO MINHO ANTES DO NATAL

Próximo jogo com Guimarães na ‘pedreira mágica’
O S.C.Braga está numa fase claramente positiva, com quatro vitórias e um empate (em Coimbra) nos últimos cinco encontros. A equipa estreou-se a vencer extra-muros em Guimarães, por 2-1, para a Taça de Portugal, num dérbi sempre escaldante, onde existiu de tudo, mas que no final deixou os arsenalistas de sorriso largo no rosto. Seguiu-se uma viagem a Penafiel, onde os Gverreiros do Minho conseguiram a maior vitória se sempre da sua longa História, na principal competição de Portugal, em jogos disputados fora, com o marcador final a registar esclarecedores 1-6.
O jogo que se segue, no domingo dia 07-12-2014 às 20H15, traz um novo dérbi, outra vez contra o Guimarães, agora a contar para a liga, num jogo que se disputa na ‘pedreira mágica’, recinto predileto dos Gverreiros esta época até à presente data. Esperam, naturalmente, os adeptos braguistas uma nova vitória, que aproxime ainda mais a equipa dos objetivos inicialmente propostos para esta época. As bancadas do ímpar estádio de Braga palpitarão novamente em ritmo forte, no apoio incondicional à sua equipa principal de futebol. Depois seguir-se-á uma deslocação ao Restelo, para medir forças com o Belenenses, num encontro ainda distante no tempo.

#ESTAMOS JUNTOS. SOMOS GVERREIROS DO MINHO

Continuação...

TAÇA DE PORTUGAL – O MELHOR DA 4ª ELIMINATÓRIA É ENTRE OS RIVAIS DO MINHO

Gverreiros do Minho buscam a primeira vitória da época fora
A próxima eliminatória da Taça de Portugal, que corresponde aos dezasseis-avos-de final da competição em 2014/2015, tem o seu prato mais apetecido no jogo do próximo deia 23 de novembro de 2014, pelas 19H15, em Guimarães, colocando frente-a-frente os eternos rivais do Minho.
Os Gverreiros do Minho fazem da ‘Pedreira’ uma fortaleza, onde venceram todos os jogos oficiais aí disputados, mas ainda não conseguiram vencer fora, o que terá que acontecer inevitavelmente alguma vez. O treinador Sérgio Conceição disse que a primeira vitória está guardada para Guimarães, por ser o próximo jogo, pelo que os adeptos estão a aderir em massa a esta deslocação, onde se joga mais do que uma simples partida de futebol. A rivalidade está sempre presente, quer nos jogadores, quer, especialmente, nos adeptos, uma vez que quem não ama não entende determinados sentimentos.
A época dos dois rivais do Minho está a ser amplamente positiva, especialmente a dos vimaranenses, que se encontram neste momento muito acima do expectável. A tabela classificativa coloca 5 pontos a separar as duas equipas, com desvantagem para os arsenalistas, mas que pouco significa, dado que no futebol, como na vida, tudo é bastante efémero.

#ESTAMOS JUNTOS. OS GVERREIROS DO MINHO SOMOS NÓS !!!

Continuação...

GVERREIROS DO MINHO VENCEM O CAMPEÃO BENFICA E QUEREM ABATER O RIVAL MINHOTO NA TAÇA

Próximo jogo Coimbra para continuar os bons resultados
O S.C.Braga venceu por 2-1, justamente, o Benfica, que é o atual campeão de futebol em Portugal. O jogo até começou mal para os arsenalistas, com os visitantes a marcarem ainda não tinha decorrido o segundo minuto de jogo, mas as ‘boas Histórias’ não são como começam mas sim como acabam e esta terminou em beleza, com a ‘remontada’ no resultado, que colocou as bancadas em delírio, numa prova cabal de que em Braga mandam os que lá estão. ÉDER empatou o jogo, numa finalização competente, que ilustra na perfeição o que é um lance de contra-ataque e, ao minuto oitenta e um, foi o ‘suplente’ SALVADOR AGRA que decidiu o jogo, através de um golo que levou à loucura as bancadas da ‘Pedreira’. Nem o perdão de dois lances claros de penalti por parte do árbitro, a favor dos Gverreiros do Minho, impediu que a justa vitória surgisse, em lances limpos de futebol. O jogo não poderia terminar sem mais uma confusão, para a qual muito contribuiu o adjunto dos encarnados Raul José, que é useiro e vezeiro em fazer destas cenas tristes, justificando deste modo lamentável o ordenado que aufere. Tudo terminou bem nesta História de encantar para os de Braga.

#ESTAMOS JUNTOS. QUEM NÃO SENTE, NÃO ENTENDE.

Continuação....

 
 
Olá, Visitante. Por favor Entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
 
 
Liga Zon Sagres
  
1 - 0
final
  


Domingo, 1 de Setembro às 20:00h

Liga Europa
  
0 - 0
  


Quinta, 29 de Agosto às 20:30h